A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A festa acabou...... E a felicidade que você achou que iria alcançar estando com muitas pessoas, bebendo e comendo, não aconteceu... Ou se aconteceu,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A festa acabou...... E a felicidade que você achou que iria alcançar estando com muitas pessoas, bebendo e comendo, não aconteceu... Ou se aconteceu,"— Transcrição da apresentação:

1

2 A festa acabou E a felicidade que você achou que iria alcançar estando com muitas pessoas, bebendo e comendo, não aconteceu... Ou se aconteceu, foi tão fugaz que nem deu para perceber... O prazer não deu para o gasto... O vazio permanece em seu coração... A vontade de ser feliz ainda não foi saciada desta vez... Por que? É engano pensar que algo que foi perdido dentro do seu coração, pode ser encontrado do lado de fora... A tristeza que está instalada em você é profunda, não pode ser sufocada com uma simples algazarra... O barulho, por mais inebriante que seja, não tem o poder de conter o seu querer verdadeiro, aquilo que existe de mais honesto em você...Nada que aconteça na superfície poderá tirar você desse vazio abençoado que está sinalizando que algo em sua vida precisa mudar... E não se trata de uma mudança no exterior, mas na profundidade da sua alma... A maioria das pessoas foge do encontro consigo mesma, por isso as festas vivem cheias... Cheias de fugitivos... As empresas que promovem eventos se tornaram o maior negócio da atualidade... As reservas para aniversários e casamentos precisam ser feitas com até dois anos de antecedência... É um sinal claro de que todos querem se refugiar na ilusão... Todos insistem em buscar fora o que só pode ser alcançado dentro da gente... Existe também uma outra questão... Quase todo mundo confunde prazer com felicidade. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. O prazer não tem promessa de durar nada além de alguns minutos de êxtase, que surgem a partir de uma motivação externa... Já a felicidade, esta não é feita de lampejos de bem-estar, mas de uma sensação consistente de que algo profundo aconteceu dentro de nós, independente do tempo que dure... Algo que não aconteceu a partir de um evento externo qualquer, mas de uma elevação de consciência, de uma nova percepção de vida. O corpo conhece o prazer, o espírito conhece a felicidade... Esta é a diferença fundamental. O problema surge quando se exige do prazer a satisfação das necessidades da alma... A festa foi boa, a comida era farta, o barulho intenso... e por que nada se alterou no seu estado mental? Por que as lágrimas insistem em escorrer pelo seu rosto? Onde está a felicidade que a festa prometia? Tudo ia ser diferente depois dela... Tudo ia mudar... Como? Por que? As perguntas se sucedem na mente e pode ter certeza de uma coisa: a mente não vai te aconselhar outra coisa senão uma nova festa, uma nova ilusão... O objetivo é manter você sempre em movimento, cada mais mais distante de si mesmo... Osho ensina: As pessoas perderam quase que completamente a dimensão das lágrimas. Elas só as deixam sair quando estão em profundo estado de dor ou sofrimento. Esqueceram-se de que as lágrimas também podem ser de felicidade, de enorme prazer, de celebração. As lágrimas não têm nada a ver com o sofrimento ou a felicidade. Elas têm a ver com qualquer coisa que seja muito profunda e precise transbordar. Pode ser felicidade, pode ser tristeza. Qualquer coisa que seja intensa demais, impossível de conter, algo que transborde: a xícara ficou cheia demais. As lágrimas saem desse excesso. Então, dê a elas o seu devido valor. Com a experiência de quem hoje sorri porque já chorou muito, eu digo a você, meu companheiro de jornada: receba bem a sua tristeza... Ela sempre traz um recado precioso para a nossa escalada espiritual... Ela é um sinal importante de que algo que está contido dentro de você precisa sair... Ao invés de espantar a tristeza programando uma quantidade enorme de festas e barulhos em sua vida, tenha coragem de permanecer só e em silêncio... Somente investigando o seu interior você terá condições de alcançar a verdadeira felicidade, aquela que não precisa de nenhum acontecimento externo para se instalar no coração da gente... Você pode e merece essa felicidade consistente e duradoura. Não desista de você mesmo e nem perca mais tempo buscando do lado de fora o que só pode ser encontrado dentro de você... Investigue-se! Não tenha medo... A mente fará de tudo para tirar você do silêncio... Ela teme o seu encontro com você mesmo, que significa o seu encontro definitivo com Deus. Repare que os pensamentos vão se multiplicar...uma série de compromissos inadiáveis vão surgir na sua cabeça... Mas não se deixe perturbar... investigue-se! Concentre-se na respiração... Perceba o ar entrando e saindo dos seus pulmões... Não brigue com os pensamentos... Entenda-os como nuvens que passam enquanto você permanece firme, estável... Respire... Simplesmente respire... Este simples ato, feito diariamente, vai levar você à verdadeira libertação, ao completo domínio sobre as suas emoções e principalmente ao triunfo sobre o Ego – a parte dentro de nós que vive nos incentivando a olhar pra fora, a ambicionar coisas e a viver eternamente prisioneiros dos desejos. Está em suas mãos se libertar de todo esse entulho que está impedindo a sua felicidade... A verdadeira festa acontece desde sempre dentro de você! Você já é a felicidade que procura... Projeto Bom Dia Coração O silêncio vai revelar quem você realmente é... Um ser divino, que tem a felicidade na sua essência... Você já é a felicidade que procura. Belíssimo dia para você, paz em nossos corações...


Carregar ppt "A festa acabou...... E a felicidade que você achou que iria alcançar estando com muitas pessoas, bebendo e comendo, não aconteceu... Ou se aconteceu,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google