A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ESTGF – Politécnico do Porto XI Seminário de Ciências Empresariais Reconversão do Tecido Empresarial Português & Internacionalização Manuel Carlos 6 de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ESTGF – Politécnico do Porto XI Seminário de Ciências Empresariais Reconversão do Tecido Empresarial Português & Internacionalização Manuel Carlos 6 de."— Transcrição da apresentação:

1 ESTGF – Politécnico do Porto XI Seminário de Ciências Empresariais Reconversão do Tecido Empresarial Português & Internacionalização Manuel Carlos 6 de Janeiro de 2012

2 Agenda A Internacionalização das Empresas Portuguesas – A internacionalização das PME’s Europeias – Exportações e PIB Mundial – A internacionalização da Economia Portuguesa – O Papel das Associações empresariais O caso da Industria Portuguesa de Calçado 2ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

3 The data and conclusions of this study are based on a survey of 9,480 SMEs in 33 European countries during Spring 2009; – 27 EU Member States and 6 non-EU countries: Croatia, Iceland, Liechtenstein, FYROM, Norway and Turkey; – 3 SMEs size classes: micro enterprises (1-9 occupied persons), small (10-49) and medium-sized enterprises (50-249); – 26 sectors of activity; In Europe about 92% of all SMEs are micro Enterprises; There are 24 million SMEs in these 33 countries Internationalisation of European SMEs Source: Survey 2009, Internationalisation of European SMEs EIM/GDCC (N=9480). 3ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

4 4 The goal of this study is to provide an updated and comprehensive overview of the level of internationalisation of European SMEs and derive conclusions and recommendations from it; In this study internationalisation refers to: More than 40% of European SMEs are involved in some form of international relationship; The percentages vary from nearly 30% of SMEs that import to only 2% of SMEs having foreign direct investments; Only 4% of SMEs have plans to become internationally active in the coming years; exports; imports; foreign direct investment; international subcontracting; international technical co-operation Source: Survey 2009, Internationalisation of European SMEs EIM/GDCC (N=9480). Internationalisation of European SMEs ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

5 Different modes of internationalisation Percentage of European SMEs involved in international business activities, having concrete plans to start such activities or none at all. For various modes of internationalisation, all 33 countries Internationalisation of European SMEs Source: Survey 2009, Internationalisation of European SMEs EIM/GDCC (N=9480). 5ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

6 Internationalisation by sector Percentage of SMEs with direct export in by sector Internationalisation of European SMEs Source: Survey 2009, Internationalisation of European SMEs EIM/GDCC (N=9480). 6ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

7 Percentage SMEs, exporting, importing and investing abroad by size of country (population) Internationalisation of European SMEs Source: Survey 2009, Internationalisation of European SMEs EIM/GDCC (N=9480). Relationship between international activities and other enterprises characteristics Size of country in terms of area and population 7ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

8 Percentage of exporting and importing SMEs, by distance to land borders Relationship between international activities and other enterprises characteristics Distance to land borders Internationalisation of European SMEs Source: Survey 2009, Internationalisation of European SMEs EIM/GDCC (N=9480). 8ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

9 – Being internationally active strongly relates to higher turnover growth; – SMEs that are internationally active report higher employment growth; – The relationship between internationalisation and innovation is strong; Key results of the Survey On the effect of internationalisation on business performance Internationalisation of European SMEs Source: Survey 2009, Internationalisation of European SMEs EIM/GDCC (N=9480). 9ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

10 Agenda A Internacionalização das Empresas Portuguesas – A internacionalização das PME’s Europeias – Exportações e PIB Mundial – A internacionalização da Economia Portuguesa – O Papel das Associações empresariais O caso da Industria Portuguesa de Calçado 10ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

11 Taxas de Crescimento do PIB Mundial e das Exportações Fonte: de Melo 1997, FMI, APICCAPS 11ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

12 Peso das Exportações no PIB - Mundo Fonte: FMI, APICCAPS 12ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

13 Peso das Exportações no PIB - Mundo Fonte: FMI, APICCAPS 13ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

14 Agenda A Internacionalização das Empresas Portuguesas – A internacionalização das PME’s Europeias – Exportações e PIB Mundial – A internacionalização da Economia Portuguesa – O Papel das Associações empresariais O caso da Industria Portuguesa de Calçado 14ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

15 Evolução das Exportações Portuguesas de Bens e Serviços Fonte: Banco de Portugal, APICCAPS 25,3 47,2 55,0 54,3 15ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

16 Evolução das Exportações Portuguesas de Bens – Sectores Fonte: INE, APICCAPS 16ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

17 Evolução das Exportações Portuguesas de Bens – Sectores Fonte: INE, APICCAPS 17ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

18 Evolução do Peso das Exportações no PIB Fonte: Eurostat; FMI; Banco de Portugal 18ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

19 Peso das Exportações no PIB vs População (2010) Fonte: Eurostat, APICCAPS 19ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

20 Evolução da Quota de Portugal no Comercio Internacional Fonte: Eurostat, OCDE 20ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

21 Evolução das Exportações Portuguesas de Bens Fonte: Eurostat, APICCAPS Variação 2009 / 1995 Variação 2010 / 2009 ESPANHA14,8%26,3%26,6% 11,5%0,3% ALEMANHA21,8%13,1%12,7% -8,7%-0,4% FRANÇA14,1%12,1%11,7% -2,0%-0,4% REINO UNIDO11,1%5,6%5,3% -5,5%-0,3% Outros Intra19,5%18,1%18,8% -1,5%0,7% Total Intra 2781,3%75,2%75,0% -6,2%-0,2% Total Extra18,7%24,8%25,0% 6,2%0,2% Total Geral100% ANGOLA1,5%7,2%5,2% 5,7%-2,0% ESTADOS UNIDOS4,7%3,0%3,4% -1,6%0,4% BRASIL0,9% 1,2% 0,1%0,3% MÉXICO0,1%0,7%1,1% 0,6%0,5% VENEZUELA0,1%0,4% 0,3%0,0% SINGAPURA0,4%0,3%0,1% -0,1%-0,2% ISRAEL0,5%0,2% -0,3%-0,0% ÁFRICA DO SUL0,3%0,2% -0,1%0,0% TURQUIA0,3%0,5%0,7% 0,1%0,2% Outros Extra11,3%13,1%12,4% 1,8%-0,7% Distribuição das Exportações Portuguesas por destino ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

22 Peso do Comércio Externo no PIB Fonte: Eurostat 22ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

23 Intensidade Exportadora Fonte: GEE com base no INE, cálculos APCM Peso das Exportações no Volume de Negócios ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

24 Saldo Comercial por Produtos Fonte: I.N.E ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

25 Agenda A Internacionalização das Empresas Portuguesas – A internacionalização das PME’s Europeias – Exportações e PIB Mundial – A internacionalização da Economia Portuguesa – O Papel das Associações empresariais O caso da Industria Portuguesa de Calçado 25ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

26 7.6% 3.9% 2.5% 87.0% 0.1% Total mundial milhões de Pares em 1985 Total mundial milhões de Pares em % A Produção de Calçado no mundo Fonte:APICCAPS, World Footwear Yearbook % 45.4% 0.5% 3.6% 34.1% Dos quais a China 17.3% 26ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

27 Footwear Production by Continent (2010) Fonte:APICCAPS, World Footwear Yearbook ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

28 World Average Export Price Fonte:APICCAPS, World Footwear Yearbook ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

29 Average Export Price among Top 15 Exporters Fonte:APICCAPS, World Footwear Yearbook ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

30 Average Export Price by Continent Fonte:APICCAPS, World Footwear Yearbook ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

31 World Top 15 Footwear Exporters Million USD, 2010 Fonte:APICCAPS, World Footwear Yearbook ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

32 World Top 15 Footwear Importers Million USD, 2010 Fonte:APICCAPS, World Footwear Yearbook ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

33 A Indústria Portuguesa de Calçado Fonte: APICCAPS Peso das Exportações na Produção (Valor) 33ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

34 Processo de Internacionalização do Calçado Fonte: APICCAPS +57% +72% +121% +65% 34ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

35 Quadro dos investimentos e incentivos – PRIME ( ) Instrumento N.º Projectos InvestimentoIncentivo Distribuição Calçado Distribuição Total Projectos Empresariais (SIME, SIPIE, SIME Internacional, SIED, Proj. Aut. Formação Profissional) %56% Projectos I&DI ( Proj. Mobilizadores, IDEIA, NITEC, DEMTEC, Inov-Jovem ) %11% PIP Internacionalização %5% Outros projectos da envolvente %28% TOTAL Agregado % Valores em milhares de euros Valor equivalente a 8,8 cêntimos por cada par exportado. Sector do Calçado 35ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

36 Campanha de PROMOÇÃO E COMUNICAÇÃO INTERNACIONAL SECTOR DO CALÇADO 36ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

37 Campanha de PROMOÇÃO E COMUNICAÇÃO INTERNACIONAL SECTOR DO CALÇADO Shoes from Portugal Anos oitenta (80) 37ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

38 Portugal Quality Shoes Final década noventa (90) Campanha de PROMOÇÃO E COMUNICAÇÃO INTERNACIONAL SECTOR DO CALÇADO 38ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

39 Campanha de PROMOÇÃO E OMUNICAÇÃO INTERNACIONAL SECTOR DO CALÇADO Campanha de PROMOÇÃO E COMUNICAÇÃO INTERNACIONAL SECTOR DO CALÇADO 39ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

40 Campanha de PROMOÇÃO E COMUNICAÇÃO INTERNACIONAL SECTOR DO CALÇADO 40ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

41 The Sexiest industry in Europe 2011 Campanha de PROMOÇÃO E COMUNICAÇÃO INTERNACIONAL SECTOR DO CALÇADO 41ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

42 The Sexiest industry in Europe 2012 Campanha de PROMOÇÃO E COMUNICAÇÃO INTERNACIONAL SECTOR DO CALÇADO 42ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

43 The Sexiest industry in Europe 2012 Campanha de PROMOÇÃO E COMUNICAÇÃO INTERNACIONAL SECTOR DO CALÇADO 43ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

44 The Sexiest industry in Europe 2012 Campanha de PROMOÇÃO E COMUNICAÇÃO INTERNACIONAL SECTOR DO CALÇADO 44ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

45 The Sexiest Industry in Europe Editoriais de Moda KIT imprensa Anúncios de Imprensa Maillings institucional Merchandising Website Redes sociais Feiras internacionais Revista Portuguese Soul Campanha de PROMOÇÃO E COMUNICAÇÃO INTERNACIONAL SECTOR DO CALÇADO 45ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

46 Campanha de PROMOÇÃO E COMUNICAÇÃO INTERNACIONAL SECTOR DO CALÇADO 46ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

47 Saldo Comercial por Sectores Fonte: INE, APICCAPS 47ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

48 Vantagem Comparativa Revelada - Calçado (2009) Fonte: UN, APICCAPS 48ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos

49 Vantagem Comparativa Revelada – 2009 Fonte: UN, APICCAPS 49ESTGF - Politécnico do Porto Manuel Carlos


Carregar ppt "ESTGF – Politécnico do Porto XI Seminário de Ciências Empresariais Reconversão do Tecido Empresarial Português & Internacionalização Manuel Carlos 6 de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google