A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BATALHA DE FLORES Rio de Janeiro 1903 Textos em itálico: Charles Dunlop Pesquisa e texto: Cau Barata (2003) - Formatação para arquivo pps – 27.11.2008.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BATALHA DE FLORES Rio de Janeiro 1903 Textos em itálico: Charles Dunlop Pesquisa e texto: Cau Barata (2003) - Formatação para arquivo pps – 27.11.2008."— Transcrição da apresentação:

1 BATALHA DE FLORES Rio de Janeiro 1903 Textos em itálico: Charles Dunlop Pesquisa e texto: Cau Barata (2003) - Formatação para arquivo pps –

2 BATALHA DE FLORES Francisco Pereira Passos, Prefeito do Distrito Federal no quatriênio do Presidente Francisco de Paula Rodrigues Alves ( ), não se limitou à reforma material da cidade, destruir e construir edificações, abrir e alargar ruas: procurou dar-lhe outros atrativos. Dedicou-se em introduzir novas distrações para enrredar os espíritos da submissão ao Carnaval, até então a única festa popular. Assim é que instituiu, com supremo esplendor, no dia 15 de agosto de 1903, a Batalha de Flôres, no jardim da Praça da República (Campo de Santana). Contam que, um dia, observaram ao grande Prefeito que o povo do Rio de Janeiro não se importava com a Natureza, nem dava aprêço à Arte. Os recantos pitorescos da cidade abandonados e os parques e jardins que a aformoseavam não tinham quem os freqüentasse. Campo de Santana em 1909 Campo de Santana em 1880 Os preparativos: Nos primeiros dias de julho, o Prefeito enviou convite para os seguintes Conselheiros, a fim de constituir uma comissão: Camelo Lampreia, Capitão-tenente Santos Pôrto, Coronel Souza Aguiar, Dr. Alberto de Faria, Barão de Ibirocaí, Dr. Ataulpho de Paiva, Dr. Fernando Mendes de Almeida, J. Vasco Ramalho Ortigão, Dr. Paulo de Frontin, Dr. Eugênio Gudin (pai), Dr. Hélio Bastos Vordeiro, Comendador Adolpho Hasselman, Dr. Júlio Benedito Otoni, General Hermes da Fonseca, Senador Antônio Azeredo e Deputado Melo Matos.

3 BATALHA DE FLORES Tendo deliberado esta Prefeitura realizar uma Batalha de Flôres no parque da Praça da República, que para essa diversão se presta admiravelmente, e não podendo levá-la a efeito sem o concurso valioso e eficaz de uma comissão que, composta de cavalheiros notáveis por sua dedicação à causa pública e pelas relações de que dispõem, se incumba do programa dessa festa e do julgamento para concessão dos respectivos prêmios, tenho a honra de convidar V. Exa. para fazer parte dessa comissão, que se reunirá pela primeira vez no dia 15 do corrente, às 4 horas da tarde, no meu gabinete. O Convite do Prefeito: Chapéus floridos

4 BATALHA DE FLORES Houve a reunião, fez-se o programa e a primeira dessas festas, tão animada, elegante e alegre quanto as famosas batalhas de flores de Nice, Viena e Paris, teve lugar no dia 15 de agosto.

5 BATALHA DE FLORES Engabelou-se o abandonado jardim da Praça da República e o entusiasmo com que o povo acolheu a iniciativa do Prefeito ultrapassou a expectativa, atingindo a concorrência de espectadores a proporções inesperadas. Em pavilhões elegantes, em caramanchões festivos, apinhavam-se os que tinham pago, além dos 2$000 de entrada, mais 5$000 para poderem sentar-se.

6 BATALHA DE FLORES O jornal, O Commentário, de setembro de 1903, deixou-nos os seguintes comentários: Sabem todos que essas batalhas de Flores, tão animadas, elegantes e alegres quando feitas em Nice, em Viena e em Paris, são um divertimento de ricos com o qual tem o povo a ganhar: o gosto visual do luxo em exibição e a emoção artística nos aspectos ornamentais das carruagens. É, portanto, um meio de educar esteticamente os rudes e os pobres. Até as crianças se divertem. Continua O Commentário: Chegou a nossa vez – pobre cidade desleixada! – de gozar desse requinte de civilização. A iniciativa do Sr. Dr. Pereira Passos, prefeito do Distrito Federal, devemos, a primeira dessas festas que teve lugar, aos quinze do mês de agosto, no Parque da Praça da República. Se a primeira Batalha de Flores não correspondeu completamente às intenções do ilustre Prefeito, com certeza o entusiasmo com que o povo a acolheu ultrapassou à sua expectativa, porque a concorrência de espectadores atingiu a um número incontado.

7 BATALHA DE FLORES PROTECIONISMO? Vimos a relação dos distintos cavalheiros convidados pelo Prefeito para escolherem os melhores, aqueles que seriam premiados e, entre os agraciados com o prêmio, estavam os filhos do julgador Alberto de Faria, que desfilaram num landau transformado em cesta, cheia de rosas e orchídeas. Outro carro premiado foi o do próprio julgador, Sr. Ramalho Ortigão, com um phaeton todo adornado de orchideas, parasitas e outras flores, das quaes emergia uma cupola formada de ramos brancos em cujas extremidades balançavão alvas pombas. Prêmios para o Club dos Diários e para o Sr. Monteiro Ready, com umphaeton todo recamado de parasitas e rosas-chá, de estylo gothico.

8 BATALHA DE FLORES As alamedas, os gramados, as pontes, a gruta, as ilhas, tudo estava repleto, e os carros e as carruagens vistosamente enfeitados de flôres. As senhoritas começaram a batalha, ATIRANDO FLÔRES de um carro contra outro e contra os espectadores também, que respondiam.. Volte a apertar a tecla para continuar

9 BATALHA DE FLORES A comissão julgadora resolveu declarar hors concours os carros das famílias dos Srs. Presidente da República e Prefeito Municipal e não julgou as bicycletas que concorrerão aos prêmios. Sobre a batalha de flores, o jornal O Paiz, do dia , fez a seguinte apreciação: A batalha de flores é, segundo tenho lido, nada mais nada menos que o início de uma phase de prosperidade. Na organização de batalhas, como as de hontem, está na opinião autorizada do Jornal do Brasil, o remédio efficaz e prompto para os males da Nação. O povo, diz ele, só será feliz quando abandonar pequeninas cogitações e convencer-se de que a felicidade é apenas a bonança, a tranqüilidade, o optimismo, o riso. O jornal A Avenida, do dia , também deixou sua impressão: De que o Rio se civiliza tivemos uma prova no sábado último... Sentimos entretanto que a batalha não se houvesse generalizado entre os assistentes, e que não passasse de uma manifestação a flores, ao Presidente e à Comissão julgadora... O famoso jornal O Malho, do dia , não podia ficar fora das novidades e publicou sua impressão: Vimos tarde para fallar da festa organizada a esforços do Sr. Dr. Passos, e que foi encanto da sociedade do Rio de Janeiro, sabbado último. O illustre administrador dos negócios do nosso districto, que pouco a pouco vai limpando, varrendo, corrigindo e aformoseando as ruas e praças desta Capital, como um anjo bom e carinhoso tutor, também deseja se cuidar de dotá-la de novas prendas morais. Para isso abre verdadeiras escolas de bom gosto artístico e alto senso esthetico, promovendo concertos musicais e festas públicas que constituem um ensinamento aos povos desta Sebastianópolis. A batalha de flores foi uma experiência assás animadora e naturalmente será a porta aberta ao renascimento de nossa vida social, o ponto de partida para outras festas, da mesma natureza, saneadoras do nosso espírito e bem dizentes da nossa cultura intelectual.

10 BATALHA DE FLÔRES O jornal G.N., do dia , em seu artigo A Cidade, escreveu: Essas festas, de facto, não servem apenas para distrahir e alegrar a gente rica ou remediada; servem também para empregar e recompensar a actividade da gente pobre, para mobilizar o dinheiro, e enfim para, como dizem expressivamente os franceses, faire marcher le commerce.

11 BATALHA DE FLORES A festa acabou... mas, sempre sobra para alguém. A revista O Malho publicou a seguinte charge em : Aprés Le Combat (Ou, em portuguez, depois do pagode) - Está vendo, seu Zé, que massada? Não nos mettemos em brincadeira e temos que carregar os destroços... - Dez troços? Muito mais de dez, seu Coisa! Isto é para suar o dia todo.

12 FIM Pesquisa e formatação : Cau Barata (Carlos Eduardo de Almeida Barata)


Carregar ppt "BATALHA DE FLORES Rio de Janeiro 1903 Textos em itálico: Charles Dunlop Pesquisa e texto: Cau Barata (2003) - Formatação para arquivo pps – 27.11.2008."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google