A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Os indicadores de mortalidade podem ser definidos como razão entre frequencias absolutas de óbitos e número de sujeitos expostos ao risco de morrer.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Os indicadores de mortalidade podem ser definidos como razão entre frequencias absolutas de óbitos e número de sujeitos expostos ao risco de morrer."— Transcrição da apresentação:

1

2 Os indicadores de mortalidade podem ser definidos como razão entre frequencias absolutas de óbitos e número de sujeitos expostos ao risco de morrer

3 Corresponde ao risco de morrer por qualquer causa em uma dada população, em um intervalo de tempo definido. TMG = O X 1000 P

4 Calula-se a TMG dividindo-se o número de óbitos concernentes a todas as causas em um determinado ano, circunscrito a uma área determinada, e multiplicando-se por 1000, base referencial para a população exposta ao risco de morrer

5 CapitalÓbitosPopulaçãoTMG NATAL3.742734.5035,1 JOÃO PESSOA3.496619.0515,6 FORTALEZA12.7432.219.8365,7 TEREZINA3.575740.0164,8 SÃO LUIZ4.221906.5674,7 RECIFE10.1631.449.1367,0 MACEIÓ4.918833.2605,9 ARACAJU2.740473.9905,8 SALVADOR13.5372.520.5055,4

6 Apesar de ser um dos indicadores mais utilizados em Saúde Coletiva, na prática o seu emprego em estudos comparativos é prejudicado pela presença de distorções relacionadas ao sub-registro e à qualidade dos registros de dados vitais.

7 REGIÃOÓBITOSPOPULAÇÃOTMG(1000 hab.) Norte50.33013.504.6123,7 Nordeste248.98048.845.2195,1 Sudeste470.22174.447.4436,3 Sul154.98725.734.1116,0 Centro-Oeste58.28912.101.5474,8 BRASIL982.807174.632.9325,6 Fonte: MS/SVS/DASIS – Sistema de Informação sobre Mortalidade - SIM

8 A taxa de mortalidade específica corresponde somente ao risco de morrer por aquela doença ou agravo em uma determinada população, durante um intervalo definido de tempo.

9 As taxas de mortalidade por causas são calculadas mediante divisão do número de óbitos ocorridos por determinada causa e a população exposta ao risco de morrer por aquela causa. Normalmente multiplica-se o resultado por 100.000, base referencial da população. TME (d) = O(d) x 100.000 P

10 Fonte: MS/Datasus/SIM

11 O Coeficiente de Mortalidade Infantil (CMI) é calculado dividindo-se o número de óbitos de crianças menores de um ano pelos nascidos vivos naquele ano, em uma determinada área, multiplicando-se por 1.000 o valor encontrado. Mede portanto o risco de morte para crianças menores de um ano.

12 Distorções Sub-registro de óbitos Sub-registro de nascimentos Declarações erradas da causa de morte e da idade da criança

13 CapitalNascidos vivosÓbitos de <1 anoCMI Porto Velho7.20225435,3 Rio Branco7.71016120,9 Manaus38.16186922,8 Boa Vista6.0726110,0 Belém25.79556521,9 Macapá8.57922125,8 Palmas3.9426516,5 São Luiz18.31743223,6 Terezina14.49829520,3 Fortaleza39.30197324,8 Natal13.28631523,7 João Pessoa11.14017515,7 Recife24.30744918,5 Fonte: MS/SVS/Datasus

14 CapitalNascidos vivosÓbitos de < 1 anoCMI Maceió16.59938723,3 Aracaju9.35426828,7 Salvador40.3441.12828,0 Belo Horizonte32.60144313,6 Vitória4.444378,3 Rio de Janeiro86.9491.34615,5 São Paulo183.4142.80615,3 Curitiba26.37131111,8 Florianópolis5.229519,8 Porto Alegre20.04928014,0 Campo Grande12.34717013,8 Goiânia20.03727813,9 Brasília45.79962513,6 Cuiabá8.95314816,5 Fonte: MS/SVS/Datasus

15 O Coeficiente de Mortalidade Infantil revela desníveis de saúde que se acentuam com o grau de riqueza ou pobreza das regiões estudadas.

16 A definição de um indicador de morbidade, para planejamento de pesquisa ou levantamento de dados em, serviços públicos, é condicionada basicamente pelos objetivos que se pretende alcançar. EX: prevalência de doenças infecciosas, na região Nordeste, na década de 2010; incidência de malária entre trabalhadores de campo de uma determinada empreiteira de estrada, concessionária de construção rodoviária no Pará, ano de 2006

17 Indicador de mortalidade = nº de casos de uma doença x 10 população EX:Em 31 de dezembro de 2000 havia em Fortaleza 786 casos registrados de hanseníase,com 239 altas, 7 óbitos e 4 transferências para outras cidades. População de 2.141.402 habitantes. Calcule a taxa de prevalência. Taxa de prevalência = (786-250) x 100.000 = 25,0 2.141.402

18 ROUQUAYRL, M. Z.; NAOMAR, A. F.Introdução à Epidemiologia. 4 ed. Rio de Janeiro: Guanabara koogan, 2006. MEDRONHO, R. A. (Et al) Epidemiologia. São Paulo: Atheneu, 2005.


Carregar ppt "Os indicadores de mortalidade podem ser definidos como razão entre frequencias absolutas de óbitos e número de sujeitos expostos ao risco de morrer."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google