A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

2R4R Toda matéria é constituída por partículas minúsculas chamadas ÁTOMOS A matéria é formada por partículas: Esféricas, maciças e indivisíveis Modelo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "2R4R Toda matéria é constituída por partículas minúsculas chamadas ÁTOMOS A matéria é formada por partículas: Esféricas, maciças e indivisíveis Modelo."— Transcrição da apresentação:

1 2R4R Toda matéria é constituída por partículas minúsculas chamadas ÁTOMOS A matéria é formada por partículas: Esféricas, maciças e indivisíveis Modelo da Bola de Bilhar

2 Para Thomson o átomo é uma esfera homogênea, de cargas positivas (os prótons) na qual estariam incrustadas algumas cargas negativas (os elétrons), garantindo assim a neutralidade do átomo

3

4

5 Os átomos apresentam duas partes fundamentais: O núcleo e a eletrosfera Os átomos apresentam duas partes fundamentais: O núcleo e a eletrosfera núcleo eletrosfera

6 As partículas, fundamentais, que constituem os átomos são: PRÓTONS, NÊUTRONS e ELÉTRONS cujas características relativas são: PARTÍCULAS PRÓTONS NÊUTRONS ELÉTRONS MASSA RELATIVACARGA RELATIVA – /1836

7 03)(Covest – 2004) Ao longo da história da ciência, diversos modelos atômicos foram propostos até chegarmos ao modelo atual. Com relação ao modelo atômico de Rutherford, podemos afirmar que: V F V F V F V F V F Foi baseado em experimentos com eletrólise de solução de sais de ouro. É um modelo nuclear que mostra o fato de a matéria ter sua massa concentrada em um pequeno núcleo. É um modelo que apresenta a matéria como sendo constituída por elétrons (partículas de carga negativa) em contato direto com prótons (partículas com carga positiva). Não dá qualquer informação sobre a existência de nêutrons. Foi deduzido a partir de experimentos de bombardeamento de finas lâminas de um metal por partículas α.

8 A matéria pode ser uma SUBSTÂNCIA PURA ou uma MISTURA As substâncias puras podem ser classificadas em: SIMPLES e COMPOSTA SUBSTÂNCIA SIMPLESSUBSTÂNCIA COMPOSTA O2O2 H2OH2O É constituída por um único tipo de elemento químico É constituída por mais de um tipo de elemento químico

9 Podemos observar um fenômeno pelo qual um mesmo elemento químico é formador de substâncias simples diferentes, tal fenômeno chama-se ALOTROPIA OXIGÊNIO (O 2 ) OZÔNIO (O 3 )

10 Se a matéria for constituída por mais de um tipo de molécula teremos uma MISTURA Estas misturas podem ser HOMOGÊNEAS ou HETEROGÊNEAS Estas misturas podem ser HOMOGÊNEAS ou HETEROGÊNEAS

11 As misturas que possuem apenas um único aspecto, isto é, as mesmas propriedades químicas em toda a sua extensão são denominadas de HOMOGÊNEA Se a mistura apresentar mais de um aspecto, isto é, tem propriedades distintas em sua extensão, será HETEROGÊNEA

12 02)Os diferentes tipos de matéria podem ser classificados em dois grupos: Substâncias puras Misturas. As substâncias puras podem ser simples ou compostas. Considerando-se esse modo de classificação, analise as afirmações: O ar atmosférico é uma substância pura. A água é uma substância simples. O oxigênio e o ozônio são substâncias distintas. A matéria que tem três tipos de molécula é uma substância composta. O sangue é uma mistura. V F V F V F V F V F

13 03) Considere as ilustrações para responder às questões de 1 a 6 Pag. 37 Ex. 5 a 10 água gelo água e sal dissolvido água e óleo 01) Quais das ilustrações representam substância pura? IIIIIIIV 02) Quais são misturas? 03) Quais são sistemas homogêneos? 04) Quais são sistemas heterogêneos? 05) Em qual frasco temos uma mistura heterogênea? 06) Em qual frasco temos uma mistura homogênea? I e II I e II III e IV III e IV I e III I e III II e IV II e IV IV IV III III

14 ESTADOS FÍSICOS DA MATÉRIA A matéria pode ser encontrada em três estados físicos SÓLIDOLÍQUIDOGASOSO Possui forma e volume fixos Possui forma variável e volume fixo Possui forma e volume variáveis

15 CONDENSAÇÃO SOLIDIFICAÇÃO GASOSO VAPORIZAÇÃO SÓLIDO LÍQUIDO FUSÃO SUBLIMAÇÃO RESSUBLIMAÇÃO MUDANÇAS DE ESTADOS FÍSICOS DA MATÉRIA

16 01) (UFRRJ) Podemos classificar, como processo endotérmico e exotérmico, respectivamente, as mudanças de estado: a) liquefação e solidificação. b) condensação e sublimação. c) solidificação e evaporação. d) fusão e liquefação. e) evaporação e fusão.

17 Temperatura (°C) a 1 atm Tempo sólido e líquido e gasoso 0°C 100°C – 10°C líquido

18 Temperatura (°C) a 1 atm Tempo sólido e líquido e gasoso t°C líquido – 15°C t°C

19 Temperatura (°C) a 1 atm Tempo sólido e líquido e gasoso líquido t°C – 15°C t°C

20 Temperatura (°C) a 1 atm Tempo sólido e líquido e gasoso líquido t°C – 15°C t°C

21 01) (UNICAP-96) A liquefação é um processo onde um cristal passa do estado sólido para o estado líquido. Uma mistura jamais terá um ponto de fusão ou ebulição constante. A naftalina gasosa e o iodo gasoso não podem ser mais ressublimados. O iodo sólido, depois de totalmente sublimado, transforma-se em vapor de iodo. O álcool forma uma mistura azeotrópica com a água, isto é, apresenta ponto de ebulição constante. V F V F V F V F V F

22 LEVIGAÇÃO É usada para componentes de misturas de sólidos, quando um dos componentes é facilmente arrastado pelo líquido Separação do ouro das areias auríferas

23 VENTILAÇÃO Consiste em separar os componentes da mistura por uma corrente de ar, que arrasta o componente mais leve Separação dos grãos do café de suas cascas

24 CATAÇÃO É método rudimentar baseado na diferença de tamanho e aspecto das partículas de uma mistura de sólidos granulados. Utilizamos as mãos ou pinças na separação dos componentes Separação das PEDRAS do FEIJÃO

25 PENEIRAÇÃO ou TAMISAÇÃO É usada para separar componentes de misturas de sólidos de tamanhos diferentes; passa-se a mistura por uma peneira Separação da areia dos pedregulhos

26 FLOTAÇÃO Consiste em colocar a mistura de dois sólidos em um líquido de densidade intermediária entre os mesmos Separação do isopor do ferro

27 Consiste em colocar a mistura em um líquido que dissolva apenas um dos componentes DISSOLUÇÃO FRACIONADA Separação do sal da areia

28 SEPARAÇÃO MAGNÉTICA Consiste em passar a mistura pela ação de um imã Separação de limalha de ferro do enxofre

29 DECANTAÇÃO Consiste em deixar a mistura em repouso até que o componente mais denso se deposite no fundo do recipiente A água e óleo Quando os componentes da mistura heterogênea são líquidos imiscíveis usamos o funil de decantação ou funil de bromo para separá-los

30 CENTRIFUGAÇÃO Consiste em colocar a mistura em um aparelho chamado centrífuga, que acelera a decantação, usando a força centrífuga

31 FILTRAÇÃO Consiste em passar a mistura por uma superfície porosa (filtro), que deixa passar o componente líquido ou gasoso, retendo a parte sólida da mistura

32 EVAPORAÇÃO Consiste em deixar a mistura em repouso sob a ação do sol e do vento até que o componente líquido passe para o estado de vapor, deixando apenas o componente sólido Obtenção do sal a partir da água do mar

33 DESTILAÇÃO A destilação é um processo que se utiliza para separar os componentes de uma mistura homogênea e pode ser dividida em SIMPLES e FRACIONADA Obtenção da água pura a partir da água do mar Purificação do álcool retirando água

34 06) Abaixo são fornecidos alguns fenômenos e a seguir alternativas que os classificam. Assinale a correta. I. Escurecimento de objetos de prata expostos ao ar. II. Evaporação da água dos rios. III. Sublimação da naftalina. IV. Formação da ferrugem. a) somente I é químico. b) todos são físicos. c) III é químico. d) existem dois químicos. e) somente IV é químico.

35 Próton NêutronElétron Número de prótons: ________ Nome do elemento: ___________ 5 BORO 4 BERÍLIO 2 HÉLIO Os diferentes tipos de átomos (elementos químicos) são identificados pela quantidade de prótons (P) que possui Esta quantidade de prótons recebe o nome de NÚMERO ATÔMICO e é representado pela letra Z Z = P

36 De acordo com a IUPAC (União Internacional de Química Pura e Aplicada), ao representar um elemento químico, devem-se indicar, junto ao seu SÍMBOLO, seu número atômico (Z) e seu número de massa (A) Notação Geral X Z A X Z A ou C 6 12 ClCl Fe 26 56

37 Próton NêutronElétron + 0 – – – Be íon cátion – – – – – – – – – – O – íon ânion ÍON É a espécie química que tem o número de prótons diferente do número de elétrons

38 Quando o átomo PERDE elétrons o íon terá CARGA POSITIVA e será chamado de CÁTION Quando o átomo PERDE elétrons o íon terá CARGA POSITIVA e será chamado de CÁTION O átomo de ferro PERDEU 3 ELÉTRONS para produzi-lo O átomo de ferro PERDEU 3 ELÉTRONS para produzi-lo Fe

39 Quando o átomo GANHA elétrons o íon terá CARGA NEGATIVA e será chamado de ÂNION Quando o átomo GANHA elétrons o íon terá CARGA NEGATIVA e será chamado de ÂNION O átomo de oxigênio GANHOU 2 ELÉTRONS para produzi-lo O átomo de oxigênio GANHOU 2 ELÉTRONS para produzi-lo O –

40 Cl Cl Z = 17 A = 35 N = 18 Z = 17 A = 37 N = 20 Estes átomos possuem o mesmo número atômico e diferentes números de nêutrons, conseqüentemente, números de massa diferentes Átomos que possuem mesmo número atômico e diferentes números de massa são denominados de ISÓTOPOS

41 Ca K Z = 20 A = 40 N = 20 Z = 19 A = 40 N = 21 Estes átomos possuem o mesmo número de massa e diferentes números atômicos Átomos que possuem mesmo número de massa e diferentes números atômicos são denominados de ISÓBAROS Átomos que possuem mesmo número de massa e diferentes números atômicos são denominados de ISÓBAROS

42 Ca K Z = 20 A = 40 N = 20 Z = 19 A = 39 N = 20 Estes átomos possuem o mesmo número de nêutrons e diferentes números atômicos e de massa Átomos que possuem mesmo número de nêutrons e diferentes números atômicos e de massa são denominados de ISÓTONOS

43 Do núcleo para fora estas camadas são representadas pelas letras K, L, M, N, O, P e Q LMNOPQK número máximo de elétrons, por camada K = 2 L = 8 M = 18 N = 32 O = 32 P = 18 Q = 8

44 Os elétrons de um átomo são colocados, inicialmente, nas camadas mais próximas do núcleo Na K = 2L = 8M = 1 Br K = 2L = 8M = 18 N = 7

45 Verifica-se que a última camada de um átomo não pode ter mais de 8 elétrons Quando isto ocorrer, devemos colocar na mesma camada, 8 ou 18 elétrons (aquele que for imediatamente inferior ao valor cancelado) e, o restante na camada seguinte Ca K = 2L = 8M = 10 M = 8N = 2

46 I K = 2L = 8M = 18 O = 7N = 25N = 18

47 Conjunto de substâncias que apresentam propriedades químicas semelhantes. As substâncias inorgânicas podem ser classificadas em quatro funções: * Ácidos *Bases * Bases *Sais * Sais *Óxidos * Óxidos Funções Inorgânicas

48 Características gerais dos ácidos Apresentam sabor azedo; Apresentam sabor azedo; Desidratam a matéria orgânica; Desidratam a matéria orgânica; Deixam incolor a solução fenolftaleína; Deixam incolor a solução fenolftaleína; Neutralizam bases formando sal e água; Neutralizam bases formando sal e água;

49 Ácidos importantes: 1)H 2 SO 4 – Ác. Sulfúrico (ácido ou água de bateria) S + O 2 SO 2 SO 2 + ½O 2 SO 3 SO 3 + H 2 O H 2 SO 4

50 2) HCl – Ác. Clorídrico (Ácido Muriático) Solução de hidreto de cloro em água. Apresenta forte odor, além de ser sufocante. É utilizado na limpeza de peças metálicas e de superfícies de mármore. É encontrado no suco gástrico humano. krokodil drug

51 3) HNO 3 – Ác. Nítrico (áqua fortis) Líquido incolor fumegante ao ar que ataca violentamente os tecidos animais e vegetais, produzindo manchas amareladas na pele. É muito usado em química orgânica para a produção de nitrocompostos.

52 4) H 3 PO 4 – Ác. Fosfórico (Acidulante INS-338) Obtido pela oxidação do fósforo vermelho com ácido nítrico concentrado. É um ácido moderado usado na industria de vidros, preparo de águas minerais e nos refrigerantes de cola. Seus fosfatos são usados como adubo. *Seus fosfatos fazem parte da formulação do fertilizante NPK.

53 4) H 2 CO 3 – Ác. Carbônico É formado quando se dilui o dióxido de carbono (gás carbônico, CO 2 ) em água. H 2 CO 3 H 2 O + CO 2

54

55 Características gerais das bases Apresentam sabor adstringente; Apresentam sabor adstringente; Deixam vermelha a solução de fenolftaleína; Deixam vermelha a solução de fenolftaleína; Neutralizam ácidos formando sal e água; Neutralizam ácidos formando sal e água;

56 1) NaOH – Hidróxido de sódio (Soda caústica) É um sólido branco floculado muito solúvel em água além de extremamente caústico. É usado na desidratação de gorduras, no branqueamento de fibras (celulose) e na fabricação de sabões e detergentes e como desentupidor de ralos e esgotos. *Sabões e detergentes são chamados de agentes tensoativos e possuem caráter básico. Bases importantes:

57 2) Ca(OH) 2 – Hidróxido de cálcio (cal apagada, hidratada ou extinta) É uma suspensão aquosa de aparência leitosa, obtida a partir do CaO (cal virgem). É usada em construções, na neutralização de solos ácidos e na fabricação de doces. CaO + H 2 O Ca(OH) 2 Cal Virgem Cal Apagada

58 3) Mg(OH) 2 – Hidróxido de magnésio (Leite de magnésia) É uma suspensão leitosa, obtida a partir do MgO. É usada como antiácido estomacal e também como laxante. Mg(OH) 2 + 2HCl MgCl 2 + 2H 2 O

59 2) Ca(OH) 2 – Hidróxido de cálcio (cal apagada, hidratada ou extinta) É uma suspensão aquosa de aparência leitosa, obtida a partir do CaO (cal virgem). É usada em construções, na neutralização de solos ácidos e na fabricação de doces. CaO + H 2 O Ca(OH) 2 Cal Virgem Cal Apagada

60 3) Mg(OH) 2 – Hidróxido de magnésio (Leite de magnésia) É uma suspensão leitosa, obtida a partir do MgO. É usada como antiácido estomacal e também como laxante. Mg(OH) 2 + 2HCl MgCl 2 + 2H 2 O

61 Óxidos Óxido é todo composto binário, onde o oxigênio é o elemento mais eletronegativo. Fórmula geral dos óxidos: Exemplos: CO 2, H 2 O, Mn 2 O 7, Fe 2 O 3,, OF 2 CO 2, H 2 O, Mn 2 O 7, Fe 2 O 3,, OF 2 E O 2- Nos óxidos, o oxigênio assume carga 2-


Carregar ppt "2R4R Toda matéria é constituída por partículas minúsculas chamadas ÁTOMOS A matéria é formada por partículas: Esféricas, maciças e indivisíveis Modelo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google