A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Www.virtude-ag.com Aposte no birdwatching brasileiro Nos Estados Unidos, pescar, caçar, observar, fotografar, e manter comedouros ou sítios para os animais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Www.virtude-ag.com Aposte no birdwatching brasileiro Nos Estados Unidos, pescar, caçar, observar, fotografar, e manter comedouros ou sítios para os animais."— Transcrição da apresentação:

1 Aposte no birdwatching brasileiro Nos Estados Unidos, pescar, caçar, observar, fotografar, e manter comedouros ou sítios para os animais silvestres é um hobby que envolve 90 milhões de pessoas e movimentou US$ 144,7 bilhões em Veja dados sobre o perfil do consumidor e potencial do mercado no Brasil. Dez2013

2 A maior biodiversidade do mundo Um dos três países com mais espécies de aves: mais de Crescimento do poder aquisitivo da população BRASIL Não temos a tradição cultural do birdwatching, mas... O birdwatching faz sucesso: 100 milhões de birdwatchers no mundo, 46 milhões só nos EUA, onde a atividade movimenta mais de US$ 35 bilhões por ano Observar e fotografar aves é emocionante e contagiante Câmeras digitais cada vez mais poderosas e acessíveis Divulgação da atividade nas redes sociais e em sites como o Wikiaves

3 As aves estão em todos os lugares, mas poucas pessoas as veem Fora espécies como pombos, pardais, sabiás, gaivotas etc para ver as aves é preciso conhecer algumas técnicas simples e ter recursos como um binóculo ou uma câmera com zoom. O birdwatching ensina como encontrar as aves, mas no Brasil poucos conhecem esse hobby. Muitos brasileiros vão às praias várias vezes por ano, e nunca viram aves comuns da Mata Atlântica. Aves comuns da Mata Atlântica paulista

4 Não temos pesquisas aprofundadas, mas podemos analisar os dados da pesquisa feita a cada cinco anos pelo US Fish and Wildlife Service e estimar algumas projeções. A pesquisa de 2011, divulgada em 2013, entrevistou norte-americanos residentes. Os slides seguintes mostram informações e gráficos em português, que visam facilitar a compreensão dos brasileiros, mas estão sujeitos a erros. Se você precisa dessas informações sem risco de erros, por favor leia o relatório original em: O relatório da US Fish and Wildlife Service abrange três campos principais: pesca, caça, e apreciação de vida selvagem. Os dados desta apresentação focam a apreciação de vida selvagem, com destaque para o birdwatching quando os dados estavam disponíveis. U.S. Department of the Interior, U.S. Fish and Wildlife Service, e U.S. Department of Commerce, U.S. Census Bureau National Survey of Fishing, Hunting, and Wildlife-Associated Recreation. Qual o tamanho do mercado brasileiro, e qual o perfil dos birdwatchers?

5 Destaques desta apresentação Em 2011, 90 milhões de norte- americanos (38% da população acima de 15 anos) praticaram atividades recreacionais relacionadas com vida selvagem (inclui caça e pesca) Movimentaram US$ 144,7 bilhões Os apreciadores de vida selvagem (pessoas interessadas em observar, fotografar, alimentar animais silvestres) geraram US$ 55 bilhões. A outra parcela é gerada por pesca e caça As aves são o principal interesse dos apreciadores A maior parte dos apreciadores de vida selvagem pratica o hobby nos arredores da casa, mas 22,5 milhões viajam com essa finalidade. Esses 22,5 milhões de pessoas gastaram US$ 17,3 bilhões em viagens, apenas dentro dos EUA. Quanto maior a escolaridade, maior a proporção de apreciadores de vida selvagem. 30% dos norte-americanos com mais de 15 anos apreciam vida selvagem nos arredores de casa, mas entre as pessoas com mais de 5 anos de faculdade, essa taxa é de 43%.

6 90 milhões de pessoas caçam, pescam, ou observam- fotografam-alimentam- protegem vida selvagem Movimentaram US$ 144,7 bilhões em 2011 Nos Estados Unidos o contato com os animais é uma atividade muito popular Fonte: U.S. Department of the Interior, U.S. Fish and Wildlife Service, e U.S. Department of Commerce, U.S. Census Bureau National Survey of Fishing, Hunting, and Wildlife-Associated Recreation. Desses 71,8 milhões, 46 milhões observam aves

7 1/3 da população norte-americana acima de 15 anos aprecia vida selvagem Apreciar vida selvagem significa gostar de alimentar, observar-e-tentar-identificar-a- espécie, fotografar, ou manter jardins ou sítios para proteger os animais silvestres. (Esses números excluem caça e pesca) 72 milhões de pessoas apreciam vida selvagem nos EUA Movimentaram US$ 55 bilhões em 2011 Fonte: U.S. Department of the Interior, U.S. Fish and Wildlife Service, e U.S. Department of Commerce, U.S. Census Bureau National Survey of Fishing, Hunting, and Wildlife-Associated Recreation.

8 1/3 da população norte-americana acima de 15 anos aprecia vida selvagem As aves são os animais mais fáceis de serem vistos, são carismáticas, despertam empatia, e têm grande diversidade de formas e cores. As aves são os animais favoritos Fonte: U.S. Department of the Interior, U.S. Fish and Wildlife Service, e U.S. Department of Commerce, U.S. Census Bureau National Survey of Fishing, Hunting, and Wildlife-Associated Recreation. 50 milhões de pessoas alimentam aves em suas residências ou arredores da casa Manter comedouros para aves é a atividade mais popular

9 No Brasil ainda não temos dados detalhados sobre os apreciadores de vida selvagem A caça de animais silvestres é proibida (mas temos o grande problema de animais capturados para o tráfico, em especial aves para gaiolas) A pesca amadora é disseminada e está em expansão. Estimativa de 25 milhões de pescadores ocasionais (1), movimento de R$ 1 bilhão por ano (2). Entre os apreciadores de vida selvagem, o birdwatching é a principal atividade. 100 milhões birdwatchers no mundo (3) 46 milhões só nos EUA Estima-se que haja O birdwatching é um hobby ainda pouco conhecido no Brasil, mas com um grande potencial de crescimento. Fontes: (1) Turismo de Pesca: orientações básicas. Ministério do Turismo, publicacoes/ downloads_publicacoes/Turismo_de_Pesca_Versxo_Final_IMPRESSxO_.pdf (2) amadores-brasileiros-ignoram-a-regulamentacao/ (3) Documents/Birdwatching_Algarve_5_Nov_v2.pdf

10 Potencial de crescimento do birdwatching no Brasil

11 Nos EUA mais da metade dos pescadores também apreciam observação de vida selvagem Nos EUA (1), dos 90 milhões de pessoas interessadas em atividades com a natureza: -69% dos caçadores também pescam -28% dos pescadores também caçam -51% dos pescadores e 57% dos caçadores também observam- fotografam-alimentam vida selvagem, -29% dos observadores caçam ou pescam. Fontes: (1) U.S. Department of the Interior, U.S. Fish and Wildlife Service, e U.S. Department of Commerce, U.S. Census Bureau National Survey of Fishing, Hunting, and Wildlife-Associated Recreation. (2) Turismo de Pesca: orientações básicas. Ministério do Turismo, publicacoes/ downloads_publicacoes/Turismo_de_Pesca_Versxo_Final_IMPRESSxO_.pdf O Brasil tem 25 milhões de pescadores amadores(2) Podemos supor que uma grande parcela desses 25 milhões se interessariam pela observação e fotografia de vida selvagem

12 Fontes: Perfil do turista de aventura e do ecoturista no Brasil / Ministério do Turismo;Ilustrações de Eduardo Caçador Pontes. São Paulo: ABETA, p. : il. No Brasil o contato com a natureza é uma atividade desejada, com grande potencial de crescimento Porcentagem alta de pessoas dispostas a pagar por atividades de ecoturismo e aventura. Resultado de entrevistas com quase mil pessoas nas grandes capitais do Brasil.

13 Os Estados Unidos têm 35 milhões de fotógrafos amadores de vida selvagem. No Brasil não temos pesquisa. Entretanto, em redes sociais, como o Facebook, o Flickr e o Wikiaves, vemos que a possibilidade de fazer fotos bonitas é algo que desperta muito interesse. Devido aos altos impostos, temos menos facilidade na aquisição de equipamentos, mas podemos olhar os números dos Estados Unidos e projetar um grande mercado brasileiro para a fotografia amadora de natureza. Potencial para milhões de fotógrafos amadores

14 Entre os 68 milhões de apreciadores de vida selvagem que praticam a atividade nos arredores da casa, 25 milhões (35%) fotografam. - Crescimento de 35% comparado a 2006, e de 82% comparado a 2001 Nos Estados Unidos: crescimento do interesse por fotografia entre as pessoas que praticam a atividade em sua casa ou arredores Em sua própria residência ou nos arredores da casa

15 De 2006 para 2011, houve uma diminuição da quantidade de pessoas que viajam para apreciar vida selvagem (480 mil pessoas). Entretanto, houve um aumento de 6% na quantidade de pessoas que viajaram com o objetivo de fotografar. EUA: Crescimento do interesse por fotografia entre os viajantes – pessoas que se interessam por aves, mamíferos terrestres, fauna marinha, insetos Viajaram pelo menos 1,6km (1 milha) com essa finalidade

16 Por uma tradição cultural, nos Estados Unidos o birdwatching é uma atividade em que o principal acessório é o binóculo. Destaque para a fotografia de aves No Brasil a maioria dos birdwatchers prefere uma câmera ao binóculo. Com mais divulgação e apoio ao birdwatching, o Brasil poderia ter milhões de fotógrafos amadores, valorizando e divulgando as belezas do país.

17 EUA: Informações específicas relacionadas com aves As aves são o principal interesse dos apreciadores de vida selvagem

18 Dos 71,8 milhões de apreciadores de vida selvagem, 96% (68,6 milhões) praticam o hobby perto de casa. Desses 68,6 milhões, 73% (50 milhões de pessoas) alimentam aves. 25,4 milhões de pessoas fotografam vida selvagem nos arredores de suas casa. A atividade mais popular é alimentar aves – pessoas interessadas em alimentar, observar de perto, fotografar ou proteger animais Em sua própria residência ou nos arredores da casa

19 Mais de 41 milhões de pessoas (92% dos 45 milhões de observadores de vidam selvagem) se dedicam a tentar se aproximar e identificar aves nos arredores de suas casas. Os EUA têm 46,7 milhões de observadores de aves. A segunda atividade mais popular é observar aves – pessoas interessadas em alimentar, observar de perto, fotografar ou proteger animais Em sua própria residência ou nos arredores da casa

20 Viajantes interessados em alimentar, observar ou fotografar animais silvestres. Total de 22,5 milhões de pessoas. Entre os viajantes, o principal interesse também são as aves – pessoas interessadas em alimentar, observar de perto, fotografar ou proteger animais Viajaram pelo menos 1,6km (1 milha) com essa finalidade

21 Entre as 22,5 milhões de pessoas que viajaram para apreciar vida selvagem, 17,8 milhões buscavam aves. As aquáticas são as aves que despertam mais procura, seguidas pelas aves de rapina e as canoras. Grande interesse pelas aves aquáticas – pessoas interessadas em alimentar, observar de perto, fotografar ou proteger animais Viajaram pelo menos 1,6km (1 milha) com essa finalidade

22 PERFIL DOS APRECIADORES DE VIDA SELVAGEM Escolaridade, renda, sexo, interesses, faixa etária dos apreciadores de vida selvagem nos Estados Unidos

23 Informações gerais Dados sobre apreciadores de vida selvagem, caçadores e pescadores

24 A pesquisa abrange a população acima de 15 anos, mas os dados do sistema permitem estimar a quantidade de pessoas entre 6 a 15 anos que praticam as atividades de recreação. Destaques do relatório – inclusive crianças e adolescentes

25 Os 90 milhões de pessoas que se interessam pela vida selvagem movimentaram em 2011 US$ 144,7 bilhões, 1% do PIB norte-americano Destaques do relatório – movimenta 1% do PIB dos EUA

26 Informações sobre os apreciadores de vida selvagem No relatório e nesta apresentação: apreciar vida selvagem significa tentar observar de perto e identificar a espécie, ou alimentar, ou fotografar o animal silvestre, ou manter jardins ou sítios om o objetivo de favorecer os animais silvestres. Ao realizar a atividade, o principal objetivo devia ser o contato com a vida selvagem. Se o contato foi incidental ou secundário, o dado não entrou para a pesquisa.

27 Quase todos os apreciadores da vida selvagem praticam a atividade em sua casa, ou numa distância até 1,6km (1 milha) de sua residência. 1/3 das pessoas viaja com essa finalidade. Vida selvagem: 96% praticam a atividade perto de casa – pessoas que se interessam por aves, mamíferos terrestres, fauna marinha, insetos

28 Os 71,8 milhões de norte- americanos que apreciam vida selvagem representam 29% da população acima de 15 anos de áreas metropolitanas, e 40% nas áreas com menos de 50 mil habitantes. 29% dos adultos metropolitanos e 40% dos adultos de cidades pequenas – pessoas que se interessam por aves, mamíferos terrestres, fauna marinha, insetos

29 Ou seja, nas áreas metropolitanas, num grupo de 3 pessoas, 1 pratica atividades de observação- fotografia-alimentação de vida selvagem. Nas áreas com menos de 50 mil habitantes, a proporção é de 2 em cada 5 pessoas. 29% dos adultos metropolitanos e 40% dos adultos de cidades pequenas – pessoas que se interessam por aves, mamíferos terrestres, fauna marinha, insetos

30 Entre os 71 milhões de apreciadores de vida selvagem, 54% são mulheres. Se separarmos as pessoas que viajam com essa finalidade, a porcentagem muda para 49%. Equilíbrio entre homens e mulheres – pessoas que se interessam por aves, mamíferos terrestres, fauna marinha, insetos

31 70% dos 71 milhões de apreciadores da vida selvagem têm mais de 44 anos de idade. Predomínio de pessoas com mais de 44 anos – pessoas que se interessam por aves, mamíferos terrestres, fauna marinha, insetos

32 91% dos 71 milhões de apreciadores da vida selvagem são brancos. Predomínio de brancos – pessoas que se interessam por aves, mamíferos terrestres, fauna marinha, insetos

33 Distribuição equilibrada entre as diversas faixas de renda, com leve predomínio na faixa de US$ a US$ / ano. Renda anual dos apreciadores de vida selvagem – pessoas que se interessam por aves, mamíferos terrestres, fauna marinha, insetos Todos os apreciadores Apenas os que viajam com essa finalidade

34 Os 71,8 milhões de norte- americanos que apreciam vida selvagem movimentaram US$ 55 bilhões em 2011: US$ 27,2 bilhões com equipamentos, US$ 17,3 bilhões com viagens, US$ 10,5 bilhões com outros. Na caça e na pesca, a proporção da divisão de gastos é parecida. Vida selvagem: quase 50% dos gastos em equipamentos – pessoas que se interessam por aves, mamíferos terrestres, fauna marinha, insetos

35 Escolaridade – e comparação com caçadores e pescadores – pessoas que se interessam por aves, mamíferos terrestres, fauna marinha, insetos Os apreciadores de vida selvagem têm participação maior de formados ou com pós-graduação: 40%. Caçadores têm 22% e pescadores 32%.

36 30% da população norte- americana acima de 15 anos aprecia vida selvagem. Entre as pessoas com 5 anos ou mais de faculdade, essa porcentagem sobe para 43%. Escolaridade – participação na população americana – atividades ao redor da residência Em sua própria residência ou nos arredores da casa

37 9% da população norte- americana acima de 15 anos viaja para apreciar vida selvagem. Entre as pessoas com 5 anos ou mais de faculdade, essa porcentagem sobe para 19%. Escolaridade – participação na população americana - viagens – pessoas que se interessam por aves, mamíferos terrestres, fauna marinha, insetos Viajaram pelo menos 1,6km (1 milha) com essa finalidade

38 A Virtude-AG, site dedicado à divulgação do birdwatching e natureza no Brasil, traduziu e criou slides e gráficos a partir do relatório final divulgado pelo bureau em 20/dez/2012: Tentamos organizar as informações e criar gráficos para facilitar a compreensão dos brasileiros, mas estamos sujeitos a erros. Se você precisa dessas informações sem risco de erros, por favor leia o relatório original: U.S. Department of the Interior, U.S. Fish and Wildlife Service, e U.S. Department of Commerce, U.S. Census Bureau National Survey of Fishing, Hunting, and Wildlife-Associated Recreation. A National Survey of Fishing, Hunting, and Wildlife-Associated Recreation é realizada a cada 5 anos desde Provavelmente é a maior pesquisa mundial nesse campo. A de 2011, cujos resultados finais começaram a ser divulgados no final de 2012, entrevistou norte-americanos residentes. Para quem quer passear mais, observar e fotografar a natureza.


Carregar ppt "Www.virtude-ag.com Aposte no birdwatching brasileiro Nos Estados Unidos, pescar, caçar, observar, fotografar, e manter comedouros ou sítios para os animais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google