A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FELICIDA DE: CONSEQ UENCIA, ESCOLH A OU NECESSI DADE? A MINHA AMBIÇÃO? UNIR A EXTREMA LEVEZA DA FORMA À PROFUNDIDADE DO CONTEÚDO. MILAN KUNDERA FELICIDADE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FELICIDA DE: CONSEQ UENCIA, ESCOLH A OU NECESSI DADE? A MINHA AMBIÇÃO? UNIR A EXTREMA LEVEZA DA FORMA À PROFUNDIDADE DO CONTEÚDO. MILAN KUNDERA FELICIDADE."— Transcrição da apresentação:

1 FELICIDA DE: CONSEQ UENCIA, ESCOLH A OU NECESSI DADE? A MINHA AMBIÇÃO? UNIR A EXTREMA LEVEZA DA FORMA À PROFUNDIDADE DO CONTEÚDO. MILAN KUNDERA FELICIDADE É A BORBOLETA QUE POISA INESPERADAMENTE NO TEU OMBRO QUANDO ESTÁS MUITO OCUPADO A FAZER UMA COISA INTERESSANTE. DAVID THOREAU

2 Q UEST Õ ES & OBJECTIVOS OU QUESTIVOS & OBJECTÕES 1.Porque se fala agora tanto de felicidade? 2.Porque há tantas definiçoes de felicidade e porque são tão diferentes? 2.A imagem/analogia do copo meio cheio ou copo meio vazio é sempre util? Qual a relação entre dinheiro e felicidade? É possivel medir a felicidade? O que tem o cérebro de Matthieu Ricard a ver com isso? Qual o(s) segredo(s) das nações felizes (por exemplo, Dinamarca)? e quais os erros das infelizes (por exemplo, Zimbabwe)? Porque aparece Portugal (quase) sempre tão mal classificado nos inquéritos internacionais sobre felicidade?

3 PRINCIPIOS & IDEIAS DE PARTIDA SOBRE A FELICIDADE Apesar de subjetiva, a felicidade pode ser estudada, medida, aprendida, ampliada; A felicidade emocional-relacional-do sentido (eudaimonia) é mais útil do que a baseada em químicas artificiais; As microfelicidades não reflectidas não merecem ser vividas. O carácter português é passível de ser entendido com base no dia 1 de Novembro de 1755;

4 INVESTIGAÇÃO CIENTIFICA SOBRE FELICIDADE: SEXY E VITAL 1.INVESTIGAÇÃO SEXY 1.1. ESTUDO DA LONGEVIDADE DAS FREIRAS 1.2. ESTUDO DOS OSCARES NA ACADEMIA: SÓ NOMEADOS VS VENCEDORES 1.3. MEDALHAS DE BRONZE MELHOR QUE PRATA NAS OLIMPIADAS 1.4. OXITOCINA E INTERAÇÃO SOCIAL FELIZ INVESTIGAÇÃO VITAL 2.1. ILUSÕES POSITIVAS E DOENÇAS LETAIS (Taylor et al 2000) 2.2. OTIMISMO NA RECUPERAÇÃO DE CIRURGIA

5 Felicidade: Uma palavra, inúmeros sentidos! A felicidade é para os idiotas C. de Gaulle Felicidade é ter boa saúde e má memória Ingrid Bergman O dever mais subestimado é o dever de ser feliz Robert Louis Stevenson Já se vê o tunel ao fundo da luz. Vaclav Havel

6

7 MEDIR A FELICIDADE: COMO E COM QUÊ? mas … nada melhor que o utilitómetro de uso pessoal! COMO: World e European values survey (40 países de 5 em 5 anos) Eurobarometro ( , 20 países, desde 1991) Gallup World Poll EUA General Survey (30000 desde 1972) Int. Social Survey Program (41 países) European Social Survey New democracies barometer German Socio Economic Panel British Household Panel Survey (= Understanding Society, desde 1991) O QUÊ: Satisfação com a vida (0-10) Felicidade em Geral e por Dominios Felicidade no passado (1 dia, semana passada) Escada de Cantrill Bem Estar Psicologico (W-E MSWB) Escala Depressão Centro Estudos Epidemológicos Questionário Saúde Geral Método Reconstrução do Dia (Kahneman et al, 2004)

8 805/31/12 O ROSTO E AS MASCARAS: INOVAR EM TEMPOS DE DESANIMO Helena Agueda Marujo ISCSP-UTL 8

9

10 INVESTIGAÇÃO CIENTIFICA SOBRE FELICIDADE 15 EXEMPLOS NAS ORGANIZAÇÕES FLOW/FLUIR 1. Eisenberg et al. (2005): Rendimento além da função 2. Demerouti, E. (2006): Rendimento na função e além da função 3. Salanova et al. (2006): Aumento de recursos pessoais e organizacionais 4. Martin e Jackson (2008): Maior motivação, satisfação, aspirações e flexibilidade CAPITAL PSICOLOGICO 5. Larson e Luthans (2006); Luthans et al. (2008): Melhor rendimento, maior satisfação e dedicação 6. Avey et al. (2008): Maior envolvimento, menor absentismo voluntário e involuntário, menor cinismo e desvio

11 INVESTIGAÇÃO CIENTIFICA SOBRE FELICIDADE VIRTUOSISMO ORGANIZACIONAL 7. Cameron et al. (2004): Melhoria na percepção do rendimento e objectivos organizacionais, maior margem de lucro, inovação, retenção de clientes, permanência de funcionários, qualidade geral. INVESTIGAÇÃO APRECIATIVA 8. Cooperrider e Whitney (1999); Whitney e Cooperrider (2000): Aumento dividendos de ações, melhores relações funcionários, melhor qualidade produtos, inovação relação com sindicatos.

12 INVESTIGAÇÃO APRECIATIVA 9. Cooperrider e Whitney (1999); Whitney e Cooperrider (2000): Aumento dividendos de ações, melhores relações colaboradores, melhor qualidade produtos, inovação relação com sindicatos. OTIMISMO DOS GESTORES 10. Armstrong-Stassen e Schlosser (2008): Expectativas de futuro mais elevadas, melhor adequação ao stress, maior satisfação com o trabalho. LIDERANÇA AUTENTICA 11. Walumbwa et al (2008): Maior dedicação organizacional, maior satisfação relativamente ao supervisor e função maior rendimento.

13 ABORDAGEM BASEADA NAS FORÇAS 12. Harter et al (2002): Maior produtividade, maior lealdade do cliente. 13. Black (2001): Hodges e Clifton (2004). Diminuição do turn over, aumento do envolvimento do colaborador e da sua satisfação com a vida. 14. Clifton e Harter (2003): Aumento do envolvimento do colaborador. 15. Connelly (2002): Aumento da produtividade do colaborador e equipa. CONVITE: Utilizar CAVE (analise de conteúdo de relatórios das organizações) para prognosticar cotação bolsista (Chris Peterson et al.)

14 COMPAIXÃO PERDÃO GRATIDÃO HUMOR… COMUNICAÇÃ O APRECIIATIVA FEED-BACK SOBRE O MELHOR DO E U REFORÇA R FORÇAS/ TALENTOS CONSTRUIR REDES DE ENERGIA RELAÇÃO COM VALORES PESSOAIS CONSTRUIR COMUNIDADE

15 EXORCÍCIO 2: Co-inspirar (conspirar?) felicidade (baseado numa line de St. John Henry Newman)

16 1605/31/12 O ROSTO E AS MASCARAS: INOVAR EM TEMPOS DE DESANIMO Helena Agueda Marujo ISCSP-UTL 16

17

18 Como seria possível aumentar em 0,5 o valor da escala? Como pensa manter esse nível na próxima semana? Faça um exercício de imaginação: se na noite a seguir à conferência existisse um "milagre", o que seria diferente na sua vida no dia a seguir na sua esfera pessoal? E na esfera profissional? E no seu país?

19 Se esse milagre significasse encontrar um trabalho onde trabalhasse a minha área de paixão - Felicidade nas Organizações - então, a minha felicidade e auto-realização iria estar muito perto dos 100%. Todas as pessoas iriam conseguir ter dinheiro para comer...bom! Recebia o aumentoBaixava o preço da gasolina

20 es se trabalhassem e se se esforçassem - o espirito de solidariedade e entreajuda seria genuino e altruista sem ter movido pela moda e mediatização....e muito mais mas cumpridos estes requisitos já era meio caminho andado para sermos todos mais felizes novo desafio profissionalredução desemprego Se um milagre acontecesse no meu país : As pessoas teriam orgulho em ser portuguesas - estariam motivadas para fazer mais e melhor com menos recursos - agradeceriam cada dia pequenas coisas, gestos e alegrias a que habitualmente não dão valor - empenharse-iam em defender com garra e tenacidade um futuro mais promissor ainda que o caminho para la chegar seja arduo e trabalhoso - dariam largas à criatividade procurarndo novos caminhos e alimentando o empreendedorismo - a justiça funcionaria - os politicos e governantes seriam pagos apenas por obtenção de objectivos e não haveria corrupção - todos teriam igualdade de oportunidades. Conseguiria restaurar a confiança na minha equipa que está abalada porque tivemos que fazer um despedimento colectivo no final de 2011 (17 pessoas) e está a ser muito dificil, apesar dos esforços e sinais de positivismo e esperança, reestabelecer um ambiente aberto, de confiança e motivação. Todos os dias luto para lhes dar sinais, reconhecimento e apreço mas ainda não esta como gostaria

21 Colegas mais motivados, que creditem na excelencia do seu desempenho do trabalho do seu dia dia. Uma economia melhor e politicos com vontade de fazer o que é preciso. Para alem de manter a profissão que tenho e me preenche, passaria a fazer também investigação para publicar, e tentaria organizar workshops na área da Psicologia Positiva, para particulares e empresas, porque é uma área que muito me atrai. Aí precisaria de aproximadamente 12 minutos para arrumar a secretária e despedir-me das colegas. Gostaria que se tornasse idêntico à Dinamarca, em termos socio- culturais.

22 não tenho particular paixão pelo meu país neste momento (desculpem a honestidade), por isso consideraria qualquer proposta aliciante no estrangeiro. O nosso país não precisa de milagres, precisa de trabalho e competência. Continuando a acreditar que a minha felicidade depende de mim... como tal, estou a construi-la em cada momento em todas as acções que assumo! Serei tão feliz esta semana como fui na anterior? Claro, eu quero e tudo farei para o conseguir. Continuando a desenvolver o projecto no qual tenho investido o meu tempo e entusiasmo e aproveitando os meus filhos que estão numa fase deliciosa!

23 Do ponto de vista profissional tenho tido altos e baixos porém considero-me uma lutadora! Dou graças a Deus por todos os momentos porque passei e não me arrependo de nada! Sou Feliz pese embora a fase menos boa pela qual estou a passar a nível Pessoal! Se todos os campos da minha vida estivessem completos a 100%. Ter dormido mais. Cabe-nos a nos tornar os nossos dias melhores… Sorrir e desdramatizar! O livro que lancei esta semana esgotar e ser perseguido por uma multidão de fãs, que pretendiam apoderar-se do meu exemplar. Mantendo a minha atitude positiva perante as situações da vida, focando--me nas soluções e não nos problemas. O meu país seria governado por pessoas HONESTAS e COMPETENTES, que colocariam o bem comum à frente dos interesses particulares e individuais!!!

24 Batons e Banksy em Baden-Baden 1945: Microfelicidade em circunstâncias mortais – estória

25

26

27

28 T. P. C. 1.Versão Individual 3 bençãos Savouring 2. Versão relacional Reflected best self Resposta Activa Construtiva 3. DESENHAR UMA ESTATUA DA FELICIDADE 4. RESTAURAR O SENTIDO de profissões (carta de gratidão + entrevista apreciativa) - DA PROFISSÃO DE PROFESSOR (cfr. Hungria consultor David Epston -DA PROFISSÃO DE GESTOR DE RECURSOS HUMANOS - DA PROFISSÃO DE MEDICO - DA PROFISSÃO DE ADVOGADO

29 BIBLIOGRAFIA Donaldson, S., Cskszentmihalyi, M., Nakamura, J. (2011). Applied Positive Psychology: Improving Everyday Life, Health, Schools, Work and Society. Nova Iorque: Psychology Press. Mertens, D. (2009). Transformative Research and Evaluation. Nova Iorque: Guilford Press. Neto, L.M., Marujo, H. e Perloiro, M.F. (1999). Educar para o optimismo. Lisboa: Editorial Presença.


Carregar ppt "FELICIDA DE: CONSEQ UENCIA, ESCOLH A OU NECESSI DADE? A MINHA AMBIÇÃO? UNIR A EXTREMA LEVEZA DA FORMA À PROFUNDIDADE DO CONTEÚDO. MILAN KUNDERA FELICIDADE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google