A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

I BOOT Xanxerê - SC Java Micro Edition Produtividade com Robison Cris Brito Sábado, 3 de outubro de 2007 em aplicações corporativas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "I BOOT Xanxerê - SC Java Micro Edition Produtividade com Robison Cris Brito Sábado, 3 de outubro de 2007 em aplicações corporativas."— Transcrição da apresentação:

1 I BOOT Xanxerê - SC Java Micro Edition Produtividade com Robison Cris Brito Sábado, 3 de outubro de 2007 em aplicações corporativas

2 2 Por que trabalhar com JME? Características do JME: Configurações Perfis APIs Ferramentas de Desenvolvimento Instalação do Ambiente Configuração O que são aplicações corporativas em JME Demo Calculadora Despertador Boca de Urna Instalação do Aplicativo no aparelho celular Perguntas? Agenda

3 3 Quem tem Celular???

4 4 3.5 bilhões de dispositivos com suporte a Java 1.2 bilhões de telefones com suporte a Java De cada 100 brasiliense, 91 tem celular. No Reino Unido, o mercado de download de Ring Tones no celular já ultrapassou o mercado de CDs de Música. Novos serviços + Novos aparelhos Efeito tostines Alguns Números

5 5 Mais de 1 BILHÃO de clientes potenciais e ainda crescendo... Existe mais de um bilhão de telefones celulares no mundo. Eles vão querer executar aplicações. Quem vai desenvolver essas aplicações? Por que desenvolver para Celular???

6 6 Motivação NomeMotorola Dyna-Tac Tamanho25 x 12,5 x 5 cm PesoCerca de 1,134 Kg DisplayNão Número de circuitos 30 Tempo de conversação 35 minutos Tempo de recarga10 horas RecursosFalar, ouvir e discar

7 7

8 8 Java Micro Edition Ambiente Java altamente otimizado para pequenos dispositivos Existem inúmeros tipos de equipamentos com JME, de vários fabricantes diferentes (celulares e pdas) Dividido em duas configurações: CDC: Dispositivos médios CLDC: Pequenos dispositivos

9 9 Configuration CLDC Os celulares mais antigos possuem CLDC 1.0, sendo que os modelos atuais já possuem CLDC 1.1.

10 10 Profile MIDP A maioria dos celulares novos possuem MIDP 2.0.

11 11 Garantindo a Portabilidade CLCD 1.0 MIDP 2.0 CLCD 1.0 MIDP 2.0 CLCD 1.0 MIDP 2.0 SamSung D500Motorola v600Nokia 3650

12 12

13 13 Alguns Celulares Muuuuuito Diferente

14 14 APIs fornecida por fabricantes de celulares (NOKIA, MOTOROLA, etc.) para poder utilizar o máximo dos recursos que o aparelho específico tem. APIS

15 15 Vantagens do MIDP Dispositivos MIDP passam por uma explosão de mercado Também alcançam níveis de desempenho e de conectividade nunca antes alcançados Portabilidade Segurança Aplicações Java nunca saem da sand box da KVM Em MIDP 2.0, aplicações podem ser assinadas e tratadas semelhante à Applets Ferramentas de desenvolvimento disponíveis

16 16 Softwares para Celular

17 17 Jogos para Celular

18 18 Aplicações Corporativas Aplicações com poucos recursos gráficos Fácil de utilizar Armazenam informações temporárias no aparelho É realizado a importação/exportação de dados com servidores remotos os usuários de celulares possuem menos conhecimentos de tecnologia do que os usuários de computadores

19 19 Limitações Tecnológicas Pequeno poder de processamento/armazenamento. Número reduzido de teclas Display reduzido Rede intermitente Sistemas on-lines / off-lines

20 20

21 I BOOT Xanxerê - SC FERRAMENTAS PARA DESENVOLVIMENTO O que é necessário para desenvolver aplicativos para celular com JME.

22 22 Inicialmente... Para se trabalhar com JME é necessário primeiro ter um bom conhecimento da sintaxe do Java, de programação orientado a objeto e das Classes básicas... Conheça Java....

23 23 E o JSDK.... É necessário que você tenha o JSDK instalado no computador. É possível baixar o JSDK no site da Sun (www.java.sun.com), baixe também a documentação que é muito importante Instale o JSDK....

24 24 E a Ferramenta de desenvolvimento para celular Uma solução rápida, básica, fácil e gratuita é o Wireless ToolKit da Sun ( ) O Netbeans Mobility Pack aumenta significativamente a produtivida em aplicações coorporativas

25 25 IDEs para Desenvolvimento Visual J++ Eclipse Gel

26 26 + NetBeans Mobility Pack já vem com WTK IDEs para Desenvolvimento

27 27 Custo de Software??? JSDK -R$ 0,00 WTK ou MP -R$ 0,00 NetBeans -R$ 0,00

28 28 Oukey! Agora vamos colocar a mão na massa.

29 29 Instalando Netbeans IDE 5.5.1

30 30 Instalando Netbeans IDE 5.5.1

31 31 Instalando Netbeans Mobility Pack 5.5.1

32 32 Informações sobre o aplicativo JME

33 33 Ciclo de Vida APPLETMIDLETSERVLET XLET O que estes softwares tem em comum????

34 34 Ciclo de Vida da MIDlet Paused ActiveDestroyed construtor pauseApp() destroyApp() startApp

35 35 Displays

36 36 Tela com TextArea Tela com List Tela com Form Tela com Alerta Displays

37 37 Forms Itens

38 38 ChoiceGroup DateField TextField Gauge ImageItem StringItem Forms Itens

39 39 Commands

40 40 Demos

41 41 Lista de Aplicativos que serão desenvolvidos Calculadora Despertador Boca de Urna

42 42 Calculadora Visual

43 43 Desenvolvendo o aplicativo

44 44 Conceitos Abordados no Aplicativo Criação de uma aplicação Midlet e Midlet Suite Componentes Visuais StringItem e TextField Editor Visual do Netbeans Propriedades dos objetos Modelo de eventos com Commands Conversão de tipos Troca de Display

45 45 Despertador

46 46 Desenvolvendo o aplicativo

47 47 Timer e TimerTask São utilizados para: Executar uma tarefa (Agendada para uma determinada Hora) Repetir uma tarefa (Em um determinado Intervalo de tempo) A classe Timer tem a função de agendar / temporizar / repetir uma ação. A classe TimerTask é a ação.

48 48 Conceitos Abordados no Aplicativo Componentes Visuais DateField e ImageItem Classe Date Inclusão e exclusão de componentes Visuais Dinamicamente Conceito de Thread Classe Timer e TimerTask Utilização de Imagens Execução de Sons (WAV)

49 49 Boca de Urna

50 50

51 51 Conteúdo do

52 52 Configurando o Netbeans

53 53 Desenvolvendo o aplicativo

54 54 Para conectividade: Dividido em duas partes: Servidor – Implementada no Servlet Cliente – Utilizada no aplicativo JME Arquitetura Sem Nome Ainda ASNA

55 55 Nesse Framework, os registros são representados por Vector, os campos são representados por Array de Strings. É possível enviar e receber dados dos do servidor remoto. Atualmente suporta HTTP, utilizando GET/POST. Para conectividade: ASNA

56 56 Desenvolvendo o aplicativo

57 57 Persistência de Dados Conectividade com servidores remotos Network Monitor Debugação no cliente e no servidor Inspeção de variáveis Watchs Gerênciamento do ambiente de desenvolvimento Conceitos Abordados no Aplicativo

58 58 Emuladores / Simuladores

59 59 Instalando no dispositivo Pode ser via cabo USB, Infravermelho, Bluetooth, Wi-Fi e HTTP, depende do dispositivo O Nokia 3520 tem apenas suporte a HTTP, então é necessário colocar os arquivos.JAR e.JAD em um servidor. Após com o recurso de WAP existente no celular é possível baixar o aplicativo. O Motorola v600 possui cabo serial ou bluetooth.

60 60 O celular não é um "PC em miniatura", mas sim um cliente sofisticado do ambiente de rede....e para não se decepcionar

61 61... E para motivar Em dispositivos móveis com recursos on-line, a performance da aplicação é um fator importante. A comunicação de dados é um requisito necessário para o sucesso de aplicações em um ambiente cada vez mais conectado.

62 62 Dúvidas ?

63 I BOOT Xanxerê - SC Java Micro Edition Produtividade com Robison Cris Brito Sábado, 3 de outubro de 2007 em aplicações corporativas


Carregar ppt "I BOOT Xanxerê - SC Java Micro Edition Produtividade com Robison Cris Brito Sábado, 3 de outubro de 2007 em aplicações corporativas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google