A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Macroeconomia Aberta: Conceitos Básicos Capítulo 31.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Macroeconomia Aberta: Conceitos Básicos Capítulo 31."— Transcrição da apresentação:

1 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Macroeconomia Aberta: Conceitos Básicos Capítulo 31

2 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Economias Abertas e Fechadas Uma economia fechada é aquela que não interage com outras economias do mundo. Não há exportações, importações ou fluxos de capital.

3 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Economias Abertas e Fechadas Uma economia aberta é aquela que interage livremente com outras economias do mundo.

4 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Uma Economia Aberta Uma economia aberta interage com os outros países de duas formas. Ela compra e vende produtos e serviços no mercado mundial. Ela compra e vende ativos de capital nos mercados financeiros mundiais.

5 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. O Fluxo de Bens: Exportações e Importações Exportações são bens e serviços produzidos internamente e vendidos no exterior. Importações são bens e serviços produzidos no exterior e vendidos internamente.

6 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. O Fluxo de Bens: Exportações Líquidas Exportações líquidas ( EL ) ou balança comercial é o valor da exportações de um país menos o valor de suas importações.

7 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. O Fluxo de Bens: Exportações Líquidas Um déficit comercial é o excesso de importações em relação às exportações. Importações > Exportações Um superávit comercial é o excesso de exportações em relação às importações. Exportações > Importações

8 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Fatores que Afetam as Exportações Líquidas Preferência dos consumidores por bens produzidos internamente e externamente. Preços dos bens no país e no exterior. Taxa de câmbio à qual as pessoas trocam moeda interna por moedas de outros países.

9 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Fatores que Afetam as Exportações Líquidas Rendas dos consumidores internamente e no exterior Custo de transporte dos bens entre países. Políticas do governo para o comércio internacional.

10 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Exportações (% do PIB)

11 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Importações (% do PIB)

12 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Saldo da Balança Comercial (US$ milhões)

13 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. O Investimento Externo Líquido O investimento externo líquido mede a diferença entre os ativos estrangeiros comprados por residentes internos e os ativos internos comprados por residentes estrangeiros. O Negativo do Investimento Externo Líquido também é conhecido como Passivo Externo Líquido. Exemplo: Se o IEL é de US$ 10 bilhões então o PEL é de –US$ 10 billhões.

14 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. O Investimento Externo Líquido Fatores que influenciam IEL: Taxas de juros reais pagas sobre os ativos estrangeiros Taxas de juros reais pagas sobre os ativos internos Riscos econômicos e políticos percebidos de se manter ativos no exterior Políticas públicas que afetam a propriedade de ativos internos por estrangeiros

15 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. A Igualdade entre EL e IEL Exportações líquidas ( EL ) e o investimento externo líquido ( IEL ) estão diretamente relacionados. Para a economia como um todo, EL e IEL devem ser iguais EL = IEL Isto acontece porque toda transação que afeta EL deve ser contabilizada como IEL no mesmo valor. Ex: Venda aviões Embraer pagos em dólares significa aumento em EL e também aumento em IEL no mesmo valor em dólares.

16 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Taxas de Câmbio Real e Nominal Transações internacionais são influenciadas pelos preços internacionais. Os dois preços internacionais mais importantes são a taxa de câmbio nominal e a taxa de câmbio real.

17 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Taxa de Câmbio Nominal A taxa de câmbio nominal é a taxa à qual se pode trocar a moeda de um país pela moeda de outro país.

18 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Taxa de Câmbio Nominal A taxa de câmbio nominal pode ser expressa de duas formas. Em unidades da moeda estrangeira por moeda nacional Em unidades de moeda nacional por unidade da moeda estrangeira.

19 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Taxa de Câmbio Nominal Assuma que a taxa de câmbio entre o real brasileiro e o dólar americano é dois para um. Um real vale meio dólar. Um dólar vale dois reais.

20 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Taxa de Câmbio Nominal Valorização é o aumento do valor de uma moeda medido pela quantidade de moeda estrangeira que pode comprar. Apreciação é a diminuição da taxa de câmbio (R$/US$).

21 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Taxa de Câmbio Nominal Se o real comprar mais moeda estrangeira, há uma valorização do real (apreciação da taxa de câmbio). Se ele comprar menos, há uma desvalorização do real (depreciação da taxa de câmbio).

22 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Taxa de Câmbio Real A taxa de câmbio real é a taxa à qual se pode trocar os bens e serviços de um país pelos bens e serviços de outro país. A taxa de câmbio real compara os preços de bens domésticos e importados na economia doméstica, ou seja, em moeda local.

23 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Calculando a Taxa de Câmbio Real A taxa de câmbio real depende da taxa de câmbio nominal e dos preços dos bens nos dois países medidos em moedas locais.

24 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Taxa de Câmbio Real A taxa de câmbio real é calculada como sendo: e R = taxa de câmbio real E=taxa de câmbio nominal (R$/US$) P=preço interno P*=preço externo Obs: Notem que estamos comparando preços em Reais!!!!!!!

25 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Usando a fórmula

26 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Taxa de Câmbio Real

27 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Taxa de Câmbio Real A taxa de câmbio real é uma variável central na determinação de quanto um país exporta e importa. Quando a taxa de câmbio real está depreciada, os bens nacionais estão mais baratos que os importados. Os consumidores no país e no exterior tendem a comprar mais dos bens daquele país e menos dos bens produzidos no exterior.

28 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Paridade de Poder de Compra A teoria da paridade do poder de compra é a mais simples e amplamente aceita para explicar as variações da taxa de câmbio. A teoria afirma que uma unidade de qualquer determinada moeda tem que poder comprar a mesma quantidade de bens em todos os países.

29 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Lei do Preço Único De acordo com a lei do preço único, um bem deve ser vendido pelo mesmo preço em todas as localidades. Esta lei se aplica ao mercado internacional. Se a lei do preço único não for verdade, haveria oportunidades de lucro não exploradas por meio da arbitragem.

30 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Paridade de Poder de Compra Uma moeda deveria ter o mesmo poder de compra em todos os países e a taxa de câmbio deveria se alterar para garantir tal fato. A taxa nominal de câmbio entre as moedas de dois países deve refletir a diferença de preços entre os países.

31 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Paridade do Poder de Compra

32 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Limitações da Paridade de Poder de Compra Muitos bens e serviços não são facilmente comercializados ou transportados de um país para outro. A maioria dos serviços (corte de cabelo, consultoria jurídica, etc) Bens comercializáveis nem sempre são substitutos perfeitos. Os franceses podem gostar mais do vinho deles do que do vinho italiano

33 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Resumo n Exportações líquidas é a denominação dada ao valor dos bens e serviços produzidos internamente e vendidos no exterior menos o valor dos produtos fabricados no exterior e vendidos internamente.

34 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Resumo n Investimento externo líquido é a aquisição de ativos estrangeiros por residentes internos menos a aquisição de ativos internos por parte de residentes no exterior.

35 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Resumo n O investimento líquido de uma economia é sempre igual as suas exportações líquidas.

36 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Resumo n A taxa de câmbio nominal é o preço relativo da moeda de dois países. n A taxa de câmbio real é igual ao preço relativo dos bens e serviços de dois países.

37 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Resumo n De acordo com a teoria da paridade do poder de compra, uma unidade monetária deve poder comprar a mesma quantidade de bens e serviços em todos os países. n A taxa de câmbio nominal entre as moedas de dois países deve refletir os níveis de preços destes dois países.


Carregar ppt "Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Macroeconomia Aberta: Conceitos Básicos Capítulo 31."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google