A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

NÃO SE ESQUEÇA DE MIM, FOI POR VOCÊ Em memória do Cb QPM 1-0 JULIO CESAR BALES, falecido em serviço na noite de 26 Out 2006, quando do confronto com.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "NÃO SE ESQUEÇA DE MIM, FOI POR VOCÊ Em memória do Cb QPM 1-0 JULIO CESAR BALES, falecido em serviço na noite de 26 Out 2006, quando do confronto com."— Transcrição da apresentação:

1

2 NÃO SE ESQUEÇA DE MIM, FOI POR VOCÊ

3 Em memória do Cb QPM 1-0 JULIO CESAR BALES, falecido em serviço na noite de 26 Out 2006, quando do confronto com marginais no trevo do Atuba, Curitiba, PR.

4 Mais um dia de serviço, assim como uma noite, uma missão cumprida...

5 Momentos repletos de perigo, emoção, aventura, alegria, tristeza...

6 O Sol ardente na pele, um cinturão cheio de balas, botas pretas, boina na cabeça,

7 um rádio tagarela, onde não se ouve lindas músicas, somente números, vozes, um caráter geral,

8 ocorrências que nos deslocam a todo tipo de lugar, asfalto, lama, mato, poeira...

9 Num local ermo um corpo frio, um mistério...

10 um bêbado, um desordeiro, assaltos à banco...

11 Em nossas rondas noturnas, a lua, companheira de nossas noites, da luta.

12 Nas corridas, faróis, velocidade, sirenes, uma louca corrida para o fim da estrada, sem o fim da chegada...

13 Um certo policial, chuvas de balas, coração que dispara, uma lagrima que cai, um amigo que se vai...

14 E assim vamos nós, nas lutas, nas rondas, nas madrugadas, nos dias de sol e de chuva,

15 passando aí em sua rua, em seu bairro, em sua cidade, em seus olhos,

16 em seu medo, no seu pensamento, no seu sorriso, em sua vida...

17 E assim é o dever que abraçamos, para que se acentue ainda mais sua segurança e sua felicidade...

18 Deixamos nossos lares, nossas famílias, nosso mundo, nossos sonhos,

19 nossos amigos, nossa(o) companheira(o), nossos filhos; POR VOCÊ...

20 Cada vez que escutar uma sirene de viatura, mesmo que distante,

21 mesmo que em seu pensamento, diga: Vão com DEUS, estou com vocês.

22 Cada vez que uma estrela brilhar mais forte para você,

23 lembre-se que pode ser a vida de um de nós, que num último suspiro tenta dizer:

24 NÃO SE ESQUEÇA DE MIM, FOI POR VOCÊ

25 Medo da Morte. Medo da morte. O que é sentir medo de morrer? É ter o coração apertado, batendo desesperadamente dentro do peito, ouvir a consciência acuada e os movimentos duros, travados. É ver, em fração de segundo, a vida inteira passar na mente. Perder a noção do tempo e sentir-se, subitamente, um animal: agindo instintivamente. Eu começo a me arrumar para ir trabalhar, pelo menos, uma hora antes de entrar na viatura e assumir o turno. Nunca saímos de serviço.

26 Com farda, sem farda, armados ou não, protegidos ou não, vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana, não interessa a data ( é domingo? É feriado?). Não interessa a situação. Existe um sentimento altruísta que engrandece e enche de orgulho este policial: vontade de trabalhar, de ajudar a limpar um pouco a sujeira social. Existe esse sentimento altruísta, dar sem receber, que dita o amor incondicional pela farda. Amor mortal.

27 Medo da morte. O que é sentir medo de morrer? É ver um membro de sua família, sangue do seu sangue, sair para trabalhar. Olhar aquele homem descendo as escadas e prestar atenção em cada mínimo detalhe, porque a única certeza que eu tenho na vida é justamente a morte, e voltar de um turno de serviço ileso é uma dádiva divina. Parte de mim quer ir junto trabalhar, parte de mim quer que ele simplesmente não vá, fique em casa.

28 Medo da morte. O que é sentir medo de morrer? É não enxergar uma saída no fim do túnel, sentir-se uma gota no oceano. Lutar insistentemente contra o costume, contra aceitar aquilo que não está certo. Rezar para ter força e caráter suficientes para não sucumbir. É habituar-se ao absurdo, conviver com contrastes estúpidos em uma sociedade falida. Trabalha-se, afinal, para quem?

29 Para quem eu coloco um colete balístico que não se adapta ao meu corpo e passo, no mínimo, doze horas sentada dentro de um veículo, arriscando minha vida em cada esquina? Incômoda sensação de ver, em teu corpo fardado ensangüentado, o meu. Asp Of PM Carolina Pauleto Ferraz Turma de 2006 da APMG

30 Nesse momento de imensa tristeza para toda Polícia Militar do nosso amado Estado do Paraná, causada pela perda de um de seus filhos, o Cabo JULIO CESAR BALES, que morreu às 21:20 horas do dia 26 de outubro de 2006, quando no cumprimento do dever de proteger a vida, a integridade física e o patrimônio da comunidade paranaense entrou em confronto armado com delinqüentes que haviam roubado o Jockey Clube do Paraná e, diante da impotência humana em se restabelecer a vida, resta-nos reconhecer o sacrifício e honrar o miliciano, que pagou o preço supremo na luta diária pela preservação da ordem pública.

31 Permanecerá gravado em nossas lembranças o exemplo a ser seguido, de um homem valoroso e honrado, com um ideal ético, familiar, compromissado e, sobretudo, dedicado à causa da Segurança Pública, cujas ações materializaram a competência profissional e a dedicação ao cumprimento do dever, numa vida pautada nas atitudes que a sociedade espera de um policial-militar. Só quem é policial-militar na sua essência consegue entender o sentimento que aflige toda a Corporação neste triste momento e, ainda assim, dando cumprimento ao compromisso firmado solenemente perante a família e a pátria, continua trabalhando com afinco em prol do nobre povo deste Estado, mesmo que com o sacrifício da própria vida. Cel QOPM Nemésio Xavier de França Filho Comandante Geral da PMPR

32 Criação: P/3 do 19º BPM - Toledo, PR. Outubro de 2007 Autor: Capitão QOPM Christian Guilherme Goldoni, Oficial P/3 - Planejamento, Operações e Instrução. Texto 1: “NÃO SE ESQUEÇA DE MIM”, Autor desconhecido; colaboração: Rodrigo Kohler: Asp Of PM – Turma de 2006 da APMG; Texto 2: “MEDO DA MORTE”: Autoria e colaboração de Carolina Pauleto Ferraz: Asp Of PM – Turma de 2006 da APMG; Texto 3: “Nota de Falecimento” emitida pelo Exmo Sr. Cmt Geral da PMPR Cel QOPM NEMÉSIO XAVIER DE FRANÇA FILHO


Carregar ppt "NÃO SE ESQUEÇA DE MIM, FOI POR VOCÊ Em memória do Cb QPM 1-0 JULIO CESAR BALES, falecido em serviço na noite de 26 Out 2006, quando do confronto com."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google