A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Informativo Eletrônico de Riscos Naturais - Seção de Processos e Riscos Geológicos - IPT - fevereiro de 2000 - n o 01 Este é o primeiro número de um informativo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Informativo Eletrônico de Riscos Naturais - Seção de Processos e Riscos Geológicos - IPT - fevereiro de 2000 - n o 01 Este é o primeiro número de um informativo."— Transcrição da apresentação:

1 Informativo Eletrônico de Riscos Naturais - Seção de Processos e Riscos Geológicos - IPT - fevereiro de n o 01 Este é o primeiro número de um informativo sobre Riscos Naturais, editado pela Seção de Processos e Riscos Geológicos, do IPT. Pretende-se publicar notícias sobre escorregamentos, erosão, enchentes, afundamentos, colapsos, terremotos, tanto acidentes, como eventos, cursos, projetos, etc. RiscosNews é um informativo aberto às contribuições de qualquer interessado e será distribuído eletronicamente para profissionais do Brasil e exterior. Os escorregamentos em Campos do Jordão iniciaram-se já no último dia do ano e prolongaram-se pelo menos até a primeira semana de janeiro. As chuvas, cuja distribuição diária pode ser observada no gráfico, totalizaram entre o dia 31de dezembro e 5 de janeiro, mais de 500mm. As previsões meteorológicas já apontavam, com antecedência, que este período seria marcado por chuvas moderadas a fortes, com longa duração, causadas por frente fria. VÍTIMAS E PREJUÍZOS Os escorregamentos acabaram causando 10 mortes e dezenas de feridos. Um primeiro levantamento indicou mais de 450 casas destruídas. Mais de 2000 pessoas permanecem em abrigos da Defesa Civil municipal. TRABALHOS EMERGENCIAIS Nos primeiros dias do evento, a Defesa Civil Estadual e o IPT prestaram auxílio à prefeitura de Campos do Jordão, realizando vistorias nas áreas atingidas e determinando a retirada de moradores das casas em risco iminente. A equipe inicial contou com dois geólogos e dois estagiários do IPT e pessoal da prefeitura, que foi treinado para as vistorias durante o próprio atendimento. A equipe foi reforçada mais tarde e já tem pronto o levantamento das áreas atingidas. Os escorregamentos foram em sua maioria induzidos pela ocupação (cortes e aterros de casas e ruas), sendo alguns deles de grandes proporções. As fotografias disponibilizadas na página 2, dão uma boa idéia do evento. TRABALHOS FUTUROS O IPT propôs à Prefeitura a confecção de Carta Geotécnica, Carta de Riscos e um Plano de estabilização das áreas. O Plano Preventivo de Defesa Civil, juntamente com outras cidades da região, está em análise pela Defesa Civil Estadual. ESCORREGAMENTOS EM CAMPOS DO JORDÃO, SP

2 Foto 01 Fotografia do Morro do Britador, a área mais atingida pelos escorregamentos. Foto 03 Britador. Notar os patamares das moradias e o tronco de araucária que foi arrastado pelo material do escorregamento. Foto 08 Escorregamento envolvendo moradias em área de favela no bairro da Vila Paulista Popular. Foto 02 Escorregamento de grandes proporções, envolvendo cortes e aterros, com a destruição de várias moradias. Foto 06 Aspecto de escorregamento em cortes e aterros. Foto 10 Aspecto dos escorregamentos nos taludes da Rodovia SP 123, que liga Taubaté e Campos do Jordão. Foto 09 Muitas moradias são construídas de forma mista; madeira e alvenaria. Foto 04 Observar os sinais dos patamares de implantação de moradias no meio do escorregamento. Foto 05 Aspecto da intensa destruição de moradias. Notar o colapso de cortes e aterros. Foto 07 Área da Vila Nadir. O escorregamento foi causado pela interrupção da drenagem da rua de montante. Equipe da Seção de Processos e Riscos Geológicos: Geól. Eduardo Soares de Macedo Geól. Agostinho Tadashi Ogura Eng. Enio Ribeiro Salles Geól.Fernando Campagnoli Tecg o Gerson S. Almeida Filho Geól. José Luis Ridente Junior Geógr. Kátia Canil Geól. Nóris Costa Diniz Geól. Oswaldo Augusto Filho Téc. Aluisio Souza Frota Téc. José Carlos Cardoso Téc. Luiz Celso Coutinho da Silva Téc. Sonia Regina Di Madureira Contatos: Eduardo Soares de Macedo IPT/Digeo/Agama Av.Prof. Almeida Prado, 532. Cidade Universitária ASO, São Paulo, SP. CEP Caixa Postal 0141, CEP Tel. 0XX Fax 0XX

3 Voltar Foto 01 Fotografia do Morro do Britador, a área mais atingida pelos escorregamentos.

4 Voltar Foto 02 Escorregamento de grandes proporções, envolvendo cortes e aterros, com a destruição de várias moradias.

5 Voltar Foto 03 Área no Morro do Britador. Notar os patamares das moradias e o tronco de araucária que foi arrastada pelo material do escorregamento.

6 Voltar Foto 04 Observar os sinais dos patamares de implantação de moradias no meio do escorregamento.

7 Voltar Foto 05 Aspecto da intensa destruição de moradias. Notar o colapso de cortes e aterros.

8 Voltar Foto 06 Aspecto de escorregamento em cortes e aterros.

9 Voltar Foto 07 Área da Vila Nadir. O escorregamento foi causado pela interrupção da drenagem da rua de montante.

10 Voltar Foto 08 Escorregamento envolvendo moradias em área de favela no bairro da Vila Paulista Popular.

11 Voltar Foto 09 Muitas moradias são construídas de forma mista; madeira e alvenaria.

12 Voltar Foto 10 Aspecto dos escorregamentos nos taludes da Rodovia SP 123, que liga Taubaté e Campos do Jordão.

13 Voltar Milímetros de chuva HISTOGRAMA DA QUANTIDADE DE CHUVAS EM CAMPOS DO JORDÃO


Carregar ppt "Informativo Eletrônico de Riscos Naturais - Seção de Processos e Riscos Geológicos - IPT - fevereiro de 2000 - n o 01 Este é o primeiro número de um informativo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google