A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INFECÇÃO HOSPITALAR Análise de Custos Mauro Cesar de Andrade Serviço de Controle de Infecção Hospitalar Santa Casa de São Paulo

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INFECÇÃO HOSPITALAR Análise de Custos Mauro Cesar de Andrade Serviço de Controle de Infecção Hospitalar Santa Casa de São Paulo"— Transcrição da apresentação:

1 INFECÇÃO HOSPITALAR Análise de Custos Mauro Cesar de Andrade Serviço de Controle de Infecção Hospitalar Santa Casa de São Paulo Jornada Norte Nordeste de Controle de Infecção Hospitalar

2 Administrador no Controle de Infecção Hospitalar Papel na Garantia da Qualidade do Atendimento ao Paciente através da Prevenção e Controle de Infecção Hospitalar

3 Administrador no Controle de Infecção Hospitalar Demonstrar à Direção do Hospital o retorno financeiro da Prevenção e Controle de Infecção Hospitalar

4 Expectativa do Cliente Recuperar a Saúde Ser tratado com educação e cortesia Estar em ambiente agradável Alimentação saborosa Não contrair IH

5 Perfil do Cliente Mais exigente Informado –Seus direitos –Detalhes técnicos Procedimentos Medicamentos Infecção Hospitalar

6 Perfil do Cliente Passividade –acata Interatividade –Questiona –Aceita

7 Controle de Infecção Hospitalar Componente importante no resultado final do serviço prestado

8 Qualidade e Infecção Hospitalar Programa de Controle de Infecção Hospitalar Interação das diversas equipes do hospital.

9 Exercício da não-Conscientização I. Urinária: UFC/ml taxa cresc.: dobro/10 min Amostra: UFC/ml Após 10 min UFC/ml50 min UFC/ml 20 min UFC/ml60 min UFC/ml 30 min UFC/ml70 min UFC/ml 40 min UFC/ml

10 Papel da Administração Prover meios e recursos para garantir a Prevenção e o Controle da Infecção Hospitalar

11 ISCMSP Hospital Central Leitos : 980 Internações : Cirurgias : Consultas :

12 Custo de Manutenção PCIH ISCMSP SCIH + Lab. Microbiologia –17 funcionários Médicos: 2 Enfermeiros : 4 Biologistas/Técnicos : 6 Administração/Apoio : 5

13 Custo de Manutenção PCIH ISCMSP Custo médio mensal: R$ ,00 Recursos Humanos: 53,64% Insumos : 36,63% Infra-estrutura : 9,73%

14 Impacto da Infecção Hospitalar Hospital contrair IH transmitir IH geração de custos extraordinários geração de microrganismo multi resistente Comunidade familiar social Preocupação países desenvolvidos

15 Infecção Hospitalar Carga Sócio-Econômica PHLS - Inglaterra Primeiro estudo neste sentido pacientesTIH = 10% Resultados custo paciente IH = 2,9 x custo paciente sem IH custo adicional = £ ( R$ 9.462) dias extras de internação = 14 dias

16 Infecção Hospitalar Carga Sócio-Econômica PHLS - Inglaterra InfecçãoCusto médio (R$) sem IH Urinária8.8651,8 Respiratória ,5 Cirúrgica9.7382,0 Corrente Sanguínea ,3 Geral ,9

17 Infecção Hospitalar Carga Sócio-Econômica PHLS - Inglaterra InfecçãoInternação (dias) sem IH 8--- Urinária141,8 Respiratória 202,6 Cirúrgica141,9 Corrente Sanguínea 101,2

18 Infecção Hospitalar Carga Sócio-Econômica PHLS - Inglaterra IH £ 986 milhões/anoR$ milhões/ano Gasto pessoal£ 4,74 milhões/anoR$ 14,22 milhões/ano Dias parados 8,7 milhões 10% £ 98,6 milhões/ano R$ 295,8 milhões/ano

19 Conseqüência econômica da IH Noruega Infection Control and Hospital Epidemiology vol.19 n.10 pg Hospital universitário de 1000 leitos Internações : /ano TIH : 8,5% Dias extras de internação : 14 dias (média 7 – 13dias) Custo direto US$ 6 a 7 milhões US$ 2.200/paciente infectado

20 Conseqüência econômica da IH Noruega População : 4 milhões de hab internações/ano Caract.: assistência à Saúde – Boa poucos problemas com bactérias resistentes IH/ano dias extras de internação US$ 132 milhões/ano custo direto

21 Impacto econômico do uso racional de antibióticos na terapia intensiva Toulon -França Intensive Care Med (1999) 25 pg Hospital Distrital de Toulon - Sul da França Num. Leitos : 1338 Internações : /ano UTI :11 leitos equipe 5 médicos 36 enfermeiros

22 Impacto econômico do uso racional de antibióticos na terapia intensiva Toulon -França Acordo: Investir na própria unidade 70 % da redução de gastos com antibióticos. Ação : Implementaram protocolo de prescrição de antibióticos ( meados 1995) Parâmetros mantidos:características do paciente e procedimentos da UTI estoque e preço dos antibióticos

23 Impacto econômico do uso racional de antibióticos na terapia intensiva Toulon -França Redução(R$) % % total R$ Retorno: monitor de pressão intracraniana colchões para escarras / material para fisioterapia contratação mais uma enfermeira equipamentos de informática

24 Custo de tratamento de IH ISCMSP Metodologia –Topografia –Somente custo do antimicrobiano (Brasíndice) –Prescrições observadas –Protocolo tratamento 10 dias dose máx. –Considerar IH menor gravidade

25 CUSTO DE ANTIMICROBIANOS: 10 (DEZ) DIAS DE TRATAMENTO, DOSES MÁXIMAS

26 Custo de tratamento de IH ISCMSP Tipo gravtratamento Cir. Profunda < Dalacin ® + Rocefin ® >Targocid ® + Tienam ® + Ambisome ® + Dalacin ® Urinária (ev/vo) Tienam ® + Targocid ® + Ambisome ® Respiratória Targocid ® + Tienam ® + Ambisome ® + Dalacin ® + Klaricid ®

27 Custo de tratamento de IH ISCMSP Tipo gravtratamento Cir. Incisional Targocid ® + Tienam ® + Ambisome ® + Dalacin ® Vascular Targocid ® + Tienam ® + Ambisome ® + Dalacin ® Cor.Sangüínea Targocid ® + Tienam ® + Ambisome ® + Dalacin ® + Klaricid ®

28 Custo de tratamento de IH ISCMSP InfecçãoCusto Mínimo (R$) Cir. Profunda 2.007,60 Urinária (ev/vo) 2.332,70 Respiratória 4.015,20 Cir. Incisional 881,20 Vascular 881,20 Corr. Sangüínea4.015,20

29 Custo de tratamento de IH ISCMSP InfecçãoQtdeValor (R$) Cir. Profunda ano 2000 Urinária TIH = 3,94 Respiratória Cir. Incisional Vascular Corr. Sangüínea Total

30 Custo de tratamento de IH ISCMSP Ano 2000 Saídas DIH 1.601TDIH3,18 IH 1.987TIH3,94 Custo Total (estimado)R$ Custo adicionalR$ 82,43 / paciente internado

31 Custo de tratamento de IH ISCMSP TIHCusto Estimado (R$) Sta Casa 3, Geral 15, Filantrópicos 10, (Filant.-Sta Casa) = R$ Fonte: COCIN/SPS/MS

32 Custo de tratamento de IH ISCMSP Ano 2000 SCIHR$ (RH + insumos + infra) IHR$ ,43 % EconomiaR$ ,23 %

33 Custo da resistência bacteriana Hospital Central da Santa Casa Staphylococcus aureus OXA-SStaficilin ® R$ 252 OXA-RVancocina ® R$ 881 Targocid ® R$ 6.456

34 Custo da resistência bacteriana Hospital Central da Santa Casa Pseudomonas aeruginosa GENTA-SGaramicina ® R$ 30 GENTA-RFortaz ® R$ Tienam ® R$ 5.691

35 Custo da resistência bacteriana Hospital Central da Santa Casa Klebsiella sp. AMICA-SNovamin ® R$ 327 AMICA-RTienam ® R$ 5.691

36 Custo da resistência bacteriana Hospital Central da Santa Casa Enterococcus spp. VANCO-SBinotal ® R$ Garamicina ® VANCO-RZyvox ® R$ Synercid ® R$ 7.900

37 Custo da resistência bacteriana ISCMSP U.T.I. Hospital Central Agosto / 2000 Enterococcus spp. Vancomicina R$ 881 (sensível a) Ampicilina R$ 321

38 Custo de prevenção e controle ISCMSP Lavagem de mãos R$ 0,50 Exame laboratórioR$ 8,00

39 Racionalização do uso de Antimicrobianos - ISCMSP Detecção dos uso excessivo de ATB Busca de solução junto à SCIH Implementação de acompanhamento de prescrição de ATB (informática) Empenho em redução de custos (adm + dir. médica) Compromisso para racionalização do uso de antimicrobianos

40 Redução de Custos x Qualidade Em Assistência à Saúde redução de custos só tem sentido se a Qualidade da Assistência é preservada ou melhorada

41 Prevenção e controle de I.H.


Carregar ppt "INFECÇÃO HOSPITALAR Análise de Custos Mauro Cesar de Andrade Serviço de Controle de Infecção Hospitalar Santa Casa de São Paulo"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google