A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sebastian Martinez, Sophie Naudeau & Vitor Pereira IDB World Bank PUC-Rio AVALIAÇÃO DE IMPACTO DO PROGRAMA DE DPI (DESENVOLVIMENTO DA PRIMEIRA INFANCIA)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sebastian Martinez, Sophie Naudeau & Vitor Pereira IDB World Bank PUC-Rio AVALIAÇÃO DE IMPACTO DO PROGRAMA DE DPI (DESENVOLVIMENTO DA PRIMEIRA INFANCIA)"— Transcrição da apresentação:

1 Sebastian Martinez, Sophie Naudeau & Vitor Pereira IDB World Bank PUC-Rio AVALIAÇÃO DE IMPACTO DO PROGRAMA DE DPI (DESENVOLVIMENTO DA PRIMEIRA INFANCIA) DA SAVE THE CHILDREN NA PROVINCIA DE GAZA - MOÇAMBIQUE

2 Conteúdo 1. Por quê esta Avaliação e Por quê em Moçambique? 2. O Modelo de DPI da Save the Children 3. Perguntas Chaves da Avaliação 4. Desenho da Avaliação 5. Resultados 6. Impacto Sobre o Diálogo Político 2

3 1. Por quê esta Avaliação? O DPI é um primeiro passo crítico no desenvolvimento humano  Forte evidencias existem sobre a importancia e custo-efectivade de investir no DPI:  Melhor preparação das crianças para a escola primaria; sucesso e completação mais altos.  Melhor saude / Menos comportamentos de risco e menos crime.  Productividade e renda mais altas  Quando ha atrasos na primera infancia, é mais difficil e caro mudar/recuperar mais tarde na vida  A desnutrição crónica de uma criança de 2 anos prediz o crecimento futuro desta criança.  A maior parte do desenvolvimento do cerébro humano acontece nos primeros 5 anos de vida– e a “plasticidade” do cerébro baixa com a idade da pessoa.

4 1. Por quê esta Avaliação?... Mas como podemos investir mais e de melhor forma?  Ha pouca evidência no mundo sobre as melhores opções para investir no DPI quando os recursos financeiros são limitados, particularmente no contexto dos paises em desenvolvimento.  Muito poucas avaliações rigorosas (i.e., countrafactual válido) foram feitas na área do DPI em países em desemvolvimento  Entre essas, muito poucas usavam uma seleção aleatória, e a maioria tinha amostras < 500 Grande lacuna de conhecimento (especialmente na AFR): Que tipos de programas de DPI têm mais custo-efectividade em contextos de desenvolvimento? Isso é a primeira avaliação de impacto do DPI que seja randomizada e a larga escala na África 4

5 1. Por quê em Moçambique? Em 2008:  47 % das crianças de menos de 5 anos com desnutrição crónica  42.6% das crianças de 6 anos fora das escolas primárias  Taxas altas de repetição e abandono escolar  Só 4% das crianças de menos de 5 anos matriculadas em programas de DPI (principalmente privados). Uma oportunidade única de parceria Forte potential para ter um impacto político 5 Save the Children World Bank Implementação do projecto & monitoria Avaliação de Impacto + = Resultados

6 2. O Modelo de DPI da Save the Children A. Um meio ambiente favorável à aprendizagem  Curriculum bem desenvolvido  1 “animadora” por 15 crianças  Nenhuma turma com mais de 35 crianças  Bastante rico em materiais feitos localmente (livros, brinquedos, jogos) 6

7 2. O Modelo de DPI da Save the Children… B. Custos baixos e sustentáveis  Modelo gerido pela comunidade através de um comité de gestão da escolinha  Construções simples, feitas com materiais locais  “Animadoras” da communidade que recebem uma remuneração de $10-20 por mês  Custo total < $30 /criança/ano 7

8 2. O Modelo de DPI da Save the Children… C. Apoio continuo e monitoria intensiva  Uma semana de formação inicial + 1 dia de formação em serviços todos os meses  Agentes de desenvolvimento comunitário bem formados (1 agente por 5 escolinhas)  Visitas regulares de monitoria e apoio a todas as escolinhas 8

9 3. Perguntas e Indicadores Chaves da Avaliação Qual e o impacto deste modelo communitário de DPI sobre:  A taxa de matrícula na escola primária e aprendizagem  O desenvolvimento infantil, incluindo: cognitivo, sócio- emocional, linguístico, físico  O comportamento dos encarregados em relação à(s) sua(s) criança(s)  O desenvolvimento das outras crianças dentro da família  A productividade e participação dos encarregados no mercado de trabalho. 9

10 4. Desenho da Avaliação A. Amostra:  76 comunidades dividas de maneira aleátoria entre o grupo de tratatmento (30) e o grupo de control (46).  2000 crianças entre 3 e 5 anos na linha de base  76 líderes comunitários  1020 crianças na primeira classe (questionário pelos professores) B. Coleta de dados:  Linha de base: Maio - Agosto 2008  Dados de impacto: Abril –Dezembro

11 4. Desenho da Avaliação C. Instrumentos da avaliação:  Pesquisa domiciliar (renda, riqueza, consumo, educação, uso do tempo, etc.)  Medidas de desenvolvimento infantil para crianças entre 3 e 5 anos na linha de base (2008) e entre 5 e 7 anos após a intervenção (2010):  Teste de Vocabulário por Imagens Peabody (TVIP):  Questionário de idades e estágios(ASQ):  Questionário de aptidões e dificuldades (SDQ):  Medidas antropométricas:  Pesquisa nas escola primárias (primeira classe):  Instrumento de desenvolvimento infantil (EDI)  Questionário aos líderes comunitários 11

12 5. Resultados Resumo dos dados da linha de base:  Sem intervenção de DPI, crianças pobres entre 3 e 5 anos nas áreas rurais de Moçambique estão atrasadas em termos de desenvolvimento físico, linguístico, e cognitivo.  Estes resultados indicam que as crianças na nossa amostra são pouco preparadas para aprender na escola primária e para ter sucesso na vida. Elas têm um risco alto de repetir classes e de abandonar a escola cedo.  Tudo isso contribue para caras ineficiências orcamentais no sector da educação. 12

13 Equilíbrio entre os dos grupos na linha de base (2008): Características das crianças VariávelTratamentoControleT-stat Meninas 51%49%0.88 Idade em anos Fala Português 13%12% 0.27 Orfão (mãe) 3%2% 1.29 Orfão (pai) 7%8%-0.86 z-score de peso pela idade z-score de altura pela idade ASQ Total TVIP Changana (score estandarizado censurado) TVIP Portuguese (score estandarizado censurado)

14 Equilíbrio entre os dos grupos na linha de base (2008): Características dos encarregados VariableTreatmentControlT-stat Mulher=1 81%88%-2.40 Idade em anos Fala Português 50%48%0.35 Sabe ler e escrever 62% 0.10 Anos de educação Casado/a (formal ou informal) 68%65%1.00 Viuvo/a 12%13%-0.58 Lê livros com a criança 40% 0.05 Brinca com a criança 33%36%

15 Matrícula nas escolinhas 15

16 Impacto na matrícula escolar (escola primária) 16 Tabela: Atualmente matriculados na escola=1 (R1)(1)(R2)(2)(3) ITT TOT OLS IV Comunidade de tratamento0.055**0.058*** (0.021)(0.022) Escolinha=10.148***0.154*** (0.053) Escolinha x Rapaz =10.167* (0.092) Escolinha x Rapariga =10.142** (0.068) Caracteristicas geograficasNãoSimNãoSim Caracteristicas domiciliares e individuaisNãoSimNãoSim Observações2,591 R-squared Medía dos controles:0.633 Tamanho do efeito % mudança Medía dos controles-Grup o1:0.594 Medía dos controles-Grupo 2:0.671 Tamanho do efeito % mudança – Grupo Tamanho do efeito % mudança – Grupo Notas: Erros estandares robustos em parentése, cluster ao nível de comunidade. * Significativo a 10%, ** Significativo a5%, *** Significativo a 1%.

17 Impacto na matrícula escolar (escola primária) 17 Tabela : Educação Atualmente matriculado Tem ido à escola Nível aproppriado pela idade Abandonou a escola (1)(2)(3)(4) TOT IV Escolinha= ***0.134** 0.102** (0.053)(0.051) (0.046) (0.026) Observações 2,5912,686 2,891 1,872 R-quadrado Medía dos controles: Tamanho do efeito % mudança Notas: Erros estandares robustos em parentése, cluster ao nível de comunidade. * Significativo a 10%, ** Significativo a5%, *** Significativo a 1%.

18 Uso do tempo das crianças 18 Tabela : Uso do tempo (Horas passadas na atividade por semana) Assistir escola e fazer deveres de casa Tempo para brincar Trabalho na machamba familiar Tarefas domésticas Cuidados de crianças, idosos, doentes Reuniões comunitarias Sono (1)(2)(3)(4)(5)(6)(7) TOT LABELS IV Escolinha= *** ** ***3.712 (2.019)(1.921)(0.637)(0.407)(0.320)(0.507)(2.416) Observações 2,891 R-quadrado Medía dos controles: Tamanho do efeito % mudança Notas: Erros estandares robustos em parentése, cluster ao nível de comunidade. * Significativo a 10%, ** Significativo a5%, *** Significativo a 1%.

19 Desenvolvimento das crianças: EDI 19 Tabela: Resultados de PDI por áreas Saúde física e bem-estar Comunicação e conhecimentos gerais Desenvolviment o cognitivo e lenguagem Competência social Maturidade emocional (1)(2)(3)(4)(5) TOT IV Escolinha= ** (1.962)(2.164)(5.393)(10.316)(4.562) Observações 862 R-quadrado Medía dos controles: Tamanho do efeito % mudança Notas: Erros estandares robustos em parentése, cluster ao nível de comunidade. * Significativo a 10%, ** Significativo a5%, *** Significativo a 1%.

20 EDI: Resultados por área 20

21 Desenvolvimento das crianças: ASQ 21 Tabela: ASQ Score ASQ TotalComunicação Resolução de problemas Coordinação motriz fina Coordinação motriz grossa (1)(2)(3)(4)(5) TOT IV Escolinha= **4.452*5.350**3.746*1.120 (6.976)(2.357)(2.634)(2.108)(0.974) Observações 1,831 R-quadrado Medía dos controles: Tamanho do efeito % mudança Notas: Erros estandares robustos em parentése, cluster ao nível de comunidade. * Significativo a 10%, ** Significativo a5%, *** Significativo a 1%.

22 Desenvolvimento das crianças: TVIP 22 Tabela: TVIP Português (bruto) Português (estandardizado) Changana (bruto) Changana (estandardizado) (1)(2)(3)(4) TOT IV Escolinha= (0.301)(0.262)(0.921)(0.998) Observações 1,839 R-quadrado Medía dos controles: Tamanho do efeito % mudança Notas: Erros estandares robustos em parentése, cluster ao nível de comunidade. * Significativo a 10%, ** Significativo a5%, *** Significativo a 1%.

23 Desenvolvimento das crianças: Estatura e Peso 23 Table: Child Anthropometrics Desnutrição aguda (waz_avg<=-2) Peso pela idade Z-Score Desnutrição crónica (haz_avg<=-2) Estatura pela idade Z-Score (1)(2)(3)(4) TOT IV Escolinha= (0.027)(0.099)(0.056)(0.179) Observações 1,8391,8181,811 R-quadrado Medía dos controles: Tamanho do efeito % mudança Notas: Erros estandares robustos em parentése, cluster ao nível de comunidade. * Significativo a 10%, ** Significativo a5%, *** Significativo a 1%.

24 Desenvolvimento das crianças: Saúde 24 Tabelas : Saúde das crianças Doente nas últimas 4 semanas Problemas de pele nas últimas 4 semanas Diarrhea nas últimas 4 semanas Tosse nas últimas 4 semanas (1)(2)(3)(4) TOT IV Escolinha= ** (0.057)(0.048)(0.022)(0.083) Observações 1,8361,8371,8321,839 R-quadrado Medía dos controles: Tamanho do efeito % mudança Notas: Erros estandares robustos em parentése, cluster ao nível de comunidade. * Significativo a 10%, ** Significativo a5%, *** Significativo a 1%.

25 Crianças mas velhas (10-15) nas famílias com crianças em idade pre-escolar 25 Tabela: Matricula escolar Atualmente matriculado Tem ido à escola Nível adequado pela idade Abandonou a escola (1)(2)(3)(4) TOT IV Escolinha= *** (0.026)(0.017)(0.038)(0.023) Observações 1,8021,8951,5531,766 R-quadrado Medía dos controles: Tamanho do efeito % mudança Notas: Erros estandares robustos em parentése, cluster ao nível de comunidade. * Significativo a 10%, ** Significativo a5%, *** Significativo a 1%.

26 Comportamento e esperanças do/as encarregado/as 26 Tabela: Encarregado/as Número de reuniões atendidades nas ultimas 4 semanas Você acha que é correto castigar uma criança físicamente Lê livros com a criança Brinca com a criança Pratica rótinas diarias com a criança Pratica rótinas de independendizaçã o com a criança Satisfeita pela preparção da criança para a escola futura TOT IV Escolinha= **-0.128** ***0.093**0.064** (0.424)(0.059)(0.066)(0.053)(0.050)(0.045)(0.030) Observações 1,8391,8341,8331,8351,837 1,818 R-quadrado Medía dos controles: Tamanho do efeito % mudança Notas: Erros estandares robustos em parentése, cluster ao nível de comunidade. * Significativo a 10%, ** Significativo a5%, *** Significativo a 1%.

27 Participação dos encarregados no mercado do trabalho 27 Tabela: Oferta de trabalho dos adultos Caregiver Trabalhou nos últimos 30 dias Mãe Trabalhou nos últimos 30 dias Pai Trabalhou nos últimos 30 dias (1)(2)(3) TOT IV Escolinha= * * (0.036)(0.047)(0.049) Observações 1,7261,3231,113 R-quadrado Medía dos controles: Tamanho do efeito % mudança Notas: Erros estandares robustos em parentése, cluster ao nível de comunidade. * Significativo a 10%, ** Significativo a5%, *** Significativo a 1%.

28 5. Resumo dos resultados  Matrícula mais alta na escola primária, e na idade certa de 6 anos.  Melhor preparação das crianças para a escola primária, especialmente nas áreas cognitiva, sócio-emocional, psicomótrica, e de communicação :  Impactos mistos nas áreas da saúde e do desenvolvimento físico  Impactos positivos na matrícula escolar dos irmões/das irmãs mais velho/as, e sobre os encarregados (mercado do trabalho e comportamento em casa). 28 PDIASQTVIP Cognitivo/solução de prob. ++ Socio-emocional 0+ Motriz fina 0+ Motriz grossa 0 Communicação +0

29 6. Impacto Sobre o Diálogo Político  Os resultados da linha de base foram apresentados ao Governo de Moçambique e aos parceiros no mês de Março Nessa altura, O Sr. Ministro da Educação formalmente solicitou apoio técnico e financeiro ao Banco Mundial para o desenvolvimento duma estratégia multi-setoral na área do DPI e de um projeto de desenvolvimento do pre-escolar. 29

30 6. Impacto Sobre o Diálogo Político...  Os dados de impacto foram apresentados ao Governo e aos parceiros de cooperação em Maputo no mês de Junho de Estos resultados informaram diretamente o desenho do novo projeto de desenvolvimento pre-escolar e de uma nova avaliação de impacto (juntamente com o MINED) no contexto do projeto. 30

31 Obrigada! 31


Carregar ppt "Sebastian Martinez, Sophie Naudeau & Vitor Pereira IDB World Bank PUC-Rio AVALIAÇÃO DE IMPACTO DO PROGRAMA DE DPI (DESENVOLVIMENTO DA PRIMEIRA INFANCIA)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google