A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE CFOP/SUPEXT Coordenadora Geral : Profª Ivane Almeida Duvoisin Coordenador Pedagógico e Orientador Prof. Alfredo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE CFOP/SUPEXT Coordenadora Geral : Profª Ivane Almeida Duvoisin Coordenador Pedagógico e Orientador Prof. Alfredo."— Transcrição da apresentação:

1 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE CFOP/SUPEXT Coordenadora Geral : Profª Ivane Almeida Duvoisin Coordenador Pedagógico e Orientador Prof. Alfredo Martin Gentini Equipe de Pesquisa Acadêmicas: Cilene Gonçalves Leite e Deise Maira Baroneo Severo Professoras: Carolina Peralta Flores e Márcia Barbosa Miranda

2 Formação: Em 2003, Jean Pierre Besnard – diretor da Caravane Tháêthre, da França- veio a cidade de Rio Grande- RS, realizar cursos de formação em teatro interativo, na intenção de formar um grupo fixo de trabalho no Brasil. Foram realizados dois níveis de formação: o primeiro em 2003 e o segundo em Em janeiro de 2005 realizou- se o primeiro encontro intercultural (Caravane Théâtre- França, Saludarte- Uruguai, ClownDestino- Rio Grande e grupo do Terreira da tribo- Porto Alegre). O encontro teve a duração de vinte dias, sendo os dez primeiros em Rio Grande e os dez últimos em Porto Alegre, finalizando o intercambio com a participação no Forum Socil Mundial. Em outubro de 2004, doze participantes dos dois níveis de formação das oficinas ministradas por Jean Pierre Besnard fundaram o grupo de teatro interativo ClownDestino. O grupo passou a atuar em comunidades que solicitassem o seu trabalho.

3 As técnicas utilizadas pelo grupo Clowndestino : *Teatro Imagem: é a comunicação não verbal através da formação de uma imagem utilizando o corpo e objetos. O corpo forma uma a imagem e o publico tem a possibilidade de modificar a imagem proposta, remodelando os corpos dos atores, dando uma solução para o problema proposto com a imagem. *Teatro-Fórum: é uma encenação sobre temas diversos, sempre reais, que acontece no cotidiano, nunca fantasioso. Primeiramente, acontece uma encenação, uma pequena peça de teatro relacionado com um problema existente. Depois de terminada a encenação, a peça recomeça e, é nesse momento que o público é convidado a entrar em cena, substituir o protagonista e buscar alternativas para o problema encenado. Teatro Invisível: a partir da escolha de um tema, estrutura-se uma pequena peça. Os atores representam em um local em que não é um teatro propriamente dito (pode acontecer na rua, numa praça, num shopping center, num anfiteatro durante uma palestra, num bar...) e os espectadores não tem conhecimento de que são espectadores. Nisso, podem ocorrer interações com os atores (que é a intenção desta linguagem: uma forma de provocação da opinião e atitude dos espectadores). * Clown: o ator-social: o palhaço ator-social, por sua ingenuidade, sinceridade e carisma pode ter acesso a qualquer espaço, qualquer lugar. Com a sua simplicidade e inocência, o palhaço pode abordar os mais diferentes temas, assuntos, problemas, enfim, diversos tabus sociais. Este não é aquele palhaço de circo que estamos habituados a ver, pois ele não tem a intenção de fazer rir. O riso é uma conseqüência que a sua ingenuidade traz, pois ele não conhece a malicia, a maldade... O palhaço é pura inocência e alegria! METODOLOGIA:

4 Intervenções do grupo Clowndestino segundo suas técnicas Teatro Imagem: Tema: A pesca e a exploração dos pescadores na cidade de Rio Grande O grupo, em sua performance, uma caminhada pelo cais do porto, representou uma imagem em três tempos: 1) os pescadores pescando; 2) a intervenção das grandes industrias de pescado (situação de opressão); e 3) a imagem ideal (todos pescando juntos, segurando a mesma rede). Durante a performance, as pessoas paravam e tentavam conversar com os integrantes do grupo, tentando entender o que este estava fazendo. O quê era aquilo, afinal? Algumas pessoas interpretaram a performance como um protesto que as viúvas dos pescadores estavam fazendo por terem perdido a vida de seus maridos no mar enquanto trabalhavam. Como a performance se tratava de um teatro-imagem e pelo grupo ter realizado a intervenção sem o suporte de um Joquer, não foi possível fazer a interação entre o grupo e o público. 10ª Festa do Mar, 26 de Março de 2005

5 * Teatro Fórum: Fórum de economia solidária outubro de 2004 Temática: A solidariedade. Fórum: Ao vosso bom coração A intervenção inicia com um teatro-invisível. Enquanto o joquer anuncia a apresentação do teatro interativo, uma das personagens (a filha) interrompe a fala do joquer, pedindo licença para Anunciar que vendia cartões postais para ajudar os meninos africanos a comprar material escolar...um gesto de solidariedade. Porém, a menina é colocada para fora do anfiteatro (por integrantes do grupo, mas o público não tem co- nhecimento de que os são). Os integrantes do grupo que estão na platéia, Fazendo-se passar por público, dizem que aquele não é o local adequado Para este tipo de trabalho. Logo em seguida, começa o fórum. Somente depois que a mesma menina entra em cena é que o público percebe que a atuação anterior era, na verdade, teatro. O fórum é sobre aquela menina que vende cartões postais para ajudar as crianças africanas a comprarem material escolar. O pai, desempregado e não conseguindo arrumar trabalho, não quer ver a sua filha se expondo nas ruas, vendendo cartões postais. Mas ela insiste no seu ato solidário. Quando o público é convidado a participar e ajudar a menina a convencer o pai de que seu ato de solidariedade vela a pena, nas ulti- mas interações, uma surpresa: quase todos os organizadores do evento entraram em cena, representando os amigos da menina, que trabalhavam na mesma ONG para ajuda-la a convencer o pai de poder vender seus cartões postais e ainda conseguem, até mesmo, convencer o pai de participar desse ato solidário e vender cartões postais junto com a filha e seus amigos!

6 consiste em comunicação não verbal através da formação de uma imagem utilizando as posições do corpo e objetos. O espectador entra então na cena, remodela a imagem, e mostra o que pensa como possibilidades de alternativas para a solução do problema apresentado. é uma encenação sobre temas diversos, relacionado com um problema existente em uma comunidade, e o público é convidado a entrar em cena, substituir o protagonista e buscar alternativas para o problema encenado. * Teatro Invisível: a partir da escolha de um tema, estrutura-se uma pequena peça. Os atores representam em um local em que não é um teatro (propriamente dito) e os espectadores não tem conhecimento de que são espectadores. * Clown: o palhaço: ator-social: o palhaço tem entrada livre em qualquer espaço, qualquer lugar. Com a sua sinceridade, simplicidade e inocência, o palhaço pode abordar os mais diferentes temas, assuntos, problemas sociais, etc. justamente por ser uma figura cativante, consegue falar sobre determinados tabus sociais (como o uso da camisinha, a gravidez precoce, etc). Quitéria, novembro de 2004 Temática: O êxodo rural e qualidade de vida no campo Fórum: O homem do campo e a solidão Muitos agricultores da vila da Quitéria estavam adoecendo. Depois de feita uma análise, descobriu-se que o problema era a água que estava sendo contaminada pelos Agrotóxicos aplicados nas plantações. O grupo Clowndestino, a partir de uma pequena pesquisa, elaborou este fórum para falar, não só sobre a contaminação da água, mas também, sobre o êxodo rural. O fórum falava sobre um jovem do campo que convence o seu pai de que, no campo, não há esperanças para ele. O jovem, então, convence o pai a lhe dar o dinheiro da colheita da cebola (principal cultivo na vila da Quitéria) e vai tentar a vida na cidade. Chegando la, este jovem faz novas amizades que o ajudam a gastar o dinheiro que sue pai lhe deu- em drogas e outras coisas inúteis. Nosso jovem personagem, deslumbrado com a vida na cidade, gasta todo o dinheiro que tinha. Enquanto isso, no campo, o pai adoece. A mãe está sozinha e decide pedir ajuda ao vizinho mais próximo. Este, ao ver o estado de seu marido, diz que a água pode estar contaminada. O pai do jovem deve ser levado ao hospital na cidade, e aproveitam para fazer a análise da água. Ainda na cidade, quando estão retornando do hospital, o casal encontra o filho ganhando a vida com uma estátua viva –o artista foi a única pessoa que o acolheu de coração. Os pais pedem para que o jovem retorne a vida no campo com eles. Este, não sabendo fazer outras coisas além de atividades do campo, decide que é melhor voltar pra casa, já que seus pais estão sozinhos e precisando de sua ajuda. Os três pedem ajuda ao público: E agora, o que vamos fazer? Um agricultor, do público, coloca o que já foi a sua situação real em cena, surpreendendo os atores. Só que a historia era contrária ao que havia sido proposto em cena: foi o seu filho que o convencer de que este não deveria tentar a vida na cidade, mas sim, recomeçar, junto com sua família, uma nova vida no campo, e desta vez, sem agrotóxico nas plantações. Foi um momento de surpresa e grande emoção para todos ali presentes.

7 consiste em comunicação não verbal através da formação de uma imagem utilizando as posições do corpo e objetos. O espectador entra então na cena, remodela a imagem, e mostra o que pensa como possibilidades de alternativas para a solução do problema apresentado. é uma encenação sobre temas diversos, relacionado com um problema existente em uma comunidade, e o público é convidado a entrar em cena, substituir o protagonista e buscar alternativas para o problema encenado. * Teatro Invisível: a partir da escolha de um tema, estrutura-se uma pequena peça. Os atores representam em um local em que não é um teatro (propriamente dito) e os espectadores não tem conhecimento de que são espectadores. * Clown: o palhaço: ator-social: o palhaço tem entrada livre em qualquer espaço, qualquer lugar. Com a sua sinceridade, simplicidade e inocência, o palhaço pode abordar os mais diferentes temas, assuntos, problemas sociais, etc. justamente por ser uma figura cativante, consegue falar sobre determinados tabus sociais (como o uso da camisinha, a gravidez precoce, etc). Encontro de economia Solidária, FURG, maio de 2005 Temática: O trabalho cooperativo Fórum: A cooperativa dos contadores de histórias sem fim O grupo Clowndestino foi solicitado para realizar este fórum no encontro cooperativas.para discutir a temática de trabalho em grupos. Este, encena uma situação bastante comum a todos que trabalham em algum tipo de grupo: uma pessoa que decide tudo por todos, outro que nunca sabe o que quer, aquele que fica sempre nas teorias, o que só pensa em lucrar e o que sabe muito bem o que está havendo e um dia resolve tirar a mascara de todos os demais. Esta era a situação da cooperativa dos contadores de histórias sem fim! Um dia, uma integrante desta cooperativa descobre que o presidente tem tomado decisões em nome do grupo sem consulta- los, alem de ter feito muito trabalho sozinho. Ela resolve então discutir com o presidente e pressionar os demais cooperativados para que tomassem uma posição. Como ela tira a mascara de um por um, o chefe decide convida-la a se retirar da cooperativa. É então que o público começa a entrar em cena na tentativa de ajudar a resolver este problema que está acontecendo, da melhor maneira possível, sem que esta ultima, que se revolta, precise se retirar da cooperativa. Os participantes do público, primeiramente, começam a substituir o personagem do presidente, mudando radicalmente sua atitude (de autoritária para uma que fosse mais maleável), até perceber que o temperamento do chefe não mudaria de uma hora para outra – seria mágica. O público, neste fórum, foi tomando a cena de forma que, em determinado momento, não havia sequer um dos atores em cena. Foi uma experiência nova para o grupo Clowndestino. Desta forma, os participantes do encontro de economia solidária puderam debater estes pequenos problemas que prejudicam seriamente os grupos de um modo geral. Depois do teatro-fórum, muitos do público procuraram os atores do grupo para falar sobre o quanto se identificaram com os personagens ou mesmo dos personagens que identificavam em suas cooperativas. Para o grupo Clowndestino, este é o espetáculo!

8 * Clown Jornada Pedagógica de Educação e Compromisso Social – FURG, maio de 2005 Temática : levantar questionamentos Intervenção: O mundo está dando respostas, o que demora é o tempo de perguntar! A intenção do grupo Clowndestino com esta intervenção de clown era fazer com que as observassem que suas dúvidas têm valor: Se ninguém sabe de tudo, Então, porque existe o medo de perguntar? O que os palhaços foram fazer neste evento era dar ouvidos as perguntas, valoriza-las, acima de tudo. A intenção estava longe de ser a de trazer respostas. Os palhaços foram em busca apenas das perguntas, já que quem pergunta quer saber! Começaram, então, os palhaços fazendo perguntas entre si. Mas, para cada pergunta lançada, todos os palhaços faziam uma reverencia – já que a intenção era demonstrar o quão valioso é um questionamento, seja ele qual for. Depois, pediram para que o público começasse a fazer as suas perguntas. Cada um do público que levantava o dedo para fazer uma pergunta, tinha o seu dedo enrolado por uma parte de um dos novelos de lã correspondente a um clown. Cada participante do evento fazia uma pergunta por vez e, no momento em que uma pergunta surgia, todos voltavam sua atenção para ela, e todos os clown reverenciavam a pergunta feita, e iam enroscando em seus dedos (ou pés, mãos...) uma parte do novelo de lã. Como isso terminou? Toda a platéia do anfiteatro acabou enrolada numa grande teia! Os palhaços teceram uma teia de dúvidas no público de forma que, para que o público pudesse se ver livre daquele emaranhado de questionamentos, deveriam interagir, pedir ajuda uns aos outros e, principalmente, perguntar quem tinha a continuação ou a ponta do novelo de lã! O público levou em media quarenta minutos para se desenrolar e tiveram que Fazer muitas perguntas uns para os outros!

9 Início ano letivo – pavilhões da FURG Campus Carreiros, mar de 2005 Temática: trote solidário Intervenção: olha como Ficou o bixo depois do Trote! Os palhaços encontraram um bixo que não havia sido bem recebido pelos seus veteranos. O novato havia se perdido dentro do campus, os veteranos não davam informações corretas...pobre do bixo! Então, os palhaços resolveram ajudar o bixo a fugir de seus veteranos e a procurar ajuda com os demais universitários. Percorrendo os pavilhões do campus carreiros, os clowns perguntavam aos universitários informações sobre determinados locais dentro do mesmo e também contavam a história daquele pobre bixo que não havia sido bem recepcionado por seus veteranos. Durante esta intervenção, a Parte mais receptiva do público era mesmo a dos calouros, que recepcionaram muito bem os palhaços e os acolheram, tentando ajudar. Os palhaços fizeram uma intervenção no turno da manhã e outra a tarde, tendo ainda mais receptividade dos calouros durante este ultimo período.

10 Festa do Mar – Cais do porto velho de Rio Grande, março de 2005 Temática : turismo na cidade de Rio Grande Intervenção: Clowns descobrindo a Festa da Mar Seis palhaços chegam na Festa do Mar (maior festa da cidade) em um navio e tentam descobrir o que está acontecendo naquele evento. Os palhaços buscam saber quais são as atrações da festa e, como são turistas, todos fotografam tudo e todos para guardar as imagens de recordação de sua viagem pela cidade de Rio Grande. Mas a maior atração daquela festa era, sem dúvida, os visitantes. Os palhaços tiram fotos Com as pessoas que vão passando, guardando eternamente seus sorrisos numa imagem de alegria! As pessoas em geral sentiam-se lisonjeadas em ser fotografadas ao lado de tão especiais visitantes! Engraçado mesmo, foi que muitos dos donos de estandes da feira queriam saber como contratar os alhaços para fazer a divulgação de suas bancas, de seus estabelecimentos comerciais, e também alguns visitantes queriam saber como contratar o grupo Clowndestino para animar festas infantis. Algumas pessoas também gostariam de aderir ao grupo. Os palhaços chamaram a atenção do público da 10 ª Festa do Mar para a alegria de visitar novos lugares, de aproveitar a cidade do Rio Grande e suas atrações turísticas, para a alegria de viver o momento e perceber as pessoas que passam a sua volta como coisas belas também! O grupo Clowndestinos teve muito boa receptividade do público nesta Intervenção. Praticamente todas as pessoas convidadas a tirar uma foto junto com os palhaços aceitaram de bom grado e com alegria. Foi um momento de muita alegria para o grupo também, não só para as pessoas que estavam ali participando do evento.


Carregar ppt "FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE CFOP/SUPEXT Coordenadora Geral : Profª Ivane Almeida Duvoisin Coordenador Pedagógico e Orientador Prof. Alfredo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google