A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cientometria : a métrica da ciência José Aparecido Da Silva Prefeito do Campus da USP - Ribeirão Preto.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cientometria : a métrica da ciência José Aparecido Da Silva Prefeito do Campus da USP - Ribeirão Preto."— Transcrição da apresentação:

1 Cientometria : a métrica da ciência José Aparecido Da Silva Prefeito do Campus da USP - Ribeirão Preto

2 Panorama da ciência no mundo (Fonte ISI – Institute for Scientific Information)

3 O ranking da produção científica em 2005 Países Artigos científicos publicados no ano em periódicos científicos indexados 1º EUA º Japão º Alemanha º Reino Unido º China º França º Canadá º Itália º Espanha º Austrália º Brasil15.777

4 Comentários Pesquisa no Brasil cresceu 19% em um ano Pesquisa no Brasil cresceu 19% em um ano Em 2001 foram publicações indexadas, ou 1,4% da produção mundial Em 2001 foram publicações indexadas, ou 1,4% da produção mundial Em 2004 foram publicações indexadas, ou 1,7% dos artigos científicos no mundo Em 2004 foram publicações indexadas, ou 1,7% dos artigos científicos no mundo Em 2005 foram publicações indexadas, ou 1,8% dos artigos científicos no mundo Em 2005 foram publicações indexadas, ou 1,8% dos artigos científicos no mundo Crescimento desde 2001 está em 50% Crescimento desde 2001 está em 50% Rigor adotado na avaliação dos programas de pós-graduação Rigor adotado na avaliação dos programas de pós-graduação 1,8% do PIB gastos em C%T 1,8% do PIB gastos em C%T

5 Publicações por milhão de habitantes ( ) – Regiões Emergentes (Ásia, África, América Latina, Leste Europeu, Rússia) 1º República Tcheca 2º Hungria 3º Polônia 4º Rússia 5º Argentina 6º Chile 7º Turquia 8º África do Sul 9º Uruguai 10º Romênia 11º Brasil 12º Tunísia 13º México 14º Arábia Saudita 15º Egito 241,4 233,6 139,9 116,4 77,8 75,7 56,9 55,8 47,9 42,4 38,8 31,9 31,8 30,7 23,2

6 Índice de citações de alguns países emergentes (Total de artigos citados em relação ao total de artigos produzidos - %) Países Hungria Chile Argentina Rep. Tcheca México Brasil Polônia Arábia Saudita Índia China

7 Distribuição da produção científica na América Latina (em %) Países Brasil 31,5 44,1 México 15,8 19,6 Argentina 25,4 17,9 Chile 12,1 7,4 Venezuela 5,2 3,3 Colômbia 1,5 2,0 Costa Rica 1,0 0,6 Outros 7,4 5,1

8 O que é cientometria

9 Estudo da mensuração do progresso científico e tecnológico. Consiste na avaliação quantitativa e na análise das inter-comparações da atividade, produtividade e progresso científico.

10 A cientometria consiste em aplicar técnicas numéricas analíticas para estudar a ciência da ciência.

11 Bibliometria consiste no tratamento e na análise estatística da mensuração destes resultados e desenvolvimentos através das diferentes publicações científicas refletidas em artigos, livros e em revistas científicas editadas.

12 Indicadores bibliométricos número de titulações acadêmicas ou científicas número de patentes registradas por cientistas número de artigos científicos publicados número de cientistas que publicam artigos científicos número de referências bibliográficas citadas nos artigos científicos número de citações recebidas por artigo científico número de auxílios à pesquisa recebidos pelos cientistas quantidade de recursos destinados às atividades de pesquisa fomentadas pelas agências

13 Aplicações da cientometria

14 Evolução ou declínio de campos da ciência Identificação de áreas emergentes Alocação de recursos materiais e humanos Demografia da comunidade científica mundial

15 Análise globalizada da atividade científica pesquisador grupo de pesquisadores departamento instituto, faculdade universidade nação

16 Indicadores bibliométricos Premissa básica O estudo das atividades de pesquisa de um país se baseia na premissa de que as publicações científicas são um demonstrativo essencial da presença e qualidade delas. Um novo conhecimento somente adquire o seu valor quando ele é difundido dentro da comunidade, pois, somente assim poderá contribuir para o avanço científico.

17 Conjuntos de indicadores bibliométricos a) Os indicadores quantitativos da atividade científica refletida no número de publicações. b) Os indicadores de impacto baseados no número de citações obtidas pelos trabalhos publicados e que caracterizam a importância desta produção científica, em função do reconhecimento outorgado por outros pesquisadores. c) Análise do número de patentes registradas

18 Indicadores quantitativos da atividade científica Por exemplo: 1,8 da produção científica mundial indexada 17º no ranking mundial Patentes em º EUA º França º Brasil 283 Índice de Atividade (IA) Permite comparar o grau de especialização de uma instituição, centro ou uma região num determinado tema. É estimado a partir da porcentagem da produção científica que esta unidade dedica ao assunto em estudo, dividido pela porcentagem que este representa na produção científica nacional.

19 Indicadores de Impacto a) Impacto dos trabalhos O número de citações recebidas por um artigo é um indicador da influência ou impacto que o seu conteúdo produziu na comunidade científica da área. A idéia do fator de impacto foi primeiramente mencionada, em 1955, por Eugene Garfield, atualmente diretor emérito, do ISI. É considerado o número de citações que o trabalho publicado recebe durante determinado período de tempo depois de sua publicação. O indicador é gerado a partir do Science Citation Index (ver também o Web of Science-WoS).

20 Indicadores de Impacto Impacto e qualidade de um trabalho científico não são sinônimos. Qualidade se refere ao conteúdo científico da publicação, à adequação da metodologia, à clareza da redação e à originalidade do delineamento e das conclusões. O impacto diz respeito à influência do artigo sobre as pesquisas afins num determinado momento. O impacto de um trabalho sobre os pesquisadores da área seria um indicador indireto de sua qualidade.

21 Indicadores de Impacto b) Impacto das revistas Sher e Garfield – anos 60 - Fator de Impacto das revistas Journal of Impact Factor – normaliza o número de citações em função do seu tamanho, permitindo comparação entre periódicos Journal of Citation Report (JCR)

22 Fator de Impacto Definição O fator de impacto de uma revista num dado ano é o quociente entre o número de citações recebidas neste ano pelos artigos publicados nos dois anos anteriores e o número de artigos publicados na revista naqueles dois anos. Exemplo: O fator de impacto de uma revista X no ano de 2001 é definido como o número total de citações recebidas durante o ano de 2001 pelos artigos publicados nos anos de 2000 e 1999, dividido pelo número total de artigos publicados por esta revista ao longo destes dois últimos anos.

23 Indicadores complementares Índice de mediação É determinado pela rapidez de citação dos trabalhos de uma revista ou periódico Quanto menor for este índice tanto maior será o valor da revista, pois suas publicações são rapidamente utilizadas por outros pesquisadores para transformá-las em novos conhecimentos Índice de vida-média (ou meia-vida) Permite conhecer o grau de envelhecimento ou obsolescência de uma revista. Ele é definido como o número de anos retrospectivamente necessários para alcançar 50% das citações dos artigos desta revista

24 Fator de Impacto Campeãs do Conhecimento 1 ª A Cancer Journal for Clinicians 49,794 2ª Annual Review of Immunology 47,400 3ª New England Journal of Medicine 44,016 4ª Annual Review of Biochemistry 33,456 5ª Nature Reviews Cancer 31,694 6ª Science 30,927 7ª Nature Reviews Immunology 30,458 8ª Reviews of Modern Physics 30,254 9ª Nature Reviews Molecular Cell Biology 29,852 10ª Cell 29,431 Edição 3/6/2005 Veja as 20 principais revistas do mundo, classificadas pelo seu parâmetro de impacto* *Índice que reflete o número médio de citações que os trabalhos da revista recebem em um período de dois anos

25 Fator de Impacto Campeãs do Conhecimento 11ª Nature 29,273 12ª Nature Medicine 28,878 13ª Physiological Reviews 28,721 14ª Nature Immunology 27,011 15ª Nature Genetics 25,797 16ª Annual Review of Neuroscience 24,184 17ª Annual review of Cell and Developmental Biology 23,690 Developmental Biology 23,690 18ª Lancet 23,407 19ª Journal of the American Medical Association 23,332 Medical Association 23,332 20ª Nature Biotechnology 22,738 Edição 13/7/2006

26 Comentários Publicações No Mundo 24 mil revistas científicas trabalham com sistema peer-review e estão indexadas em alguma base de referência no mundo estão indexadas na Web of Science, base que reúne as mais importantes publicações científicas do mundo 1,2 milhão de trabalhos científicos são publicados por ano apenas nas revistas da Web of Science 160 periódicos brasileiros estão indexados na SciELo-Brasil, principal biblioteca científica eletrônica do País Na Science 12 mil trabalhos científicos foram submetidos para publicação na revista Science em % o u cerca de 3 mil, foram aceitos pelos editores e enviados para avaliação de revisores (peer-review) 7% o u cerca de 840, foram aceitos para publicação 5 t rabalhos tiveram de ser retratados em 2005 (3 até agora, em 2006)

27 Produção Científica Número de trabalhos publicados no total e nas revistas Nature e Science pelos cientistas de 3 países Brasil Coréia Argentina Período Total Nature+Science Total Nature+Science Total Nature+Science

28 As doze melhores universidades segundo o Ranking Acadêmico de Universidades do Mundo Fonte: Institute of Higher Education, Shanghai Jiao Tong University, 2004

29 OBRIGADO, COM IMPACTO


Carregar ppt "Cientometria : a métrica da ciência José Aparecido Da Silva Prefeito do Campus da USP - Ribeirão Preto."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google