A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

História Política de Roma. Monarquia Na Monarquia, o rei era escolhido por uma Assembleia Curial e tinha o poder limitado pelo Senado. A Assembleia Curial.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "História Política de Roma. Monarquia Na Monarquia, o rei era escolhido por uma Assembleia Curial e tinha o poder limitado pelo Senado. A Assembleia Curial."— Transcrição da apresentação:

1 História Política de Roma

2 Monarquia Na Monarquia, o rei era escolhido por uma Assembleia Curial e tinha o poder limitado pelo Senado. A Assembleia Curial era formada por cidadãos em idade militar e tinha como função: escolher o rei, elaborar e votar as leis. O Senado (Conselho de Anciãos) era um órgão consultivo, cabendo aprovar ou rejeitar as leis elaboradas pelo rei.

3 MONARQUIA SENADO Conselho de anciãos (aristocratas - patrícios) que fiscalizava o rei e elaborava as leis ASSEMBLÉIA Cidadãos que votavam as leis criadas pelo senado REI PODER POLÍTICO, RELIGIOSO, JURÍDICO E MILITAR

4 À solidez económica e política da situação dos patrícios somou-se o talento militar dos romanos, que fez de Roma, uma cidade- estado, a sede de um poderoso império; O elemento central da grande estabilidade desfrutada por Roma foi a instituição do latifúndio escravista, que, estabelecido ali numa escala desconhecida pelos gregos, proporcionou aos patrícios o controle sobre os rumos da sociedade.

5 Monarquia PATRÍCIOS Aristocracia proprietária das maiores e melhores terras e detentoras do poder políticoPLEBEUS Pequenos agricultores, comerciantes, pastores e artesãos

6 Patrícios e plebeus. Desde o tempo da Monarquia, a sociedade romana encontrava-se dividida em patrícios e plebeus. Os patrícios pertenciam à camada superior da sociedade, e os plebeus, à camada inferior. PlebeusPatrícios

7 CLIENTES Não-proprietários que se colocavam a serviço de um patrono (patrício) que cedia uma gleba de terra mediante um pagamento anual

8 Clientes: Ligavam-se a uma familia de patrícios. Clientela. Obrigações políticas, militares e econômicas. Eram diferentes dos plebeus, porém com o tempo vão acabar se fundindo. Escravos – Originados dos povos conquistados, formavam grupo reduzido.

9 República SENADO SENADO Poder Político e Legislativo Órgão com maior poder, composto por 3 mil senadores vitalícios. Elaboravam as leis, cuidavam de questões religiosas, conduziam a política externa, administravam as províncias, participavam da escolha do ditador. Ditador – Eleito para um mandato de seis meses, em época de guerra.

10 Havia três Assembléias: Curial – Examinava os assuntos religiosos. Tribal – Responsável pela nomeação dos Questores e Edis. Centurial – Composta pelos centúrias, grupos militares encarregados de votar as leis e eleger os magistrados.

11 lutas Sociais Crescimento da população e alargamento do território. Repartição desigual. Diferenças entre patrícios e plebeus. Esses conflitos tiveram início quando os plebeus formaram um exército próprio e retiraram-se para o Monte Sagrado: eles reivindicavam direitos políticos.

12 lutas sociais Os patrícios, por outro lado, precisavam dos plebeus nas atividades da guerra (militares e econômicas). Por isso, aceitaram as reivindicações dos plebeus e instituíram os tribunos da plebe, que podiam vetar leis que considerassem contrárias aos interesses da classe representada.

13 República- conquistas da Plebe Direitos concedidos aos plebeus Igualdade jurídica (Lei das 12 Tábuas) Igualdade civil, permitindo casamento entre patrícios e plebeus Igualdade política elegendo seus próprios magistrados (Tribunos da Plebe) Igualdade religiosa adquirindo o direito à cargos sacerdotais

14 Dinastia Júlio-Claudiana

15 A dinastia Júlio-Claudiana foi a primeira dinastia de imperadores do Império Romano. O nome deriva do apelido de Augusto, pertencente à família Júlia, e de Tibério, um Cláudios|Claudius de nascimento subsequentemente adoptado; Marcada por conflitos internos sangrentos entre os senadores e os imperadores: Tibério, Caio, Júlio César (Calígula), Júlio-Cláudia e Nero. Nero foi responsável pelo incêndio de Roma e pela primeira perseguição aos cristãos.


Carregar ppt "História Política de Roma. Monarquia Na Monarquia, o rei era escolhido por uma Assembleia Curial e tinha o poder limitado pelo Senado. A Assembleia Curial."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google