A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CONDIÇÕES DE TRABALHO E SAÚDE DOS PROFESSORES DA REDE PARTICULAR DE ENSINO EM VITÓRIA DA CONQUISTA-BA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CONDIÇÕES DE TRABALHO E SAÚDE DOS PROFESSORES DA REDE PARTICULAR DE ENSINO EM VITÓRIA DA CONQUISTA-BA."— Transcrição da apresentação:

1 CONDIÇÕES DE TRABALHO E SAÚDE DOS PROFESSORES DA REDE PARTICULAR DE ENSINO EM VITÓRIA DA CONQUISTA-BA

2 VITÓRIA DA CONQUISTA-BA Município no sudoeste do Estado da Bahia Com habitantes Economia baseada principalmente pelos serviços e pelo comercio. Com 861 professores dentro da rede particular de ensino (no nível pré-escolar, fundamental e médio). (IBGE, 2002)

3 RESULTADOS

4 ANÁLISE DESCRITIVA 250 professores responderam o questionário (81% da amostra inicial) 83% mulheres Média de idade 35 ± 8 anos 65% casados/as 72% com nível de escolaridade superior

5 Média do tempo de trabalho como professor 11 anos Em média 4 turmas por professor com 30 alunos. 59% trabalhavam em outra escola Carga horária média por semana como educador (em sala de aula e atividades complementarias) foi de 34 horas 19% desenvolvem outras atividades remuneradas Renda mensal média foi de 886 ± 634 reais (U$ 345).

6 Diferencias entre homens e mulheres (p 0,05) Escolaridade superior 100% dos homens 67% das mulheres 21 horas de carga horária total por semana na escola de estudo 46% dos homens 30% nas mulheres trabalhavam em outras escolas 85% dos homens 53% das mulheres A renda mensal foi 1100 reais em 49% dos homens 14% em mulheres

7 Aspectos negativos mais referidos pelos professores como concordo ou concordo fortemente Ritmo acelerado de trabalho (68%) Posição inadequada e incômoda do corpo (65%) Atividade física rápida e contínua (64%) Trabalho frenético (55%) Posições de cabeça e braços inadequadas e incômodas (53%) Longos períodos de intensa concentração (52%)

8 Aspectos positivos mais referidos pelos professores como concordo ou concordo fortemente Necessidade de ser criativo (99%) Necessidade de um alto nível de habilidade (96%) Possibilidade e aprender novas coisas (95%) Opinaram que os colegas eram competentes em fazer suas atividades (91%) Opinarem que as pessoas no trabalho eram amigáveis (91%) Possibilidade de dar opinião sobre o que acontece no seu trabalho (91%)

9 Queixas de saúde referidas 7 ± 6 queixas por professor Destacaram-se: Problemas relacionados a postura corporal, problemas psicossomáticos ou relacionados à saúde mental e problemas relacionados ao uso intensivo da voz

10

11

12

13 Diagnósticos médicos referidos 73% dos professores referiram possuir pelo menos uma doença desde que começaram a trabalhar como professor.

14

15 39% tiveram problemas de saúde nos últimos 15 dias. 7% tiveram acidentes de trabalho. 85% realizavam atividades domésticas 16% não recebiam ajuda

16 MEDIDAS DE ASSOCIAÇÃO

17 FATORES DE RISCO PARA QUEIXAS RELACIONADAS À POSTURA CORPORAL Foram analisados Dor nos braços/ombros Dor nas costas Dor nas pernas/formigamento Foi encontrada associação estatisticamente significante (p 0,05) com, Demandas físicas do trabalho (manter a cabeça, braços e corpo em posições fisicamente inadequadas, mover cargas pesadas e atividade física rápida e contínua no trabalho) Correção de trabalhos escolares

18 FATORES DE RISCO PARA DISTÚRBIOS PSÍQUICOS MENORES (DPM) Foi encontrada associação estatisticamente significante (p 0,05) com, Ser mulher Modalidade de ensino fundamental I e II em relação à pré-escolar. Atividade física e lazer Atividades domésticas como, Cuidar das criança/s Fazer feira Pagar contas (Sobrecarga doméstica baixa mostrou uma menor prevalência de DPM que a media-alta).

19 Controle Trabalho repetitivo Demanda psicológica Longos períodos de intensa concentração Volume excessivo de trabalho Ritmo acelerado de trabalho Interrupção das tarefas antes de poder concluías Falta de tempo para a realização das tarefas Suporte social Falta de preocupação do coordenador com o bem-estar da sua equipe de trabalho Tomar decisões democraticamente dentro do grupo Falta de interesse pelo que acontece com você Hostilidades e conflitos com as pessoas com quem você trabalha FATORES DE RISCO PARA DISTÚRBIOS PSÍQUICOS MENORES (DPM)

20 Alta exigência (baixo controle/ alta demanda): 58,3% Trabalho ativo (alto controle/ alta demanda): 45,7% Baixa exigência (alto controle/ baixa demanda): 37,3% Trabalho passivo (baixo controle/ baixa demanda) : 28,8% Os diferentes níveis de renda mensal não mostraram prevalências de DPM com diferencias estatisticamente significante FATORES DE RISCO PARA DISTÚRBIOS PSÍQUICOS MENORES (DPM)

21 FATORES DE RISCO PARA PROBLEMAS RELACIONADOS À VOZ Foram analisados Dor de garganta Perda temporária da voz Mostraram associação estatisticamente significante (p 0,05), Aspectos psicossociais do Trbalho: Ritmo acelerado de trabalho Volume excessivo de trabalho Trabalho frenético Uso da voz Usar de forma intensa Cansar-se quando fala Gritar demais Fazer força para ser ouvido

22 Calos nas cordas vocais mostraram associação estatisticamente significante (p 0,05) com: 16 anos na docência Uso da voz Cansar-se quando fala


Carregar ppt "CONDIÇÕES DE TRABALHO E SAÚDE DOS PROFESSORES DA REDE PARTICULAR DE ENSINO EM VITÓRIA DA CONQUISTA-BA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google