A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Módulo de Gestão da Qualidade da CEB Clóvis Simões +55 61 340-8486 Vagner Gulim Damaceno +55 61.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Módulo de Gestão da Qualidade da CEB Clóvis Simões +55 61 340-8486 Vagner Gulim Damaceno +55 61."— Transcrição da apresentação:

1 Módulo de Gestão da Qualidade da CEB Clóvis Simões Vagner Gulim Damaceno

2 Sumário Introdução Níveis de Tensão Análise de Carregamento da Rede Análise de Falhas na Rede Análise de Equipamentos Análise de Confiabilidade de IED’s Módulo de Consultas Conclusões

3 Introdução  Em concessionárias, como a CEB, diariamente, são armazenadas 3,3 milhões de grandezas analógicas e ocorrem, aproximadamente, eventos e/ou alarmes.  O módulo de gestão da qualidade executa, diariamente, às 24 horas, identificando ocorrências de eventos / alarmes que possam degradar a qualidade do serviço de distribuição prestado pela empresa.  Ele efetua pesquisas lógicas e gera registros diários de ocorrências que caracterizam vários aspectos de qualidade da operação do sistema elétrico da CEB.

4 Introdução As Centrais Elétricas de Brasília – CEB tem um EMS / SCADA que implementa o controle supervisivo de: 30 subestações 1 usina e 66 chaves de poste telecomandadas. Ao todo existem 685 equipamentos inteligentes, conectados através de algum protocolo a um concentrador de comunicação de subestação, que por sua vez conecta-se ao COS. Esse sistema, com arquitetura cliente x servidor, é composto dos Seguintes módulos: – Servidor de Comunicação (gateway) – Servidor de BDTR – Servidor de IHM – Servidor de Dados Históricos – Servidor Internet – Servidor RAS – Servidor Dados Estimados (EMS) – Módulo de Gestão da Qualidade – Módulo de Consultas – Módulo de Auditoria – Módulo de WEB

5 Introdução Em tempo real, o usuário pode fazer consultas e atualizar os registros de qualidade. No próximo Slide são mostrados os componentes inicialmente implementados no módulo de gestão da Qualidade da CEB

6 Introdução Níveis de Tensão Falhas na rede Carregamentos Equipamentos Gerenciamento da Qualidade Confiabilidade da Supervisão Anomalias Impedimentos

7 Sumário Introdução Níveis de Tensão Análise de Carregamento da Rede Análise de Falhas na Rede Análise de Equipamentos Análise de Confiabilidade de IED’s Módulo de Consultas Conclusões

8 Níveis de Tensão  Resolução n ° 505 – Tensão superior a 1 Kv e Inferior a 230 Kv:

9 Níveis de Tensão  DRP = Duração relativa da transgressão de tensão precária DRP% = (nlp/1008) x 100 nlp = número de leituras situadas nas faixas precárias 1008 = 6 x 24 x 7 (protocolo = média 10 minutos) A partir de 2003 DRP <= 7%  DRC = Duração relativa da transgressão de tensão crítica DRC% = (nlp/1008) x 100 A partir de 2003 DRC = 0%  DRP DRC Multa = [((DRP – 7)/100 x K1) + (DRC/100)xK2]K3

10 Níveis de Tensão

11 Nessa tela é mostrado o gráfico de tendência histórica do ActionView e os eventos de transgressão de limites associados ao DRP% e DRC%

12 Sumário Introdução Níveis de Tensão Análise de Carregamento da Rede Análise de Falhas na Rede Análise de Equipamentos Análise de Confiabilidade de IED’s Módulo de Consultas Conclusões

13 Análise de Carregamento da Rede  Carregamento de trafos, alimentadores e linhas - A grandeza verificada é MVA - Critério atual, alertar quando valor >= 90% LS operacional - período verificado = 1 dia  Desequilíbrio de Fases - Alertar quando superior a 20% - período verificado = 1 dia  Fator de Potência – Alertar quando < 0,85 - período verificado = 1 dia  Perdas na transmissão – Alertar quando > 10% - período verificado = 1 dia

14 Análise de Carregamento da Rede

15 Sumário Introdução Níveis de Tensão Análise de Carregamento da Rede Análise de Falhas na Rede Análise de Equipamentos Análise de Confiabilidade de IED’s Módulo de Consultas Conclusões

16 Análise de Falhas na Rede  Desligamentos por Atuação da Proteção de Componentes - Quantidade de dias = 30 - Quantidade de Desligamentos Automáticos = 3  Incidências de Religamento Automático sem Sucesso - Quantidade de dias = 30 - Quantidade de Religamento Sem Sucesso = 3  Falhas em Bancos de Capacitores - Quantidade de dias = 30 - Quantidade de Falhas (atuação 61) = 3

17 Análise de Falhas na Rede

18 Sumário Introdução Níveis de Tensão Análise de Carregamento da Rede Análise de Falhas na Rede Análise de Equipamentos Análise de Confiabilidade de IED’s Módulo de Consultas Conclusões

19 Análise de Equipamentos  Abertura de disjuntores em curto – circuito - Quantidade de dias = 1 - Quantidade de Aberturas = 90% da capacidade  Comutador de Taps - Quantidade de dias = 1 - Quantidade de comutação = 40

20 Análise de Equipamentos

21 Sumário Introdução Níveis de Tensão Análise de Carregamento da Rede Análise de Falhas na Rede Análise de Equipamentos Análise de Confiabilidade de IED’s Módulo de Consultas Conclusões

22 Análise de Confiabilidade (IED’s)  Falhas em Remotas – S. Comunicação – Transdutores - Tempo de indisponibilidade > 3 minutos  Oscilações em Remotas – S. Comunicação – Transdutores - Tempo de indisponibilidade < 3 minutos

23 Análise de Confiabilidade (IED’s)

24 Sumário Introdução Níveis de Tensão Análise de Carregamento da Rede Análise de Falhas na Rede Análise de Equipamentos Análise de Confiabilidade de IED’s Módulo de Consultas Conclusões

25 Módulo de Consultas  É um programa que pode ser instalado em qualquer equipamento da rede corporativa (Windows 98, XP, 2000)  Produz diversos relatórios orientados ao setor elétrico

26 Consulta – Índices DRP% e DRC%  Foi adequado para suportar relatórios da Qualidade, tais como índices de DRP% e DRC% gerados no módulo de Gestão da Qualidade;

27 Consulta – Análise de Confiabilidade  Análise de confiabilidade de IED’s Relatório de indisponibilidade de UTR’s em todas as subestações, no mês anterior

28 Consulta – Carga Máxima das SE’s  Informa o máximo em dia normal, sábado e domingo

29 Consulta – Desligamentos  Apresenta desligamentos nos últimos 30 dias

30 Sumário Introdução Níveis de Tensão Análise de Carregamento da Rede Análise de Falhas na Rede Análise de Equipamentos Análise de Confiabilidade de IED’s Módulo de Consultas Conclusões

31 Conclusões  Toda informação armazenada no SSC pode ser tratada através do Módulo de Qualidade;  Possibilita inúmeras oportunidades de melhorias na qualidade do fornecimento de energia;  Ferramenta de apoio à implantação da manutenção preditiva e preventiva;  Subsídio para os investimentos necessários na rede e sistema de supervisão e controle.


Carregar ppt "Módulo de Gestão da Qualidade da CEB Clóvis Simões +55 61 340-8486 Vagner Gulim Damaceno +55 61."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google