A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CLASSE – A CIÊNCIAS DA NATUREZA. são mudanças na sequência dos nucleotídeos do material genético de um organismonucleotídeosmaterial genético.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CLASSE – A CIÊNCIAS DA NATUREZA. são mudanças na sequência dos nucleotídeos do material genético de um organismonucleotídeosmaterial genético."— Transcrição da apresentação:

1 CLASSE – A CIÊNCIAS DA NATUREZA

2

3

4

5

6

7

8

9

10 são mudanças na sequência dos nucleotídeos do material genético de um organismonucleotídeosmaterial genético

11

12 erros de copia do material durante a REPLICAÇÃO exposição a radiação ultravioleta,ultravioleta exposição a radiação ionizanteionizante mutagênicos químicos vírus

13 mutação de linhagem germinativa mutações somáticas Adaptativas Não adaptativas

14 CARL VON LINNÉ, ( ) Dedicado à botânica e à física, tem como grande contribuição a criação da taxonomia, ciência que trata da classificação dos seres vivos. Systema Naturae; Fixista ( número de espécies existentes são os mesmos desde a sua criação );

15 A classificação atual é uma adaptação dos sistema de Lineu. O sistema proposto por Lineu continua sendo usado, acrescido de mais duas categorias: filo e família. São 7,as unidades básicas de classificação. ESPÉCIE GÊNERO FAMÍLIA ORDEM CLASSE FILO REINO Obs.: para as plantas no lugar de Filo, usa-se o termo Divisão.

16 a) Na designação científica, os nomes devem ser latinos de origem ou, então, latinizados. b) Em obras impressas, todo nome científico deve ser escrito em itálico (tipo de letra fina e inclinada), diferente do corpo tipográfico usado no texto corrido. Em trabalhos manuscritos, esses nomes devem ser grifados. c) Cada organismo deve ser reconhecido por uma designação binominal, onde o primeiro termo identifica o seu gênero e o segundo, sua espécie. d) O nome relativo ao gênero deve ser um substantivo simples ou composto, escrito com inicial maiúscula. e) O nome relativo à espécie deve ser um adjetivo escrito com inicial minúscula.

17 1ª- Todo nome científico deve ser latino ou latinizado. Exemplos: Canis familiaris Canis familiaris ( cão doméstico) Canis lupus Canis lupus (lobo) Bufo marinus (sapo) Pongo pygmaeus (orangotango) Bos taurus (boi) Bubalus bubalis (búfalo) Felis tigris (tigre) Felis leo (leão) Regras Internacionais de Nomenclatura

18 Canis familiaris Canis familiaris ( cão doméstico) Canis lupus Canis lupus (lobo) Canis latrans Canis latrans (coiote) Canis familiaris gênero epíteto específico Bothrops alternatus Bothrops alternatus (jararaca) Grafia itálica grifados (quando se usa a escrita manual) Canis spp. 2ª -Todo indivíduo deve possuir no mínimo 2 nomes (nomenclatura binominal). A abreviatura de espécie é sp. e a de espécies (plural) é spp. Plasmodium sp. (referente a uma espécie) Plasmodium spp (referente ás várias espécies existentes) Canis spp

19 Oriza sativa (arroz) Gênero espécie Canabis sativa (maconha) Gênero espécie

20

21 CARACTERÍSTICAS GERAIS São seres unicelulares e eucariontes. São complexos, com sistema reprodutor, digestivo, de locomoção. Eles ainda podem viver em colônias, sozinhos ou parasitando. Podem ser encontrados em água doce, salgada, em terras úmidas ou ainda dentro de outros seres. Seu modo de vida é livre, mas alguns protozoários são parasitas, e podem causar doenças ao homem. Protozoários e algas unicelulares eucariontes.

22 Clorofíceas (algas verdes): Por possuírem clorofila, como pigmento predominante em suas células, as clorofíceas são verdes. Este grupo compreende muitas espécies, que são predominantemente aquáticas, podendo viver em água salgada e em água doce. Como exemplo, podemos citar as algas marinhas do gênero Ulva, que possuem representantes comestíveis e chamados de alfaces-do-mar. Rodofíceas (algas vermelhas): As rodofíceas possuem bastante ficoeritrina, embora tenham também clorofila. São algas vermelhas e geralmente macroscópicas e marinhas, mas existem formas que vivem na água doce. Entre as algas vermelhas, existem formas comestíveis, como as algas do gênero Porphyra. Feofíceas (algas pardas ou marrons): As feofíceas possuem bastante fucoxantina e são geralmente macroscópicas e marinhas. São as algas pardas ou marrons. Algumas espécies podem medir mais de 50 metros de comprimento. A alga parda Laminaria é um exemplo de alga comestível; assim como os demais exemplos de algas comestíveis, essa alga é bastante consumida como alimento, principalmente pelos povos orientais.

23 Transmissor: A principal espécie propagadora da Doença de Chagas no Estado de São Paulo, foi o Triatoma infestans, hoje eliminado do nosso meio.. Geralmente, abrigam-se em locais muito próximo à fonte de alimento e podem ser encontrados na mata. Nas casas escondem-se nas frestas, buracos das paredes, nas camas, colchões e baús.

24 Agente causador: E.Histolytica Hospedeiro definitivo: homem Local do parasitismo: intestino grosso. Podem, também, ser afetados o fígado, os pulmões e o cérebro

25

26

27 O gafanhoto é verde porque vive na grama ou vive na grama porque é verde?

28

29 Estudo da origem das espécies e das modificações sofridas ao longo do tempo...

30 Teoria de Lamarck Primeira teoria científica sobre a evolução Pontos básicos: Lei do Uso e desuso Lei da transmissão dos caracteres adquiridos Importância: Combateu o fixismo Jean-Baptiste Pierre Antoine de Monet ( )

31

32

33

34 August Weissmann, em laboratório, realizou experimentos usando ratos, cortando as suas caldas por seguidas gerações, concluindo que nem por isso os seus descendentes nasciam anuros.

35 Teoria de Darwin ( ) Pontos básicos: Seleção Natural Variabilidade

36 EMBRIOLOGIA

37 Órgãos análogos (Semelhantes em aparência e/ou função, mas com diferente origem embrionária).

38

39 Convergência de forma Exemplo: Baleias e peixes

40

41 Exemplo: Archaeopiteryx e celacantus (fóssil vivo)

42 Composição química semelhante Código genético (DNA e RNA)

43 Órgãos vestigiais Exemplo: Cóccix e apêndice;terceiro molar;pêlos A presença destas estruturas vestigiais revela a ação de uma evolução no sentido regressivo, privilegiando indivíduos com estruturas cada vez menores, como os dentes em algumas espécies de baleias, dedos laterais nos cavalos, apêndice humano, ossos das patas em cobras, etc.;

44 1) O homem veio do macaco; 2) A sobrevivência do mais forte; 3) Seleção natural = cada um por si; 4) Os homens são infiéis por natureza; 5) O ser humano é mais evoluído dos animais.

45 ENTÃO ONDE DARWIN ESTAVA ERRADO?

46 ELE NÃO SABIA EXPLICAR COMO SURGIAM AS VARIAÇÕES NAS ESPÉCIES!!! AFINAL, NÃO CONHECIA OS FUNDAMENTOS DA GENÉTICA! MUITO MENOS SABIA O QUE ERA MUTAÇÃO!!!

47 Acrescentam aos princípios de Darwin a genética (como as mudanças ocorrem). Princípios: populações também contém variação genética através de mutação ao acaso; populações evoluem por mudanças nas freqüências gênicas; a diversificação vem através da especiação;

48 A formação de raças é o primeiro passo para a especiação. A raça só aparece se 2 populações estiverem de alguma maneira separadas ou isoladas. Temos dois tipos de isolamento: Isolamento geográfico Isolamento reprodutivo


Carregar ppt "CLASSE – A CIÊNCIAS DA NATUREZA. são mudanças na sequência dos nucleotídeos do material genético de um organismonucleotídeosmaterial genético."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google