A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ESTUDO COMPARATIVO DE MISTURAS DE REJEITOS INDUSTRIAIS PARA CONFECÇÃO DE TIJOLOS Anderson Alves Cunha 1 Francismar Henrique.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ESTUDO COMPARATIVO DE MISTURAS DE REJEITOS INDUSTRIAIS PARA CONFECÇÃO DE TIJOLOS Anderson Alves Cunha 1 Francismar Henrique."— Transcrição da apresentação:

1 ESTUDO COMPARATIVO DE MISTURAS DE REJEITOS INDUSTRIAIS PARA CONFECÇÃO DE TIJOLOS Anderson Alves Cunha 1 Francismar Henrique de Oliveira 2 Angel Rafael Arce Chilque 3 (1) Estudante de Engenharia Metalúrgica da FaEnge (2) Estudante de Engenharia Metalúrgica da FaEnge (3) Professor e Pesquisador da FaEnge INTRODUÇÃO OBJETIVO GERAL OBJETIVO ESPECÍFICO MATERIAL E MÉTODOS Com o crescimento da atividade industrial, a extração dos bens minerais cresce e a geração de resíduos aumenta. Boa parte desses resíduos é despejada no ambiente, levando a um aumento na degradação. Mudanças nos processos industriais são necessários, o que não é muito simples, pois envolve interesses controvertidos. Entretanto o beneficiamento desses resíduos tem se mostrado viável do ponto de vista técnico, econômico e ambiental o que tem impulsionando diversas pesquisas sobre o assunto. Avaliar a viabilidade técnica do reaproveitamento em conjunto de dois tipos de resíduos, a escória, coproduto das siderurgias, e a lama, resíduo da mineração, visando o emprego da mistura destes na confecção de tijolos. Caracterizar do ponto vista granulométrico e químico o resíduo da mineração, o coproduto siderúrgico e a argila, avaliando comparativamente os corpos de provas com adições dos resíduos com o padrão (composto somente de argila), além de avaliar se o produto final atende às especificações técnicas da ABNT. Verifica-se que todos os grupos de mistura apresentaram melhores resultados comparando com o grupo padrão (100% argila). porém só os grupos II (100% Lama), III (80% Argila e 20% Lama) e XI (20% Argila, 60% Lama e 20% Escória) atenderam a especificação da norma, que sugere que este índice não deve ser superior a 22% para os corpos de prova medidos individualmente. Fig. 2 – Gráfico do resultado do índice de absorção de água CONSIDERAÇÕES PARCIAIS Os resultados obtidos até o momento permitem concluir que a metodologia e procedimentos empregados, foram satisfatórios, com resultados coerentes quando comparado com estudos realizados por outros autores. A mistura dos resíduos (lama e escória) com argila se apresentaram de forma benéfica, uma vez que, a propriedade de compactabilidade pode ser aumentada adicionando partículas de diferentes tamanhos, reduzindo a porosidade da mistura, o que de fato ocorreu. Outros testes estão sendo realizados, como resistência a compressão e analise da fratura, sendo que a analise do produto final depende destes testes. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS PINTO, Paulo César. Investigação de Parâmetros do CCR com Incorporação de Escória Granulada de Alto Forno para Utilização como Base de Pavimentos. Dissertação (Mestrado). Universidade de São Paulo. São Paulo, PUREZA, Julio César Cestari. Utilização de resíduos industriais de baixa granulometria em massas cerâmicas de argila vermelha: Aspectos tecnológicos e ambientais Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, AGRADECIMENTOS À FAPEMIG, pela concessão de bolsa de iniciação cientifica; à Arcelor Mittal, pela doação da escória alto-forno; à Samarco, pela doação da lama e à FaEnge pela infra- estrutura e pessoal. Os materiais utilizados são: escória de alto forno, lama (resíduo da mineração) e argila. As escórias de alto-forno são resíduos inevitáveis na produção de ferro-gusa, são resultado da combinação da ganga do minério de ferro com as cinzas do coque e do calcário (PINTO, 2010). A lama é um resíduo inevitável na etapa do beneficiamento do minério de ferro, sua geração está relacionada com a concentração dos minerais. A argila é uma matéria prima natural, terrosa de granulação fina. São constituídas de partículas pequenas conhecidas como argilominerais, que são formadas essencialmente de silicatos hidratados de alumínio, podendo conter ainda elementos como ferro, magnésio e outros. (Pureza, 2004). A figura 1 apresenta a metodologia empregada para realização da pesquisa, o planejamento de experimentos baseou na formulação de onze grupos com diferentes proporções em massa das três matérias primas (lama, escória e argila). Fig. 1 – Fluxograma esquemático do processo produtivo RESULTADOS E DISCUSSÃO A figura 2 apresenta o gráfico dos resultados do índice de absorção de água.


Carregar ppt "ESTUDO COMPARATIVO DE MISTURAS DE REJEITOS INDUSTRIAIS PARA CONFECÇÃO DE TIJOLOS Anderson Alves Cunha 1 Francismar Henrique."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google