A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx – DEPA – CMF DISCIPLINA: HISTÓRIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO ASSUNTO: REVOLUÇÕES LIBERAIS E NACIONAIS DE 20, 30 E 48 OBJETIVOS IDENTIFICAR.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx – DEPA – CMF DISCIPLINA: HISTÓRIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO ASSUNTO: REVOLUÇÕES LIBERAIS E NACIONAIS DE 20, 30 E 48 OBJETIVOS IDENTIFICAR."— Transcrição da apresentação:

1 EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx – DEPA – CMF DISCIPLINA: HISTÓRIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO ASSUNTO: REVOLUÇÕES LIBERAIS E NACIONAIS DE 20, 30 E 48 OBJETIVOS IDENTIFICAR AS REVOLUÇÕES DE 1820, 1830 E 1848 COMO MOVIMENTOS DE REAÇÃO À POLÍTICA RESTAURADORA RECONHECER AS PROPOSTAS NACIONALISTAS PRESENTES NAS REVOLUÇÕES DE 1820, 1830 E 1848 E LOCALIZÁ-LAS RELACIONAR O CONGRESSO DE VIENA COM AS REVOLUÇÕES LIBERAIS E NACIONAIS INTRODUÇÃO: A POLÍTICA DE RESTAURAÇÃO MONÁRQUICA

2 Houve três ondas revolucionárias no mundo ocidental entre 1815 e 1848 A primeira ocorreu de 1820 – 24 e limitou-se ao Mediterrâneo, com Portugal (Revolução do Porto) e Espanha como seus centros Enquanto a espanhola foi esmagada, em Portugal ocorreu o fim do Absolutismo, o retorno forçado de Dom João VI do Brasil e a tentativa de recolonização do país A segunda onda revolucionária ocorreu entre 1829 e 1834, e afetou toda a Europa ocidental. A queda dos Bourbon na França (Carlos X) estimulou várias outras insurreições: na Polônia (independência), Itália e Alemanha (unificação), Suíça e Bélgica (independência) e a Grécia libertou-se da Turquia No Brasil, um forte movimento de oposição levou Dom Pedro I a abdicar Na França, teve um caráter apenas liberal, isto é, anti-absolutista. Sua expansão para outras regiões da Europa, porém, assumiu um caráter nacional, opondo-se ao Congresso de Viena, que havia colocado várias nacionalidades sob o domínio de algumas potências européias A onda de 1830 determinou o aparecimento do operariado como uma força na Grã-Bretanha e na França, e de movimentos nacionalistas e liberais em vários países da Europa Marcou também a derrota definitiva dos aristocratas pelos burgueses na Europa Ocidental. A classe governante dos próximos 50 anos seria a grande burguesia formada por banqueiros, industriais e até altos funcionários civis

3 A terceira e maior das ondas revolucionárias, a de 1848, explodiu quase que simultaneamente na França, em toda a futura Itália, nos Estados alemães e na maior parte do Império Austro-húngaro, e se deu em função do autoritarismo, de crises econômicas, da falta de representação política da classe média e do nacionalismo despertado nas minorias da Europa central e oriental Também chamada de Primavera dos Povos, este conjunto de revoluções, de caráter liberal, democrático e nacionalista, foi iniciado por membros da burguesia que exigiam governos constitucionais, e por trabalhadores e camponeses que se rebelaram contra os excessos do capitalismo Em 1849, forças contra-revolucionárias restauraram a ordem, mas o absolutismo e os direitos feudais da aristocracia fundiária haviam sido tacitamente abandonados Assim, a Revolução de 1848 foi o movimento que posicionou definitivamente a burguesia e o proletariado em campos opostos Embora tenham fracassado, as revoluções alemãs e italianas de 1848 prepararam o terreno para a unificação desses países, que foi realizada entre 1861 e 1871 CONCLUSÃO: As três revoluções representam a reação do Nacionalismo e do Liberalismo contra as instituições aristocráticas, reacionárias e absolutistas, colocadas em ação após o Congresso de Viena e respaldadas pelas tropas da Santa Aliança

4 AS CORTES PORTUGUESAS

5 CARLOS X, REI DA FRANÇA

6 LUÍS FELIPE DE ORLEANS

7 A LIBERDADE GUIANDO O POVO

8 REVOLUÇÃO DE 1848 NA FRANÇA


Carregar ppt "EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx – DEPA – CMF DISCIPLINA: HISTÓRIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO ASSUNTO: REVOLUÇÕES LIBERAIS E NACIONAIS DE 20, 30 E 48 OBJETIVOS IDENTIFICAR."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google