A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

4T13 – O livro do profeta Isaías Estudo 06 O Senhor é o nosso rei, ele nos salvará Visão do estabelecimento do reino do Messias Texto bíblico Isaías 31.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "4T13 – O livro do profeta Isaías Estudo 06 O Senhor é o nosso rei, ele nos salvará Visão do estabelecimento do reino do Messias Texto bíblico Isaías 31."— Transcrição da apresentação:

1 4T13 – O livro do profeta Isaías Estudo 06 O Senhor é o nosso rei, ele nos salvará Visão do estabelecimento do reino do Messias Texto bíblico Isaías 31 a 36 Texto áureo Isaías Porque o Senhor é o nosso juíz; o Senhor é nosso legislador; o Senhor é o nosso rei; ele nos salvará.

2 Introdução I O texto encerrado na lição passada prossegue nesta. A mensagem da segurança que deve ser buscada unicamente em Deus é reafirmada nestes novos capítulos. O Senhor Deus expõe com clareza os percalços que o povo enfrentaria se depositasse a sua esperança de salvação no reforço de outras nações como o Egito e não na misericórdia do Senhor.

3 Introdução II O Egito, como uma forte e poderosa nação, exercia certo fascínio sobre as forças de Judá, diante das vitórias crescentes dos reis assírios, principalmente Senaqueribe, nos tempos de Isaías, que deveria ser o rei da Assíria invasor de Samária e destruidor do reino do Norte, Israel, e mais tarde aquele que vai atemorizar o reino do Sul, em Jerusalém, ao tempo de Ezequias.

4 Introdução III Por essa causa, os judeus pensavam em associar-se ao Egito, achando que, assim fazendo, estariam protegidos contra os assírios. É quando o profeta vem e por ordem do Senhor alerta o povo sobre o erro em que estava incorrendo. Assim, recriminando o comportamento de Israel, que em vez de recorrer a Deus se voltava para os aliados políticos mais ao sul, o reino do Egito, o profeta recebe do Senhor a visão do que esperava o povo de Deus à medida que confiasse e aguardasse o plano do Senhor no tempo dele.

5 Introdução IV A visão é de um reino com um rei justo e governo reto. De um seu representante, um "varão", que será abrigo, proteção e refrigério para o povo. De um povo que saberá viver em seus limites sociais sem exageros ou conflitos. Tanto o tolo (o povo sem instrução) como o imprudente (o povo sem amparo social), bem como o avarento (o rico que só pensava em si mesmo), e mesmo o fraudulento (o homem que só desejava tirar vantagem em tudo) viverão em clima de harmonia, pois, enquanto "os nobres projetam coisas nobres, e nelas persistem", o reinado deste rei justo será de paz, e a consequência do exercício desta justiça para todos "será de sossego e segurança para sempre".

6 Introdução V A visão é, portanto, do reino do Senhor, o reino dos céus ou o reino de Deus, como Mateus tão bem vai explorar em seu Evangelho. No quadro social descrito acima, enquanto este reino não chegar, as mulheres vão sofrer a conseqüência do mal e do pecado, mas, quando o Senhor chegar, o justo varão citado no versículo 2, as coisas mudarão: "o meu povo habitará em morada de paz, o juízo habitará no deserto (mesmo nos lugares mais distantes), a justiça morará no campo fértil". Sim, a visão é de uma utopia enquanto o Senhor Jesus não volta, pois em meio ao mundo que jaz no Maligno, o reino de Deus não pode ser implantado em toda a sua extensão e significado.

7 Introdução VI A mensagem de Deus ao profeta será a de como o povo dele deveria se comportar enquanto esta nova égide não chegasse. Os capítulos irão se sucedendo e essas imagens do sofrimento do povo do Senhor diante das ciladas do mundo serão apresentadas, numa indicação clara da esperança que devia ter na chegada do reino do Senhor, e da forma como devia viver esta expectativa. A profecia se estende por 2700 anos e chega aos nossos tempos com a aplicação do apóstolo há 2 mil anos. Porque o reino de Deus não consiste no comer e no beber, mas na justiça, na paz e na alegria no Espirito Santo Romanos 14.17

8 Com as Bíblias abertos, vamos destacar os textos que mais de perto falem aos nossos corações Isaías 31 a 35

9 Isaías : Não é o Egito que pode socorrer Israel, mas sim, o Senhor: 1 Ai dos que descem ao Egito a buscar socorro, e se estribam em cavalos, e têm confiança em carros, por serem muitos, e nos cavaleiros, por serem muito fortes; e não atentam para o Santo de Israel, e não buscam ao Senhor. 3 Ora os egípcios são homens, e não Deus; e os seus cavalos carne, e não espírito; e quando o Senhor estender a sua mão, tanto tropeçará quem dá auxílio, como cairá quem recebe auxílio, e todos juntamente serão consumidos. 6 Voltai-vos, filhos de Israel, para aquele contra quem vos tendes profundamente rebelado. 7 Pois naquele dia cada um lançará fora os seus ídolos de prata, e os seus ídolos de ouro, que vos fabricaram as vossas mãos para pecardes.

10 Isaías : O reinado de um justo rei – Uma visão do reino de Deus: 1 Eis que reinará um rei com justiça, e com retidão governarão príncipes. 2 um varão servirá de abrigo contra o vento, e um refúgio contra a tempestade, como ribeiros de águas em lugares secos, e como a sombra duma grande penha em terra sedenta. 8 Mas o nobre projeta coisas nobres; e nas coisas nobres persistirá. 16 E a obra da justiça será paz; e o efeito da justiça será sossego e segurança para sempre. 17 O meu povo habitará em morada de paz, em moradas bem seguras, e em lugares quietos de descanso.

11 Isaías : Os inimigos serão destruídos: - Jerusalém será restaurada: 1 Ai de ti que despojas, e que não foste despojado; e que procedes perfidamente, e que não foste tratado perfidamente! quando acabares de destruir, serás destruído; e, quando acabares de tratar perfidamente, perfidamente te tratarão. 15 Aquele que anda em justiça, e fala com retidão; aquele que rejeita o ganho da opressão; que sacode as mãos para não receber peitas; o que tapa os ouvidos para não ouvir falar do derramamento de sangue, e fecha os olhos para não ver o mal; 16 este habitará nas alturas; as fortalezas das rochas serão o seu alto refúgio; dar-se-lhe-á o seu pão; as suas águas serão certas. Porque o Senhor é o nosso juiz; o Senhor é nosso legislador; o Senhor é o nosso rei; ele nos salvará.

12 Isaías : A indignação do Senhor contra as nações do mundo: 1 Chegai-vos, nações, para ouvir, e vós, povos, escutai; ouça a terra, e a sua plenitude, o mundo e tudo quanto ele produz. 2 Porque a indignação do Senhor está sobre todas as nações, e o seu furor sobre todo o exército delas; ele determinou a sua destruição, entregou-as à matança. 8 Pois o Senhor tem um dia de vingança, um ano de retribuições pela causa de Sião. 13 E crescerão espinhos nos seus palácios, urtigas e cardos nas suas fortalezas; e será uma habitação de chacais, um sítio para avestruzes.

13 Isaías : A gradeza e a glória do reino do Messias (Cristo): 1 O deserto e a terra sedenta se regozijarão; e o ermo exultará e florescerá; 2 como o narciso florescerá abundantemente, e também exultará de júbilo e romperá em cânticos; dar-se-lhe-á a glória do Líbano, a excelência do Carmelo e Sarom; eles verão a glória do Senhor, a majestade do nosso Deus. 3 Fortalecei as mãos fracas, e firmai os joelhos trementes. 4 Dizei aos turbados de coração: Sede fortes, não temais; eis o vosso Deus! com vingança virá, sim com a recompensa de Deus; ele virá, e vos salvará. 5 Então os olhos dos cegos serão abertos, e os ouvidos dos surdos se desimpedirão. 6 Então o coxo saltará como o cervo, e a língua do mudo cantará de alegria; porque águas arrebentarão no deserto e ribeiros no ermo. 8 E ali haverá uma estrada, um caminho que se chamará o caminho santo; o imundo não passará por ele, mas será para os remidos. 10 E os resgatados do Senhor voltarão; e virão a Sião com júbilo, e alegria eterna haverá sobre as suas cabeças; gozo e alegria alcançarão, e deles fugirá a tristeza e o gemido.

14 Conclusão I: Indagações para contextualizar: 1. Qual é o panorama do mundo atual? 2. Por acaso muito diferente em termos sociais? 3. E a restauração do estado de Israel? 4. Como você vê a crise mundial? 5. E o crescente poder nuclear? 6. E o equilíbrio ecológico? 7. Você vê salvação? 8. Quando? 9. Quem? Ou seja, parece que mais do nunca estamos nos aproximando do tempo das profeciais de Isaías!

15 Conclusão II: Querem ver se é verdade ou não? - No Iraque, diariamente, atentados contra a ocupação ocidental da ONU matam quase sempre dezenas de pessoas, na sua maioria iraquianos mesmo... - No Afeganistão, a intensificação do novo governo que ali se colocou desde a invasão americana, continua ceifando vidas inocentes todos os dias... - Na Palestina, a construção dos muros e de novos assentamentos israelitas, vai a cada dia causando a morte de dezenas de pessoas em atos terroristas por parte dos árabes e de retaliação por parte dos judeus... - Na África as guerras tribais se sucedem em cada país ou região, em morticínios dos quais nós não temos notícias seguras... - Na Indonésia, a luta surda do fundamentalismo islâmico aterroriza a população cristã daquelas ilhas, levando centenas de pessoas à morte... -Nos países ocidentais, na Europa e mesmo na América do Norte, o avanço do Islam, a marginalidade causando mortes freqüentes pela luta do tráfico de entorpecentes, corrupção no dinheiro público e interesses comerciais... - Em nosso país, a guerra do tráfico de drogas se espalhou por quase todas as grandes cidades, onde a disputa do poder por facções rivais em cada presídio também nos espanta, pela frieza e crueldade das mortes de que temos notícia todos os dias...

16 Conclusão III: - Algo para pensar: Vejam que coisa magnífica para os que conhecem um pouco dos mistérios da Ciência Política e da Administração. O profeta de Deus, já há anos, falava-nos sobre os três poderes de qualquer governo estabilizado de hoje (Is 33.22): - o poder judiciário (ele é o nosso juiz)... -o poder legislativo (ele é o nosso legislador)... -o poder executivo (ele é o nosso rei)...

17 Conclusão IV: Vejam a profecia de Is 35.3 se cumprindo em Hb " Fortalecei as mãos fracas, e firmai os joelhos trementes." Parece que estamos lendo a carta aos Hebreus (12.12), onde o escritor, falando aos crentes do mundo, e não mais ao povo judeu do passado de Isaías, dá-nos a mesma mensagem de esperança: "Portanto levantai as mãos cansadas, e os joelhos vacilantes, e fazei veredas direitas para os vossos pés". Esta é a mensagem do Senhor para mim e para você. Diante do problema, da vicissitude que estejamos enfrentando, levantemo-nos e preparemo-nos para a luta. Ele estará ao nosso lado e nos sustentará.


Carregar ppt "4T13 – O livro do profeta Isaías Estudo 06 O Senhor é o nosso rei, ele nos salvará Visão do estabelecimento do reino do Messias Texto bíblico Isaías 31."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google