A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PREFEITURA MUNICIPAL DE FOZ DO IGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA À SAÚDE DIVISÃO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PREFEITURA MUNICIPAL DE FOZ DO IGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA À SAÚDE DIVISÃO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA."— Transcrição da apresentação:

1 PREFEITURA MUNICIPAL DE FOZ DO IGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA À SAÚDE DIVISÃO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA

2 PROGRAMA DE CONTROLE A TUBERCULOSE IVETE DA SILVA – COORDENADORA REGIONAL EDUARDO PUTTON – COORDENADOR MUNICIPAL CACIQUE RESERVA OCOÍ – SÃO MIGUEL DO IGUAÇU Maria Luzia Topanotti – Médica Ana Flávia – Enfermeira

3 Guido Aloísio – Técnico de Enfermagem Diego Gamper – Enfermeiro Eduardo Putton – Enfermeiro / Coordenador

4 CARACTERÍSTICAS SÓCIO-DEMOGRÁFICAS População: habitantes Cidade Cosmopolita 72 Etnias: Colônias Árabes, Japonesa, Chinesa, Coreana, Indiana e outras.

5 Foz do Iguaçu Paraguai Argentina PARAGUAI CIDADE DE LESTE BRASIL FOZ DO IGUAÇU ARGENTINA PORTO IGUAÇU

6 UM DOS PRINCIPAIS EIXOS TURÍSTICOS DO BRASIL 4º Parque Hoteleiro do Brasil Cataratas do Iguaçu Hidroelétrica de Itaipu Binacional Compras no Brasil, Paraguai e ArgentinaTurismo Ecológico

7 NÍVEL SÓCIO-ECONÔMICO Áreas de invasão Bolsões de pobreza Trabalhadores do comércio informal População Flutuante Brasiguaios Desigualdades sociais

8 O Programa em Foz Até 2010 o Programa de Tuberculose em Foz estava centralizado, no CEM (Centro de Especialidades Médicas). Após matéria veiculada no Jornal Bom Dia Brasil, o centro de referencia mudou-se para o PoliAmbulatório Padre Monti. Iniciando neste momento as primeiras capacitações para DEScentralização para as Unidades de Saúde. Em 2011 na 9ª. Regional de Saúde assume a Téc de Enfermagem Ivete da Silva, no âmbito municipal o médico Ricardo Zaslavski, e a Enf. Ana Flávia entram no programa e efetivam a tão esperada DESCENTRALIZAÇÃO. Em Abril de 2012 é convidado para a equipe Eduardo Putton, que logo em Agosto de 2012 assume a Coordenação do Programa, após a saída de Ricardo e chegada da médica Maria Luzia Topanotti Em Julho de 2012, o Enf. Diego Gamper faz parte da equipe.

9 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS EM 2012 CAPACITAÇÕES

10 Secretaria Municipal de Saúde Após algumas reuniões com Prof. Reinaldo A. da Silva Sobrinho, Doutor em Enfermagem na Unioeste, o Coordenador do Programa Eduardo Putton traçou juntamente com a equipe uma série de Palestras para Sensibilizar todos os Agentes de Saúde e de Endemias sobre a importância de identificação de casos suspeitos na comunidade.

11 Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu Realizada palestra para aproximadamente 60 colaboradores do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu.

12 PAZ SEM VOZ É MEDO - RPCTV Realizado no município atividades junto com a RPCTV GLOBO, montado um estande com Palestras, distribuição de material informativo, e coleta de escarro nos casos suspeitos de Tuberculose

13 COLEGIO ESTADUAL AYRTON SENNA DA SILVA Palestras com alunos, professores sobre a doença, sinais e sintomas, importância de acompanhamento médico (Unidade Saúde), do uso da medicação corretamente.

14 CAPACITAÇÃO PROVA TUBERCULINICA Em parceria com a 9ª. Regional de Saúde, foram desenvolvidas capacitações de enfermeiros para aplicação de PT.

15 INDUSTRIAS

16 ERGASTULOS

17 MATRICIAMENTO NAS UNIDADES DE SAÚDE A Equipe comparece as US pelo menos uma vez ao mês para realizar acompanhamento de casos, bem como orientações diversas.

18 APLICAÇÃO/LEITURA DE PROVA TUBERCULINICA Devido a não termos ainda 1 profissional capacitado para aplicação/leitura de PT por unidade, nossa equipe fornece apoio para realização e leitura da PT.

19 PARTICIPAÇÕES FORA DE FOZ Nossa equipe tem participado ativamente em apoio a demais municípios, orientando, proferindo palestras, dividindo experiências. Também desenvolvendo atividades em conjunto com Paraguay e Argentina.

20 GRUPO de TRABALHO ITAIPU Participação mensal ao GT ITAIPU, onde são debatidos diversos assuntos de importância da tríplice fronteira.

21 SUS ITINERANTE Diversas atividades e serviços de saúde em bairros no município, onde foi montado um estande com Palestras, distribuição de material informativo, e coleta de escarro nos casos suspeitos de Tuberculose.

22 VISITAS DOMICILIARES Diversas visitas domiciliares para acompanhamento de casos, comunicantes, problemas sociais entre outros.

23 VEÍCULOS DE COMUNICAÇÃO Procuramos diversos de veículos de comunicação, imprensa escrita, ouvida e televisionada. Para divulgação da seriedade e importancia do tratamento da TB, bem como a necessidade de um diagnostico preciso e rapido

24 TDO – TRATAMENTO DIRETAMENTE OBSERVADO Realização em situações especiais, moradores de rua, zona rural etc... Além dos TDOs, que são realizados diuturnamente nas U.S. bem como em parceiros.

25

26 MUSICA DOS ACS - TUBERCULOSE

27 Residência RIVAILDO

28 DUVIDAS

29 NÃO IMPORTA O TAMANHO DA MONTANHA, ELA NÃO PODE COBRIR O SOL

30 AVENTURE-SE NAS MARAVILHAS DE NOSSA CIDADE!!! Visite FOZ DO IGUAÇU

31 OBRIGADO!!! PROGRAMA MUNICIPAL DE CONTROLE A TUBERCULOSE FOZ PROGRAMA REGIONAL DE CONTROLE A TUBERCULOSE EM FOZ


Carregar ppt "PREFEITURA MUNICIPAL DE FOZ DO IGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA À SAÚDE DIVISÃO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google