A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Brasília, 24 de setembro de 2013 REUNIÃO CONSELHO POLÍTICO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Brasília, 24 de setembro de 2013 REUNIÃO CONSELHO POLÍTICO."— Transcrição da apresentação:

1 Brasília, 24 de setembro de 2013 REUNIÃO CONSELHO POLÍTICO

2 REUNIÃO CONSELHO POLÍTICO – BRASÍLIA, – CONJUNTURA: Análise geral e informes sobre atuação da Auditoria Cidadã Nacional e Núcleos 2 – LIVRO AUDITORIA CIDADÃ DA DÍVIDA: EXPERIÊNCIAS E MÉTODOS Lançamento da versão original em espanhol em Lima, Peru, durante evento da Latindadd em agosto/2013. Tradução para inglês e francês a cargo de CADTM, CETIM e demais entidades da Europa 3 – SEMINÁRIO INTERNACIONAL Proposta de realização em novembro (11 a 14/11), para o lançamento da versão em português no Brasil Comissão para ajudar a organizar o seminário 4 – CAMPANHA GLOBAL: Semana de ação global (8 a 15 de outubro) com o lema “Essa dívida não é nossa” Informes. Articulação para ações no Brasil 5 – CURSO SOBRE A DÍVIDA PÚBLICA BRASILEIRA Apresentação de proposta preliminar. Relato do grupo de trabalho. Encaminhamentos 6 – DÍVIDA DOS ESTADOS Trabalho parlamentar no Senado 7 - NÚCLEOS NOS ESTADOS Informes sobre avanços e propostas de ação 8 - CPI/ INVESTIGAÇÕES DO MINISTÉRIO PÚBLICO Pedido de informações e solicitação de audiência sobre as investigações referentes aos desdobramentos da CPI 9 – AUDIÊNCIA STF Referente à Ação por Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 59/2004, impetrada pela OAB junto ao STF, para a realização da Auditoria da Dívida prevista na Constituição de 1988.

3 PREVISÃO DE GASTO com a DÍVIDA: R$ 1,002 TRILHÃO

4 ANÁLISE DE CONJUNTURA E PROPOSTAS DE AÇÃO Dívida absorvendo volumes crescentes de recursos Orçamento de 2014: R$ 1,002 TRILHÃO Faltam recursos para investimentos = País sendo leiloado (Seminário em NY)  PACOTE DE LEILÕES (Programa de Investimento em Logística – PIL)  Aeroportos  Portos  Rodovias  Ferrovias  Energia  Leilão de Libra Apoiar a campanha “O petróleo tem que ser nosso”: Assistir vídeo da Presidenta Dilma em Quem é Goldman Sachs:

5 Como são orientadas as políticas públicas no BRASIL MODELO ECONÔMICO: Prioridade absoluta para: Controle inflacionário equivocado, baseado em política de juros elevados e enxugamento da base monetária. Pouca ou nenhuma atenção à revisão dos preços administrados ou ao combate à inflação de alimentos via Reforma Agrária, Economia Solidária e fim dos monopólios do varejo; Política de Superávit Primário, contingenciamentos, congelamentos salariais, etc., para priorizar o pagamento dos juros da dívida pública; Reformas neoliberais e Privatizações (empresas estatais e estrutura de Estado – portos, aeroportos, estradas, petróleo); Exportação de produtos primários, com impressionantes riscos ambientais; Falta de controle de capitais, câmbio flutuante e abertura comercial irrestrita, provocando desindustrialização; Benesses tributárias para rentistas, grandes bancos e empresas transnacionais versus pesados tributos indiretos que penalizam pobres Endividamento público sem limites e sem contrapartida efetiva.

6 BRASIL: Estratégia de manutenção do Poder e da Acumulação Capitalista Lucros crescentes para setor financeiro/empresarial: exonerações fiscais, recursos BNDES, facilidades Financiamento de campanhas eleitorais e corrupção Extremo poder da mídia ligada ao grande capital Caos social (saúde, educação, creches, transporte, violência) Ilusória distribuição de riqueza Pequenos ganhos para os pobres: Bolsa Família Pífios reajustes para trabalhadores Acesso a produtos baratos: sensação de melhoria de vida Acesso a crédito/financiamentos

7 SETOR FINANCEIRO: Maior beneficiário no Brasil Fonte: Em 2012, o lucro dos 7 maiores bancos aumentou ainda mais, em comparação a 2011

8 Fonte: Secretaria do Tesouro Nacional - SIAFI. Inclui a rolagem, ou “refinanciamento” da Dívida, pois a CPI da Dívida constatou que boa parte dos juros são contabilizados como tal.

9 Belo Horizonte Brasília Rio de Janeiro São Paulo Porto Alegre Salvador Milhões de pessoas nas ruas em centenas de cidades

10 Vitória Fortaleza Recife Florianópolis Natal Manaus Milhões de pessoas nas ruas em centenas de cidades

11 MANIFESTAÇÕES EM MASSA EM CENTENAS DE CIDADES MILHÕES DE PESSOAS NAS RUAS Manifestações de Massa abrem espaço para negociação: - Exemplo da redução do preço de tarifas - Audiências com representantes populares Necessidade de empoderamento dos movimentos populares: Conteúdo para - Argumentos - Conhecimento específico (planilhas de preços das tarifas de transporte, por exemplo) - Conhecimento sobre a conjuntura (orçamento público, direitos sociais, carga tributária, dívida pública) - Conhecimento da estrutura política (quem financia campanhas políticas; quem se beneficia das políticas públicas) Como viabilizar os anseios sociais? Como podemos contribuir?

12 “Sistema da Dívida” Como opera Modelo Econômico Sistema Legal Sistema Político Corrupção Grande Mídia Dominação financeira e graves consequências sociais

13 REFINANCIAMENTO PELA UNIÃO – Lei 9.496/97 Condicionado a Programa de Ajuste Fiscal (PAF) Condicionado à Privatização do patrimônio dos estados (PED) Condicionado ao “saneamento” de Bancos que seriam privatizados (PROES). Dívida do PROES correspondeu a 55% do valor refinanciado Dívidas Mobiliárias corresponderam a 59% do montante refinanciado: IGNORADAS as denúncias de fraudes comprovadas pela CPI dos Precatórios, que revelou o envolvimento de 161 instituições financeiras em processos de emissão fraudulenta de dívidas mobiliárias por estados e municípios IGNORADO O BAIXÍSSIMO VALOR DE MERCADOS DAS DÍVIDAS MOBILIÁRIAS REFINANCIADAS POR 100% DO VALOR NOMINAL

14 RESUMO – Dívida dos Estados Fonte: Tesouro Nacional e Banco Central

15 DANO: CONDICÕES EXTREMAMENTE ONEROSAS

16 PARADOXO BRASIL 7ª Economia Mundial 3ª Pior distribuição de renda do mundo 85º no ranking de respeito aos Direitos Humanos - IDH

17 Fonte: Banco Central - Nota para a Imprensa - Setor Externo - Quadro 51 e Séries Temporais - BC

18 Fonte: Banco Central - Nota para a Imprensa - Política Fiscal - Quadro 35.

19 AUDITORIA DA DÍVIDA Prevista na Constituição Federal de 1988 Plebiscito popular ano 2000 realizado no contexto da Terceira Semana Social: mais de seis milhões de votos AUDITORIA CIDADÃ DA DÍVIDA CPI da Dívida Pública Passo importante, mas ainda não significa o cumprimento da Constituição

20 20

21 CONCLUSÕES Instrumento do endividamento público usurpado pelo setor financeiro Gestão e políticas do Estado brasileiro orientadas pela concepção e interesses privados Nação submissa aos interesses do “Mercado” Metade dos recursos orçamentários da União transferidos para pagamento da dívida pública Sistema da Dívida se reproduzindo no âmbito dos Estados e Municípios Consequências: Sacrifício Social, Exclusão, Miséria e Violência Terrorismo: “Não há outro caminho ” Fazem parecer difícil (massa retórica enganosa e desinformação) para que acreditemos que é impossível mudar os rumos

22 ESTRATÉGIAS DE AÇÃO CONHECIMENTO DA REALIDADE MOBILIZAÇÃO SOCIAL CONSCIENTE AÇOES CONCRETAS Auditoria da Dívida Pública para desmascarar o “Sistema da Dívida” e democratizar o conhecimento da realidade financeira NÚCLEOS Investigações pelo Ministério Público Rever a política monetária e fiscal para garantir distribuição da renda e justiça social Atender Direitos Humanos TRANSPARÊNCIA e acesso à VERDADE

23 PUBLICAÇÕES DIDÁTICAS

24 Obrigada Maria Lucia Fattorelli


Carregar ppt "Brasília, 24 de setembro de 2013 REUNIÃO CONSELHO POLÍTICO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google