A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GENITIVE CASE Andressa Ribeiro do Amaral. GENITIVE CASE  O Genitive Case é usado para indicar posse.  REGRA GERAL: acrescenta-se ’s ao substantivo possuidor:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GENITIVE CASE Andressa Ribeiro do Amaral. GENITIVE CASE  O Genitive Case é usado para indicar posse.  REGRA GERAL: acrescenta-se ’s ao substantivo possuidor:"— Transcrição da apresentação:

1 GENITIVE CASE Andressa Ribeiro do Amaral

2 GENITIVE CASE  O Genitive Case é usado para indicar posse.  REGRA GERAL: acrescenta-se ’s ao substantivo possuidor:  “We used the Human Rights Act to challenge the police's failure and get justice. Without human rights, people like the women I represent wouldn't have anything to fall back on if their cases aren't investigated.”  Quando o substantivo terminar em s, acrescenta-se apenas o ’:  “Human rights exist to give people the power to challenge the wrongs in our society. We must unite against the Conservatives’ plan to strip away these protections.”

3 GENITIVE CASE  SPECIAL CASES:  1. Nomes famosos terminados em s, acrescenta-se apenas o ’:  Pay attention to Jesus’ words.  II. Quando há dois ou mais possuidores:  A) Se for algo comum a todos, acrescenta-se ’s ao último:  I went to Mike and Andrew’s apartment.  B) Se cada possuidor tiver um pertence distinto, acrescenta-se ’s em todos:  I went to Mike’s and Andrew’s apartments.

4 GENITIVE CASE  III. Pode-se omitir o substantivo quando for um lugar relacionado ao possuidor:  They wanted to visit Westminster’s. (abbey)  IV. Usa-se o ’s com certas expressões de tempo, peso ou espaço:  It’s a two month’s journey.

5 REFERENCES  tories-human-rights-law tories-human-rights-law


Carregar ppt "GENITIVE CASE Andressa Ribeiro do Amaral. GENITIVE CASE  O Genitive Case é usado para indicar posse.  REGRA GERAL: acrescenta-se ’s ao substantivo possuidor:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google