A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Universidade Federal de Alagoas – UFAL Centro de Tecnologia – CTEC Estruturas de Dados Variáveis Compostas Homogêneas Variáveis Compostas Unidimensionais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Universidade Federal de Alagoas – UFAL Centro de Tecnologia – CTEC Estruturas de Dados Variáveis Compostas Homogêneas Variáveis Compostas Unidimensionais."— Transcrição da apresentação:

1 Universidade Federal de Alagoas – UFAL Centro de Tecnologia – CTEC Estruturas de Dados Variáveis Compostas Homogêneas Variáveis Compostas Unidimensionais

2 Vimos que: Podemos trabalhar apenas um valor numérico (inteiro ou real), literal ou lógico por variável. O MATLAB enxerga cada variável como uma matriz com uma linha e uma coluna. Estruturas de dados consistem em variáveis com um único nome e mais de um valor associado a ele, o que configura vetores e matrizes. 2

3 3 a) Cálculo da média aritmética de 10 notas soma = 0; for i = 1:1:10 x = input(Entre com a nota: ); soma = soma + x; end media = soma / 10; b) Quais notas são maiores que a média? A1 = input(Nota 1: ); A2 = input(Nota 2: ); A3 = input(Nota 3: );... A10 = input(Nota 10: ); media = (A1 + A A10) / 10; if( A1 > media ) disp( A1 ); end if( A2 > media ) disp( A2 ); end...

4 Estruturas de Dados resultam da composição do que antes eram diferentes variáveis em uma única variável e são classificados da seguinte forma: Estrutura de Dados Variáveis Compostas Homogêneas; Unidimensionais (Vetores); Multidimensionais (Matrizes). Variáveis Compostas Heterogêneas Registros Essas novas variáveis serão descritas na seqüência. 4

5 São estruturas de dados compostas de variáveis do mesmo tipo de informação. A variável é o todo (ou seja, o conjunto). Cada termo da variável é chamado de elemento. Em ambos os exemplos, cada elemento tem o mesmo tipo de informação (números e caracteres). Daí a denominação Homogêneo. É comum em computação utilizar o termo string para um vetor de caracteres CARRO Numérico caracteres

6 Os exemplos abaixo ilustram tipos de variável composta homogênea. O exemplo abaixo ilustra o exemplo de uma variável composta que não é classificada como homogênea. 6 CASA

7 Vetores - São estruturas de dados compostas de elementos do mesmo tipo de informação e armazenados em matrizes linha ou coluna. O exemplo abaixo ilustra a criação de um vetor no MATLAB. 7 Exemplo 02: >> A = (1:1:5) >> B = ones(1,10) >> C = zeros(1,5) >> D = [ ]

8 Acesso ao elemento de um vetor linha valor = v(6); Acesso ao elemento de um vetor coluna valor = v(6,1); 8 Elemento da sexta posição

9 Uso de vetores. 9 Exemplo: disp(A(2)); A(3) = 10; for i = 1:1:10 A(i) = 2*i – 1; end disp(A); imprime o segundo elemento do vetor. 2 é o índice do vetor. Alterando o terceiro elemento do vetor. 1, 3, 5, 7, 9, …, 19

10 10 a) Cálculo da média aritmética de 10 notas soma = 0; for i = 1:1:10 x = input(Entre com a nota: ); soma = soma + x; end media = soma / 10; b) Quais notas são maiores que a média? A1 = input(Nota 1: ); A2 = input(Nota 2: ); A3 = input(Nota 3: );... A10 = input(Nota 10: ); media = (A1 + A A10) / 10; if( A1 > media ) disp( A1 ); end if( A2 > media ) disp( A2 ); end...

11 11 soma = 0; for i = 1:1:10 nota(i) = input(Entre c/ a nota: ); soma = soma + nota(i); end media = soma / 10; for i = 1:1:10 if( nota(i) > media ) disp(nota(i)); end

12 12 V(x+1) V(x+2) V(x*4) V(V(x+y)) V(x+y) V(V(1)*V(4)) V(3) = 8 V(4) = 3 V(8) = 21 V(V(6)) = V(9) = 33 V(6) = 9 V(2*3) = V(6) = 9

13 13 for i = 1:1:10 fprintf ( Vetor A, posição %i\n, i); A(i) = input(Insira o dado: ); end fprintf(Imprimindo vetor soma); for i = 1:1:10 C(i) = A(i) + B(i); disp( C(i) ); end for i = 1:1:10 fprintf ( Vetor B, posição %i\n, i); A(i) = input(Insira o dado: ); end

14 14 for i = 1:1:100 if( mod(i,2) == 0 ) a(i) = 1; else a(i) = 0; end disp(a); imod(i,2)a(i)

15 Selecione o elemento do vetor que apresenta o menor valor; Troque este elemento pelo primeiro; Repita essas operações envolvendo agora apenas os 9 elementos restantes, e siga repetindo, com oito, sete, até restar um único elemento. 15

16 16 for i = 1:1:10 a(i) = input(A: ); end for j = 1:1:10 menor = a(j); % inicializacao posicao = j; for i = j:1:10 if( a(i) < menor ) % selecionando o menor menor = a(i); posicao = i; end aux = a(j); % troca a(j) = menor; a(posicao) = aux; end A variável posição armazena a posição do menor valor. Uso de uma variável auxiliar aux para fazer a troca de 2 números.

17 Universidade Federal de Alagoas – UFAL Centro de Tecnologia – CTEC EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES

18 Exercício 01: Elabore um programa que receba 10 números inteiros positivos, armazene em um vetor, identifique e apresente quais elementos são primos. Exercício 02: Refaça o programa ordenando a saída de dados Exercício 03: Elabore um programa que receba 2 vetores de 20 elementos e apresente o vetor intersecção. O vetor intersecção é composto com os valores em comum entre vetores originais, sem apresentar no vetor intersecção um mesmo valor mais de uma vez. 18


Carregar ppt "Universidade Federal de Alagoas – UFAL Centro de Tecnologia – CTEC Estruturas de Dados Variáveis Compostas Homogêneas Variáveis Compostas Unidimensionais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google