A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Revisão 8° ano Conteúdos: A independência do Brasil O Primeiro Reinado O fim do Primeiro Reinado O período regencial Segundo Reinado.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Revisão 8° ano Conteúdos: A independência do Brasil O Primeiro Reinado O fim do Primeiro Reinado O período regencial Segundo Reinado."— Transcrição da apresentação:

1 Revisão 8° ano Conteúdos: A independência do Brasil O Primeiro Reinado O fim do Primeiro Reinado O período regencial Segundo Reinado

2 Império 3 períodos: 1. Primeiro Reinado 2.Regências 3.Segundo Reinado

3 Independência Alto custo. Para pagar a indenização o Brasil emprestou capital ($) da Inglaterra. 1º dívida externa do Brasil. A independência não foi feita por toda a população colonial, ela foi resultado da movimentação política de uma classe: a elite. A independência mudou o olhar da elite colonial sob a administração brasileira, nasceu uma necessidade de criar órgãos representativos. Ex: Ministérios.

4 Independência DIA DO FICO:dia em que D. Pedro I decide ficar no Brasil, contrariando as cortes portuguesas e direcionando o Brasil à Independência. A preocupação em conter a recolonização e ao mesmo tempo evitar que a ruptura com Portugal assumisse o caráter revolucionário-republicano que marcava a independência da América Espanhola, fez com que a elite colonial brasileira pressionasse D.Pedro I à proclamar a Independência, para que os mesmos mantivesses os seus privilégios.

5 Constituição de 1824 Tomada por suas desigualdades, a Constituição de 1824 estava longe de cumprir qualquer ideal de isonomia entre a população brasileira. O imperador tinha amplos poderes em suas mãos e poderia exercê-lo segundo suas próprias demandas. Não por acaso, vemos que essa época foi tomada por intensas discussões políticas e revoltas que iam contra essa estrutura de poder fortemente centralizada. De fato, essa constituição só perdeu a sua vigência ao fim do período imperial.

6 Guerras de Independência Aconteceram principalmente no Nordeste. Como a população não participou do processo de emancipação do Brasil, vários habitantes não se sentiam parte da nação brasileira e queriam a descentralização do poder. Ex: Confederação do Equador.

7 Abdicação de D.Pedro I A crise política: A oposição contra a política autoritária de D. Pedro I não cessara desde Confederação do Equador. Os críticos questionavam, a por exemplo, a opressão representada pelo Poder Moderador - instituído pela Constituição outorgada de e o predomínio do Partido Português junto ao imperador, situação que contrariava muitos interesses.Confederação do EquadorConstituição outorgada D.Pedro I não suportou a pressão política e abdicou do trono.

8 Regências Rebeliões Regenciais:

9 A Revolta dos Malês (1835) Malês: escravo muçulmano de qualquer etnia que soubesse ler e escrever em árabe. Mais ampla rebelião urbana de escravos da história brasileira, a única de lideranças exclusivamente negras Extermínio de brancos e mulatos, os últimos vistos como delatores dos movimentos populares

10 Balaiada Maranhão. Popular. Contra a pobreza, miséria e abandono político. Movimento reprimido.

11 GUARDA NACIONAL Durante o período regencial, observamos a eclosão de vários levantes que questionavam a autoridade exercida pelos novos mandatários do poder. Ao manter a estrutura política centralizadora do governo imperial, os regentes apenas eclodiram a forte insatisfação que se dirigia contra o autoritarismo da época. Vale ainda lembrar que, nessa mesma época, os quadros do exército brasileiro eram bastante limitados e não poderiam controlar todas as situações de conflito.

12 GUARDA NACIONAL A Guarda Nacional foi criada com o propósito de defender a constituição, a integridade, a liberdade e a independência do Império Brasileiro. Além disso, pelo poder a ela concedido, seus membros deveriam firmar o compromisso de sedimentar a tranquilidade e a ordem pública.

13 GOLPE DA MAIORIDADE A Declaração da Maioridade, também referida em História do Brasil como Golpe da Maioridade, ocorreu em 23 de julho de 1840 com o apoio do Partido Liberal, e pôs fim ao período regencial brasileiro. Os liberais agitaram o povo, que pressionou o Senado a declarar o jovem Pedro II maior de idade aos seus 14 anos incompletos. Esse ato teve como principal objetivo dar o poder para Dom Pedro II para que esse, embora inexperiente, pudesse pôr fim a disputas politicas que abalavam o Brasil mediante sua autoridade. Acreditavam que com a figura do imperador deteriam as revoltas que estavam ocorrendo como: farroupilha, sabinada, cabanagem, revolta dos malês e balaiada.

14 Segundo Reinado O período de transição da Regência para o Segundo Reinado é o momento que a elite portuguesa que estava no poder juntamente com a Guarda Nacional tentavam assegurar o controle do poder central sobre as forças locais. (regionais) Guerra do PARAGUAI:

15 GUERRA DO PARAGUAI Saldo e consequências da Guerra: Nesta guerra morreram cerca de 300 mil pessoas (civis e militares); Cerca de 20% da população paraguaia morreu na guerra; A indústria paraguaia foi destruída e a economia ficou totalmente comprometida; O prejuízo financeiro para o Brasil, com os gastos de guerra, foi extremamente elevado e acabou por prejudicar a economia brasileira. A Inglaterra, que apoiou a Tríplice Aliança, aumentou sua influência na região.


Carregar ppt "Revisão 8° ano Conteúdos: A independência do Brasil O Primeiro Reinado O fim do Primeiro Reinado O período regencial Segundo Reinado."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google