A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

© 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. 1.Sistemas concentrados e distribuídos 2.Conceitos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "© 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. 1.Sistemas concentrados e distribuídos 2.Conceitos."— Transcrição da apresentação:

1 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. 1.Sistemas concentrados e distribuídos 2.Conceitos básicos de redes de comunicação em automação 3.Estações de monitoramento SCADA 4.Aplicações de redes de comunicação 5.Tecnologias de comando 6.Redes de comunicação Fieldbus TM CAPÍTULO 15

2 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. 1. Sistemas concentrados e distribuídos Nos sistemas concentrados, todo o processamento é realizado numa única máquina, e a informação percorre uma direção vertical através de uma estrutura hierarquizada. Nos sistemas distribuídos, o gerenciamento da informação, assim como o controle da automação, é efetuado por máquinas alocadas ao longo da planta. A diferença entre os sistemas está no modo de participação do operador: nas redes, o usuário coordena a execução das tarefas e, nos sistemas distribuídos, isso ocorre automaticamente. Em relação ao sistema físico (hardware), a rede e os sistemas distribuídos são iguais. A diferença está no sistema lógico operacional (software): nos sistemas distribuídos é instalado um conjunto de softwares que conferem à planta confiabilidade, coerência e transparência, operando automaticamente.

3 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. 2. Conceitos básicos de redes de comunicação em automação As redes de comunicação podem ser classificadas em diversas categorias, em atendimento ao critério de localidade: – LANs – local area networks (redes locais); – CANs – campus area networks; – MANs – metropolitan area networks; – WANs – wide area networks. O processo de controle e aquisição de dados inicia-se nas estações remotas, CLPs e RTUs (remote terminal units), com a leitura dos valores correntes dos dispositivos que lhes são devidamente associados. Os PLCs apresentam como principal vantagem a facilidade de programação e o controle de dispositivos por meio das entradas/saídas ou inputs/outputs. Já os RTUs possuem boa capacidade de comunicação e são especialmente indicados para situações em que a comunicação é difícil.

4 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Redes LAN e WAN

5 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Arquitetura para controle e supervisão via Internet

6 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Modelo OSI de protocolos

7 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Arquitetura do TCP/IP, comparada ao modelo OSI

8 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. 3. Estações de monitoramento SCADA As estações de monitoramento central são responsáveis pelo recebimento das informações geradas por estações remotas e agem em conformidade com eventos ocorridos. Essas estações podem estar centralizadas em uma única estação de trabalho ou distribuídas por uma rede de computadores de modo que permitam a partilha das informações provenientes do sistema SCADA. Para aumentar o grau de segurança e confiabilidade do sistema, sempre é utilizada uma estação de backup que permite a recuperação de informações no caso de ocorrência de falhas e danos ao sistema. Tal configuração consiste em duas estações SCADA idênticas, ambas conectadas aos mesmos CLPs; uma opera como mestre, coletando os dados, e a outra fica em stand-by.

9 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Teleoperação utilizando a arquitetura cliente-servidor

10 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Layout do sistema de supervisão e controle via Internet

11 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Sistema de aquisição de imagens

12 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. 4. Aplicações de redes de comunicação A aplicação de redes está associada a meios de transmissão e a métodos de comunicação. Quanto às formas de distribuição e de conexão dos diversos equipamentos, um dos critérios mais importantes no projeto de redes consiste em classificá-las segundo sua topologia: ponto a ponto ou multiponto. Os sistemas de transmissão podem se caracterizar pela existência ou não de um meio físico de transmissão.

13 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Transmissão mestre-escravo

14 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Mensagens em sistemas industriais

15 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. 5. Tecnologias de comando Os sistemas convencionais consistem em dispositivos básicos, tais como sensores, transmissores, atuadores, conjunto de válvulas, chaves elétricas etc. Dentre as poucas vantagens dos sistemas convencionais destacam- se a simplicidade técnica e o nível de descentralização dos elementos de campo. Os sistemas multipolares concentram componentes num conector múltiplo, definido como terminal de válvulas. Dentre as principais vantagens dos sistemas multipolares pode-se destacar a utilização de cabos multipolares, que possibilitam a conexão simultânea dos cabos, a incorporação das ligações das válvulas solenóides e entradas de sensores e o fato de os principais pontos de instalação pneumática ficarem centralizados.

16 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Sistema convencional

17 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Terminal de válvulas com conector multipolar

18 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Sistema multipolar

19 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. 6. Redes de comunicação Fieldbus TM As redes de comunicação Fieldbus constituem-se em um sistema de transmissão de informações que simplifica muito a instalação e a operação de máquinas e equipamentos industriais utilizados em processos de produção. O Fieldbus geralmente utiliza como meio físico um par de condutores trançados ou fibra óptica. Nos sistemas com elevado grau de complexidade e velocidade de processamento e/ou transmissão de informações e grandes distâncias, recomenda-se a utilização das redes de comunicação Fieldbus em substituição aos sistemas convencionais.

20 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Barramento de comunicação Fieldbus

21 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Tecnologias Fieldbus

22 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Níveis de comunicação em um ambiente industrial

23 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Ligação entre protocolos

24 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Aplicação X funcionalidade de protocolos

25 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Principais elementos operativos da plataforma Pipefa

26 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Circuito representativo de uma rede de comunicação Fieldbus

27 © 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. Sistema convencional versus sistema Fieldbus


Carregar ppt "© 2005 by Pearson Education Princípios de Mecatrônica – João Maurício Rosário – © 2005 Pearson Education, Inc. 1.Sistemas concentrados e distribuídos 2.Conceitos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google