A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Fórum Empresarial Abril de 2010 Henrique de Campos Meirelles.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Fórum Empresarial Abril de 2010 Henrique de Campos Meirelles."— Transcrição da apresentação:

1 1 Fórum Empresarial Abril de 2010 Henrique de Campos Meirelles

2 2 Desequilíbrio Global EUA Déficits crescentes em Transações Correntes Baixa taxa de poupança China Superávits em Transações Correntes Financiamento do endividamento americano Desequilíbrio macroeconômico internacional

3 3 Redução do Desequilíbrio Global Fonte: FMI Outros China e Tigres Países deficitários Alemanha e Japão Exportadores de petróleo EUA % do PIB mundial transações correntes

4 4 IPCA em 12 Meses IPCA (acumulado em 12 meses) Fontes: IBGE e Banco Central *16/4 % mar 10: 5,17% 2010: 5,32%* expectativas de mercado jan 04 jul 04 jan 05 jul 05 jan 06 jul 06 jan 07 jul 07 jan 08 jul 08 jan 09 jul 09 jan 10 jul 10 jan 11 ago 11

5 5 Regime de Câmbio Flutuante e Reservas Internacionais Fonte: Banco Central Ago/08 205, Jan 02 Jan 03 Jan 04 Jan 05 Jan 06 Jan 07 Jan 08 Jan 09 Jan 10 US$ bilhão 15/abr 245,8 reservas internacionais permitem flutuação segura do câmbio

6 6 US$ bilhões credor devedor Dívida Pública Externa Líquida Fonte: Banco Central jan 03 ago 03 mar 04 out 04 mai 05 dez 05 jul 06 fev 07 set 07 abr 08 nov 08 jun 09 fev 10

7 7 US$ bilhões 1T03: 165,2 4T04: 135,7 fev ,5 BBB- BB+ BB BB- B+ BB- Dívida Externa Líquida e Risco Fontes: Banco Central e S&P T 02 3T 02 1T 03 3T 03 1T 04 3T 04 1T 05 3T 05 1T 06 3T 06 1T 07 3T 07 1T 08 3T 08 1T 09 3T 09 1T 10

8 8 redução da taxa de juros aliada à maior credibilidade efeito ampliado menor prêmio de risco Responsabilidade Macroeconômica Círculo Virtuoso: estabilidade macroeconômica metas para a inflação redução risco inflacionário divida externa líquida cadente câmbio flutuante e reservas internacionais redução risco externo dívida pública cadente superávits primários redução risco fiscal

9 9 % ano Selic acumulada no mês anualizada Jan 03 Jul 03 Jan 04 Jul 04 Jan 05 Jul 05 Jan 06 Jul 06 Jan 07 Jul 07 Jan 08 Jul 08 Jan 09 Jul 09 Mar 10 8,65% Mar/10 26,32% Mar/03 Taxa de Juros Selic Fonte: Banco Central

10 10 Taxa de Juros Real Jan 03 Jan 04 Jan 05 Jan 06 Jan 07 Jan 08 Jan 09 Abr 10 % ao ano Fontes: BM&F Bovespa e Banco Central 6,0% taxa de mercado descontadas expectativas de inflação

11 11 Dívida Líquida Pública Fonte: Banco Central *16/4 60,6 54,9 50,6 48,2 47,0 45,1 42,7 38,4 42,8 41,2 39,6 38,0 37,0 35, Dez 02 Dez 03 Dez 04 Dez 05 Dez 06 Dez 07 Ago 08 Dez 08 Dez 09 Dez 10 Dez 11 Dez 12 Dez 13 Dez 14 % do PIB projeção mercado

12 12 Fontes: IBGE e JPMorgan 1995=100, dessaz. pontos básicos T 00 1T 01 1T 02 1T 03 1T 04 1T 05 1T 06 1T 07 1T 08 1T 09 3T 10 FBCF (esq.) Risco Brasil t-2 (dir.) 4T 09 Investimento x Risco Brasil

13 13 Fontes: FMI (WEO) e Banco Central do Brasil crescimento real do PIB % desempenho Brasileiro superou a média dos emergentes O Brasil Durante e Após a Crise 5,7 3,6 -2,2 (previsão) 4,3 (p) 6,1 5,2 -0,2 5,8 (p) Emergentes ex. Brasil, India e China Brasil

14 14 O Brasil reverteu várias medidas anticrise Recomposição de compulsórios Reversão de ações no mercado de câmbio Depósitos compulsórios: Liberação durante a crise: R$ 99,8 bilhões Impacto previsto das medidas de reversão: R$ 71 bilhões Circular Altera as alíquotas da exigibilidade adicional Circular Altera as alíquotas do compulsório sobre depósitos a prazo Estratégia de Saída

15 15 Resgate completo dos R$ 24,5 bilhões de empréstimos das reservas (leilões de Linha e ACCs) Zeragem na posição de swaps nos mercados futuros US$ bilhões aplicação resgates líquido Derivativos cambiais Saldo 0 Retomada da compra de reservas internacionais Estratégia de Saída no Mercado Cambial

16 16 7,4 7,5 7,6 7,8 8,0 8,2 8,5 8,6 9,2 9,3 9,6 9,7 10,0 10,3 13,0 13,2 13,4 14,5 19,0 Brasil Uruguai Dinamarca Israel Reino Unido Alemanha Bélgica Canada Chile Venezuela Russia Peru Suécia França Estados Unidos Area do Euro Grécia Portugal Polônia Irlanda Colombia Turquia Espanha mercado de trabalho robusto em relação ao resto do mundo Fontes: Fonte: Bloomberg *último mês disponível (fev ou mar) Desemprego Global

17 17 Desemprego no Brasil Fonte: IBGE 11,2 11,7 10,2 9,3 8,0 8,2 7,2 11,6 12,0 10,7 10,1 9,9 8,7 8,5 7, Janeiro Fev

18 18 Fonte: CAGED -0,5 0,0 0,5 1,0 1,5 2,0 janfevmarabrmaijunjulagosetoutnovdez med med Milhões de empregos Criação de Empregos Formais níveis recordes nos primeiros meses de 2010

19 19 Fonte: IBGE e Banco Central Massa Salarial no Brasil Jan 04 Jul 04 Jan 05 Jul 05 Jan 06 Jul 06 Jan 07 Jul 07 Jan 08 Jul 08 Jan 09 Jul 09 Jan = 100 massa salarial massa ampliada rendimento real dados dessazonalizados

20 20 Fonte: IBGE jan 2007 = 100 comércio ampliado (varejo, automóveis e material de construção) comércio varejista cresc. em 12 meses (dados observados) comércio varejista: 6,9% comércio ampliado: 8,3% jan 07 mai 07 set 07 jan 08 mai 08 set 08 jan 09 mai 09 set 09 fev 10 Vendas do Comércio no Brasil

21 21 Fontes: Fecomércio e CNI Confiança escala: 0-100escala: consumidor (São Paulo)empresário T 05 3T 05 1T 06 3T 06 1T 07 3T 07 1T 08 3T 08 1T 09 3T 09 1T T 05 1T 06 4T 06 3T 07 2T 08 1T 09 1T 10

22 22 Fonte: IBGE Produção Industrial Jan 07 Abr 07 Jul 07 Out 07 Jan 08 Abr 08 Jul 08 Out 08 Jan 09 Abr 09 Jul 09 Out 09 Fev 10 14º mês de crescimento da produção industrial produção de papel ondulado 2002 = 100

23 23 % crédito/massa salarial ampliada serviço da dívida/massa salarial ampliada Jan 06 Jul 06 Jan 07 Jul 07 Jan 08 Jul 08 Jan 09 Jul 09 Jan 10 Fonte: Banco Central Sustentabilidade do Crédito

24 24 Investimento e Consumo 1T 2003 = 100 Fonte: IBGE consumo das famílias investmento T 03 3T 03 1T 04 3T 04 1T 05 3T 05 1T 06 3T 06 1T 07 3T 07 1T 08 3T 08 1T 09 4T 09

25 25 PIB e Investimentos Fontes: IBGE e Banco Central (*relatório de Inflação dez/2009) 5,8% 15,7% Formação Bruta de Capital Fixo crescimento do PIB crescimento real % projeção crescimento dos Investimentos

26 26 Estoque de Investimento Estrangeiro US$ bilhões Fontes: Banco Central e CVM jan 07 abr 07 jul 07 out 07 jan 08 abr 08 jul 08 out 08 jan 09 abr 09 jul 09 out 09 jan 10 reservas internacionais investimento em renda fixa ações (Bovespa)

27 27 Investimento Estrangeiro Direto Líquido US$ bilhões projeção do Banco Central Fonte: Banco Central

28 28 % sobre o passivo externo bruto Passivo Externo Brasileiro Fonte: Banco Central * fevereiro * IED total 37,9% ações (no país e no exterior) 32,6% títulos de renda fixa total 17,7% IED total 32,8% ações (no país e no exterior) 9,9% títulos de renda fixa total 30,9% outros 11,8% outros 26,4%

29 29 Crescimento do PIB taxa anual de crescimento real Fontes: IBGE e Banco Central % 2,1% ( ) 3,3% ( ) 5,0% ( ) -0,2% 5,8%

30 30 Fonte: FGV-CPS % da população 43,0 42,0 47,147,0 49,3 51,1 52,6 54,0 30,3 30,9 26,2 24,2 21,9 19,3 18,9 17, Jan 03 Jan 04 Jan 05 Jan 06 Jan 07 Jan 08 Jan 09 Jan 10 classe de renda média classe de renda baixa Redução das Desigualdades de Renda

31 31 Fonte: FGV-CPS Entre 2003 e ,9 milhões entraram na classe média 19,4 milhões de pessoas deixaram a classe baixa Redução das Desigualdades de Renda

32 32 Sustentabilidade Crescimento sustentado do crédito Dívida Pública volta a ter trajetória cadente Fortalecimento da demanda doméstica Crescimento dos investimentos Programas de transferência de renda Expansão da classe média Redução da desigualdade de renda Apoio popular à política econômica Inflação sob controle é um ativo político Econômica Política Social { { {

33 33 Henrique de Campos Meirelles Abril de 2010


Carregar ppt "1 Fórum Empresarial Abril de 2010 Henrique de Campos Meirelles."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google