A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 1 FGV MBA EM GERÊNCIA DE SAÚDE HORACIO L.N. CATA PRETA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 1 FGV MBA EM GERÊNCIA DE SAÚDE HORACIO L.N. CATA PRETA."— Transcrição da apresentação:

1

2 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 1 FGV MBA EM GERÊNCIA DE SAÚDE HORACIO L.N. CATA PRETA

3 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 2 Horacio Luiz Navarro Cata Preta Graduado em Ciências Contábeis pela Faculdade Moraes Junior (RJ); Pós-Graduado em Gerência Financeira de Seguros e em Administração Financeira pela FGV-RJ; Sócio-Diretor da HVCP Consultoria Empresarial; Consultor especializado em administração de planos e seguros de saúde e gerenciamento de custos com assistência médica; Diretor Executivo da FENASEG - Federação Nacional de Empresas de Seguros Privados e ex-Presidente da Comissão de Seguro Saúde da FENASEG; Membro da ANSP – Academia Nacional de Seguros e Previdência – titular da cátedra de Seguro Saúde; Coordenador do MBA Gestão de Seguros da Universidade Candido Mendes – RJ; Professor dos cursos de MBA em Gerência em Saúde da FGV/EPGE/RJ.

4 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 3 HOME CARE INSTRUMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DE CUSTOS

5 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 4 HOME HEALTH CARE O QUE ISTO REPRESENTA EM TERMOS ECONÔMICOS ?

6 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 5 HOME CARE ASPECTOS ECONÔMICOS REDUÇÃO DAS INTERNAÇÕES REDUÇÃO DO CUSTO DOS TRATAMENTOS MENOS INFECÇÕES HOSPITALARES RECUPERAÇÃO COM MAIS QUALIDADE E EFETIVIDADE MELHOR ENTENDIMENTO DO PROBLEMA DO PACIENTE PELA FAMÍLIA POSSIBILIDADE DE EMPREGO PARA MAIOR NÚMERO DE PROFISSIONAIS DA ÁREA DE SAÚDE

7 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 6 FORÇAS DIRECIONADORAS DO MERCADO DE SAÚDE ESTADO ANS PROCON JUSTIÇA 3ª IDADE CONVIVÊNCIA EPIDEMIOLÓGICA URBANIZAÇÃO TECNOLOGIA E CUSTOS PROFISSIONAL MULTIFUNCIONAL MEDICALI- ZAÇÃO COORPO- RATIVISMO

8 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 7 DISTRIBUIÇÃO ETÁRIA DA POPULAÇÃO BRASILEIRA 0 – 19 ANOS40,08 % 20 – 39 ANOS31,55 % 40 – 59 ANOS19,30 % 60 ou + ANOS 9,06 % Fonte: IBGE – PNAD

9 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 8 O QUE ISTO SIGNIFICA EM TERMOS DE CUSTO COM ASSISTÊNCIA MÉDICA ? GRUPOS ETÁRIOS: ATÉ 60 ANOS60% dos custos MAIS DE 60 ANOS40% dos custos

10 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 9 CUSTOS COM ASSISTÊNCIA MÈDICA MAIS DE 60 ANOS: 9,07 % da População 40 % do custo 0 – 60 ANOS: 90,93 % da População 60 % do custo

11 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 10 CUSTO DA ASSISTÊNCIA MÉDICA AO LONGO DA VIDA 0 – 60 anos ATÉ 60 ANOS: 100 UNIDADES MONETÁRIAS (R$ 60 MIL a preços de 2001) APÓS 60 ANOS E ATÉ O FALECIMENTO: 4 a 6 VEZES O CUSTO ANTERIOR ? 60 – 85 ?

12 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 11 3 ª IDADE EXPECTATIVA MÉDIA DE VIDA - BRASIL FONTE: IBGE

13 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 12 SINISTRALIDADE - 3ª IDADE TÁBUAS DE MORBIDADE Nº DE DIAS DE DOENÇA POR ANO/ POR SEGURADO

14 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 13 3ª IDADE NÃO ME PERGUNTE SOBRE A MINHA IDADE PORQUE TENHO TODAS AS IDADES. EU TENHO A IDADE DA INFÂNCIA, DA ADOLESCÊNCIA, DA MATURIDADE E DA VELHICE CORA CORALINA - POETISA GOIANA (Publicou seu primeiro livro aos 80 anos )

15 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 14 LONGEVIDADE - ALGUMAS RAZÕES GENE QUE RESISTIRIA AO ASSALTO DOS RADICAIS LIVRES QUE DESTROEM AS CÉLULAS MANEJO HABILIDOSO DO STRESS VIDA MODERADA E EXERCÍCIOS FÍSICOS BOM NÍVEL EDUCACIONAL E MENTE EM PERMANENTE ATIVIDADE RENDA ADEQUADA PARA AFASTAR PERIGOS DA POBREZA

16 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 15 LONGEVIDADE - SUDESTE / SUL CLASSE MÉDIA E ALTA: –ALIMENTAÇÃO ADEQUADA –BOAS CONDIÇÕES DE SANEAMENTO –ACESSO AO LAZER E À ASSISTÊNCIA MÉDICA –EXPECTATIVA DE VIDA: 83 ANOS

17 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 16 LONGEVIDADE - NORDESTE AGRICULTOR: –ALIMENTAÇÃO POBRE –ACESSO LIMITADO AO LAZER E À ASSISTÊNCIA MÉDICA –AUSÊNCIA DE SANEAMENTO BÁSICO –EXPECTATIVA DE VIDA: ANOS

18 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 17 SINISTRALIDADE NA 3ª IDADE PRINCIPAIS ENFERMIDADES: –INSUFICIÊNCIA CARDÍACA –DPOC –PNEUMONIAS –AVC –GASTROENTERITES –HIPERTENSÃO ARTERIAL –DIABETES –CÂNCER FONTE: MINISTÉRIO DA SAÚDE / SUS

19 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 18 SINISTRALIDADE NA 3ª IDADE PRINCIPAIS CAUSAS - CID 9 –CIRCULATÓRIAS –RESPIRATÓRIAS –DIGESTIVAS –INFECCIOSAS –GENITURINÁRIAS –NEOPLÁSICAS –ENDÓCRINAS FONTE: MINISTÉRIO DA SAÚDE / SUS

20 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 19 SINISTRALIDADE - 3ª IDADE MITOS E VERDADES – MITO: APÓS 60 ANOS NÃO HÁ PORQUE INVESTIR EM SAÚDE – VERDADE: PESSOAS COM 60 OU + ANOS GASTAM 4 A 6 VEZES MAIS DO QUE O GRUPO ETÁRIO INFERIOR A EXPERIÊNCIA INGLESA - GERIATRIC ASSESSMENT PROGRAM - Continuous Assessment (Avaliação continuada dos hábitos e qualidade de vida; cuidados e tratamentos preventivos) GERONTOLOGIA PREVENÇÃO E CUIDADOS EM AMBULATÓRIO CUSTAM MENOS DO QUE HOSPITALIZAÇÃO GERENCIAMENTO DE CRÔNICOS LONG TERM CARE NURSING HOMES

21 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 20 O QUE ISSO QUER DIZER ? ESTRUTURA DOS CUSTOS DAS SEGURADORAS DE SAÚDE (MÉDIA) - TODOS OS GRUPOS ETÁRIOS: HONORÁRIOS MÉDICOS46 % DIÁRIAS E TAXAS HOSP.18 % MAT. E MEDICAMENTOS17 % SALÁRIOS E ENCARGOS 4 % DESP. ADMINISTRATIVAS 9 % DESPESAS COMERCIAIS 4 % IMPOSTOS DIRETOS 2 %

22 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 21 COMO O HOME CARE PODE CONTRIBUIR PARA MELHORAR A QUALIDADE DE VIDA DOS USUÁRIOS DE PLANOS E SEGUROS DE DE SAÚDE E REDUZIR OS CUSTOS COM ASSISTÊNCIA MÉDICA?

23 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 22 PROGRAMA DE CONTROLE E PREVENÇÃO PARA GRUPOS DE 3ª IDADE CONTROLE DE CRÔNICOS PROGRAMAS DE EXERCÍCIOS VACINAÇÃO MONITORAMENTO: VIA TELEFONE VIA INTERNET GRUPOS DE AMIGOS DA MELHOR IDADE MANUTENÇÃO DA ATIVIDADE INTELECTUAL

24 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 23 PROGRAMAS DE PREVENÇÃO E CONTROLE DAS DOENÇAS HIPERTENSOS DIABÉTICOS CARDIOPATAS NEFROPATAS ALÉRGICOS E ASMÁTICOS FUMANTES DEPENDENTES DE DROGAS DOENTES MENTAIS PROBLEMAS ORTOPÉDICOS ETC.

25 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 24 GERENCIAMENTO DE CRÔNICOS O GERENCIAMENTO DE GRUPOS DE DOENTES CRÔNICOS OU DISEASE MANAGEMENT É UMA DAS TÉCNICAS UTILIZADAS PELO GERENCIAMENTO DA ASSISTÊNCIA À SAÚDE PARA CONTROLAR AS DOENÇAS QUE REPRESENTAM 80% DOS CUSTOS ASSISTENCIAIS.

26 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 25 LONG TERM CARE TRATAMENTOS DE LONGO PRAZO E QUE EXIGEM PROFISSIONAIS E ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE ESPECIALIZADOS. ESTÃO INCLUÍDOS NESTE GRUPO OS DOENTES MENTAIS, DEPENDENTES QUÍMICOS, DEFICIENTES FÍSICOS E OUTROS PACIENTES QUE NECESSITAM DE ATENDIMENTO ESPECIAL.

27 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 26 NURSING HOMES CONDOMÍNIOS ESPECIAIS PARA ABRIGAR PESSOAS DA 3ª IDADE, COM UMA ESTAÇÃO DE ENFERMAGEM E/OU MÉDICA, COM MONITORAMENTO PERMANENTE DE TODOS OS MORADORES E RECURSOS PARA ATENDIMENTO EMERGENCIAL E/OU REMOÇÃO PARA HOSPITAL.

28 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 27 HOME CARE BUSINESS A EXPERIÊNCIA COM A UTILIZAÇÃO DO HOME CARE: A VISÃO DOS COMPRADORES DE SERVIÇO

29 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 28 A VISÃO DOS COMPRADORES DE SERVIÇO REDUÇÃO DE CUSTOS EFETIVIDADE DO TRATAMENTO QUALIDADE NO ATENDIMENTO AUSÊNCIA DE CONFLITOS EDUCAÇÃO DAS FAMÍLIAS DOS PACIENTES ORGANIZAÇÕES DE HOME CARE COM ESTRUTURA ADMINISTRATIVA, ECONÔMICA E PROFISSIONAL COM CAPACIDADE DE ATENDIMENTO

30 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 29 A VISÃO DOS COMPRADORES DE SERVIÇOS EXPECTATIVA DE SERVIÇOS DE HOME CARE: PACIENTES POLITRAUMATIZADOS PACIENTES SEQUELADOS PACIENTES TERMINAIS - AIDS, CÂNCER, OUTROS PACIENTES FPT DOENTES MENTAIS DEPENDENTES DE DROGAS

31 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 30 A VISÃO DOS COMPRADORES DE SERVIÇO PRINCIPAIS PROBLEMAS: QUALIDADE DO ATENDIMENTO QUALIFICAÇÃO DOS PROFISSIONAIS AUSÊNCIA DE PROTOCOLOS DE ATENDIMENTO EDUCAÇÃO E TREINAMENTO DA FAMÍLIA DO PACIENTE CONFLITOS COM MÉDICOS E HOSPITAIS POUCAS ESTATÍSTICAS E ESTUDOS SOBRE A EFETIVIDADE DO TRATAMENTO DOMICILIAR NO BRASIL

32 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 31 HOME CARE BUSINESS QUESTÕES IMPORTANTES: CUSTOS OPERACIONAIS ESPECIALIZAÇÃO OU AMPLITUDE ESTRATÉGIA DE ATUAÇÃO PROTOCOLOS DE ATENDIMENTO QUALIDADE DOS SERVIÇOS QUALIFICAÇÃO DO PESSOAL

33 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 32 HOME CARE BUSINESS OPORTUNIDADES PARA O HOME CARE: DOENTES MENTAIS DEPENDENTES DE DROGAS PACIENTES CRÔNICOS TRATAMENTOS DE LONGA DURAÇÃO

34 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 33 GERENCIAMENTO DE INTERNAÇÕES E TRATAMENTOS DOMICILIARES EXISTEM MAIS DE 150 EMPRESAS DE HOME CARE OPERANDO NO BRASIL. OS ATENDIMENTOS DOMICILIARES, DE EMERGÊNCIA E URGÊNCIA, FORAM REGULAMENTADOS PELO MINISTÉRIO DA SAÚDE ATRAVÉS DA PORTARIA Nº 824, DE DO MINISTRO DA SAÚDE, QUE INSTITUIU AS NORMAS DE ATIVIDADE MÉDICA EM NÍVEL PRÉ-HOSPITALAR.

35 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 34 HOME CARE SERVICES APESAR DAS DIFICULDADES DE IMPLEMENTAÇÃO, OS SERVIÇOS DE HOME CARE ESTÃO APRESENTANDO RESULTADOS INTERESSANTES PARA AS OPERADORAS. AINDA NÃO HÁ UMA GRANDE UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE INTERNAÇÃO DOMICILIAR, MAS NOS CASOS MONITORADOS, HOUVE UMA REDUÇÃO DE CUSTOS COM INTERNAÇÃO ENTRE 2O A 43%.

36 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 35 ALGUNS HOSPITAIS JÁ ESTÃO CONSIDERANDO A HIPÓTESE DE TRANSFERIR PARA ALGUMAS ORGANIZAÇÕES DE HOME CARE OS CUIDADOS COM PACIENTES DE LONGA PERMANÊNCIA E COM BAIXO RETORNO FINANCEIRO. HOME CARE SERVICES

37 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 36 HOME CARE SERVICES CONDIÇÕES BÁSICAS PARA O DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES: IDONEIDADE DA EMPRESA UTILIZAÇÃO DE PROTOCOLOS CUSTO DOS TRATAMENTOS QUALIDADE DOS SERVIÇOS TREINAMENTO DOS PROFISSIONAIS

38 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 37 HOME CARE UM DIA VOCÊ PODE VIR A PRECISAR !

39 Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 38 FGV HOME CARE MUITO OBRIGADO PELA SUA ATENÇÃO ! Horacio L.N. Cata Preta


Carregar ppt "Copyright 2002 Horacio L.N. Cata Preta 1 FGV MBA EM GERÊNCIA DE SAÚDE HORACIO L.N. CATA PRETA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google