A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Seminário Iluminação pública O futuro hoje 11 | julho | 2012 Iluminação a LED, o caso da Câmara Municipal José Mota.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Seminário Iluminação pública O futuro hoje 11 | julho | 2012 Iluminação a LED, o caso da Câmara Municipal José Mota."— Transcrição da apresentação:

1 seminário Iluminação pública O futuro hoje 11 | julho | 2012 Iluminação a LED, o caso da Câmara Municipal José Mota

2 Objectivos Considerações de Projecto Iluminação a LED – Vantagens Levantamento da instalação Poupanças esperadas

3 Objectivos Seguir o plano Eco AP – aumentar em 20% a eficiência energética nos organismos da Administração Pública Estimular o tecido empresarial do concelho, promovendo um cluster de iluminação Melhorar as condições de trabalhos dos colaboradores Diminuir os custos de exploração em mais de 20% Ser referência de boas práticas na Administração Pública

4 O porquê de eficiência energética Combustiveis Fósseis são finitos Teoria macroeconómica da energia

5 O porquê de eficiência energética

6 Eficiência Energética em iluminação Interior  32.8% - Edifícios de escritórios;  34,4% - Comércio;  20,2% - Hotéis;  17,0% - Hospitais;  22,4% - Escolas  25% em edifícios em geral (como os edifícios representam 20% do global  5% do consumo global em energia). Consumos em Iluminação

7 Considerações de Projecto Utilização racional de energia em iluminação A gestão adequada dos recursos disponíveis, conduz ao aumento da eficiência energética. Neste sentido, alguns dos aspectos devem ser tidos em conta num projecto de iluminação, nomeadamente: –Quantidade e qualidade da luz adaptadas às necessidades do espaço que se pretende iluminar. – Indice de restituição e temperatura de cor adequadas ao tipo de objectos que se pretende iluminar. – Distribuição fotométrica adequada. Solução: Realização de estudos luminotécnicos de suporte, baseados neste conjunto de factores com vista ao projecto e desenvolvimento de luminárias e sistemas de luminárias adaptadas às necessidades (Light Design). 2 Gestão adequada dos recursos disponíveis 1

8 Considerações de Projecto Alguns parâmetros funcionais a considerar Nível de iluminação Índice de restituição de cor Ausência de encandeamento Ausência de reflexões desconfortáveis (secretárias, monitores de computadores, por ex. 4 Aspectos psico-fisiológicos Facilidade de operação e manutenção Versatilidade Baixo consumo Alguns parâmetros operacionais a considerar Aspectos técnicos

9 Considerações de Projecto Conforto Visual Os níveis de iluminação dos espaços devem seguir o especificado na norma EN para interiores e a EN para exteriores. Tal como especificado na norma para cada tipo de espaço devem ser respeitados os níveis de encadeamento (UGR). Restituição de cor é a capacidade que a fonte de luz tem de reproduzir as cores do espectro visivel. Esta deve estar adequada ao tipo de tarefas a executar no espaço, conforme previsto na referida norma

10 Considerações de Projecto Solução T8 LED proposta -LEDs Osram - Eficácia Luminosa de 97 lm/w - Vida útil > horas - Classe II -26,1 W de consumo. Características Opcionais: -Controlo local / remotoControlo local / remoto -Sensores de luminosidadeSensores de luminosidade -Corpo integralmente em policarbonato. -Desenho compacto e robusto. - -Tempo de Vida útil superior a h (B10L70). -Elevado índice de restituição cromática (Ra > 80). -Baixa poluição lumínica. - -Garantia 5 anos

11 Iluminação a LED – Vantagens O que é Estrutura Física  O LED (Light Emitting Diode) é um dispositivo semicondutor, capaz de emitir luz quando polarizado electricamente. Esta é uma forma de electro-luminescência.  O LED propriamente dito é o semicondutor (chip) localizado no centro do invólucro responsável pelo seu encapsulamento. Principio de funcionamento

12 Iluminação a LED – Vantagens Principais vantagens: Rendimento elevado Elevada selectividade espectral (espectro optimizado) Elevada directividade (semi-plano) Elevada robustez eléctrica/mecânica Elevada duração (tip. >60.000H) –B10L70 Arranque “instantâneo” (<0.1ms) Custos de manutenção reduzidos Não utiliza componentes tóxicos na sua composição Principal desvantagem: Custo inicial elevado (comparativamente com as restantes tecnologias)

13 Levantamento da Instalação Levantamento de unidades instaladas. Caracterização das luminárias instaladas – potência e equipamento eléctrico. Horários de funcionamento Análise de tarifário Levantamento e registo de condicionalismos de instalação

14 Levantamento da Instalação Em função das dificuldades de cablagem para uma nova solução de iluminação (com sistema de gestão integrado), as soluções de iluminação a adoptar devem ser em linha continua e possuir espaço indicado para passagem de cabos. Condições Instalação

15 Levantamento da Instalação Os grupos ópticos a usar nas zonas de trabalho deverá permitir um elevado conforto visual (UGR<19). Zonas de Trabalho

16 Levantamento da Instalação Os grupos ópticos a usar nas zonas de circulação deverão permitir uma luz difusa e lambertiana por forma a conferir elevados níveis de uniformidade. Zonas de Circulação

17 Levantamento da Instalação

18 Poupanças esparadas A implementação da mais recente tecnologia das lâmpadas T8 LED, vai permitir reduzir a potência instalada nas instalações dos paços do concelho em 50%, sendo que a renovação reforça a iluminação nomeadamente no piso de estacionamento.

19 Questões?

20 Contactos Exporlux Apartado Covão Águeda | Portugal BlueSpan Covão - Valongo do Vouga Águeda | Portugal Lightenjin Cruz do Almagre - Valongo do Vouga Águeda | Portugal Soneres Rua Central de Frejufe, 786 Silva Escura Maia | Portugal


Carregar ppt "Seminário Iluminação pública O futuro hoje 11 | julho | 2012 Iluminação a LED, o caso da Câmara Municipal José Mota."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google