A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Arquitetura de Engenheiros.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Arquitetura de Engenheiros."— Transcrição da apresentação:

1 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Arquitetura de Engenheiros

2 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Henri LABROUSTE Bibliothèque Nationale 1860/68 – Paris

3 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna BURTON & TURNER Kew Garden 1845/47 – Londres

4 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Joseph PAXTON Crystal Palace 1851 – Londres

5 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Joseph PAXTON Crystal Palace 1851 – Londres

6 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Giuseppe MENGONI Galeria Vitor Emanuel 1865/67 – Milão

7 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna DUTERT & CONTMAIN Galeria das Máquinas 1889 – Paris

8 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna DUTERT & CONTMAIN Galeria das Máquinas 1889 – Paris

9 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna FOWLER & BAKER Ponte sobre o Firth of Forth 1879/90 – Edimburgo

10 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna G.A. EIFFEL Torre Eiffel 1887/89 – Paris

11 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna G.A. EIFFEL Torre Eiffel 1887/89 – Paris

12 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Arquitetura dos Arquitetos

13 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Cherles GARNIER Ópera 1861/74 – Paris

14 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Cherles GARNIER Ópera 1861/74 – Paris

15 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Cherles GARNIER Ópera 1861/74 – Paris

16 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Cherles GARNIER Ópera 1861/74 – Paris

17 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Cherles GARNIER Ópera 1861/74 – Paris

18 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Cherles GARNIER Ópera 1861/74 – Paris

19 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna BARRY & PUGIN Houses of Parliament 1836 – Londres

20 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna BARRY & PUGIN Houses of Parliament 1836 – Londres

21 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna BARRY & PUGIN Houses of Parliament 1836 – Londres

22 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Sir Charles BARRY Reform Club 1837 – Londres

23 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Philip WEBB Red House 1859 – Bexley Heath

24 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Philip WEBB Red House 1859 – Bexley Heath

25 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Charles MACKINTOSH Escola de Arte 1896/1909 – Glasgow

26 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Charles MACKINTOSH Escola de Arte 1896/1909 – Glasgow

27 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Charles MACKINTOSH Escola de Arte 1896/1909 – Glasgow

28 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Charles MACKINTOSH Escola de Arte 1896/1909 – Glasgow

29 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Antoni GAUDÍ Sagrada Família 1903/26 – Barcelona

30 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Antoni GAUDÍ Sagrada Família 1903/26 – Barcelona

31 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Antoni GAUDÍ Sagrada Família 1903/26 – Barcelona

32 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Antoni GAUDÍ Casa Milá 1906/10 – Barcelona

33 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Antoni GAUDÍ Casa Milá 1906/10 – Barcelona

34 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Antoni GAUDÍ Casa Milá 1906/10 – Barcelona

35 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Antoni GAUDÍ Casa Batlló 1904/06 – Barcelona

36 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Antoni GAUDÍ Casa Batlló 1904/06 – Barcelona

37 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Antoni GAUDÍ Casa Batlló 1904/06 – Barcelona

38 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Antoni GAUDÍ Casa Batlló 1904/06 – Barcelona

39 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Antoni GAUDÍ Casa Batlló 1904/06 – Barcelona

40 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Antoni GAUDÍ Casa Batlló 1904/06 – Barcelona

41 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Victor HORTA Hôtel Tassel 1892 – Bruxelas

42 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Victor HORTA Hôtel Tassel 1892 – Bruxelas

43 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Victor HORTA Hôtel Tassel 1892 – Bruxelas

44 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Victor HORTA Hôtel Eetvelde 1895 – Bruxelas

45 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Victor HORTA Hôtel Eetvelde 1895 – Bruxelas

46 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Victor HORTA Hôtel Solvay 1895 – Bruxelas

47 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Victor HORTA Hôtel Solvay 1895 – Bruxelas

48 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Victor HORTA Maison du Peuple 1897/1900 – Bruxelas

49 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Victor HORTA Hôtel Aubecq 1899/1900 – Bruxelas

50 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Henri VAN DE VELDE Escrivaninha 1899 – Viena

51 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Hector GUIMARD Castel Béranger 1894/98 – Paris

52 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Hector GUIMARD Estações de Metrô 1899/1904 – Paris

53 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Hector GUIMARD Estações de Metrô 1899/1904 – Paris

54 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Hector GUIMARD Estações de Metrô 1899/1904 – Paris

55 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Hector GUIMARD Estações de Metrô 1899/1904 – Paris

56 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Hector GUIMARD Estações de Metrô 1899/1904 – Paris

57 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Hendrik BERLAGE Bolsa de Valores 1897/1903 – Amsterdã

58 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Hendrik BERLAGE Bolsa de Valores 1897/1903 – Amsterdã

59 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Joseph OLBRICH Edifício da Secessão 1898 – Viena

60 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Joseph OLBRICH Edifício da Secessão 1898 – Viena

61 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Otto WAGNER Agência de Correios 1904 – Viena

62 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Otto WAGNER Agência de Correios 1904 – Viena

63 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Joseph HOFFMANN Palais Stoclet 1905/10 – Bruxelas

64 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Joseph HOFFMANN Palais Stoclet 1905/10 – Bruxelas

65 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna ADLER & SULLIVAN Auditorium Building 1887/89 – Chicago

66 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna ADLER & SULLIVAN Auditorium Building 1887/89 – Chicago

67 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna ADLER & SULLIVAN Guaranty Building 1895 – Buffalo

68 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Louis SULLIVAN Schlesinger & Mayer 1899/1904 – Chicago

69 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Louis SULLIVAN Schlesinger & Mayer 1899/1904 – Chicago

70 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Louis SULLIVAN Schlesinger & Mayer 1899/1904 – Chicago

71 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Louis SULLIVAN Wainwrigth Building 1895 – St. Louis

72 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Louis SULLIVAN Wainwrigth Building 1895 – St. Louis

73 A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Louis SULLIVAN Wainwrigth Building 1895 – St. Louis


Carregar ppt "A pluralidade eclética e os primórdios da arquitetura moderna Arquitetura de Engenheiros."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google