A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Era Napoleônica. Na França, logo após o Golpe do 18 de Brumário de 1799, foi elaborada uma nova Constituição, instaurando a forma de governo – O Consulado.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Era Napoleônica. Na França, logo após o Golpe do 18 de Brumário de 1799, foi elaborada uma nova Constituição, instaurando a forma de governo – O Consulado."— Transcrição da apresentação:

1 Era Napoleônica

2 Na França, logo após o Golpe do 18 de Brumário de 1799, foi elaborada uma nova Constituição, instaurando a forma de governo – O Consulado – que inaugurou a Era Napoleônica, a qual teve momentos decisivos em 1804, quando surgiu o império, prolongado até 1815.

3 PERÍODO NAPOLEÔNICO O golpe do 18 Brumário representou o fim da Revolução Francesa, a ascensão de Napoleão ao poder e a consolidação dos interesses burgueses. O governo de Napoleão está dividido em: Consulado ( ) Império ( ) Governo dos Cem Dias

4 CONSULADO (1799 a 1804) Projeto de reorganização do país: Pacificação interna (sufocar agitações populares); Consolidação dos interesses burguesia; Desenvolvimento econômico-industrial.

5 Consulado: Principais Medidas Centralização administrativa. Criação do Banco da França, emissão de moedas, protecionismo alfandegário,obras públicas e incentivo à industrialização Criação de Liceus (educação secular/laica), formação do cidadão e controle ideológico. Concordata de 1801: acordo entre Estado e Igreja onde a religião é usada como instrumento político Código Napoleônico (1804): igualdade jurídica, liberdade filosófica, propriedade privada e Estado laico.

6 CARACTERÍSTICAS DO PERÍODO DO CONSULADO Alta burguesia consolida-se como classe dirigente. Projetos das classes populares são sufocados. Período de recuperação da economia francesa. Reorganização jurídica e administrativa.

7 IMPÉRIO (1804 a 1815) 1802 Napoleão cônsul vitalício – hereditariedade Ameaças contra-revolucionárias: plebiscito ratifica a formação do Império. A coroação de Napoleão consolida a centralização política pondo fim do poder da Igreja e ao nepotismo.

8 Política expansionista durante o Império. Organização de Coligação (Áustria, Prússia, Rússia e Inglaterra) contra a França. Na batalha de Trafalgar, Napoleão foi derrotado pela Inglaterra. Na batalha de Austerlitz, Napoleão venceu os prussianos. Em 1806, estabeleceu o Bloqueio Continental. Em 1812, Napoleão dominou quase toda a Europa Ocidental.

9 CAUSAS DA DECADÊNCIA DO IMPÉRIO Contestação externa da política militar de Napoleão. Fracasso do Bloqueio Continental. Fornecimento e/ou escoamento de produtos dos países da Europa Ocidental.

10 Resistência ao Bloqueio Espanha: a população e a Igreja reagiram frente ao controle francês – derrota militar e política (1813). Portugal: A Corte fugiu para o Brasil. Rússia fura o Bloqueio e sofre invasão francesa.

11 A desastrosa Campanha da Rússia estimulou os países europeus a se rebelarem contra a dominação francesa. Dessa forma, surgiu um grande exército composto por militares ingleses, russos, austríacos e prussianos, que venceram, em 1813, o exército francês e ocuparam Paris, em abril de 1814.

12 A tomada de Paris teve os seguintes resultados: Napoleão abdicou, no ano de 1814, em Fontainebleau e foi exilado na ilha de Elba. A monarquia foi restabelecida na França, sendo empossado rei Luís XVIII, que foi obrigado pelos países aliados a cumprir o Tratado de Paris.

13 GOVERNO DOS CEM DIAS Em 1815, Napoleão regressou à França, sendo recebido festivamente por populares e prometendo reformas democráticas. Luís XVIII fugiu de Paris. A Batalha derradeira ocorreu em Waterloo, na Bélgica. Batalha de Waterloo

14 Napoleão foi derrotado pelas forças da Coligação. Foi exilado na ilha de Santa Helena, onde veio a falecer em Com a derrota definitiva de Napoleão, a monarquia absolutista foi restaurada na França sob o governo de Luís XVIII.

15 Congresso de Viena e Santa Aliança (1814 e 1815) Projeto de reação conservadora frente ao perigo de propagação das idéias revolucionárias francesas, de movimentos nacionalistas e/ou emancipacionistas. Três princípios nortearam o Congresso: restauração, legitimidade e solidariedade. Objetivo: reorganizar o território europeu, conter a onda revolucionária e restaurar o Equilíbrio Europeu.

16 Nobres e reis europeus brincam com Napoleão após sua derrota.

17 Restauração: restabelece o poder das antigas monarquias européias. Legitimidade: defende o direito dessas monarquias ao poder, enquanto verdadeiras representantes dos interesses nacionais/sociedade (conceito Liberal). Equilíbrio Europeu: equilíbrio entre as potências européias através da reorganização do mapa político europeu. Princípios do Congresso de Viena (Sistema de Metternich)

18 SANTA ALIANÇA Aliança militar entre as potências européias (Inglaterra, Áustria, Prússia, Rússia e França). Foi criada para garantir o Equilíbrio Europeu. Estabeleceu uma repressão de movimentos liberais, democráticos, nacionalistas e emancipacionistas.

19 Motivos do Fracasso da Santa Aliança Saída da Inglaterra devido sua política liberal – apoio aos movimentos emancipacionistas. Doutrina Monroe (1823) – América para o americanos. Sucesso de movimentos liberais na Europa.

20 Vamos aos exercícios!

21 Verificando o aprendizado 1.O que foi o golpe de 18 de Brumário? 2.O que foi o Consulado? 3.Quais foram as medidas tomadas por Napoleão enquanto cônsul? 4.Quais eram as características do império? 5.Como ocorreu o esgotamento do Império Napoleônico? 6.O que era a Santa Aliança?


Carregar ppt "Era Napoleônica. Na França, logo após o Golpe do 18 de Brumário de 1799, foi elaborada uma nova Constituição, instaurando a forma de governo – O Consulado."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google