A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CEAL Casa Espírita André Luiz Ano XV I – n o 78 Março/2011 Rua da Liberdade, 446 – Centro – Bragança Paulista/SP 12900-000 Telefone: (11) 4034-5441 O QUE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CEAL Casa Espírita André Luiz Ano XV I – n o 78 Março/2011 Rua da Liberdade, 446 – Centro – Bragança Paulista/SP 12900-000 Telefone: (11) 4034-5441 O QUE."— Transcrição da apresentação:

1 CEAL Casa Espírita André Luiz Ano XV I – n o 78 Março/2011 Rua da Liberdade, 446 – Centro – Bragança Paulista/SP Telefone: (11) O QUE É O ESPIRITISMO IDOSOS CAMINHÃO DE LIXO ERA MEDIUNICA avisos EDITORIAL A SEMENTE LEI DO TRABALHO Raia novo dia e com ele as bên ç ãos dos c é us iluminando a Terra e enriquecendo aqueles filhos transviados do calv á rio. Jesus estende suas mãos misericordiosas, que nos afagam, saindo dos templos de pedra para caminhar pelas ruas do mundo enxugando o suor dos exclu í dos, as l á grimas dos desesperados e dando-nos o rumo para o encontro com Ele. Neste momento, em que a Doutrina Esp í rita recebe cidadania, de graves preocupa ç ões, deve pairar em nossos sentimentos e em nosso discernimento, o que iremos fazer do Espiritismo. O Cristianismo Primitivo experimentou o come ç o da sua degrada ç ão quando se tornou doutrina do Estado e quando come ç ou a dominar as paisagens terrestres. Santo Eus é bio, cristão primitivo, asseverava, que o Cristianismo, quando perseguido, proporcionou m á rtires e her ó is, mas, à medida em que foi aceito pelos antigos perseguidores, logo o odor de santidade cedeu lugar ao orgulho, à intemperan ç a. As nossas palavras eram consideradas como alucina ç ões, os feitos da imortalidade como processos psicopatol ó gicos. At é h á pouco, é ramos, os esp í ritas, vistos com descaso, com zombaria e sarcasmo. Mas, agora, alguns ramos da ciência vieram confirmar a grandeza da imortalidade da alma, e as multidões sedentas de paz, ansiando pelo conforto moral, virão bater à s nossas portas. Preparemo-nos, instrumentalizemo-nos para receber os filhos do calv á rio. Não nos deixemos dominar pela presun ç ão ou permitir que a caridade se nos esfrie no cora ç ão. Abramo-nos ao amor e sirvamos mais e mais. Demonstremos que a doutrina esp í rita é a s í ntese da verdade que desce dos c é us para a sua humaniza ç ão na Terra. Que as nossas l á grimas se transformem em p é rolas de gratidão. Que as nossas dores sejam sublimadas como nosso sacrif í cio no holocausto do amor. Jesus espera. Vamos! Não relacionemos impedimentos. Deixemos para tr á s queixas e lamenta ç ões e dentro das perspectivas do vir a ser, cantemos o nosso hino de gl ó ria a Deus nas alturas e paz na T erra aos homens de boa vontade. Jesus espera por nós. Vamos a Ele meus filhos! São os votos dos espíritos espíritas que participam deste magno evento, e do velho amigo paternal e humílimo servidor, Bezerra. Muita paz meus filhos. Mensagem psicofônica transmitida pelo médium DIVALDO PEREIRA FRANCO na noite de 12/09/2010 na 57ª. semana espírita de Vitória da Conquista- Bahia – Brasil Departamento de Divulgação

2 O trabalho é uma Lei Divina, aliada à Lei do Progresso. Quem não se dedica ao trabalho, não se desenvolve, pois não se permite a experiência nova, o desafio. Pelo trabalho o homem aprimora a sua inteligência e exercita suas habilidades. O trabalho não deve ter por meta somente lucros materiais, salários e prêmios. Auxiliar o progresso das pessoas e dos povos, bem como a beleza e a harmonia do planeta é uma forma de trabalho que confere ao ser humano satisfação pessoal e engrandecimento próprio. A ociosidade é matriz de muitos males que atormentam os seres humanos. Gera perturbações emocionais e desajustes comportamentais. A Lei do Trabalho rege a harmonia dos mundos. Ao nos afirmar Jesus que O Pai trabalha até hoje e Ele trabalha também, nos ensinou que o trabalho é Lei da vida a que todos estamos submetidos. Um notável pesquisador, que viajava constantemente colhendo dados para sempre renovadas pesquisas, chegou certo dia a uma cidade, no alto de uma montanha. O ar ali era puro. Muitas árvores haviam sido plantadas, enchendo praças e jardins. Nos feriados e finais de semana os parques recebiam as famílias para os folguedos com os filhos. As escolas viviam repletas de crianças e jovens, das variadas idades, dispostas a estudar e aprender. A indústria, o comércio, tudo andava em crescente progresso. O que chamou a atenção do pesquisador é que ali não havia doentes. Era um povo sadio que sentia prazer na execução das tarefas, tanto quanto sentia prazer no lazer, compartilhado com afetos em todos os momentos. Passado algum tempo, o pesquisador desceu a montanha, pelo lado oposto que viera e se deparou com outra cidade. As crianças ficavam pelas ruas, aprontando molecagens. Logo que a adentrou, verificou como ela era diferente da que acabara de visitar. Homens, que poderiam ser fortes, estavam acomodados debaixo de árvores Não havia flores, nem jardins. As escolas estavam quase vazias, ruas antigas, mostravam preguiçosos, dormindo em redes, em pleno dia. Jovens que poderiam estar produzindo, graças ao seu vigor físico e sua inteligência, nada mais faziam que se divertir. Uma característica, no entanto, saltava aos olhos. Era um povo doente. Filas enormes se estendiam nas portas dos hospitais. Ambulâncias iam e vinham com as sirenes ligadas, de forma contínua. Consultórios médicos, clínicas, tudo abarrotado. É como se uma grave praga se tivesse abatido sobre o povo. O que seria? E por que uma tão grande diferença entre o povo do alto da montanha e aqueles do vale? Não foi necessário muito tempo para que o homem, habituado a pesquisas, descobrisse o motivo. É que o povo do vale não trabalhava. A sua filosofia de vida era deixar para depois o que devia ser feito de imediato. Assim, a grama crescia e se tornava mato, onde se abrigavam espécies nocivas que agrediam as criaturas. O lixo era jogado por todos os lugares, permitindo o surgimento de outros tantos perigos. Germes, vírus, micróbios andavam em festa, desde que a higiene mais simples não era realizada. E havia descuidos na alimentação, no vestuário, nas residências. Era um caos. Portanto, a grande diferença entre as duas cidades estava no TRABALHO. LEI DO TRABALHO

3 Na natureza, sabemos que a semente representa o sagrado papel do Criador e da Vida. - Como herdeira do poder divino, ela coopera na evolução do mundo e transmite à todos nós, todas as criaturas, a lição sublime e sábia, do começo, meio e fim, ou seja, PONTO DE PARTIDA, é o começo de nosso aprendizado, aproveitando a oportunidade que nos é dada pelo Criador, nesta nova encarnação. O TRABALHO JUSTO, será utilizado sem dúvida, para obtenção dos meios, dos LUGARES PRÓPRIOS para chegarmos aos nossos objetivos e também OS TEMPOS adequados para atingirmos com conhecimento o Fim de nossos propósitos. Muitos de nós, homens encarnados neste plano, ainda não conseguimos compreender perfeitamente a importância desse entendimento, desse conhecimento. Queremos enxergar as grandes obras realizadas de um dia para o outro. Alguns de nós usam a força e até as armas para mandar, ordenar, determinar, esquecendo que há leis da Natureza que não se submetem às decisões dos homens, pois são leis divinas às quais nós é que estamos SUBJUGADOS e devemos nos submeter. Chegamos ao extremo de buscarmos ganhos, acelerando processos preestabelecidos, tentando dominar com mentiras, e em seguida caímos em nossa própria armadilha, pois nossa edificação não se estruturou convenientemente nessa mesma lei divina, que nos daria suporte para atingirmos os fins desejados. E aí entra a ação da LEI DE CAUSA E EFEITO. Isso tudo porque não soubemos aprender com a semente minúscula do trigo, que nos dá o pão de cada dia e nos garante a vida em todas as regiões de luta planetária. O individuo se promove verdadeiramente na comunidade onde vive, justamente por respeitar as Leis, as regras do bom procedimento, o cuidado em não causar prejuízos aos seus semelhantes, atitudes que o levam ao estado FELIZ da alma, propiciando prazer e bem estar, irradiando de si as vibrações de harmonia e paz com que envolve a todos em sua vida e à sua volta. Sugere o Evangelho de Jesus, que busquemos ser gentis com todos, não só com a preocupação de fazer amigos, mas, em fazê-los FELIZES; Nos ensina usar de bondade indistintamente, não com o desejo de influenciar as pessoas, mas, para tranqüilizá-las; ter sempre um sorriso nos lábios, não para parecer simpático, mas por trazer o sol na alma; nos pede para evitarmos as críticas ácidas em todas as circunstâncias, não porque isso possa gerar simpatia, mas por reconhecer que não temos o direito de JULGAR ninguém, pois da mesma forma não estamos livres de equívocos; Nos ensina a espalhar otimismo em volta de nossos passos, não para impressionar os outros, mas por carregar no íntimo a alegria de viver. A SEMENTE “E, quando semeias, não semeias o corpo que há de nascer, mas o simples grão de trigo ou de outra qualquer semente – Paulo (I Corintios, 15:37).

4 Atenção e cuidados com os IDOSOS Vale a pena refletir mais profundamente sobre a pessoa nesta faixa de idade e a nossa responsabilidade em relação a ela. A era da globalização, que trouxe maior humanização das ciências e aproximação das criaturas, envolvendo Oriente e Ocidente, Norte e Sul, cor eraça, religião, credos e valores, possibilitou-nos assistir hoje a uma melhor compreensão por parte dos homens no que se refere às necessidades do próximo, bem como ao seu desejo de auxiliá-los no enfrentamento das limitações. Não poderia ser diferente com os idosos, com aqueles que se encontram no crepúsculo da existência terrena. A imagem da velhice é de que os idosos serão sempre dependentes do mais jovem. Uma vez que já perderam sua vontade, devem se acomodar aos padrões de vida estipulados a fim de que possam se adequar às exigências da vida moderna, aí deparamo-nos com pessoas que atingiram a terceira idade totalmente dependentes e inseguras. A Doutrina Espírita alerta-nos para a transitoriedade de nossos papeis na Terra. Estamos sempre aprendendo com as aquisições e as perdas e é isto que caracteriza o crescimento num sentido integral do ser. A beleza do viver é justamente poder ombrear situações, pessoas, problemas e alegrias das mais variadas. VIVER é fundamentalmente por estágios diferenciados num contexto sócio-cultural, pois só assim a criatura se oportunizará a aferição de valores, opção de crescimento ou acomodação a programas desatualizados de vida. Conseguir enxergar o lado da criança e do jovem, do adulto e do idoso é a grandiosa chance que temos todos de aprender num sentido crístico, porque só assim faremos germinar as sementes das virtudes maiores que temos dentro de nós. “VOIS SOIS DEUSES” – asseverou Jesus. Página extraída da REVISTA INTERNACIONAL DE ESPIRITISMO – edição de Fev.99 ÁREA DE ENSINO DA CEAL As aulas se iniciaram em 10 de março  CURSO PREPARATÓRIO DE ESPIRITISMO (Monitora Mercia)  1 o ANO BÁSICO DE ESPIRITISMO ( Monitora Lucinara) > 2 o ANO BÁSICO DE ESPIRITISMO (Monitora Hughette) > CURSO DE APRENDIZES DO EVANGELHO ( Monitor Maurício) > 1º ANO DO CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA (Monitora Paula)  2º ANO DO CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA (Monitores Junior) As aulas acontecem sempre às quintas-feiras, das 19:45 às 21:30hs. “Espíritas, em primeiro lugar. Amai-vos; em segundo, instruí-vos” – ESPÍRITO VERDADE Lei do Caminhão de Lixo Um dia peguei um taxi para o aeroporto. Estávamos rodando na faixa certa, quando de repente um carro preto saltou do estacionamento na nossa frente. O taxista pisou no freio, deslizou e escapou do outro carro por um triz! O motorista do outro carro sacudiu a cabeça e começou a gritar para nós nervosamente. Mas o taxista apenas sorriu e acenou para o cara, fazendo um sinal de positivo. E ele o fez de maneira bastante amigável. Indignado lhe perguntei: 'Porque você fez isto? Este cara quase arruína o seu carro e nos manda para o hospital!' Foi quando o motorista do táxi me ensinou o que eu agora chamo de "A Lei do Caminhão de Lixo." Ele explicou que muitas pessoas são como caminhões de lixo. Andam por ai carregadas de lixo, cheias de frustrações, cheias de raiva, traumas e de desapontamentos. À medida que suas pilhas de lixo crescem, elas precisam de um lugar para descarregar, e às vezes descarregam sobre a gente. Não tome isso como pessoal. Isto não é problema seu! Apenas sorria, acene, deseje-lhes o bem, e vá em frente. Não pegue o lixo de tais pessoas e nem o espalhe sobre outras pessoas no trabalho, em casa, ou nas ruas. Fique tranquilo... respire e deixe o lixeiro passar. O princípio disso é que pessoas felizes não deixam os caminhões de lixo estragarem o seu dia. A vida é muito curta, não leve lixo. Limpe os sentimentos ruins, aborrecimentos do trabalho, picuinhas pessoais, ódio e frustrações. Ame as pessoas que te tratam bem. E trate bem as que não o fazem. A vida é 10% o que você faz dela e 90% a maneira como você a recebe!

5 Está começando mais um Ano e então criamos uma expectativa de que tudo se renovará. Não queremos repetir os erros do ano que passou. Nossa vontade é de acertar, assim, refletimos sobre nossas conquistas, realizações. E fazermos planos para o futuro. Gostaríamos que o Espiritismo e a Ciência se unissem cada vez mais, prosseguindo evitando dúvidas, propiciando que os cientistas e suas pesquisas sejam utilizadas em favor do homem, pois Herculano Pires já diz:”Quando a Ciência atravessar o véu que separa o mundo invisível do visível ( e pode-se prever que não demorará muito) estará instalada na Terra a ERA MEDIÚNICA”. No campo moral que haja modificações significativas. Que os homens não se apeguem egoisticamente aos bens materiais, para enriquecimento próprio e de seus familiares em detrimento do restante da coletividade. Que a família seja fundamentalmente beneficiada pelo amor, prevalecendo a parentela espiritual. Que a reencarnação seja compreendida em toa a sua extensão e os homens aceitem que somos uma grande família.. Por tudo isso, queremos convidar a todos, que um dia bateram à porta da CEAL em busca de ajuda, para participar do desenvolvimento de nossa casa e continuarmos na luta, que façamos 2011 um ano de fortalecimento, prestando mais e mais serviços à comunidade e possibilitando que a causa espírita seja cada vez mais reconhecida. Esperamos a participação de todos pois sabemos que, unidos construiremos um movimento digno, aberto e consciente de seu papel, no auxílio do crescimento de todos os espíritos que habitam o nosso planeta. Um grande abraço e um FELICÍSSIMO 2011 Departamento de Divulgação ESPIRITISMO – O QUE É? POR ONDE COMEÇAR A ESTUDAR? O Espiritismo é ao mesmo tempo uma ciência de observação e uma doutrina filosófica. Como ciência prática, ele consiste nas relações que se podem estabelecer com os Espíritos; como filosofia, ele compreende todas as conseqüências morais que decorrem dessas relações. “ O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza, da origem e da destinação dos Espíritos, e das suas relações com o mundo corporal. “ Tudo começou por volta de 1848 quando vários fenômenos estranhos, consistentes em ruídos, pancadas e movimentos de objetos sem causa conhecida, despertou a atenção de vários pesquisadores e cépticos, incluindo Allan Kardec que já era uma pessoa bem sucedida na sociedade, pedagogo e escritor de vários livros na sua área de atuação, e que se chamava Hippolyte Léon Denizard Rivail. Um espírito já pré-destinado e preparado para esta Missão de Revelação desta Doutrina Filosófica, Científica e com conseqüências religiosas, prometida por Jesus, como a terceira revelação. Conhecendo e estudando o Espiritismo todas as dúvidas se esclarecem, todas as coisas serão encaradas como naturais e dentro dos planos estabelecidos pelo Criador. Passamos a ver o presente como continuação de grande e longa história em que estamos inseridos e não simplesmente como um capítulo isolado de nossa encarnação (manifestação material) presente. As Obras Básicas é a principal fonte de estudo, iniciando pelo Livro “O que é o Espiritismo”, seguido pelo “Livro dos Espíritos” e o “Evangelho, Segundo o Espiritismo”. Para aprofundar os estudos: “O Livro dos Médiuns”,“A Gênese”, “O Céu e o Inferno” e “Obras Póstumas”. Depto Divulgação, baseado no livro “O que é o Espiritismo”. ERA MEDIUNICA

6 Atendimentos ASSISTÊNCIA ESPIRITUAL/2010 PE 5198 P4 614 P4/4 34 P1P2 501 P3E 320 P3M 412 A3 415 A Entrevistas 435 TOTAL 9026 PAINEL DE ATIVIDADES DA CEAL SEGUNDA-FEIRA > 14:30 hs – Evangelho, Passes: Espiritual, P4 para crianças.  19:30 hs – Evangelho, Passes: Espiritual, P4 e P4/4 para crianças. Escola de Evangelização Infantil (19:30hs às 21:00 hs). TERÇA-FEIRA > 19:30 hs – Evangelho, Passes: Espiritual, A3, P1/P2. Entrevistas (DEPOE). QUARTA-FEIRA > 19:30 hs – Evangelho, Passes: P3E, P3M. QUINTA-FEIRA >14:30 hs – Clube de Mães (Assistência Social).  20:00hs – Escola Espírita (Grupo de Estudos Doutrinários). SEXTA-FEIRA  19:15h – Evangelho e Passes A2. EDUCAÇÃO INFANTIL O Departamento da Infância, Juventude e Mocidade comunica que a Evangelização Infantil já iniciou suas atividades dia 10 de março de As turmas foram divididas da seguinte forma: SALA A (0 a 3 anos), SALA B (3 a 6 anos), SALA C ( 7 a 10 anos), SALA D (10 a 12 anos), SALA E (12 a 15 anos) e SALA F (15 a 17 anos). EXPEDIENTE JORNAL CAMINHO DA LUZ Publicação da Casa Espírita André Luiz Coordenação e Diagramação: Ednilsen C.Martinez Acesse estas e outras informações em nosso site Departamento de Assistência Social avisa que reiniciou suas atividades neste ano de 2011, atendendo todas as 5as. feiras, contando com os tarefeiros/trabalhadores e renovando os pedidos de colaboração aos amigos, para doação de alimentos da cesta básica em geral Leite e pães, que serão entregues às mães que freqüentam esse trabalho. PARABÉNS CEAL - Em 21 de fevereiro completou 49 anos de luz, progresso, trabalho e realizações, levando adiante o compromisso de divulgar o Evangelho do Mestre Jesus e prestando assistência a todos os que aqui procuram auxílio. NÃO IMPORTA: que a ventania da incompreensão nos zurza o caminho; que a ignorância nos apedreje; que a injúria nos aponte ao descrédito; que a maledicência nos receba a jorros de lama; que a intriga nos envolva em sombra; que a perseguição nos golpeie; que a crítica arme inquisições para condenar-nos; que os obstáculos se multipliquem, com­plicando-nos a jornada; que a mudança de outrem nos relegue ao abandono; ou que as trevas conspirem incessantemente, no objetivo de perder-nos. Importa nos agasalhemos na paciência; que nos apliquemos à desculpa incondicio­nal; que nos resguardemos na humildade, observando que só temos e conseguimos aquilo que a Divina Providência nos em­preste ou nos permita realizar; que nos cabe responder ao mal com o bem, sejam como sejam as circunstâncias; e que devemos aceitar a verdade de que cada coração per­manece no lugar em que se coloca e que, por isso mesmo, devemos, acima de tudo, conservar a consciência tranqüila, trabalhar sempre e abençoar a todos, procurando re­conhecer que todos somos de Deus e todos estamos em Deus, cujas leis nos julgarão a todos, amanhã e sempre, segundo as nossas próprias obras. Do livro Coragem Psicografia de Francisco Cândido Xavier. Saibamos agradecer o reconforto e a proteção do Nosso Pai Maior e dos seus Mensageiros fazendo, de nossa parte e em retribuição, pelo menos uma boa ação em cada dia. ATENÇÃO- No dia 22 de abril, 6ª. Feira, não estaremos atendendo. Retornaremos normalmente no dia 25, 2ª. feira


Carregar ppt "CEAL Casa Espírita André Luiz Ano XV I – n o 78 Março/2011 Rua da Liberdade, 446 – Centro – Bragança Paulista/SP 12900-000 Telefone: (11) 4034-5441 O QUE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google