A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Inovação e Criatividade Aurora A.C. Teixeira CEF.UP. Faculdade de Economia, Universidade do Porto; INESC Porto; OBEGEF

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Inovação e Criatividade Aurora A.C. Teixeira CEF.UP. Faculdade de Economia, Universidade do Porto; INESC Porto; OBEGEF"— Transcrição da apresentação:

1 Inovação e Criatividade Aurora A.C. Teixeira CEF.UP. Faculdade de Economia, Universidade do Porto; INESC Porto; OBEGEF 18 de Outubro de 2010 FAUP

2 Estrutura da apresentação 1. Inovação A questão da mensuração (percepção vs. medidas mais objectivas – limites à mensuração em determinados sectores) 2. Criatividade e inovação Condição suficiente mas não necessária para inovação? 3. Modelo linear versus interactivo de inovação Um olhar para Arquitectura Como estamos de desempenho inovador em Portugal? Os limites dos dados e das análises estatísticas...

3 Inovação “É o impulso fundamental que coloca e mantém em movimento o motor da economia” (Joseph Schumpeter, Economista do Séc. XX)

4 Fonte: Businessweek, 2010 (Votos dos top CEOs) Top 25 das empresas mais inovadoras em 2010 Fonte: Fastcompany, 2010 (Votos dos leitores da revista)

5 1. Diller Scofidio + Renfro (EUA) 2. MVRDV (Holanda) 3. SHoP Architects 4. Shigeru Ban 5. Office dA 6. Olson Kundig Architects 7. Adjaye Associates 8. KieranTimberlake 9. Santiago Calatrava 10. Field Operations Museum of Image and Sound, on Copacabana Beach 10 Empresas mais inovadoras em Arquitectura (2010) Fonte: Fastcompany, 2010

6 1. Diller Scofidio + Renfro 2. MVRDV (Holanda) 3. SHoP Architects 4. Shigeru Ban 5. Office dA 6. Olson Kundig Architects 7. Adjaye Associates 8. KieranTimberlake 9. Santiago Calatrava 10. Field Operations Gwanggyo Green Power Center: Coreia do Sul 10 Empresas mais inovadoras em Arquitectura (2010)

7 1. Diller Scofidio + Renfro 2. MVRDV 3. SHoP Architects (EUA) 4. Shigeru Ban 5. Office dA 6. Olson Kundig Architects 7. Adjaye Associates 8. KieranTimberlake 9. Santiago Calatrava 10. Field Operations 10 Empresas mais inovadoras em Arquitectura (2010) Fashion Institute of Technology's C2 tower in Manhattan

8 1. Diller Scofidio + Renfro 2. MVRDV 3. SHoP Architects 4. Shigeru Ban (Japão) 5. Office dA 6. Olson Kundig Architects 7. Adjaye Associates 8. KieranTimberlake 9. Santiago Calatrava 10. Field Operations 10 Empresas mais inovadoras em Arquitectura (2010) Centro Pompidou em Metz

9 1. Diller Scofidio + Renfro 2. MVRDV 3. SHoP Architects 4. Shigeru Ban 5. Office dA (EUA) 6. Olson Kundig Architects 7. Adjaye Associates 8. KieranTimberlake 9. Santiago Calatrava 10. Field Operations 10 Empresas mais inovadoras em Arquitectura (2010) University of Toronto's Daniels architecture school

10 1. Diller Scofidio + Renfro 2. MVRDV 3. SHoP Architects 4. Shigeru Ban 5. Office dA 6. Olson Kundig Architects (EUA) 7. Adjaye Associates 8. KieranTimberlake 9. Santiago Calatrava 10. Field Operations 10 Empresas mais inovadoras em Arquitectura (2010) Offices for steel fabricator T Bailey Inc.

11 1. Diller Scofidio + Renfro 2. MVRDV 3. SHoP Architects 4. Shigeru Ban 5. Office dA 6. Olson Kundig Architects 7. Adjaye Associates (Tanzânia) 8. KieranTimberlake 9. Santiago Calatrava 10. Field Operations 10 Empresas mais inovadoras em Arquitectura (2010) National Museum of African American History

12 1. Diller Scofidio + Renfro 2. MVRDV 3. SHoP Architects 4. Shigeru Ban 5. Office dA 6. Olson Kundig Architects 7. Adjaye Associates 8. KieranTimberlake 9. Santiago Calatrava 10. Field Operations 10 Empresas mais inovadoras em Arquitectura (2010) New United States Embassy in London Ganhou o 2010 US National Design Award na rúbrica Architecture Design

13 1. Diller Scofidio + Renfro 2. MVRDV 3. SHoP Architects 4. Shigeru Ban 5. Office dA 6. Olson Kundig Architects 7. Adjaye Associates 8. KieranTimberlake 9. Santiago Calatrava 10. Field Operations 10 Empresas mais inovadoras em Arquitectura (2010) World Trade Center Transportation Hub in New York Samuel Beckett Bridge, in Dublin

14 1. Diller Scofidio + Renfro 2. MVRDV 3. SHoP Architects 4. Shigeru Ban 5. Office dA 6. Olson Kundig Architects 7. Adjaye Associates 8. KieranTimberlake 9. Santiago Calatrava 10. Field Operations 10 Empresas mais inovadoras em Arquitectura (2010) Transformed the High Line, an abandoned elevated railway track on Manhattan's west side, into a wildly successful public park

15 Mas o que é a inovação ?  Invenção  Mudança  Melhoria .....  a inovação é a mudança com valor económico (“innovation is profitable change”) mudança com melhoria; melhoria requer criatividade

16 Entrevista da Businessweek a Renfro, 25 Agosto 2010 Charles Renfro, 46 anos da Diller Scofidio + Renfro (Empresa mais inovadora na área da arquitectura, 32º entre as empresas mais inovadoras) Q: How do you explain your winning streak? A: The obvious answer is that we finally created several major commissions and people have heard of us and they hadn’t before. Q: The firm has been around more than 30 years, though. Is this an example of perseverance? Or is it just good luck? A: I wish I could provide you with a silver-bullet answer, but I think it’s a combination of all that. I also think our approach toward building and design is much more sympathetic to the economy. (…). We’re operating at the crossroads of making an icon and a very thoughtful response to clients’ problems.

17 Entrevista da Businessweek a Renfro, 25 Agosto 2010 Charles Renfro, 46 anos Q: Is it harder to do architecture in 2010? A: It’s probably harder for some people. There are many architects who are used to working on high-profile jobs, making iconic architecture. (…) Maybe we’re reaping the benefit of the downturn in this way. It’s not harder for us.. Q: How would you describe the firm’s design philosophy? A: We take our inspiration from the context of the project. Having said that, we’re very interested in pushing the limit of technology, of form-making, of structure. Q: What would advice would you give to a student who is thinking of becoming an architect? A: Go into law. Q: And if he/she doesn’t listen? A: (…) We were never a well-paid profession, much to a lot of other people’s surprise. Definitely, there’s less money out there to build buildings. So we all have to be more creative!

18 E o que é criatividade?  Tendência para gerar ou reconhecer ideias, alternativas, ou possibilidades que podem ser úteis na resolução de problemas, na comunicação com outros, e para o entretenimento (Robert E. Franken, Human Motivation). Três razões pelas quais as pessoas são motivadas para serem criativas:  Necessidade de novidade, variedade e estímulo  Necessidade de comunicar ideias e valores  Necessidade de resolver problemas

19 E o que é criatividade? De modo a ser criativo a pessoa tem que ser capaz de ver as coisas de uma perspectiva diferente, inovadora. Entre outras, tem que se ser capaz de gerar novas possibilidades e novas alternativas. Os testes de criatividade medem não só o nº de alternativas que as pessoas podem gerar mas quão únicas/singulares são essas alternativas. A capacidade de gerar alternativas ou ver as coisas de uma forma única não ocorre por acaso; está ligado a qualidades mais fundamentais de raciocínio, tais como flexibilidade, tolerância à ambiguidade ou ao inesperado e prazer da descoberta/desconhecido.

20 E o que é criatividade?  “Criativo" refere-se a produtos novos com valor: “O avião foi uma invenção criativa”  Também se refere a uma pessoa que produz um trabalho: “O Picasso era criativo” “C.Ronaldo é criativo!”  A criatividade refere-se à capacidade de produzir os tais trabalhos: “Como podemos aumentar a criatividade dos colaboradores?”  A criatividade refere-se à actividade de gerar tais produtos “A criatividade exige trabalho árduo”

21 1. Will Alsop (ALSOP Architects) 2. Yansong Ma (MAD architects) 3. Minsuk Cho and Kisu Park (MASS Studies) 4. Rem Koolhaas (OMA) 5. Winy Maas, Jacob van Rijs and Nathalie de Vries (MVRDV) 6. Shigeru Ban (Shigeru Ban Architects) 7. Jacques Herzog and Pierre De Mueron (Herzog & De Meuron) 8. Thom Mayne (Morphosis Architects) 9. Zaha Hadid (Zaha Hadid Architects) 10. Norman Foster (Foster + Partners) Top 10 indivíduos mais criativos na Arquitectura (2009) Extension for the Ontario College of Art and Design China's Erdos Museum

22 1. Will Alsop (ALSOP Architects) 2. Yansong Ma (MAD architects) 3. Minsuk Cho and Kisu Park (MASS Studies) 4. Rem Koolhaas (OMA) 5. Winy Maas, Jacob van Rijs and Nathalie de Vries (MVRDV) 6. Shigeru Ban (Shigeru Ban Architects) 7. Jacques Herzog and Pierre De Mueron (Herzog & De Meuron) 8. Thom Mayne (Morphosis Architects) 9. Zaha Hadid (Zaha Hadid Architects) 10. Norman Foster (Foster + Partners) Top 10 indivíduos mais criativos na Arquitectura (2009) Korean Pavilion of the 2010 Shanghai Expo CCTV tower in Beijing Book Mountain" project

23 1. Will Alsop (ALSOP Architects) 2. Yansong Ma (MAD architects) 3. Minsuk Cho and Kisu Park (MASS Studies) 4. Rem Koolhaas (OMA) 5. Winy Maas, Jacob van Rijs and Nathalie de Vries (MVRDV) 6. Shigeru Ban (Shigeru Ban Architects) 7. Jacques Herzog and Pierre De Mueron (Herzog & De Meuron) 8. Thom Mayne (Morphosis Architects) 9. Zaha Hadid (Zaha Hadid Architects) 10. Norman Foster (Foster + Partners) Top 10 indivíduos mais criativos na Arquitectura (2009) Centre Pompidou Metz Phare Tower Bird's Nest Olympic Stadium

24 1. Will Alsop (ALSOP Architects) 2. Yansong Ma (MAD architects) 3. Minsuk Cho and Kisu Park (MASS Studies) 4. Rem Koolhaas (OMA) 5. Winy Maas, Jacob van Rijs and Nathalie de Vries (MVRDV) 6. Shigeru Ban (Shigeru Ban Architects) 7. Jacques Herzog and Pierre De Mueron (Herzog & De Meuron) 8. Thom Mayne (Morphosis Architects) 9. Zaha Hadid (Zaha Hadid Architects) 10. Norman Foster (Foster + Partners) Top 10 indivíduos mais criativos na Arquitectura (2009) Business district in Cairo Terminal 3 of the Beijing International Airport

25 Criatividade e inovação... A criatividade parece ser uma condição necessária à inovação mas não é suficiente – uma inovação tem que gerar valor económico e/ou social, satisfazer uma procura.

26 Inovação - visão contemporânea Principal objectivo da inovação  criar uma oferta distintiva que permita às organizações diferenciar-se da concorrência, antecipando-se às necessidades dos clientes através da apresentação de propostas de valor sempre renovadas.  inovação significa introduzir algo de novo, sendo que  o novo obtém-se alterando o existente e  o novo produz alterações naquilo que está estabelecido

27 Inovação – muito mais do que invenção Diz-se que a inovação pressupõe “três i’s”  inspiração – criar e realizar uma invenção (tecnologia, equipamento, fórmula, algoritmo, design, método ou conceito organizativo)  integração – gerar algo útil, i.e. utilidade, a partir dessa invenção (produto, processo ou serviço)  implementação – usar esse algo útil para acrescentar valor, aumentar a competitividade, o mercado e os ganhos

28 Inovação – factor de competitividade  competitividade das empresas (VA produtos, serviços) » diferenciação (diferente, distintivo, para melhor) » inovação » competitividade Inovação (em quê ?)  produto - funcionalidade, design  processo- Δ custo – tempo – qualidade  serviço- marketing, canal de venda, assistência técnica, garantia  negócio- novas oportunidades, mercados, dois, três tipos distintos de inovação em simultâneo

29 “Álvaro Siza Vieira é muito simplesmente um dos melhores arquitectos do mundo” Fonte: The Guardian, 30 Janeiro 2009 Siza Vieira – criatividade e inovação? Prémios: 1992: Prémio 'Pritzker' 1998: Medalha 'Alvar Aalto‘ 2001: 'Wolf Prize in Arts' 2009: Royal Gold Medal for Architecture Casa de Chá da Boa Nova Igreja de Santa Maria em Marco de Canavezes “Os edifícios de Siza são tão gentilmente inspiradores quanto são sotto voce; as suas casas térreas, inteligentes e de baixo custo, encontradas através de Portugal, podem ser descritas de igual modo”. John Glancey (crítico de Arquitectura do The Guardian, 2009). FAUP Casa Duarte

30 Início de um projecto... “Começa no espírito do cliente, mas às vezes não gosto. Outros, começam por dizer "o senhor arquitecto tem toda a liberdade para fazer como quiser". E aí também não gosto. (...) se tivesse toda a liberdade, fazia mas é a minha casa e não a do cliente. Acho que é importante conceber o projecto sempre em diálogo com o cliente, seja ele particular ou oficial.” “... um projecto... [n]asce depois de falar com o empreendedor, saber bem o que quer e depois a cabeça começa logo a funcionar.” Fonte: Jornal Notícias, Junho 2008 Inovação: ‘science push ou demand pull?... O modelo interactivo da inovação... nas palavras de Siza Vieira

31 Portugal PORTUGAL HOJE, o medo de existir/criar/inovar? Atraso endémico 2º José Gil: “televisão, a não-inscrição, o medo, a inveja e o queixume”

32 Indicador Global de Desempenho Inovador 2009 (vs 2008, a cinza) Moderadamente inovador Fonte: EC (2010), EUROPEAN INNOVATION SCOREBOARD COMPARATIVE ANALYSIS OF INNOVATION PERFORMANCE

33 Dinâmica do Desempenho Inovador ( ) Fonte: EC (2010), EUROPEAN INNOVATION SCOREBOARD COMPARATIVE ANALYSIS OF INNOVATION PERFORMANCE

34 Desempenho de inovação por dimensão Fonte: EC (2010), EUROPEAN INNOVATION SCOREBOARD COMPARATIVE ANALYSIS OF INNOVATION PERFORMANCE

35 Desempenho de inovação por dimensão Fonte: EC (2010), EUROPEAN INNOVATION SCOREBOARD COMPARATIVE ANALYSIS OF INNOVATION PERFORMANCE

36 Desempenho de inovação por dimensão “Over the past 5 years, Human resources, Firm investments and Throughputs have been the main drivers of the improvement in innovation performance, in particular as a result from: - strong growth in S&E and SSH graduates (15.8%) - S&E and SSH doctorate graduates (16.9%) - Business R&D expenditures (26.3%) - EPO patents (16.4%). Performance in the other dimensions has increased at a slower pace.” Fonte: EC (2010), EUROPEAN INNOVATION SCOREBOARD COMPARATIVE ANALYSIS OF INNOVATION PERFORMANCE

37


Carregar ppt "Inovação e Criatividade Aurora A.C. Teixeira CEF.UP. Faculdade de Economia, Universidade do Porto; INESC Porto; OBEGEF"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google