A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Crime e castigo A queda de Samaria (722 a.C. = Reino do Norte - Israel) A destruição de Jerusalém (586 a.C. = Reino do Sul – Judá)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Crime e castigo A queda de Samaria (722 a.C. = Reino do Norte - Israel) A destruição de Jerusalém (586 a.C. = Reino do Sul – Judá)"— Transcrição da apresentação:

1 Crime e castigo A queda de Samaria (722 a.C. = Reino do Norte - Israel) A destruição de Jerusalém (586 a.C. = Reino do Sul – Judá)

2

3 O “PECADO” DOS REIS "No dia de nosso rei, os príncipes ficaram doentes pelo calor do vinho, ]e ele estendeu a sua mão aos petulantes quando se aproximaram. Seu coração é como um forno em suas insídias, a noite inteira dorme a sua ira, pela manhã ela arde como uma fogueira. Todos eles estão quentes como um forno, devoram seus juízes. Todos os seus reis caíram. Não há entre eles quem me invoque" (Os 7,5-7). A grande ameaça internacional era a Assíria

4 Assíria 745 a.C.: Tiglat-Falasar III.

5 Em 738 a.C. Tiglat-Pileser III já submetera grande parte da Síria e da Fenícia. Israel começou a pagar-lhe tributo possivelmente já sob o governo de Menahem. Foi um imposto per capita que atingiu cerca de 60 mil proprietários de terras. Mas grupos patrióticos assassinaram em Israel o rei submisso à Assíria. E o oficial que subiu ao poder imediatamente tornou-se chefe de uma coalizão anti-assíria que congregava a Síria, os filisteus e outros. Em 738 a.C. Tiglat-Pileser III já submetera grande parte da Síria e da Fenícia. Israel começou a pagar-lhe tributo possivelmente já sob o governo de Menahem. Foi um imposto per capita que atingiu cerca de 60 mil proprietários de terras. Mas grupos patrióticos assassinaram em Israel o rei submisso à Assíria. E o oficial que subiu ao poder imediatamente tornou-se chefe de uma coalizão anti-assíria que congregava a Síria, os filisteus e outros. Pecah, este era seu nome, queria que Judá se aliasse a ele. Judá, sabiamente não quis. Então, o rei de Damasco e o rei de Israel invadiram Judá... Pecah, este era seu nome, queria que Judá se aliasse a ele. Judá, sabiamente não quis. Então, o rei de Damasco e o rei de Israel invadiram Judá...

6 Isto foi no ano de 734 a.C. e é a chamada guerra siro-efraimita. Em Judá reinava Acaz. Então disse Iahweh a Isaías: Vai ao encontro de Acaz, tu juntamente com o teu filho Sear-Iasub [= um resto voltará]. Encontrá-lo-ás no fim do canal da piscina superior, na estrada do campo do pisoeiro. Tu lhe dirás: Toma as tuas precauções, mas conserva a calma e não tenhas medo nem vacile o teu coração diante dessas duas achas de lenha fumegantes, isto é, por causa da cólera de Rason, de Aram, e do filho de Romelias, pois que Aram, Efraim e o filho de Romelias tramaram o mal contra ti, dizendo: 'Subamos contra Judá e provoquemos a cisão e a divisão em seu seio em nosso benefício e estabeleçamos como rei sobre ele o filho de Tabeel'. (Is 7,3-6) Então disse Iahweh a Isaías: Vai ao encontro de Acaz, tu juntamente com o teu filho Sear-Iasub [= um resto voltará]. Encontrá-lo-ás no fim do canal da piscina superior, na estrada do campo do pisoeiro. Tu lhe dirás: Toma as tuas precauções, mas conserva a calma e não tenhas medo nem vacile o teu coração diante dessas duas achas de lenha fumegantes, isto é, por causa da cólera de Rason, de Aram, e do filho de Romelias, pois que Aram, Efraim e o filho de Romelias tramaram o mal contra ti, dizendo: 'Subamos contra Judá e provoquemos a cisão e a divisão em seu seio em nosso benefício e estabeleçamos como rei sobre ele o filho de Tabeel'. (Is 7,3-6)

7 Judá deve confiar Em novo encontro de Isaías com Acaz, o profeta oferece ao rei um sinal de que tudo se arranjará diante da ameaça siro- efraimita: Em novo encontro de Isaías com Acaz, o profeta oferece ao rei um sinal de que tudo se arranjará diante da ameaça siro- efraimita: "Pois sabei que o Senhor mesmo vos dará um sinal : Eis que a jovem está grávida e dará à luz um filho e por-lhe-á o nome de Emanuel. Ele se alimentará de coalhada e de mel até que saiba rejeitar o mal e escolher o bem. Com efeito, antes que o menino saiba rejeitar o mal e escolher o bem, a terra, por cujos dois reis tu te apavoras, ficará reduzida a um ermo" (Is 7,14-16).

8 A queda de Samaria "Salmanasar, rei da Assíria, marchou contra Oséias e este submeteu-se a ele, pagando-lhe tributo. Mas o rei da Assíria descobriu que Oséias o traía: é que este havia mandado mensageiros a Sô, rei do Egito, e não tinha pago o tributo ao rei da Assíria, como o fazia todo ano. Então o rei da Assíria mandou encarcerá-lo e prendê-lo com grilhões. Depois, o rei da Assíria invadiu toda a terra e pôs cerco a Samaria durante três anos. No nono ano de Oséias, o rei da Assíria tomou Samaria e deportou Israel para a Assíria, estabelecendo-o em Hala e às margens do Habor, rio de Gozã, e nas cidades dos medos" "Salmanasar, rei da Assíria, marchou contra Oséias e este submeteu-se a ele, pagando-lhe tributo. Mas o rei da Assíria descobriu que Oséias o traía: é que este havia mandado mensageiros a Sô, rei do Egito, e não tinha pago o tributo ao rei da Assíria, como o fazia todo ano. Então o rei da Assíria mandou encarcerá-lo e prendê-lo com grilhões. Depois, o rei da Assíria invadiu toda a terra e pôs cerco a Samaria durante três anos. No nono ano de Oséias, o rei da Assíria tomou Samaria e deportou Israel para a Assíria, estabelecendo-o em Hala e às margens do Habor, rio de Gozã, e nas cidades dos medos" (2Rs 17,3-6). (2Rs 17,3-6).

9 Rei Ezequias (716 a.C.) Assim, a esperança reapareceu com o filho de Acaz, Ezequias: Assim, a esperança reapareceu com o filho de Acaz, Ezequias: Reforma: aspectos religiosos e sociais, profundamente interligados no javismo. Reforma: aspectos religiosos e sociais, profundamente interligados no javismo. - retirou do Templo de Jerusalém símbolos idolátricos, como a serpente de bronze dos cultos cananeus; - retirou do Templo de Jerusalém símbolos idolátricos, como a serpente de bronze dos cultos cananeus; - construiu novo bairro em Jerusalém para abrigar os refugiados do norte; - construiu novo bairro em Jerusalém para abrigar os refugiados do norte; - regulamentou a coleta de impostos; - regulamentou a coleta de impostos; - defendeu os artesãos contra seus exploradores, criando associações profissionais etc. - defendeu os artesãos contra seus exploradores, criando associações profissionais etc.

10 A Reforma de Josias (722 a.C.) O rei Josias deu início a uma ampla reforma (2Rs 22,3-23,25): O rei Josias deu início a uma ampla reforma (2Rs 22,3-23,25): - Josias recuperou o controle sobre as províncias do antigo reino de Israel, aumentando seus tributos e melhorando suas defesas; - Josias recuperou o controle sobre as províncias do antigo reino de Israel, aumentando seus tributos e melhorando suas defesas; - cultos e práticas estrangeiras, introduzidos em Judá sob a influência assíria, foram definitivamente eliminados; - cultos e práticas estrangeiras, introduzidos em Judá sob a influência assíria, foram definitivamente eliminados; - a magia e os vários modos de adivinhação, banidos; - a magia e os vários modos de adivinhação, banidos; - Os santuários do antigo reino de Israel, considerados idólatras, destruídos. - Os santuários do antigo reino de Israel, considerados idólatras, destruídos. - Do Templo de Jerusalém foi recuperado um código de leis, o núcleo do atual livro do Deuteronômio (Dt 12,1-26,15 - um ritual de renovação da aliança) - Do Templo de Jerusalém foi recuperado um código de leis, o núcleo do atual livro do Deuteronômio (Dt 12,1-26,15 - um ritual de renovação da aliança)

11 Babel Em 612 a.C. a Assíria teve seu império assaltado e sua capital destruída pelos medos e babilônios. Seu rei fugiu para Harã e resistiu ainda dois anos, com ajuda egípcia. Em 612 a.C. a Assíria teve seu império assaltado e sua capital destruída pelos medos e babilônios. Seu rei fugiu para Harã e resistiu ainda dois anos, com ajuda egípcia. Em 600 a.C. Nabucodonosor, rei da Babilônia, tentou invadir o Egito e não conseguiu. Em 600 a.C. Nabucodonosor, rei da Babilônia, tentou invadir o Egito e não conseguiu. Judá rebelou-se, acreditando na libertação. Seu erro foi fatal. Judá rebelou-se, acreditando na libertação. Seu erro foi fatal. Enquanto os babilônios marchavam para Jerusalém, morreu Joaquim (talvez assassinado), em dezembro de 598 a.C. e foi substituído por seu filho Joaquin, de 18 anos, que capitulou no dia 16 de março de 587 a.C. Enquanto os babilônios marchavam para Jerusalém, morreu Joaquim (talvez assassinado), em dezembro de 598 a.C. e foi substituído por seu filho Joaquin, de 18 anos, que capitulou no dia 16 de março de 587 a.C. O rei foi deportado para a Babilônia com a corte e toda a classe dirigente O rei foi deportado para a Babilônia com a corte e toda a classe dirigente

12 O fim de Judá (19 de julho de 586 a.C., ) O fim de Judá (19 de julho de 586 a.C., ) No lugar de Joaquin os babilônios deixaram o tio, Sedecias, então com 21 anos de idade. No lugar de Joaquin os babilônios deixaram o tio, Sedecias, então com 21 anos de idade. Judá estava mesmo arruinado. Com várias cidades destruídas, sua economia desorganizada e o melhor da nação exilado, pouco restava ao fraco Sedecias que pudesse ser feito. Judá estava mesmo arruinado. Com várias cidades destruídas, sua economia desorganizada e o melhor da nação exilado, pouco restava ao fraco Sedecias que pudesse ser feito. Algumas tentativas de revolta foram abafadas. Algumas tentativas de revolta foram abafadas. Finalmente, em 588 a.C., Judá começou uma clara rebelião contra a Babilônia, que o levou à destruição final. Finalmente, em 588 a.C., Judá começou uma clara rebelião contra a Babilônia, que o levou à destruição final. Os babilônios destruíram, em 588 mesmo, as cidades fortificadas de Judá, assediando a desesperada Jerusalém em 587 a.C., no mês de janeiro. Os babilônios destruíram, em 588 mesmo, as cidades fortificadas de Judá, assediando a desesperada Jerusalém em 587 a.C., no mês de janeiro.

13 Exilados na Babilônia

14 Sl 137 (136) Às margens dos rios de Babilônia Às margens dos rios de Babilônia Nos sentávamos chorando, com saudades de Sião. Nos salgueiros ali perto pendurávamos nossas cítaras. Lá os nossos raptores pediam cânticos, Canções alegres, os nossos opressores: “Cantai para nós um cântico de Sião!” Como cantar os cânticos do Senhor em terra estrangeira”; Se eu esquecer, Jerusalém, fique paralisada a minha mão direita; minha língua se cole ao paladar se eu perder tua lembrança, se eu não puser Jerusalém acima de qualquer outra alegria. Lembra-te, Senhor, contra os filhos de Edom, do dia de Jerusalém; Eles diziam: “Arrasai-a, arrasai-a até os alicerces!”. Filha de Babilônia, devastadora, feliz de quem te devolver o mal que nos fizeste! Feliz quem agarrar e esmagar teus recéns nascidos contra a rocha!

15 O retorno do Exílio “Assim fala Ciro, rei da Pérsia: O Senhor, Deus do céu, me deu todos os reinos da terra e me encarregou de construir-lhe um templo em Jerusalém, terra de Judá. Quem de vós faz parte da totalidade deste povo; Que seu Deus esteja com ele, e que suba a Jerusalém, terra de Judá, para participar na construção da Casa do Senhor, Deus de Israel – o Deus que está em Jerusalém. E a todos os sobreviventes, onde quer que residam, as pessoas do lugar proporcionem prata, ouro, bens e animais, além de donativos espontâneos para a Casa de Deus que está em Jerusalém”. (Esd 1, 2-4) “Assim fala Ciro, rei da Pérsia: O Senhor, Deus do céu, me deu todos os reinos da terra e me encarregou de construir-lhe um templo em Jerusalém, terra de Judá. Quem de vós faz parte da totalidade deste povo; Que seu Deus esteja com ele, e que suba a Jerusalém, terra de Judá, para participar na construção da Casa do Senhor, Deus de Israel – o Deus que está em Jerusalém. E a todos os sobreviventes, onde quer que residam, as pessoas do lugar proporcionem prata, ouro, bens e animais, além de donativos espontâneos para a Casa de Deus que está em Jerusalém”. (Esd 1, 2-4)

16 Material Retirado do site da Paróquia São Pedro e São Paulo


Carregar ppt "Crime e castigo A queda de Samaria (722 a.C. = Reino do Norte - Israel) A destruição de Jerusalém (586 a.C. = Reino do Sul – Judá)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google