A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Comércio Exterior ENCOMEX 2009 VITÓRIA-ES VITÓRIA, 29 DE JUNHO DE 2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Comércio Exterior ENCOMEX 2009 VITÓRIA-ES VITÓRIA, 29 DE JUNHO DE 2009."— Transcrição da apresentação:

1 Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Comércio Exterior ENCOMEX 2009 VITÓRIA-ES VITÓRIA, 29 DE JUNHO DE 2009

2 Balança Comercial Brasileira Janeiro-Maio /08 US$ milhões FOB Δ% 2009/08 Exportação ,2 Importação ,6 Saldo ,3 Corrente de Comércio ,3 FONTE: SECEX/MDIC

3 Var.% 2009/2002: +154% Evolução da Corrente de Comércio – US$ Milhões Janeiro-Maio 2000/2009 FONTE: SECEX/MDIC

4 Principais Produtos Exportados pelo Brasil Janeiro-Maio – 2009/2008 US$ Milhões Valor Δ % 2009/08 Part % 1 – Complexo soja6.9121,012,5 2 – Material de transporte ,610,6 3 – Minérios5.8529,410,6 4 – Produtos metalúrgicos ,07,9 5 – Carnes ,67,7 6 – Petróleo e combustíveis ,47,1 7 – Químicos ,07,0 8 – Açúcar e álcool ,95,2 9 – Máqs. e equipamentos ,34,4 10 – Equipamentos elétricos ,73,4 FONTE: SECEX/MDIC

5 Valor Δ % 2009/08 Part % Ásia ,225,7 União Européia ,023,1 América Latina e Caribe ,821,2 - Mercosul ,18,9 - Demais da AL e Caribe ,412,3 Estados Unidos ,710,8 África ,16,1 Oriente Médio ,34,6 Europa Oriental ,72,2 Principais Mercados de Destino das Exportações Janeiro-Maio – 2009/2008 US$ Milhões FONTE: SECEX/MDIC

6 Importação por Categorias de Uso Part. % na Pauta - Janeiro/Maio 2009 Bens Intermediários 45,8% Bens de Capital 25,4% Petróleo e Combustíveis 12,4% Bens de Consumo 16,4% FONTE: SECEX/MDIC

7 Valor Δ % 2009/08 Part. % 1 – Máquinas e equipamentos ,018,4 2 – Combustíveis ,713,9 3 – Aparelhos e instr. Eletroeletrônicos ,611,7 4 – Veículos automóveis e partes ,37,9 5 – Químicos orgânicos ,75,2 6 – Plásticos e suas ,33,8 7 – Instrumentos de ótica e precisão ,43,7 8 – Produtos farmacêuticos ,63,7 9 – Aeronaves e peças ,02,3 10 – Siderúrgicos ,02,2 Principais Produtos Importados Janeiro-Maio – 2009/2008 US$ Milhões FONTE: SECEX/MDIC

8 Principais Mercados Fornecedores ao Brasil Janeiro-Maio – 2009/2008 US$ Milhões Valor Δ % 2009/08 Part % Ásia ,828,0 União Européia ,223,1 Estados Unidos ,717,9 América Latina e Caribe ,417,6 - Mercosul ,49,9 - Demais da AL e Caribe ,07,7 África ,35,5 Oriente Médio ,02,2 Europa Oriental414-76,90,9 FONTE: SECEX/MDIC

9 BALANÇA COMERCIAL DO ESPÍRITO SANTO Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Comércio Exterior

10 Janeiro/Maio Evolução do Comércio Exterior do Espírito Santo 2002 a 2008 e Janeiro-Maio/ US$ Milhões FONTE: SECEX/MDIC

11 Δ % 2009/08 Exportação ,6 Importação ,7 Saldo-9984 Corrente de Comércio ,1 Balança Comercial Brasileira do Espírito Santo Janeiro/Maio – 2009/2008 US$ Milhões FONTE: SECEX/MDIC

12 Principais Produtos Exportados pelo Espírito Santo Janeiro/Maio – 2009 US$ Milhões FOB Valor Δ % 2009/08 Part. % Minério de ferro ,138,2 Semimanufat. de ferro/aço ,814,6 Celulose ,613,1 Tubos flexíveis de ferro/aço ,96,9 Obras de mármore/granito ,75,6 Café em grão ,65,4 Ferro fundido 5538,32,4 Tubos de ferro fundido 47450,72,0 Laminados planos 43-64,81,9 Obras de plástico ,91,2 FONTE: SECEX/MDIC

13 Valor Δ % 2009/08 Part. % China539194,023,1 Países Baixos29529,112,6 Estados Unidos287-54,912,3 Egito13793,45,9 Arábia Saudita129-10,15,5 Coréia do Sul120-40,05,1 Itália85-46,63,6 Indonésia72-49,33,1 Japão58-57,12,5 Principais Mercados de Destino das Exportações do Espírito Santo Janeiro/Maio – 2009 US$ Milhões FOB FONTE: SECEX/MDIC

14 Principais Produtos Importados pelo Espírito Santo Janeiro/Maio – 2009 US$ Milhões FOB Valor Δ % 2009/08 Part % Hulhas, mesmo em pó3192,9 13,1 Máquinas para terraplanagem14035,6 5,7 Automóveis de passageiros126-24,4 5,2 Pneumáticos7612,0 3,1 Apar. transmis./recept. de telefonia celular 6125,9 2,5 Malte inteiro ou partido5217,7 2,1 Tecidos de fibras têxteis52-18,5 2,1 Apar. trasmissores/receptores48-47,2 2,0 Leite e creme de leite47317,6 1,9 Catodos de cobre46-85,4 1,9 FONTE: SECEX/MDIC

15 ESTRATÉGIA BRASILEIRA DE EXPORTAÇÃO Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Comércio Exterior

16 Objetivo e Desafios da Política de Desenvolvimento Produtivo – PDP Desafios: Ampliar a capacidade de oferta Ampliar a capacidade de oferta Manter o equilíbrio do Balanço de Pagamentos Manter o equilíbrio do Balanço de Pagamentos Elevar a capacidade de inovação Elevar a capacidade de inovação Fortalecer as MPEs Fortalecer as MPEs Objetivo: DAR SUSTENTABILIDADE Á EXPANSÃO ECONÔMICA

17 Objetivos do PDP para a Exportação 1,25% (US$ 209 bilhões) das exportações mundiais 1,25% (US$ 209 bilhões) das exportações mundiais Aumentar o número de empresas exportadoras (+10% MPE) Aumentar o número de empresas exportadoras (+10% MPE) Diversificar a pauta exportadora Diversificar a pauta exportadora Diversificar os países de destino das exportações Diversificar os países de destino das exportações Aumentar a participação de produtos com maior conteúdo tecnológico Aumentar a participação de produtos com maior conteúdo tecnológico

18 Simplificação dos trâmites administrativos Simplificação dos trâmites administrativos Aprimoramento operacionais (informatização) Aprimoramento operacionais (informatização) Cultura exportadora e difusão de informações estratégicas Cultura exportadora e difusão de informações estratégicas Aperfeiçoamento dos mecanismos de defesa da indústria Aperfeiçoamento dos mecanismos de defesa da indústria Negociações comerciais e abertura de mercados Negociações comerciais e abertura de mercados SECEX - PRINCIPAIS AÇÕES

19 Principais Medidas Adotadas pelo Governo Federal no Combate à Crise Internacional Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Comércio Exterior

20 Leilões de dólares em moeda e no mercado futuro (swaps); Swaps de moeda com outros bancos centrais (US$ 30 bilhões com o Federal Reserve); Leilão de US$ direcionado para o financiamento de ACCs (ampliação para prazo de 360 dias; postergação de prazo para comprovação de embarque); e Aplicação de parte das reservas internacionais na ampliação das fontes de financiamento de empresas brasileiras no exterior. Mercado Cambial e Exportações

21 Executar estratégia brasileira de exportações; Executar estratégia brasileira de exportações; Atingir metas da PDP; Atingir metas da PDP; Ampliar oferta de crédito para setor produtivo e exportadores; Ampliar oferta de crédito para setor produtivo e exportadores; Obras de infraestrutura para aumentar competitividade (redução de custo e melhoria da logística) (PAC); Obras de infraestrutura para aumentar competitividade (redução de custo e melhoria da logística) (PAC); Simplificar procedimentos operacionais para exportação (reduzir burocracia); Simplificar procedimentos operacionais para exportação (reduzir burocracia); Combater o protecionismo; Combater o protecionismo; Reforçar a defesa da indústria. Reforçar a defesa da indústria. Perspectivas e Desafios para o Governo

22 Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Comércio Exterior Obrigado ! Fábio Martins Faria VITÓRIA, 29 DE JUNHO DE 2009


Carregar ppt "Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Comércio Exterior ENCOMEX 2009 VITÓRIA-ES VITÓRIA, 29 DE JUNHO DE 2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google