A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Filipos. Paulo seguiu o Caminho Egnatia de Neápolis a Filipos, que era uma colônia e principal cidade da Macedônia. Filipos era uma colônia que estava.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Filipos. Paulo seguiu o Caminho Egnatia de Neápolis a Filipos, que era uma colônia e principal cidade da Macedônia. Filipos era uma colônia que estava."— Transcrição da apresentação:

1 Filipos

2 Paulo seguiu o Caminho Egnatia de Neápolis a Filipos, que era uma colônia e principal cidade da Macedônia. Filipos era uma colônia que estava localizada no Caminho Egnatia, que era a principal estrada que cruzava a Macedônia. Por ser uma cidade cosmopolita, Filipos misturava tradições gregas e latinas. Paulo esteve em Filipos por ocasião de sua segunda viagem missionária (49-50). Estava acompanhado de Silas, Timóteo e Lucas (At 16,10).

3 Ágora em Filipos

4 Ágora de Tessalônica

5 Ágora romana de Tiro

6 Ágora era a praça principal na constituição da pólis, a cidade grega da antiguidade clássica. Normalmente era um espaço livre de edificações, configurado pela presença de mercados e feiras livres em seus limites, assim como por edifícios de caráter público. Enquanto elemento de constituição do espaço urbano, a Ágora manifesta-se como a expressão máxima da esfera pública na urbanística grega, sendo o espaço público por excelência. É nela que o cidadão grego convive com o outro, onde ocorrem as discussões políticas e os tribunais populares: é, portanto, o espaço da cidadania.

7 Por este motivo, a ágora (juntamente da pnyx, o espaço de realização das assembléias) era considerada um símbolo da democracia direta, e, em especial, da democracia ateniense, na qual todos os cidadãos tinham igual voz e direito a voto. A de Atenas, por este motivo, também é a mais conhecida de todas as ágoras nas polis da antiguidade.

8 O Mercado estava na principal área pública de Filipos. Vendedores faziam negócios e abriam espaço para reuniões. Os magistrados da cidade tinham uma plataforma para discurso nesse local. Casos eram trazidos diante dos magistrados quando se sentavam na plataforma

9 No primeiro século a.C., Marco Antônio e Otávio(César Augusto) derrotaram Brutus e Cássius nas planícies perto de Filipos. Mais tarde, os vitoriosos tinham veteranos e italianos colonizando Filipos, fazendo dela uma colônia romana (Atos 16,12). O Latim era comumente usado em Filipos junto com o grego, a língua dominante da região. A parte central da cidade era coberta de templos, prédios públicos e lojas.

10 Caminho Egnatia passava por Filipos

11 divindades

12 Dioniso, Diónisos ou Dionísio (do grego Διώνυσος ou Διόνυσος) era o deus grego equivalente ao deus romano Baco, das festas, do vinho, do lazer e do prazer. Filho de Zeus e da princesa Semele, foi o único deus filho de uma mortal.gregodeusgrego romanoBacoZeusSemele

13 Diversas divindades eram cultuadas em Filipos. Dionísio era o deus associado a vinha, aos vinhos e ao êxtase. A mulher demonstrada aqui é uma adoradora de Dionísio. A posição de sua cabeça e cabelo dá a impressão de êxtase. Serapis era o agente da cura e guardião do mundo inferior. Isis era a senhora dos céus, protetora da família e fonte da vida. Harpocrates, o filho de Ísis, era frequentemente ilustrado com um menino segurado por sua mãe. Ele simbolizava a fertilidade.

14 Cidade romana perto de Filipos

15 Rio em Filipos

16 De acordo com Atos 16,13 existia um lugar de oração perto do rio em Filipos. Alguns concluem que a expressão "lugar de oração" (proseuche em grego) era, às vezes, usado para sinagoga. Talvez existisse uma sinagoga em Filipos. Outros sugerem que era um lugar para encontro informal, visto que Atos revela que era freqüentado principalmente por mulheres. Uma comunidade de mulheres. Elas estão na origem da comunidade de Filipos. Lídia, que Paulo encontrou ali, é chamada "adoradora de Deus" em Atos 16,14.

17 Não está claro se ela era uma Judia ou uma gentia que foi atraída para as práticas judaicas. Devido a problemas que surgiram, Paulo teve que fugir da cidade, deixando lá uma pequena comunidade formada de antigos pagãos (At 16,11-40). Foi a única comunidade da qual Paulo aceitou doações, embora seu projeto era anunciar o Evangelho gratuitamente. Eram pobres, mas extremamente generosos e fraternos.

18 cristianismo

19 A comunidade de Filipos permaneceu em estreito contato com Paulo. Em sua carta aos Filipenses, escrita da prisão, ele agradece a eles pelo compromisso com o Evangelho e os motivou a seguir o exemplo de Cristo no serviço aos outros. Usando uma ilustração greco-romana, ele comparou a perseverança na fé em "prosseguir para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus". Embora os filipenses vivessem numa cidade romana, Paulo falou que a verdadeira cidadania deles estava no céu.

20 Estrutura da Carta –Primeira Carta: 4,10-20 Paulo, na prisão, envia um bilhete agradecendo a solidariedade dos filipenses. –Segunda Carta: 1,1 a 3,1; 4, Paulo, ainda na prisão, envia outro bilhete por meio de Epafrodito, pedindo o acolhimento da comunidade. Pensa enviar Timóteo para trazer-lhe notícias da comunidade. –Terceira Carta: 3,2 a 4,1; 4,8-9 Paulo, já libertado, teria visitado os Filipenses. Falsos missionários (judeus convertidos) querem obrigar os filipenses à circuncisão.

21 Conclusões O Evangelho anunciado e vivido pelos filipenses é Jesus Cristo encarnado, crucificado e ressuscitado. (cf. o hino cristológico Fl 2,6-11). As duas fases da vida de Paulo: o fariseu perfeito (3,5-6) e o cristão autêntico e assumido (3,7-9). O caminho da perfeição (3,10-14). A solidariedade e a alegria da comunidade de Filipos contagia o apóstolo. Os conflitos internos (cap. 2 e 4: rivalidades) e externos (cap. 3: judaizantes).

22 Características da Carta aos Filipenses –É uma carta que expressa suavidade, carinho e gratidão; –Sua linguagem é a de um pai ou amigo, em contraste com outras cartas onde se manifesta a autoridade apostólica, severidade ou repreensão; –Focaliza no encorajamento para uma vida cristã vitoriosa; –Chama a uma postura de humildade que revela a disposição de Cristo (Fl 2,1-5); –Incentiva buscar o prêmio e os objetivos para os quais Deus nos preparou em Cristo (Fl 3,13-14);

23 Anula o negativismo do "não posso" com a atitude positiva de "posso" por meio do fortalecimento de Cristo. Apresenta uma doutrina forte para incentivar o crente a servir com alegria (Fl 2,5-11); Faz inúmeras referências à alegria reinante na comunidade. A alegria caracteriza a vida da comunidade. Apresenta a chave para eliminar da vida o estresse e a ansiedade (Fl 4,6);

24 Motivos da carta aos Filipenses –Enviar notícias aos filipenses sobre sua situação no cárcere (1,12-26) e quais seus planos quando fosse libertado (2,23-24); –Propor aos filipenses a humildade e a unidade para superar a discórdia e divisão na comunidade. (2,1- 18; 4,2-3); –Como teólogo e pastor, escreve para afastar as falsas doutrinas ensinadas pelos falsos mestres (3,2-3); –Apresentar Timóteo à comunidade bem como dar um relatório sobre a saúde e planos de Epafrodito (2,19-30); –Agradecer à comunidade por sua preocupação para com ele e os presentes que lhe tinham enviado (4,10-20)

25 Propostas de Paulo à comunidade –Permanecer firmes. –Saber que o novo gera conflitos e os conflitos geram instabilidade. –Ter um mesmo sentimento. –Cultivar um ambiente alegre e positivo. –Alegrar-se no Senhor. –Agir com moderação.


Carregar ppt "Filipos. Paulo seguiu o Caminho Egnatia de Neápolis a Filipos, que era uma colônia e principal cidade da Macedônia. Filipos era uma colônia que estava."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google