A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ANDRÉ LUIZ ROTEIRO Capítulo 11: Notícias do Plano Os Ministérios são enormes células de trabalho Os Ministérios são enormes células de trabalho As Colônias.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ANDRÉ LUIZ ROTEIRO Capítulo 11: Notícias do Plano Os Ministérios são enormes células de trabalho Os Ministérios são enormes células de trabalho As Colônias."— Transcrição da apresentação:

1

2 ANDRÉ LUIZ

3 ROTEIRO

4 Capítulo 11: Notícias do Plano Os Ministérios são enormes células de trabalho Os Ministérios são enormes células de trabalho As Colônias espirituais não são idênticas – os habitantes se identificam pela grandeza dos fins que devem atingir As Colônias espirituais não são idênticas – os habitantes se identificam pela grandeza dos fins que devem atingir Umas se inspiram nas outras mas cada organização apresenta particularidades essenciais Umas se inspiram nas outras mas cada organização apresenta particularidades essenciais A organização em Ministérios é mais expressiva como definição de espiritualidade A organização em Ministérios é mais expressiva como definição de espiritualidade

5 Capítulo 11: Notícias do Plano A Instituição é rigorosa no que concerne à ordem e a hierarquia, nenhuma condição de destaque é concedida a título de favor A Instituição é rigorosa no que concerne à ordem e a hierarquia, nenhuma condição de destaque é concedida a título de favor Todos são encaminhados à trabalhos nos Ministérios dentro das suas capacidades Todos são encaminhados à trabalhos nos Ministérios dentro das suas capacidades

6 Capítulo 11: Notícias do Plano A lei do trabaho é rigorosamente cumprida A lei do trabaho é rigorosamente cumprida A lei do descanso é rigorosamente observada A lei do descanso é rigorosamente observada Excessão: o Governador Excessão: o Governador Na viagem de volta ao Hospital, AL repara na música que tocava o tempo todo na cidade e Lísias esclarece que a Governadoria foi informada da importância da música melhorando o rendimento do serviço. A partir de então ninguém mais trabalha em Nosso Lar, sem esse estímulo

7 Capítulo 12: O Umbral Em seguida AL quis saber o que era Umbral. Lísias explica que ele esteve lá, uma região que começa na crosta e funciona como um lugar destinado ao esgotamento de resíduos mentais. Uma espécie de Zona Purgatorial, onde se queima a prestações o material deteriorado das ilusões terrestres

8 Capítulo 12: O Umbral O Umbral começa na crosta terrestre. É a zona obscura de quantos no mundo não se resolveram a atravessar as portas dos deveres sagrados, a fim de cumprí-los, demorando-se no vale da indecisão ou no pântano dos erros numerosos O Umbral está repleto de desesperados. Por não encontrarem o Senhor à disposição dos seus caprichos, após a morte do corpo físico É qual a casa que nào há pão, todos gritam e ninguém tem razão

9 Capítulo 12: O Umbral O Umbral concentra tudo o que não tem finalidade para a vida superior e que a Providência permitiu se criasse como um departamento em torno do planeta. Lá vivem as almas que não são suficientemente perversas para serem enviadas a colônias de reparação mais dolorosa, nem bastante nobres para serem conduzidas a planos mais elevados Não obstante às sombras e a angústia do Umbral, nunca faltou a proteção Divina, cada Espírito permanece lá só o tempo necessário

10 Capítulo 13: No gabinete do Ministro Com as melhoras crescentes, surgiu a necessidade de trabalho André é orientado por Lísias a procurar Clarêncio para solicitar serviço Os candidatos ao trabalho apresentam-se em duplas de modo que os esclarecimentos dados a um sirvam ao outro

11 Capítulo 13: No gabinete do Ministro Uma senhora que acompanha AL à entrevista, solicita autorização para servir de guia aos dois filhos ainda encarnados, mas não obtém êxito, pois não se empenhou nas várias tarefas a que foi conduzida. Era preciso aprender a servir primeiro e ela não apresentou a quantia de bônus-hora necessária (só tinha 304 bh em 6 anos de colônia)

12 Capítulo 14- Elucidações de Clarêncio Quando chegou a vez de AL ele tremeu e desejou recuar. Queria algum serviço auxiliar na medicina, mas constrangido solicitou qualquer serviço Queria algum serviço auxiliar na medicina, mas constrangido solicitou qualquer serviço Clarêncio esclareceu que o título de médico que ele teve não foi honrado suficientemente, cabia-lhe realizar muito mais do que fez, não podia começar o trabalho como médico mas com a intercessão de sua mãe,estava autorizado a ser um aprendiz. AL chorou de emoção.

13 Capítulo 15- A visita materna As recomendações de Clarêncio, aparentemente ríspidas, provocaram em AL profundas análises íntimas A importância da reencarnação na Terra evidenciando grandezas até então ignoradas Ansiava por rever o lar terreno mas resignava- se diante da inoportunidade do momento

14 Capítulo 15- A visita materna Adensamento do perispírito da mãe de AL Adensamento do perispírito da mãe de AL Vestes- cópia de um de seus vestidos terrenos Vestes- cópia de um de seus vestidos terrenos A visita não era para satisfação de caprichos A visita não era para satisfação de caprichos Queixas dolorosas Queixas dolorosas Modifica a atitude mental Modifica a atitude mental

15 Capítulo 16- Confidências Comentários sobre o valor do trabalho nas Esferas mais elevadas Comentários sobre o valor do trabalho nas Esferas mais elevadas Conquistar o direito de ajudar a quem amamos Conquistar o direito de ajudar a quem amamos Notícias do pai e das irmãs de A.L Notícias do pai e das irmãs de A.L A mãe se esquiva em dar notícias minuciosas da família de A.L A mãe se esquiva em dar notícias minuciosas da família de A.L Esperada no Ministério da Comunicação onde seria munida de recursos fluídicos para a jornada de regresso nos Gabinetes transformatórios Esperada no Ministério da Comunicação onde seria munida de recursos fluídicos para a jornada de regresso nos Gabinetes transformatórios

16 Capítulo 17- Em casa de Lísias Minutos depois estavam à frente de graciosa construção cercada de um jardim colorido. Ao tocarem a campainha, simpática senhora os atendeu. Era Dona Laura, mãe de Lísias (provavelmente na última encarnação). Moravam com Dona Laura, duas irmãs, Judite e Iolanda, Lísias e uma neta recém chegada da Terra Terminado o tratamento hospitalar, André recebeu um documento que lhe permitia ingressar nos Ministérios da Regeneração, do Auxílio, da Comunicação e do Esclarecimento, durante um ano. Enquanto Lísias ofereceu-lhe a própria casa para morar.

17 Capítulo 17- Em casa de Lísias Depois de recebê-lo fraternalmente, entraram em ambiente simples e acolhedor, com móveis e objetos quase idênticos aos terrestres. Um enorme piano e sobre ele uma delicada harpa, chamou a atenção. Depois de mostrar a casa, sentaram-se à mesa para a prece do fim de tarde. Lísias ligou um grande aparelho que passou a reproduzir música suave, e uma grande tela focalizava o parque hospitalar durante a prece

18 Capítulo 18- Amor, alimento das Almas Terminada a oração, foi servido um caldo reconfortante e frutas perfumadas que, mais pareciam concentrados de fluidos, deliciosos. Dona Laura explicou que alguns lares dispensam quase que por completo as refeições, mas os trabalhadores ligados ao Ministério da Regeneração e do Auxílio, precisam provisionar energias

19 Capítulo 18- Amor, alimento das Almas Ministério da RegeneraçãoMinistério da Regeneração Ministério do AuxílioMinistério do Auxílio –verduras e cereais –frutas e sucos Ministério da ComunicaçãoMinistério da Comunicação Ministério do EsclarecimentoMinistério do Esclarecimento –frutas e sucos Ministério da ElevaçãoMinistério da Elevação –sucos e concentrados Ministério da União DivinaMinistério da União Divina –água e ar

20 Capítulo 18- Amor, alimento das Almas Dona Laura explicou também de que o grande alimento das almas é o amor, que está muito acima da união física. Falou das permutas magnéticas entre as pessoas afins Toca a campainha, eram dois companheiros de Lísias, do Ministério do Esclarecimento, que o convidavam para ir ao Campo da Música, para um programa afetivo com suas respectivas parceiras Dona Laura convidou André para conhecer a neta que acabara de chegar da Terra

21 Capítulo 19- A jovem desencarnada André estranhou a ausência da neta da Senhora Laura, à mesa de refeições, ao que ela explicou que, por ser recém- chegada, trás muitos pensamentos viciosos e assim emite fluidos deletérios que se misturam automaticamente ao alimento

22 Capítulo 19- A jovem desencarnada Eloísa morrera de após longa tuberculose, sentia demais a separação da mãe e do noivo, achando-se a pessoa mais infeliz do mundo Para consolar, Dona Laura, disse que sua mãe adquirira a doença, pela longa permanência ao lado da filha e em breve estaria com eles Quanto ao noivo, tão logo soube dos médicos que a doença não tinha cura, procurou se aproximar de sua amiga, que lhe levava flores todos os dias Dona Laura disse que o noivo é homem comum e não tem a beleza do seu ideal, e é melhor que ele fique aos cuidados de uma amiga que mais tarde permita o acesso dela ao coração dele Dona Laura disse que o noivo é homem comum e não tem a beleza do seu ideal, e é melhor que ele fique aos cuidados de uma amiga que mais tarde permita o acesso dela ao coração dele

23 Capítulo 20- Noções de Lar De volta à sala de estar, André desejou mais informações sobre a organização doméstica em Nosso Lar. Laura diz que os homens acham que o instituto da família está ameaçado, mas ao contrário, o homem tenta copiar a estrutura doméstica das regiões espirituais mais elevadas, e ainda não conseguiu, o que só acontecerá muito vagarosamente.

24 Capítulo 20- Noções de Lar Mulher- reta vertical- forças criadoras da vida Homem- reta horizontal- realizações no campo do progresso Lar- vértice onde se encontram para o entendimento indispensável Almas Gêmeas ou algemadas? Almas Gêmeas ou algemadas? Movimento feminista Movimento feminista Serviços de extensão do Lar para as mulheres Serviços de extensão do Lar para as mulheres Trabalho materno Trabalho materno

25 PRÓXIMO ESTUDO: CONTINUANDO A PALESTRA CONTINUANDO A PALESTRA O BÔNUS - HORA O BÔNUS - HORA SABER OUVIR SABER OUVIR O IMPRESSIONANTE APELO O IMPRESSIONANTE APELO GENEROSO ALVITRE GENEROSO ALVITRE NOVAS PERSPECTIVAS NOVAS PERSPECTIVAS O TRABALHO, ENFIM O TRABALHO, ENFIM EM SERVIÇO EM SERVIÇO A VISÃO DE FRANCISCO A VISÃO DE FRANCISCO HERANÇA E EUTANÁSIA HERANÇA E EUTANÁSIA

26


Carregar ppt "ANDRÉ LUIZ ROTEIRO Capítulo 11: Notícias do Plano Os Ministérios são enormes células de trabalho Os Ministérios são enormes células de trabalho As Colônias."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google