A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 IGREJA EVANGÉLICA S.O.S JESUS - EB LIÇÃO 19 – 08/08/2011 A IGREJA E A FRATERNIDADE CRISTÃ TEXTO ÁUREO Tendo purificado a vossa alma, pela vossa obediência.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 IGREJA EVANGÉLICA S.O.S JESUS - EB LIÇÃO 19 – 08/08/2011 A IGREJA E A FRATERNIDADE CRISTÃ TEXTO ÁUREO Tendo purificado a vossa alma, pela vossa obediência."— Transcrição da apresentação:

1 1 IGREJA EVANGÉLICA S.O.S JESUS - EB LIÇÃO 19 – 08/08/2011 A IGREJA E A FRATERNIDADE CRISTÃ TEXTO ÁUREO Tendo purificado a vossa alma, pela vossa obediência à verdade, tendo em vista o amor fraternal não fingido, amai- vos, de coração, uns aos outros ardentemente. (1Pe 1.22). Tendo purificado a vossa alma, pela vossa obediência à verdade, tendo em vista o amor fraternal não fingido, amai- vos, de coração, uns aos outros ardentemente. (1Pe 1.22). VERDADE APLICADA O testemunho mais poderoso de uma igreja é a prática do amor fraternal incondicional. O testemunho mais poderoso de uma igreja é a prática do amor fraternal incondicional. OBJETIVOS DA LIÇÃO Ensinar que a base do nosso amor é o de Cristo. Ensinar que a base do nosso amor é o de Cristo. Mostrar a importância de amar incondicionalmente. Mostrar a importância de amar incondicionalmente. Apresentar a hospitalidade como um dom de Cristo. Apresentar a hospitalidade como um dom de Cristo. TEXTOS DE REFERÊNCIA 1 Pe e 1 Pe 3.8,9 1 Pe e 1 Pe 3.8,9

2 2 INTRODUÇÃO O COMPORTAMENTO DO NOVO CONVERTIDO: O COMPORTAMENTO DO NOVO CONVERTIDO: É NOVO, NOVA VIDA EM CRISTO. É NOVO, NOVA VIDA EM CRISTO. PRIMEIRO PASSO: SALVAÇÃO. PRIMEIRO PASSO: SALVAÇÃO. DEPOIS: NOVO NASCIMENTO. DEPOIS: NOVO NASCIMENTO. EM SEGUIDA: A SANTIFICAÇÃO. EM SEGUIDA: A SANTIFICAÇÃO. CAMINHADA PROGRESSIVA PELA FÉ EM JESUS: CAMINHADA PROGRESSIVA PELA FÉ EM JESUS: MUDANÇA DE VIDA EM SOCIEDADE. MUDANÇA DE VIDA EM SOCIEDADE. CONDUTA RESPONSÁVEL NO LAR. CONDUTA RESPONSÁVEL NO LAR. IGREJA EVANGÉLICA S.O.S JESUS - EB LIÇÃO 19 – 08/08/2011 A IGREJA E A FRATERNIDADE CRISTÃ

3 3 1. DIAS FINAIS DA IGREJA NESTE MUNDO a. O FIM DA FÉ É A SALVAÇÃO (1 Pe 1.9) Fomos criados para vivermos em harmonia. Fomos criados para vivermos em harmonia. Com mútua cooperação e assistência. Com mútua cooperação e assistência. A intervenção de Deus está por acontecer. A intervenção de Deus está por acontecer. O fim de todas as coisas: a fé e a salvação. O fim de todas as coisas: a fé e a salvação. “...o fim dos que não obedecem o evangelho”?(1Pe 4.17) “...o fim dos que não obedecem o evangelho”?(1Pe 4.17) Ponto final...o fim de todas as coisas. Ponto final...o fim de todas as coisas. Dispersos são exortados a não perder o foco. Dispersos são exortados a não perder o foco. Viver unidos em meio às hostilidades. Viver unidos em meio às hostilidades. IGREJA EVANGÉLICA S.O.S JESUS - EB LIÇÃO 19 – 08/08/2011 A IGREJA E A FRATERNIDADE CRISTÃ

4 4 1. DIAS FINAIS DA IGREJA NESTE MUNDO b. O FIM JÁ ESTÁ PROXIMO (1 Pe 1.7a) Devemos viver comprometidos com esta visão. Devemos viver comprometidos com esta visão. Este pensamento norteava a vida dos cristãos. Este pensamento norteava a vida dos cristãos. Viviam despojados dos obstáculos da história. Viviam despojados dos obstáculos da história. A certeza do fim estimula a estar prontos. A certeza do fim estimula a estar prontos. A vida terrena termina mas a espiritual não. A vida terrena termina mas a espiritual não. O foco da vida do cristão deve ser: O foco da vida do cristão deve ser: Ver aquele que deu a vida por nós. (1Jo 3.2) Ver aquele que deu a vida por nós. (1Jo 3.2) IGREJA EVANGÉLICA S.O.S JESUS - EB LIÇÃO 19 – 08/08/2011 A IGREJA E A FRATERNIDADE CRISTÃ

5 5 1. DIAS FINAIS DA IGREJA NESTE MUNDO c. AUTODOMÍNIO, VIGILÂNCIA E ORAÇÃO (1 Pe 1.7b) Pedro aponta para a necessidade de : Pedro aponta para a necessidade de : Moderação, sobriedade e discernimento. Moderação, sobriedade e discernimento. Não se deixar levar pelas perturbações. Não se deixar levar pelas perturbações. Pensar claramente sobre os últimos dias. Pensar claramente sobre os últimos dias. Pedro exorta a que: Pedro exorta a que: Não desviemos dos propósitos da igreja. Não desviemos dos propósitos da igreja. Não fiquemos centrados no nosso mundo. Não fiquemos centrados no nosso mundo. Fiquemos alerta aos ataques do diabo. Fiquemos alerta aos ataques do diabo. Mantenhamos o autocontrole e esperemos a direção de Deus. Mantenhamos o autocontrole e esperemos a direção de Deus. A oração é uma prática que não deve ser deixada de lado. A oração é uma prática que não deve ser deixada de lado. Vivamos com intimidade com Deus em oração. Vivamos com intimidade com Deus em oração. Tenhamos um profundo relacionamento com Jesus. Tenhamos um profundo relacionamento com Jesus. IGREJA EVANGÉLICA S.O.S JESUS - EB LIÇÃO 19 – 08/08/2011 A IGREJA E A FRATERNIDADE CRISTÃ

6 6 2. A IGREJA DEVE PRATICAR O AMOR FRATERNAL a. O AMOR DEVE SER MAIS INTENSO (1 Pe 4.8) Amor deve ser o mesmo de “Deus amou...” (Jo 3.16) Amor deve ser o mesmo de “Deus amou...” (Jo 3.16) Amar é dar sem esperar reciprocidade. Amar é dar sem esperar reciprocidade. Amar com mais intensidade ainda. Amar com mais intensidade ainda. Os dispersos eram marginalizados. Os dispersos eram marginalizados. O amor era importante para mantê-los unidos. O amor era importante para mantê-los unidos. O testemunho mais forte é o amor e a unidade. O testemunho mais forte é o amor e a unidade. Rebeldias incomodam e separam. Rebeldias incomodam e separam. Pedro está dizendo : Pedro está dizendo : Persistam, sejam determinados em amar. Persistam, sejam determinados em amar. Amor, palavra desgastada a ser recuperada. Amor, palavra desgastada a ser recuperada. IGREJA EVANGÉLICA S.O.S JESUS - EB LIÇÃO 19 – 08/08/2011 A IGREJA E A FRATERNIDADE CRISTÃ

7 7 2. A IGREJA DEVE PRATICAR O AMOR FRATERNAL b. O AMOR SUPERA CRISES (1 Co 13.7) Relacionar –se com pessoas flexíveis é fácil. Relacionar –se com pessoas flexíveis é fácil. Viver com pessoas “opostas” é difícil. Viver com pessoas “opostas” é difícil. O amor cristão verdadeiro: O amor cristão verdadeiro: Tudo crê, tudo espera, tudo suporta. Tudo crê, tudo espera, tudo suporta....é sofredor (como foi o de Jesus!)....é sofredor (como foi o de Jesus!). “Gosto do seu Cristo, mas não gosto dos cristãos...eles são tão diferentes”!(Gandhi) “Gosto do seu Cristo, mas não gosto dos cristãos...eles são tão diferentes”!(Gandhi) O amor de Cristo foi derramado em nossos corações. O amor de Cristo foi derramado em nossos corações. Deixemos fluir e contagiar a todos. Deixemos fluir e contagiar a todos. IGREJA EVANGÉLICA S.O.S JESUS - EB LIÇÃO 19 – 08/08/2011 A IGREJA E A FRATERNIDADE CRISTÃ

8 8 2. A IGREJA DEVE PRATICAR O AMOR FRATERNAL c. AMANDO COM QUALIDADE (1 Jo 2.6) Amar é não procurar defeitos. Amar é não procurar defeitos. O amor é uma qualidade da alma. O amor é uma qualidade da alma. Desperta o desejo de servir ao próximo. Desperta o desejo de servir ao próximo. Expressão de Cristo através do cristão. Expressão de Cristo através do cristão....Quem está nele deve andar como ele andou....Quem está nele deve andar como ele andou. A essência do cristianismo é o amor. A essência do cristianismo é o amor....aquele que não ama não conhece a Deus....aquele que não ama não conhece a Deus. Porque DEUS É AMOR. Porque DEUS É AMOR....vos ameis uns aos outros como eu vos amei, vós sereis meus amigos se fizerdes... (Jo )...vos ameis uns aos outros como eu vos amei, vós sereis meus amigos se fizerdes... (Jo ) IGREJA EVANGÉLICA S.O.S JESUS - EB LIÇÃO 19 – 08/08/2011 A IGREJA E A FRATERNIDADE CRISTÃ

9 9 3. A IGREJA DEVE PRATICAR A HOSPITALIDADE a. UNS PARA COM OS OUTROS (1 Pe 4.9) Cristãos primitivos viviam unidos. Cristãos primitivos viviam unidos. Reuniões eram feitas em casas. Reuniões eram feitas em casas. Lares eram o centro da vida comunitária. Lares eram o centro da vida comunitária. Vital importância da hospitalidade. Vital importância da hospitalidade. A vida cristã é uma vida de serviço aos outros. A vida cristã é uma vida de serviço aos outros. O amor de Deus se expressa através do serviço. O amor de Deus se expressa através do serviço. Praticar a hospitalidade é dever de todos. Praticar a hospitalidade é dever de todos. É requisito ministerial e prática cristã. É requisito ministerial e prática cristã. IGREJA EVANGÉLICA S.O.S JESUS - EB LIÇÃO 19 – 08/08/2011 A IGREJA E A FRATERNIDADE CRISTÃ

10 10 3. A IGREJA DEVE PRATICAR A HOSPITALIDADE b. SERVIR SEM MURMURAÇÕES (1 Pe 4.9) Eram tarefas fundamentais: Eram tarefas fundamentais: Hospedar missionários. Hospedar missionários. Prover as necessidades. Prover as necessidades. Para chegarem ao próximo destino. Para chegarem ao próximo destino. Alvo principal: salvação de almas. Alvo principal: salvação de almas. Ser hospitaleiro é: Ser hospitaleiro é: Permitir que se sinta o amor de Cristo. Permitir que se sinta o amor de Cristo. Sentar-se à mesa para as refeições. Sentar-se à mesa para as refeições. Fazer amigos, ter graça, ser útil a Deus. Fazer amigos, ter graça, ser útil a Deus. IGREJA EVANGÉLICA S.O.S JESUS - EB LIÇÃO 19 – 08/08/2011 A IGREJA E A FRATERNIDADE CRISTÃ

11 11 3. A IGREJA DEVE PRATICAR A HOSPITALIDADE c. SERVIR POR AMOR A CRISTO (Jo 14.1,2) Com amor que tudo suporta. Com amor que tudo suporta. Servir hospedando aos necessitados. Servir hospedando aos necessitados. Hospedando os empobrecidos pela fidelidade a Cristo. Hospedando os empobrecidos pela fidelidade a Cristo. As famílias que perderam bens e vidas. As famílias que perderam bens e vidas. Pelas perseguições por causa do evangelho. Pelas perseguições por causa do evangelho. O pensamento era: O pensamento era: ser hospedeiro aqui como sinal da hospedagem no amor de Deus, no céu. IGREJA EVANGÉLICA S.O.S JESUS - EB LIÇÃO 19 – 08/08/2011 A IGREJA E A FRATERNIDADE CRISTÃ

12 12 4. A IGREJA DEVE TRABALHAR COM AMOR a. SERVIR É DEDICAR-SE AO PRÓXIMO (Jo 13.14,15) A ética cristã tem como fundamento: A ética cristã tem como fundamento: “uma vida de serviço aos outros” “uma vida de serviço aos outros” Jesus lavou os pés dos discípulos. Jesus lavou os pés dos discípulos. “Assim como eu fiz, fazei vós também” “Assim como eu fiz, fazei vós também” Expressou a grandeza do seu reino. Expressou a grandeza do seu reino. Exaltou a excelência da humildade. Exaltou a excelência da humildade. Servir: chamado para sair de dentro de si mesmo e se dedicar aos outros. Servir: chamado para sair de dentro de si mesmo e se dedicar aos outros. IGREJA EVANGÉLICA S.O.S JESUS - EB LIÇÃO 19 – 08/08/2011 A IGREJA E A FRATERNIDADE CRISTÃ

13 13 4. A IGREJA DEVE TRABALHAR COM AMOR b. SERVIR É SER DESPENSEIRO (1 Pe 4.10) Ca da cristão recebeu um dom. Ca da cristão recebeu um dom. Ter um dom é ter um depósito de “graça”. Ter um dom é ter um depósito de “graça”. Importante um para com os outros. Importante um para com os outros. Todos para a edificação do corpo de Cristo. Todos para a edificação do corpo de Cristo. Até os que parecem fracos são necessários. Até os que parecem fracos são necessários. O amor cristão leva à postura crítica. O amor cristão leva à postura crítica. Impulsiona a enfrentar o mal e servir. Impulsiona a enfrentar o mal e servir. “Tomar conta” da multiforme graça de Deus. “Tomar conta” da multiforme graça de Deus. IGREJA EVANGÉLICA S.O.S JESUS - EB LIÇÃO 19 – 08/08/2011 A IGREJA E A FRATERNIDADE CRISTÃ

14 14 4. A IGREJA DEVE TRABALHAR COM AMOR c. SERVIR É O DOM SUPREMO (1 Pe 4.10) A graça de Deus é a fonte dos dons. A graça de Deus é a fonte dos dons. Receber os dons é ter a graça de Deus. Receber os dons é ter a graça de Deus. Servir é ser mordomo, administrador: Servir é ser mordomo, administrador: Dos dons concedidos pela graça dEle. Dos dons concedidos pela graça dEle. Das necessidades de todos. Das necessidades de todos. O papel do cristão é o servir. O papel do cristão é o servir. Todos têm necessidade de graça. Todos têm necessidade de graça. Todos são chamados a suprir essa necessidade mutuamente. Todos são chamados a suprir essa necessidade mutuamente. SERVIR (AMOR) É O DOM SUPREMO SERVIR (AMOR) É O DOM SUPREMO IGREJA EVANGÉLICA S.O.S JESUS - EB LIÇÃO 19 – 08/08/2011 A IGREJA E A FRATERNIDADE CRISTÃ

15 15 C O N C L U S Ã O I A ORGANIZAÇÃO DA IGREJA REVELA: A ORGANIZAÇÃO DA IGREJA REVELA: A graça de Deus ou A graça de Deus ou Ausência dela. Ausência dela. A DISTINÇÃO ENTRE OS DONS É: A DISTINÇÃO ENTRE OS DONS É: Funcional e não de classes. Funcional e não de classes. A SOCIEDADE CRISTÃ É SEM CLASSES. A SOCIEDADE CRISTÃ É SEM CLASSES. OS RISCOS DE PREPOTÊNCIA E ESPÍRITO DE JULGAMENTO DEVEM SER ELIMINADOS. OS RISCOS DE PREPOTÊNCIA E ESPÍRITO DE JULGAMENTO DEVEM SER ELIMINADOS. DEVEMOS VALORIZAR OS OUTROS. DEVEMOS VALORIZAR OS OUTROS. RESPEITAR OS “DIFERENTES”. RESPEITAR OS “DIFERENTES”. O AMOR DEVE PREDOMINAR E CULMINAR NO SERVIÇO A DEUS. O AMOR DEVE PREDOMINAR E CULMINAR NO SERVIÇO A DEUS. IGREJA EVANGÉLICA S.O.S JESUS - EB LIÇÃO 19 – 08/08/2011 A IGREJA E A FRATERNIDADE CRISTÃ

16 16 C O N C L U S Ã O II QUEM NÃO VIVE PARA SERVIR, NÃO SERVE PARA VIVER. QUEM NÃO VIVE PARA SERVIR, NÃO SERVE PARA VIVER. FAZER AOS HOMENS COMO SE A DEUS FIZESSE. FAZER AOS HOMENS COMO SE A DEUS FIZESSE. AO SERVIRMOS ESTIMULAMOS OUTROS A FAZER O MESMO. AO SERVIRMOS ESTIMULAMOS OUTROS A FAZER O MESMO. SERVIR SEGUNDO A VONTADE DEUS. SERVIR SEGUNDO A VONTADE DEUS. HAVERÁ SEMPRE RECOMPENSA DE DEUS. HAVERÁ SEMPRE RECOMPENSA DE DEUS. IGREJA EVANGÉLICA S.O.S JESUS - EB LIÇÃO 19 – 08/08/2011 A IGREJA E A FRATERNIDADE CRISTÃ


Carregar ppt "1 IGREJA EVANGÉLICA S.O.S JESUS - EB LIÇÃO 19 – 08/08/2011 A IGREJA E A FRATERNIDADE CRISTÃ TEXTO ÁUREO Tendo purificado a vossa alma, pela vossa obediência."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google