A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

18º Domingo Comum VOCAÇÃO AO MINISTÉRIO ORDENADO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "18º Domingo Comum VOCAÇÃO AO MINISTÉRIO ORDENADO."— Transcrição da apresentação:

1

2 18º Domingo Comum

3 VOCAÇÃO AO MINISTÉRIO ORDENADO

4 A VONTADE DE DEUS E O PÃO DA VIDA

5 Queridos irmãos, estamos iniciando o mês vocacional, e,

6 ao celebrarmos a Páscoa do Senhor, queremos rezar pelo ministério

7 ordenado na Igreja para que seja redescoberto e

8 valorizado como dom e graça.

9 Ao redor do pão da Palavra e da Eucaristia aprendemos de Jesus como

10 colocar nossa vida a serviço de todos para que, haja vida plena em nosso

11 meio. Com muito entusiasmo, cantemos!

12

13 Canto de Abertura

14

15 Saudação

16 Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

17 O Deus da esperança,

18 que nos cumula de toda alegria e paz em nossa fé,

19 pela ação do Espírito Santo,

20 esteja convosco.

21 Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

22

23 Ato Penitencial

24 No início desta celebração eucarística,

25 peçamos a conversão do coração,

26 fonte de reconciliação e comunhão

27 com Deus e com os irmãos e irmãs. (Silêncio)

28 Senhor, que sois a plenitude da verdade e da graça,

29 tende piedade de nós.

30 Senhor, tende piedade de nós.

31 Cristo, que vos tornastes pobre para nos enriquecer,

32 tende piedade de nós.

33 Cristo, tende piedade de nós.

34 Senhor, que viestes para fazer de nós o vosso povo santo,

35 tende piedade de nós.

36 Senhor, tende piedade de nós.

37 Deus todo- poderoso tenha compaixão de nós,

38 perdoe os nossos pecados

39 e nos conduza à vida eterna. Amém.

40

41 Hino de Louvor

42 Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por ele amados.

43 Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo- poderoso.

44 Nós vos louvamos, nós vos bendizemos,

45 Nós vos adoramos, nós vos glorificamos,

46 Nós vos damos graças por vossa imensa glória.

47 Senhor Jesus Cristo, Filho unigênito,

48 Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai.

49 Vós, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.

50 Vós, que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica.

51 Vós, que estais à direita do Pai, tende piedade de nós.

52 Só vós sois o Santo, só vós, o Senhor,

53 só vós, o Altíssimo, Jesus Cristo,

54 com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.

55

56 Oração da Coleta

57 OREMOS: Manifestai, ó Deus, vossa inesgotável bondade

58 para com os filhos e filhas que vos imploram

59 e se gloriam de vos ter como criador e guia,

60 restaurando para eles a vossa criação,

61 e conservando- a renovada.

62 Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,

63 na unidade do Espírito Santo.

64 Amém.

65

66 Tendo em mente o compromisso de viver o que ouvimos e com a finalidade de sermos sempre

67 verdadeiramente livres e capazes de partilhar, com disponibilidade, acolhamos

68 plenamente a Palavra do anúncio e ministério de Jesus.

69

70 PRIMEIRA LEITURA Êx 16,

71 Leitura do Livro do Êxodo

72 Naqueles dias 2 a comunidade dos filhos de Israel

73 pôs-se a murmurar contra Moisés e Aarão, no deserto,

74 dizendo: 3 Quem dera que tivéssemos morrido

75 pela mão do Senhor no Egito,

76 quando nos sentávamos junto às panelas de carne

77 e comíamos pão com fartura!

78 Por que nos trouxestes a este

79 deserto para matar de fome a toda esta gente?

80 4 O Senhor disse a Moisés:

81 Eu farei chover para vós o pão do céu.

82 O povo sairá diariamente

83 e só recolherá a porção de cada dia

84 a fim de que eu o ponha à prova,

85 para ver se anda ou não na minha lei.

86 12 Eu ouvi as murmurações dos filhos de Israel.

87 Dize-lhes, pois: Ao anoitecer, comereis carne,

88 e pela manhã vos fartareis de pão.

89 Assim sabereis que eu sou o Senhor vosso Deus.

90 13 Com efeito, à tarde, veio um bando de codornizes

91 e cobriu o acampamento;

92 e, pela manhã, formou-se uma camada de orvalho

93 ao redor do acampamento.

94 14 Quando se evaporou o orvalho que caíra,

95 apareceu na superfície do deserto

96 uma coisa miúda, em forma de grãos,

97 fina como a geada sobre a terra.

98 15 Vendo aquilo, os filhos de Israel disseram entre si:

99 Que é isto? Porque não sabiam o que era.

100 Moisés respondeu- lhes:

101 Isto é o pão que o Senhor vos deu como alimento.

102 Palavra do Senhor. Graças a Deus!

103

104 SALMO RESPONSORIAL Sl 77

105 O Senhor deu a comer o pão do céu.

106

107 1. Tudo aquilo que ouvimos e aprendemos,

108 e transmitiram para nós os nossos pais,

109 não haveremos de ocultar a nossos filhos,

110 mas à nova geração nós contaremos:

111 as grandezas do Senhor e seu poder.

112 O Senhor deu a comer o pão do céu.

113 2. Ordenou, então, às nuvens lá nos céus,

114 e as comportas das alturas fez abrir;

115 fez chover-lhes o maná e alimentou-os,

116 e lhes deu para comer o pão do céu.

117 O Senhor deu a comer o pão do céu.

118 3. O homem se nutriu do pão dos anjos,

119 e mandou-lhes alimento em abundância;

120 conduziu-os para a Terra Prometida,

121 para o Monte que seu braço conquistou.

122 O Senhor deu a comer o pão do céu.

123

124 SEGUNDA LEITURA Ef 4,

125 Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios:

126 Irmãos: 17 Eis, pois, o que eu digo e atesto no Senhor: não

127 continueis a viver como vivem os pagãos, cuja

128 inteligência os leva para o nada.

129 20 Quanto a vós, não é assim que aprendestes de Cristo, 21 se ao menos foi bem

130 ele que ouvistes falar, e se é ele que vos foi ensinado, em

131 conformidade com a verdade que está em Jesus.

132 22 Renunciando à vossa existência passada, despojai-vos do

133 homem velho, que se corrompe sob o efeito das paixões

134 enganadoras, 23 e renovai o vosso espírito e a vossa mentalidade.

135 24 Revesti o homem novo, criado à imagem de

136 Deus, em verdadeira justiça e santidade.

137 Palavra do Senhor. Graças a Deus!

138

139 Aclamação ao Evangelho

140

141 EVANGELHO Jo 6,24-35

142 O Senhor esteja convosco.

143 Ele está no meio de nós.

144 PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo segundo João

145 Glória a vós, Senhor!

146 Naquele tempo, 24 quando a multidão viu

147 que Jesus não estava ali,

148 nem os seus discípulos,

149 subiram às barcas

150 e foram à procura de Jesus, em Cafarnaum.

151 25 Quando o encontraram no outro lado do mar,

152 perguntaram- lhe:

153 Rabi, quando chegaste aqui?

154 26 Jesus respondeu:

155 Em verdade, em verdade, eu vos digo:

156 estais me procurando não porque vistes sinais,

157 mas porque comestes pão e ficastes satisfeitos.

158 27 Esforçai-vos não pelo alimento que se perde,

159 mas pelo alimento que permanece até a vida eterna,

160 e que o Filho do homem vos dará.

161 Pois este é quem o Pai marcou com seu selo.

162 28 Então perguntaram:

163 Que devemos fazer para realizar as obras de Deus?

164 29 Jesus respondeu:

165 A obra de Deus é que acrediteis

166 naquele que ele enviou.

167 Eles perguntaram: 30 Que sinal realizas,

168 para que possamos ver e crer em ti?

169 Que obra fazes?

170 31 Nossos pais comeram o maná no deserto,

171 como está na Escritura:

172 Pão do céu deu-lhes a comer.

173 32 Jesus respondeu:

174 Em verdade, em verdade vos digo,

175 não foi Moisés quem vos deu

176 o pão que veio do céu.

177 É meu Pai que vos dá o verdadeiro pão do céu.

178 33 Pois o pão de Deus é aquele que desce do céu

179 e dá vida ao mundo.

180 34 Então pediram:

181 Senhor, dá-nos sempre desse pão.

182 35 Jesus lhes disse:

183 Eu sou o pão da vida.

184 Quem vem a mim não terá mais fome

185 e quem crê em mim nunca mais terá sede.

186 Palavra da Salvação.

187 Glória a vós, Senhor!

188 O PÃO DE DEUS É AQUELE QUE DESCE DO CÉU E DÁ VIDA AO MUNDO!

189

190 Profissão de Fé (Símbolo apostólico)

191 Creio em Deus Pai todo- poderoso, criador do céu e da terra.

192 E em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor,

193 que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; nasceu da Virgem Maria;

194 padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado.

195 Desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia,

196 subiu aos céus; está sentado à direita de Deus Pai todo- poderoso,

197 donde há de vir a julgar os vivos e os mortos.

198 Creio no Espírito Santo;

199 na Santa Igreja Católica; na comunhão dos santos;

200 na remissão dos pecados;

201 na ressurreição da carne;

202 na vida eterna. Amém.

203

204 Oração da Comunidade

205 Inspirado pela Palavra da Vida e com a certeza de que no

206 caminho do discipulado e da missão há esperança,

207 elevemos ao Senhor nossa oração.

208 1. Senhor, auxiliai nossos bispos, presbíteros e diáconos, para

209 que, repletos de fé e confiança, sirvam através de vosso chamado, o

210 ministério da Palavra, da Liturgia e da Caridade, nós vos pedimos:

211 Senhor da Messe, atendei nossa prece!

212 2. Senhor, fazei com que, através de um testemunho cristão, nossos

213 ministros ordenados possam construir uma

214 sociedade eucarística comprometida com a justiça e

215 promoção humana, nós vos pedimos:

216 Senhor da Messe, atendei nossa prece!

217 3. Senhor, para que a Pastoral Vocacional de nossa Diocese seja

218 perseverante em sua atuação, para despertar as

219 diversas vocações e carismas suscitados por

220 vosso Espírito, nós vos pedimos:

221 Senhor da Messe, atendei nossa prece!

222

223 Apresentação das Oferendas

224

225 Orai, irmãos e irmãs

226 para que o nosso sacrifício

227 seja aceito por Deus Pai todo- poderoso.

228 Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício,

229 para glória do seu nome,

230 para nosso bem e de toda a santa Igreja.

231

232 Oração sobre as Oferendas

233 Dignai-vos, ó Deus,

234 santificar estas oferendas

235 e, aceitando este sacrifício espiritual,

236 fazei de nós uma oferenda eterna para vós.

237 Por Cristo, nosso Senhor.

238 Amém.

239

240 Oração Eucarística V: (do Congresso de Manaus)

241 O Senhor esteja convosco.

242 Ele está no meio de nós.

243 Corações ao alto.

244 O nosso coração está em Deus.

245 Demos graças ao Senhor, nosso Deus.

246 É nosso dever e nossa salvação.

247 É justo e nos faz todos ser mais santos

248 louvar a vós, ó Pai, no mundo inteiro,

249 de dia e de noite, agradecendo

250 com Cristo, vosso Filho, nosso irmão.

251 É ele o sacerdote verdadeiro

252 que sempre se oferece por nós todos,

253 mandando que se faça a mesma coisa

254 que fez naquela ceia derradeira.

255 Por isso, aqui estamos bem unidos,

256 louvando e agradecendo com alegria,

257 juntando nossa voz à voz dos anjos

258 e à voz dos santos todos, pra cantar (dizer):

259 Santo, Santo, Santo,

260 Senhor, Deus do universo!

261 O céu e a terra proclamam a vossa glória.

262 Hosana nas alturas!

263 Bendito o que vem em nome do Senhor!

264 Hosana nas alturas!

265

266 Senhor, vós que sempre quisestes

267 ficar muito perto de nós,

268 vivendo conosco no Cristo,

269 falando conosco por ele,

270 mandai vosso Espírito Santo,

271 a fim de que as nossas ofertas

272 se mudem no Corpo e no Sangue

273 de nosso Senhor Jesus Cristo.

274 Mandai vosso Espírito Santo!

275 Na noite em que ia ser entregue,

276 ceando com seus apóstolos,

277 Jesus, tendo o pão em suas mãos,

278 olhou para o céu

279 e deu graças, partiu o pão e o entregou a seus discípulos, dizendo:

280 TOMAI, TODOS, E COMEI:

281 ISTO É O MEU CORPO,

282 QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS.

283

284 Do mesmo modo, no fim da ceia,

285 tomou o cálice em suas mãos,

286 deu graças novamente

287 e o entregou a seus discípulos, dizendo:

288 TOMAI, TODOS, E BEBEI:

289 ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE,

290 O SANGUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA,

291 QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E POR TODOS

292 PARA REMISSÃO DOS PECADOS.

293 FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM.

294

295 Tudo isto é mistério da fé!

296 Toda vez que se come deste Pão,

297 toda vez que se bebe deste Vinho,

298 se recorda a paixão de Jesus Cristo

299 e se fica esperando sua volta.

300 Recordamos, ó Pai, neste momento,

301 a paixão de Jesus, nosso Senhor,

302 sua ressurreição e ascensão;

303 nós queremos a vós oferecer

304 este Pão que alimenta e que dá vida,

305 este Vinho que nos salva e dá coragem.

306 Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!

307 E quando recebermos Pão e Vinho,

308 o Corpo e Sangue dele oferecidos,

309 o Espírito nos una num só corpo,

310 pra sermos um só povo em seu amor.

311 O Espírito nos una num só corpo!

312 Protegei vossa Igreja que caminha

313 nas estradas do mundo rumo ao céu,

314 cada dia renovando a esperança

315 de chegar junto a vós, na vossa paz.

316 Caminhamos na estrada de Jesus!

317 Dai ao santo Padre, o Papa N.

318 ser bem firme na Fé, na Caridade,

319 e a N., que é Bispo desta Igreja,

320 muita luz pra guiar o seu rebanho.

321 Caminhamos na estrada de Jesus!

322 Esperamos entrar na vida eterna

323 com a Virgem, Mãe de Deus e da Igreja,

324 os apóstolos e todos os santos, que na vida

325 souberam amar Cristo e seus irmãos.

326 Esperamos entrar na vida eterna!

327 A todos que chamastes pra outra vida

328 na vossa amizade,

329 e aos marcados com o sinal da fé,

330 abrindo vossos braços, acolhei- os.

331 Que vivam para sempre bem felizes

332 no reino que pra todos preparastes.

333 A todos dai a luz que não se apaga!

334 E a nós, que agora estamos reunidos

335 e somos povo santo e pecador,

336 dai força para construirmos juntos

337 o vosso reino que também é nosso.

338 Por Cristo, com Cristo, em Cristo,

339 a vós, Deus Pai todo-poderoso,

340 na unidade do Espírito Santo,

341 toda a honra e toda a glória,

342 agora e para sempre. Amém.

343

344 Rito da Comunhão

345 Antes de participar do banquete da Eucaristia,

346 sinal de reconciliação

347 e vínculo de união fraterna,

348 rezemos, juntos, como o Senhor nos ensinou:

349 Pai nosso que estais nos céus,

350 santificado seja o vosso nome;

351 venha a nós o vosso reino,

352 seja feita a vossa vontade,

353 assim na terra como no céu;

354 o pão nosso de cada dia nos dai hoje;

355 perdoai-nos as nossas ofensas,

356 assim como nós perdoamos

357 a quem nos tem ofendido;

358 e não nos deixeis cair em tentação,

359 mas livrai-nos do mal.

360 Livrai-nos de todos os males, ó Pai,

361 e dai-nos hoje a vossa paz.

362 Ajudados pela vossa misericórdia,

363 sejamos sempre livres do pecado

364 e protegidos de todos os perigos,

365 enquanto, vivendo a esperança,

366 aguardamos a vinda do Cristo Salvador.

367 Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre!

368 Senhor Jesus Cristo,

369 dissestes aos vossos Apóstolos:

370 Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz.

371 Não olheis os nossos pecados,

372 mas a fé que anima vossa Igreja;

373 dai-lhe, segundo o vosso desejo,

374 a paz e a unidade.

375 Vós, que sois Deus, com o Pai e o Espírito Santo.

376 Amém.

377 A paz do Senhor esteja sempre convosco.

378 O amor de Cristo nos uniu.

379 Como filhos e filhas do Deus da paz,

380 saudai-vos com um gesto de comunhão fraterna.

381

382 Cordeiro de Deus,

383 que tirais o pecado do mundo,

384 tende piedade de nós.

385 Cordeiro de Deus,

386 que tirais o pecado do mundo,

387 tende piedade de nós.

388 Cordeiro de Deus,

389 que tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz.

390 Felizes os convidados para a Ceia do Senhor.

391 Eis o Cordeiro de Deus,

392 que tira o pecado do mundo.

393 Senhor, eu não sou digno(a)

394 de que entreis em minha morada,

395 mas dizei uma palavra e serei salvo(a).

396

397 Canto da comunhão

398

399 Oração depois da Comunhão

400 Acompanhai, ó Deus, com proteção constante

401 os que renovastes com o pão do céu

402 e, como não cessais de alimentá-los,

403 tornai-os dignos da salvação eterna.

404 Por Cristo, nosso Senhor.

405 Amém.

406

407 Bênção e Despedida

408 O Senhor esteja convosco!

409 Ele está no meio nós.

410 Que o Deus de toda consolação

411 disponha na sua paz os vossos dias

412 e vos conceda as suas bênçãos.

413 Amém.

414 Sempre vos liberte de todos os perigos

415 e confirme os vossos corações em seu amor.

416 Amém.

417 E assim, ricos em esperança, fé e caridade,

418 possais viver praticando o bem

419 e chegar felizes à vida eterna.

420 Amém.

421 Abençoe-vos Deus todo- poderoso,

422 Pai e Filho e Espírito Santo.

423 Amém.

424 Levai a todos a alegria do Senhor ressuscitado;

425 ide em paz e o Senhor vos acompanhe.

426 Graças a Deus.

427

428 Canto Final

429


Carregar ppt "18º Domingo Comum VOCAÇÃO AO MINISTÉRIO ORDENADO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google