A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Discentes: Patrícia Ferraz André Faustino André Filipe Luís Magalhães Susana Pereira Curso Tecnológico de Gestão e Dinamização Desportiva Disciplina: Português.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Discentes: Patrícia Ferraz André Faustino André Filipe Luís Magalhães Susana Pereira Curso Tecnológico de Gestão e Dinamização Desportiva Disciplina: Português."— Transcrição da apresentação:

1 Discentes: Patrícia Ferraz André Faustino André Filipe Luís Magalhães Susana Pereira Curso Tecnológico de Gestão e Dinamização Desportiva Disciplina: Português

2 Discentes: Patrícia Ferraz André Faustino André Filipe Luís Magalhães Susana Pereira Ano lectivo: 2010/2011 Curso Tecnológico de Gestão e Dinamização Desportiva Disciplina: Português Docente: Jorge Afonso Amarante, Junho de 2011

3 A imagem que veio à cabeça da mãe do Miguel, do menino negro sentado no deserto está relacionado com o convidado inesperado - o Pereira. Marciana volta a lembrar-se desta notícia chocante, graças ao que está a acontecer em sua casa, pois trata-se de uma situação de pobreza.

4 O texto retrata a ceia de Natal, de Miguel, logo são vários os familiares presentes: a sua mãe – Marciana; o seu pai, Zé, e alguns tios e tias como o tio Aureliano, tia Adelina, o tio Refulgêncio e o Deodato. No entanto, neste ano, existe alguém que marca a diferença – o Pereira – um amigo mendigo que Miguel trouxe consigo da rua.

5 A origem deste nome é desconhecida por parte dos irmãos de Marciana e por ela, pois eles nunca entenderam a razão pela qual o pai os quis marcar perante a sociedade com nomes tão estranhos como Deodato, Adelina entre outros, no entanto Aureliano Auspicioso conseguia ter o nome mais equilibrado.

6 O Pai de Marciana era um homem sensato; os seus familiares eram pessoas habituadas a uma tradição familiar e auto-controladas, eram pessoas que sabiam em na sociedade e se apresentavam de uma forma luxuosa ( Chegavam os irmãos e as cunhadas, brilhantes e tufadas). Também o facto de Zé praticar vela pode ser um indício da localização desta família na classe média-alta.

7 Talvez devido ao facto de Zé, já ter estado a celebrar com os amigos da vela, ele até achou graça, não deu grande relevância ao comportamento da mulher, pois até ofereceu mais uma rodada ao Pereira e celebrou com o filho Miguel.

8 6.1) Identifica a tipologia do acto ilocutório presente na fala de Miguel: - Trago aqui o Pereira para jantar connosco, mãe(l.7). O acto ilocutório presente na frase é directivo pois traduz a vontade do locutor (Miguel) em levar o inter-locutor (Marciana) a realizar uma acção verbal ou não - verbal relativamente ao convidado especial: o Pereira.

9 Ao contrário de sua mãe, Miguel não via problema algum na presença de Pereira na ceia de Natal. Marciana estava demasiado intrigada com a decisão tomada pelo seu filho, de ânimo leve em trazer um mendigo sujo e imundo para sua casa, pois o tema pobreza mexia deveras com ela. 6.2) Justifica a diferença da forma de tratamento utilizadas pela mãe e pelo filho quando se refere ao desconhecido que o Miguel trouxe para a ceia de Natal.

10 Miguel e Pereira quando chegaram à sala sentiram-se demasiado à vontade, adoptaram uma postura livre e descontraída. Nas suas cabeças não existia qualquer problema perante aquela situação. 6.3) Interpreta as posturas de Miguel e de Pereira quando se sentam na sala.

11 Os dois nomes utilizados para referir o Pereira foram o vagabundo l.9 e o homem l ) Assinala, entre as linhas 9 e 24, os dois nomes utilizados para referir o Pereira.

12 A analepse é utilizada quando interrompemos uma acção para falar de outra passada, neste caso interrompemos a acção que esta a decorrer relativamente à limpeza pessoal do Pereira para descrever o Miguel. 6.5) Indica a função da analepse que começa na linha 24.

13 A expressão afinal o pior tinha superlativo significa, que, se para Marciana era mau o facto de o Miguel não comparecer na ceia de Natal ainda foi pior, o Miguel aparecer no jantar acompanhado por um mendigo. O que para Marciana era mau, ainda foi pior - foi superlativo ao que ela imaginara. 6.6) Explica o sentido da expressão Afinal o pior tinha superlativo. (l.32)

14 Miguel era um rapaz simpático e amigo, podemos deduzir isso quando ele diz: Trago aqui o pereira para jantar … não tinha para onde ir., de certo modo descomplexado, compreensivo e um rapaz com convicções firmes, pois não coloca nenhum problema em relação a Pereira. Miguel atravessava aos quinze anos uma fase de cristianismo primitivo. 6.7) Faz o retrato do jovem.

15 As imagens transmitidas na televisão foram um grande alvo de atenção perante os familiares de Miguel devido à gravidade, podemos comprovar isso com os comentários feitos pela família: - Temos de sofrer imagens horrorosas…põem-nos os problemas à frente e não nos dão os meios para os resolvermos. - É muito desagradável de facto, ) Prova que os comentário feitos pelas personagens às imagens que passam na televisão se centram sobretudo nos próprios emissores.

16 Sabem aquela do menino a quem a professora mandou fazer uma redacção sobre os pobre?, esta foi a intervenção descontraída de Pereira, este achou o tema de conversa bastante triste e preocupante para uma noite de natal, por isso decidiu animar a família com uma piada. 7.2 ) Justifica a intervenção de Pereira.

17 Devido ao facto de Marciana não estar de acordo com a presença de Pereira, esta tinha a necessidade de tentar ignorar a presença dele e desfrutar da noite de natal em família. 8.1) Explica o sentido da afirmação Era preciso ver e não ver o menino, e continuar. (l )).

18 Miguel demonstrou mais um acto de solidariedade, oferecendo a prenda de Marciana lhe tinha oferecido - walkman – ao sei amigo Pereira. 8.2) Comenta o gesto que Miguel tem em relação a Pereira nesta passagem.

19 O termo desabar, neste contexto, incide para o momento de alívio devido ao facto dos familiares se sentirem pouco à vontade com a presença estranha de Pereira, por isso, foi uma levada de ar fresco quando eles saíram. 8.3) Clarifica o recurso ao verbo desabar na linha 106.

20 A época do ano aqui referida é o Natal, altura de muitos doces e salgados, onde todos abusam um pouco, daí necessidade de recorrer a pastilhas contra a indigestão. 8.4) Interpreta a simbologia das pastilhas contra a indigestão (ll ) relativamente á época do ano em que se passa a acção.

21 Tendo Deodato escolhido o sonho, revela uma, preferência por este doce natalício e um pouco de gula por parte da personagem. 8.5) De todos os doces de Natal, Deodato propõe-se comer mais um sonho. Adianta uma explicação para esta escolha.

22

23 É a opção C (omnisciente) que está correcta, pois a focalização omnisciente é quando o narrador conhece o objecto da narração e detém o máximo de informação sobre as personagens, penetrando no seu íntimo, e sobre o evoluir dos acontecimentos. Podemos comprovar isto, com o seguinte exemplo: É que o Miguel, educado do mais libertino dos ateísmos, atravessava aos quinze anos um fase de cristianismo primitivo.(ll.24 e 25) 9.1) Quanto á ciência, o narrador desta história adopta uma focalização : a.externa b. interna c. omnisciente

24 9.2) Quanto á forma como está presente na história que conta, o narrador é: a. autodiegético b. heterodiegético c. homodiegético A opção correcta é a B(heterodiegético), isto acontece quando o narrador não participa como personagem na história narrada, tal como acontece nesta expressão: Num relance Marciana avaliou vagabundo(l.9).

25 No excerto acima referido Miguel, é retratado através de um processo caracterização directa (A),isto é, uma descrição explicita dos atributos das personagens,que pode ser feita pelo narrador, pela própria personagem ou por outra personagem, exemplo disso é a seguinte afirmação: Um Cristo disse outra(l.48). 9.3) -O teu Miguel é um santo – disse uma tia, abraçando Marciana na cozinha.(ll.45-47). No excerto a cima, Miguel é retratado através de um processo de: a.caracterização directa b.caracterização indirecta c. autocaracterização


Carregar ppt "Discentes: Patrícia Ferraz André Faustino André Filipe Luís Magalhães Susana Pereira Curso Tecnológico de Gestão e Dinamização Desportiva Disciplina: Português."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google