A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Tópicos I – Prof. Eduardo Zagari Virtualização André Bernardes RA: 01000000 César Kallas RA: 02099224 Eduardo Stuchi RA: 01000000 Rafael Curi RA: 02135473.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Tópicos I – Prof. Eduardo Zagari Virtualização André Bernardes RA: 01000000 César Kallas RA: 02099224 Eduardo Stuchi RA: 01000000 Rafael Curi RA: 02135473."— Transcrição da apresentação:

1 Tópicos I – Prof. Eduardo Zagari Virtualização André Bernardes RA: César Kallas RA: Eduardo Stuchi RA: Rafael Curi RA:

2 2 Virtualização Introdução Funcionamento Benefícios Estudo de Caso Demonstração Conclusão

3 3 Virtualização - Introdução Introdução | Funcionamento | Benefícios | Estudo de Caso | Demostração | Conclusão Introduzido nos anos 60 em Mainframes Em 1980 os microcomputadores e PCs ganharam em eficiência Depois de 1990, a virtualização volta a ser estudada Virtualização hoje, está em primeiro plano

4 4 Virtualização - Introdução Virtualização é uma abstração entre o hardware e o sistema operacional Introdução | Funcionamento | Benefícios | Estudo de Caso | Demostração | Conclusão

5 5 Virtualização - Introdução A IBM define uma máquina virtual como uma cópia totalmente protegida e isolada de um sistema físico Introdução | Funcionamento | Benefícios | Estudo de Caso | Demostração | Conclusão

6 6 Virtualização - Introdução Permite que múltiplas máquinas virtuais (sistemas operacionais) funcione em um mesmo hardware Funciona isoladamente do sistema operacional hospedeiro e de outras máquinas virtuais. Cada máquina virtual possui o seu próprio hardware virtual (como RAM, CPU, Placa de Rede, etc) para que suas respectivas aplicações possam funcionar. Introdução | Funcionamento | Benefícios | Estudo de Caso | Demostração | Conclusão

7 7 Virtualização - Introdução As máquinas virtuais são instaladas dentro de um arquivo Podem ser facilmente alocadas entre computadores Introdução | Funcionamento | Benefícios | Estudo de Caso | Demostração | Conclusão

8 8 Virtualização - Introdução Introdução | Funcionamento | Benefícios | Estudo de Caso | Demostração | Conclusão Modelo de multitarefa Modelo de virtualização

9 9 Virtualização - Funcionamento Novos processadores da Intel já vem com instruções para virtualização, exemplo: VMXON VMLAUNCH VMXOFF Introdução | Funcionamento | Benefícios | Estudo de Caso | Demostração | Conclusão Intel Virtualization Technology

10 10 Introdução – Funcionamento Introdução | Funcionamento | Benefícios | Estudo de Caso | Demostração | Conclusão

11 11 Virtualização - Funcionamento Tipos de virtualização 1. Emulador - é o oposto da máquina real Implementa todas as instruções realizadas pela máquina real em um ambiente abstrato de software Engana, fazendo com que todas as operações da máquina real sejam implementadas em um software Interpreta um código desenvolvido para outra plataforma. Introdução | Funcionamento | Benefícios | Estudo de Caso | Demostração | Conclusão

12 12 Virtualização - Funcionamento Introdução | Funcionamento | Benefícios | Estudo de Caso | Demostração | Conclusão Tipos de virtualização 2. VMM – Virtual Machine Monitor Conhecida como Hypervisor Fornece uma interface (através da multiplexação do hardware) que é idêntica ao hardware subjacente e controla uma ou mais máquinas virtuais Pode ser implementado entre o hardware e o SO hospedeiro ou como um processo do SO hospedeiro

13 13 Virtualização - Funcionamento Técnicas de virtualização 1. Virtualização total Uma estrutura completa de hardware é virtualizado Sistema convidado não precisa sofrer qualquer tipo de alteração Grande compatibilidade Perda de velocidade. Introdução | Funcionamento | Benefícios | Estudo de Caso | Demostração | Conclusão

14 14 Técnicas de virtualização 2. Paravirtualização O sistema que vai ser virtualizado sofre modificações para que a interação com o monitor de máquinas virtuais seja mais eficiente Perde compatibilidade Ganha velocidade Virtualização - Funcionamento Introdução | Funcionamento | Benefícios | Estudo de Caso | Demostração | Conclusão

15 15 Técnicas de virtualização 3. Re-compilação dinâmica Transforma o executável em outro executável, compatível com a nova plataforma, através de descompilação, desmontagem e montagem e compilação Baixo desempenho Virtualização - Funcionamento

16 16 Virtualização - Benefícios Particionamento: Múltiplas aplicações e sistemas operacionais podem ser executados em um único sistema físico. Servidores podem ser consolidados em máquinas virtuais, escalando arquiteturas. Recursos computacionais são tratados em uma política uniforme para que sejam alocadas máquinas virtuais de maneira controlada. Introdução | Funcionamento | Benefícios | Estudo de Caso | Demostração | Conclusão

17 17 Virtualização - Benefícios Particionamento: Introdução | Funcionamento | Benefícios | Estudo de Caso | Demostração | Conclusão

18 18 Virtualização - Benefícios Isolamento: Máquinas virtuais são completamente isoladas da máquina hospedeira e de outras máquinas virtuais. Se uma máquina virtual tem problemas, todas as outras não são afetadas. –Dados não vazam entre máquinas virtuais e aplicativos podem somente se comunicar em conexões de rede configuradas. Introdução | Funcionamento | Benefícios | Estudo de Caso | Demostração | Conclusão

19 19 Virtualização - Benefícios Encapsulamento: –Um completo ambiente de máquina virtual é salvo em um simples arquivo, fácil de fazer backup, de ser movido e copiado. –Padronização de hardware virtualizado é fornecida para a aplicação, garantindo compatibilidade. Introdução | Funcionamento | Benefícios | Estudo de Caso | Demostração | Conclusão

20 20 Virtualização – Estudo de Caso César Introdução | Funcionamento | Benefícios | Estudo de Caso | Demostração | Conclusão

21 21 Virtualização - Demostração Será feita uma demonstração de um computador rodando como 3 máquinas virtuais. Serão utilizados os seguintes sistemas operacionais: –Linux –Windows 98 –Dos –Mac Introdução | Funcionamento | Benefícios | Estudo de Caso | Demostração | Conclusão

22 22 Virtualização - Conclusão Virtualização é uma quebra de paradigma Cada Virtual Machine (VM) roda em sua própria partição Partições separadas isolam falhas ou ataques de software Pode aumentar a utilização de hardware Muda a idéia de população e gerenciamento de data centers Pode ser utilizados diferentes sistemas operacionais simultâneamente em um único hardware Introdução | Funcionamento | Benefícios | Estudo de Caso | Demostração | Conclusão


Carregar ppt "Tópicos I – Prof. Eduardo Zagari Virtualização André Bernardes RA: 01000000 César Kallas RA: 02099224 Eduardo Stuchi RA: 01000000 Rafael Curi RA: 02135473."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google