A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estudo dos pronomes Professora: Raysa Ferreira. Por que utilizá-los? Os pronomes possuem a função de substituir um nome (substantivo) ou fazer referência.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estudo dos pronomes Professora: Raysa Ferreira. Por que utilizá-los? Os pronomes possuem a função de substituir um nome (substantivo) ou fazer referência."— Transcrição da apresentação:

1 Estudo dos pronomes Professora: Raysa Ferreira

2 Por que utilizá-los? Os pronomes possuem a função de substituir um nome (substantivo) ou fazer referência a ele, por isso é importante no processo de coesão textual. Exemplos:

3 Classificações dos pronomes São classificados como: Pessoais (caso reto e caso oblíquo); De Tratamento; Possessivos; Demonstrativos; Indefinidos; Relativos; Interrogativos; (Reflexivos).

4 Pronomes Pessoais Servem para representar os nomes dos seres e determinar as pessoas do discurso, que são: 1ª pessoa…………a que fala 2ª pessoa…………com quem se fala 3ª pessoa…………de quem se fala Exemplos: Eu admiro tua dedicação ao trabalho. Será que ela aprecia também?

5 Classificações dos Pronomes Pessoais Pronomes pessoais do caso reto Pronomes pessoais do caso reto são os que desempenham a função sintática de sujeito da oração. São os pronomes: eu, tu, ele, ela, nós, vós eles, elas.

6 Pronomes pessoais do caso oblíquo São os que desempenham a função sintática de complemento verbal (objeto direto ou indireto), complemento nominal, agente da passiva, adjunto adverbial, adjunto adnominal ou sujeito acusativo (sujeito de oração reduzida). Os pronomes pessoais do caso oblíquo se subdividem em dois tipos: os átonos, que não são antecedidos por preposição, e os tônicos, precedidos por preposição.

7 Pronomes oblíquos átonos Os pronomes oblíquos átonos são os seguintes: me, te, se, o, a, lhe, nos, vos, os, as, lhes. Pronomes oblíquos tônicos Os pronomes oblíquos tônicos são os seguintes: mim, comigo, ti, contigo, ele, ela, si, consigo, nós, conosco, vós, convosco, eles, elas.

8 Colocação Pronominal (Observação) Há três casos: *Próclise: O pronome oblíquo átono aparece antes do verbo. Exemplo: Eu te amo! *Mesóclise: O pronome oblíquo átono é colocado no meio do verbo. Exemplo: Amar-te-ei/ Amar-te-ia *Ênclise - O pronome oblíquo átono é colocado depois do verbo. Exemplo: Amo-te!

9 Não se esqueça: Uma oração não pode ser iniciada com um pronome oblíquo átono. Exemplo: Quando te vi, apaixonei-me.

10 Pronomes de Tratamento

11 Pronomes Possessivos (Tabela)

12 Como o próprio nome explicita, os pronomes possessivos estabelecem relação de posse entre o possuidor e o elemento possuído.

13 Os pronomes possessivos podem ser causadores de ambiguidade, pois o falante substitui os pronomes de 2ª pessoa pelos pronomes de 3ª pessoa. Exemplo: Paula, a Marina e seu namorado chegaram. De quem é o namorado?

14 Pronomes Demonstrativos Indicam a posição de um ser ou objeto em relação às pessoas do discurso. (referente ao espaço). 1ª pessoa este(s), esta(s), isto……………..se refere a algo que está perto da pessoa que fala. 2ª pessoa esse(s), essa(s), isso…………….se refere a algo que esta perto da pessoa que ouve. 3ª pessoa aquele(s), aquela(s), aquilo…se refere a algo distante de ambos.

15 Exemplos: Estes livros e essas apostilas devem ser guardadas naquela esta nte. Estes – perto de quem fala essas – perto de quem ouve

16 Os pronomes demonstrativos, além de marcar posição no espaço, marcam posição no tempo. - Este (e flexões) marca um tempo atual ao ato da fala. Exemplo: Neste instante minha irmã está trabalhando. - Esse (e flexões) marca um tempo anterior relativamente próximo ao ato da fala. Exemplo: No mês passado fui promovida no trabalho. Nesse mesmo mês comprei meu apartamento.

17 - Aquele (e flexões) marca um tempo remotamente anterior ao ato da fala. Exemplo: Meu avô nasceu na década de Naquela época podia-se caminhar à noite em segurança. Os pronomes demonstrativos servem para fazer referência ao que já foi dito e ao que se vai dizer, no interior do discurso.

18 - Este (e flexões) faz referência àquilo que vai ser dito posteriormente. Exemplo: Espero sinceramente isto : que seja muito feliz. - Esse (e flexões) faz referência àquilo que já foi dito no discurso. Exemplo: Que seja muito feliz: é isso que espero

19 Pronomes Indefinidos Fazem referência à terceira pessoa do discurso, dando- lhe sentido vago (impreciso) ou expressando quantidade indeterminada. Exemplo: Alguém telefonou para você.

20 Tabela – Pronomes Indefinidos

21 Pronomes Relativos Fazem referência ao termo anterior; substituem um termo da oração anterior e estabelecem relação entre duas orações. Exemplos: Não conhecemos o aluno. O aluno saiu. Não conhecemos o aluno que saiu.

22 Tabela – Pronomes Relativos

23 Pronomes Interrogativos São os pronomes indefinidos quem, quanto(a)(s), q ual(is) e que quando empregados em frases interrogativas. Os pronomes interrogativos que e quem são invariáveis, enquanto os pronomes qual e quanto são variáveis.

24 Exemplos: Quanto tempo você ainda irá demorar para chegar? Quantos minutos você ainda irá demorar para chegar? Quais os seus planos para o final de semana? Qual o seu plano para resolver esse problema?


Carregar ppt "Estudo dos pronomes Professora: Raysa Ferreira. Por que utilizá-los? Os pronomes possuem a função de substituir um nome (substantivo) ou fazer referência."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google