A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Distribuição de Energia II 5º ano da LEEC - ramo de Energia (FEUP) Previsão de consumos a curto prazo Redes Neuronais Cláudio Monteiro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Distribuição de Energia II 5º ano da LEEC - ramo de Energia (FEUP) Previsão de consumos a curto prazo Redes Neuronais Cláudio Monteiro."— Transcrição da apresentação:

1 Distribuição de Energia II 5º ano da LEEC - ramo de Energia (FEUP) Previsão de consumos a curto prazo Redes Neuronais Cláudio Monteiro

2 Redes Neuronais O que são? Redes Neuronais são técnicas computacionais que apresentam um modelo matemático inspirado na estrutura neuronal de organismos inteligentes e que adquirem conhecimento através da experiência. Uma rede neural é composta por várias unidades de processamento, cujo funcionamento é bastante simples. Essas unidades, geralmente são conectadas por canais de comunicação que estão associados a determinado peso. O comportamento inteligente de uma Rede Neuronal vem das interacções entre as unidades de processamento da rede. Redes Neuronais são máquinas de aprendizagem, distribuídas, adapativas e geralmente não lineares

3 Redes Neuronais Passos da construção de uma RN Definir o problema, identificando as variáveis que pretendemos prever e as variáveis independentes com significância (uma análise prévia da série temporal pode ser muito útil) Filtra, separar e processar a informação para treino e e teste da rede Treinar a rede com um conjunto de treino representativo Testar a rede com um conjunto de teste diferente do conjunto de treino Escolha da estrutura e topologia da rede (múltiplas tentativas de treino e teste) Implementar o sistema de previsão: o pre-processamento das entradas, processamento na RN e apresentação das previsões

4 Redes Neuronais Estrutura e funcionamento de um neurónio entradasneurónio saída Pesos w Função de activação Funções de activação

5 Redes Neuronais Tipos de redes RN RN Diretas – Feedforward NN As redes diretas são aquelas cujo grafo não tem ciclos é comum representar estas redes em camadas e neste caso são chamadas redes de camadas (MLP) Camada de entrada Camadas escondidas Camada De saída

6 Redes Neuronais Tipos de redes RN RN Recorrentes - com Realimentação – Feedback NN os grafo de conectividade contém ciclos São exemplos as redes de Hopfield e as redes bi- direcionais

7 Redes Neuronais Redes para séries temporais Redes TDNN e TFLN Problemas que envolvem o tempo (tal como previsão) são chamados dinâmicos O tempo estabelece uma ordem contínua nos dados de entrada São usadas topologias que modelizam memória a curto prazo A saída funciona como um combinador linear de atrasos

8 Redes Neuronais TDNN – Time-Domain Neural Network substitui-se os neurônios de entrada de uma MLP por uma linha de atraso pode ser treinada com a retro-propagação estática A memória está nos atrasos da camada de entrada Neurónios

9 Redes Neuronais TDNN – Time-Lagged Feedforward Network Uma TLFN é um arranjo em avanço de neurônios com memória A memória de curto prazo pode estar distribuídas em qualquer camada As saídas dos neurónios dão resposta para vários horizontes de previsão

10 Redes Neuronais Treino das redes neuronais Um neurônio é um elemento adaptativo, os pesos são modificáveis dependendo de um algoritmo de treino Aprendizagem supervisionada – aprende com exemplos de sinais de entrada e saída Aprendizagem não supervisionada – baseada apenas no sinal de entrada e em esquemas que especifiquem a saída correspondente Aprendizagem por retropropagação (Backpropagation) – é o método de aprendizagem supervisionada mais utilizada

11 Redes Neuronais Aprendizagem por retropropagação a rede aprende um conjunto pré-definido de pares de exemplos de entrada/saída em ciclos de propagação/adaptação Para um padrão de entrada o estimulo é propagado até à saída. O padrão de saída é então comparado com a saída desejada e um sinal de erro é calculado para cada elemento de saída. O sinal de erro é retro-propagado ao longo das várias camadas Cada elemento da camada intermediária recebe apenas uma porção do sinal de erro total, proporcional apenas à contribuição relativa de cada elemento na formação da saída original Baseado no sinal de erro recebido, os pesos das conexões são então atualizados para cada neurônio

12 Redes Neuronais Usando o Matlab Definição da estrutura da rede net = newff(PR,[S1 S2...SNl],{TF1 TF2...TFNl},BTF,BLF,PF) Newff – cria a estrutura de uma rede neuronal directa com retropropagação (feed-forward backpropagation network) PR – Matriz (Rx2) de Min e Max, para cada variável de entrada R Si – Número de neurónios na camada i TFi – Função de transferência na camada i (tansig, logsig, or purelin) BTFi – Função de treino da retropropagação na camada i (trainbfg, trainrp, traingd)

13 Redes Neuronais Usando o Matlab Treino da rede [net,tr,Y,E,Pf,Af] = train(net,P,T,Pi,Ai,VV,TV) Train – treina a rede net – é a rede criada com newff P – é a matriz de entrada (o número de entradas deve estar coerente com o número de neurónios da camada de entrada de newff) T – é a matriz de saídas (o número de saídas deve estar coerente com o número de neurónios da camada de saída de newff)

14 Redes Neuronais Usando o Matlab Simulação [Y,Pf,Af,E,perf] = sim(net,P,Pi,Ai,T) sim – simula a rede neuronal net – é a rede criada com newff P – é a matriz de entrada (o número de entradas deve estar coerente com o número de neurónios da camada de entrada de newff) Y – é a matriz de saídas


Carregar ppt "Distribuição de Energia II 5º ano da LEEC - ramo de Energia (FEUP) Previsão de consumos a curto prazo Redes Neuronais Cláudio Monteiro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google