A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

 Formato de Pentágono  Distancia cérvico-oclusal maior que mésio-distal.  Bordas distal mais convergente e mais convexa.  Lóbulo de desenvolvimento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: " Formato de Pentágono  Distancia cérvico-oclusal maior que mésio-distal.  Bordas distal mais convergente e mais convexa.  Lóbulo de desenvolvimento."— Transcrição da apresentação:

1

2

3  Formato de Pentágono  Distancia cérvico-oclusal maior que mésio-distal.  Bordas distal mais convergente e mais convexa.  Lóbulo de desenvolvimento médio proeminente conferindo aspecto de crista, ligeiramente desviada para distal.  Dois sulcos cérvico-oclusais (sulcos de desenvolvimento).  Convexa no sentido mésio- distal e cérvico-oclusal.

4  Semelhante em formato à face vestibular, porém menor em área.  É menor, mais curta e mais estreita que a face vestibular

5  Inscrita num trapézio  Diâmetro vestíbulo- lingual maior que o cérvico-oclusal.

6  Forma de pentágono.  Sulco principal extenso e desviado para lingual.  Rebordos proximais delgados.  Fossas proximais (mesial e distal).  Presença de sulco ocluso- mesial e sulcos secundários.

7

8  Perfis idênticos ao do primeiro pré-molar superior.  Os detalhes anatômicos se repetem, sendo este ligeiramente menor que o anterior.

9  Semelhante à face vestibular.  Possui uma altura quase igual à da face vestibular

10  Podem ser inscritas num trapézio de grande base cervical  Reproduzem a morfologia das faces de contato do primeiro pré-molar superior.

11  Sulco principal curto e centralizado.  Rebordos proximais espessos.  Fossas proximais (mesial e distal).  Presença de sulcos secundários

12

13  Inscrita num trapézio  Presença de sulco vestibular em formato de Y  Bossa vestibular

14  Semelhante à face vestibular, porém de maior volume.  Presença do Tubérculo de Carabelli

15  Formato de trapézio irregular  Face mesial com maior volume  Presença de bossa

16  Tetracuspidado, denominadas de:  mésio-lingual,  mésio-vestibular,  disto-lingual e  disto-vestibular.  As cúspides linguais são mais salientes que as vestibulares.  Presença da ponte de esmalte que interrompe o sulco mésio-distal unindo as cúspides mésio-lingual e disto-vestibular.

17

18  Semelhante ao primeiro molar superior,  Inscrita num trapézio  Presença de bossa cervical  sulco

19  Inscrita num trapézio  Menor que a face vestibular  Presença de bossa  Sulco pouco nítido

20  Assemelham ao primeiro molar superior  Inscrita num trapézio de base cervical  Lingual menor e mais convexa que a mesial  Presença de bossa

21  Tetracuspidado  Cúspides denominadas de: mésio-lingual, mésio- vestibular, disto-lingual e disto-vestibular  Cúspide disto- lingual pequena chegando muitas vezes a desaparecer tornando o dente tricuspidado

22

23  Formato de Pentágono.  Predomínio do diâmetro cérvico-oclusal sobre o mésio- distal.  distal mais convergente e mais convexa  Lóbulo de desenvolvimento médio proeminente conferindo aspecto de crista.  Dois sulcos cérvico-oclusais

24  Semelhante em formato à face vestibular, porém nitidamente menor em área.  Acentuada diferença de altura entre as cúspides.

25  Formato trapezoidal de base maior cervical.  Diâmetro vestíbulo- lingual menor que o cérvico-oclusal.  Acentuada inclinação da face vestibular para lingual fazendo com que o ápice da cúspide coincida ou ultrapasse o eixo longitudinal

26  ◦ Sulco principal curvilíneo (côncavo para vestibular) desviado para lingual.  Fossas proximais (mesial e distal).  Sulco ocluso-mesio- lingual.  ◦ Sulcos secundários.

27  Formato de Pentágono.  maior que o 1ºPMI.  Discreto predomínio do diâmetro cérvico-oclusal sobre o mésio- distal.  Bordas proximais convergentes para o colo, sendo a distal mais convergente e mais convexa.  Lóbulo de desenvolvimento médio proeminente conferindo aspecto de crista, centralizada.  Dois sulcos cérvico-oclusais

28  Semelhante à face vestibular  Possui uma altura quase igual à da face vestibular

29  Forma de trapézio  Diâmetro vestíbulo- lingual discretamente maior que o cérvico- oclusal  Podem apresentar sulco que estende da oclusal até sua mesial

30  Ovalar  Presença de sulco principal curvo

31

32  Formato de trapézio de base maior oclusal.  Predomínio do diâmetro mésio- distal sobre o cérvico- oclusal.  Bordas proximais convergentes para o colo, sendo a distal mais convergente e mais convexa.  Sulco ocluso-vestibular mesial terminando em fóssula.  Sulco ocluso-vestibular distal mais curto e ligeiramente inclinado para distal.  Cúspide MV > Médio Vest. >DV

33  Semelhante em formato à face vestibular, porém menor em área.  Sulco ocluso-lingual deslocado para distal.  Cúspide ML maior e mais volumosa do que a DL.

34  Forma quadrangular.  Diâmetro vestíbulo- lingual maios que o cérvico-oclusal.  Distal mais convexa

35  Pentacuspidado:  (CML>CMV>CDL>CMedV> CDV).  Sulcos ocluso-vestibular mesial, ocluso-vestibular distal e ocluso-lingual.  Presença de sulcos secundários.

36

37  Formato de trapézio de base maior oclusal.  Discreto predomínio do diâmetro mésio-distal sobre o cérvico-oclusal.  Sulco ocluso-vestibular terminando em fóssula.  Cúspide MV >DV

38  Semelhante em formato à face vestibular, porém menor em área.  Sulco ocluso-lingual deslocado para distal.  Cúspide ML maior e mais volumosa do que a DL

39  Semelhante ao primeiro molar inferior  ◦ Forma quadrangular.  Diâmetro vestíbulo- lingual maior que o cérvico-oclusal.

40  Forma retangular.  Tetracuspidado: (CMV>CML>CDV>CDL).  Sulco principal em forma de cruz.  Sulcos ocluso-vestibular e ocluso-lingual.  Sulcos secundários.


Carregar ppt " Formato de Pentágono  Distancia cérvico-oclusal maior que mésio-distal.  Bordas distal mais convergente e mais convexa.  Lóbulo de desenvolvimento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google