A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Verbos. Verbos: São palavras que exprimem ação, estado, mudança de estado e fenômeno meteorológicos, sempre em relação a determinado tempo. Exemplos:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Verbos. Verbos: São palavras que exprimem ação, estado, mudança de estado e fenômeno meteorológicos, sempre em relação a determinado tempo. Exemplos:"— Transcrição da apresentação:

1 Verbos

2 Verbos: São palavras que exprimem ação, estado, mudança de estado e fenômeno meteorológicos, sempre em relação a determinado tempo. Exemplos: Eu escrevi um poema de amor para você. Ação Pedro é um bom sujeito. Estado Choveu tanto, que a nossa ruazinha se tornou um rio sujo e lamacento. Fenômeno Meteorológico Mudança de Estado

3 Locução Verbal Quando dois ou mais verbos têm valor de um, eles formam uma locução verbal, expressão que é sempre composto de verbo auxiliar mais verbo principal. Nas locuções verbais, conjuga-se apenas o verbo auxiliar, pois o verbo principal vem sempre numa das formas nominais: infinitivo, gerúndio ou particípio. Se você está lendo este anuncio, agradeça ao seu professor. presente verbo ta no gerúndio

4 Número de pessoas As três pessoas do verbo são as mesmas do discurso, ou seja, aquelas que envolvem todo ato de comunicação, e podem estar no singular ou no plural. Observe as variações de pessoa e de número relativas ao presente do verbo escrever, por exemplo: 1° pessoa (quem fala): Eu escrevo bem/ Nós escrevemos bem. 2° pessoa (com quem se fala): Tu escreves bem/ Vós escreveis bem. 3° pessoa (de quem ou de que se fala): Ele (a) escreve bem/ Eles (a) escrevem bem.

5 Modo Indicativo: É o modo da certeza, o que expressa algo que seguramente acontece, aconteceu ou acontecerá: Eu estudo todos os dias. Subjuntivo: É o modo da duvida, o que expressa a incerteza, possibilidade de algo vir a acontecer: Meus pais querem que eu leia todos os dias. Imperativo: É o modo geralmente empregado quando se tem a finalidade de exortar o interlocutor o cumprir a ação indicado pelo verbo. É o modo da persuasão, da ordem, do pedido, do conselho, do convite: Leia todos os dias, nem que seja um pequeno texto!

6 Disse adeus aos pais e partiu com a caravana. Este é aquele com quem viverei de agora em diante. Na primeira frase, as formas verbais disse e partiu, se referem a fatos que já aconteceram; Na segunda, a forma verbal é se refere a algo que ocorre no momento em que se fala, enquanto a forma viverei se refere a um fato que ainda vai acontecer. Assim os verbos dizer e partir estão no pretérito também chamado de passado de (disse, partiu), o verbo ser está no presente (é) e o verbo viver no futuro (viverei).

7 Flexões de Tempo no Modo Indicativo Os tempos do modo Indicativo são: -Presente: expressa uma ação que está ocorrendo no momento em que se fala ou uma ação que se repete ou perdura: Nos moramos aqui. Pretérito: subdivide-se em: -Pretérito perfeito: Transmite a idéia de uma ação complementar concluída: Eu joguei bola ontem -Pretérito Imperfeito: transmite a idéia de uma ação habitual ou continua ou que vinha acontecendo mas foi interrompida por outra: Ele sempre me visitaria aos domingos. (ação continua). Nós fechávamos a porta quando as visitas chegaram. (ação interrompida) -Pretérito mais que perfeito: expressa a idéia de uma ação acorrida no passado, mais que é anterior a outra ação também passada: Quando ele saiu, eu já fizera minha lição.

8 Futuro: subdivide-se em: -Futuro do presente: expressa a idéia de uma ação que ocorrerá num tempo futuro em relação ao tempo atual: Eu irei á praia amanhã. -Futuro do pretérito: expressa a idéia de uma ação que ocorreria desde certa condição tivesse sido atendida: Eu iria à praia, se estivesse em férias.

9 Flexões do Tempo no Modo Subjuntivo Os tempos do modo subjuntivo são: -Presente: indica um fato incerto no presente ou um desejo, sendo empregado normalmente depois de expressões como convém que, é necessário que, é possível que, tomara que, talvez: Talvez faça um curso de Inglês este ano. -Pretérito Imperfeito: indica um fato incerto ou improvável ou em fato que poderia ter ocorrido mediante certa condição: Se ele pensasse no futuro, estudaria mais. -Futuro: expressa a idéia de um acontecimento possível no futuro: Quando ele chegar, nós iniciaremos a reunião.

10 Voz A voz do verbo indica o tipo de relação que o sujeito mantém como verbo. São três as vozes verbais: -Ativa: o sujeito pratica a ação verbal e, por isso, é um sujeito agente: A imobiliária do meu tio alugou todas as coisas velhas da vila. Sujeito agente ação verbal Passiva: o sujeito sofre a ação expressa pelo verbo e, por isso, é um sujeito paciente, Há dois tipos de passiva: - Analítica: formada pelo verbo ser ou estar mais o particípio do verbo principal: Todas as casas velhas da vila foram alugadas pela imobiliária do meu tio. Sujeito paciente Verbo ser mais particípio

11 -Sintética: formada pelo acréscimo do pronome apassivador, normalmente em frases nas quais o verbo precede o sujeito paciente: Alugaram-se todas as casas velhas da vila. Pronome apassivador sujeito paciente -Reflexiva: o sujeito pratica e recebe a ação verbal.

12 Formas Nominais do Verbo As formas nominais do verbo derivam do tema (Radical + Vogal temática) acrescido das desinências: -r: para o infinitivo: atravessar, conhecer, partir -do: para o particípio: atravessado, permanecendo, escolhido. -ndo: para o gerúndio: andando, permanecendo, partindo. As formas nominais não podem exprimir por nem o tempo nem o medo. Seu valor de modo e tempo depende do contexto em que aparecem. O infinitivo apresenta o processo verbal e potência, exprimindo a ação verbal propriamente dita: aproxima-se desse modo, do substantivo. Ler é um prazer O gerúndio transmite a idéia de que a ação verbal está em curso: desempenha, assim, as funções excessivas pelo advérbio e pelo adjetivo.

13 chegando afinal à terra do futuro esposo, eis que ele saiu de casa e veio andando ao seu encanto. O particípio transmite a idéia de que o processo da ação verbal chegou ao fim; pode desempenhar a função de um adjetivo e, nesse caso, concorda em gênero e número com o substantivo a que se refere. A jovem não escolhera, foi escolhida.

14 Classificação dos verbos Os verbos classificam-se, quanto à flexão, em regulares, irregulares, anômalos defectivos e abundantes; e quanto a função, em auxiliares e principais. Verbos regulares e irregulares Leia a tira: Vou tatuar o nome do meu namorado Não faça isso keki! Por quê? Você pode se arrepender

15 No 1° balão da tira, aparece com desta que o verbo tatuar (1° conjugação). Se conjugarmos esse verbo no presente, no imperfeito, e no futuro do indicativo, observaremos que ele não apresenta alterações no radical e que as desinências variam de acordo com um modelo. O verbo tatuar e todos os outros que ao serem conjugados não sofrem alteração no radical e cujas desinência variam de acordo com um modelo que são chamados de regulares. Eu tatu o eu tatua vá eu tatua rei Na 2° balão da tira aparece a forma faça, do verbo fazer (2° conjugação). Ao conjugar esse verbo na mesma pessoa e nos tempos verbais que conjugarmos o verbo tatuar, veremos que ele sofre alterações no radical.

16 O verbo fazer e muitos outros que sofrem alterações no radical ou se afastam do modelo de conjugação ao qual pertencem, como dar, estar, ter são chamados de irregulares compare, por exemplo, o verbo arrepender- se, que e regular com o verbo fazer, que é irregular. Eu me arrepend o eu me arrepend ia Eu faç o eu faz ia Eu me arrepend erei eu fa rei Basta conjugá-lo no presente ou no pretérito perfeito do indicativo.

17 Verbos anômalos, defectivos e abundantes Anômalos: são os verbos que, ao serem conjugados, apresentem no radical alterações mais profundas que os verbo irregulares. Defectivos: são os verbos que, ao serem conjugados não apresentam todos os tempos, modo ou pessoa.

18 Os verbos requer e precaver (-se) só têm, no presente do indicativo, a 1° e 2° pessoa do plural-nós reavemos, vós reaveis, nós precavemos, vós precaveis. Quando de necessário, suprimos a ausência dos outras pessoas empregando um sinônimo - eu recupero (para reaver) - ou uma forma equivalente - eu consigo reaver. Esses verbos apresentam o imperativo negativo e o presente do subjuntivo. Nos demais tempos verbais, conjugam-se normalmente: reouve, reaverei, reouvesse, etc.

19 Abundantes: são verbos que apresentam duas ou mais formas equivalentes: haveremos e hemos; entopem e entupem; matado e morto. Normalmente, e abundância ocorre no particípio: um regular, terminado em –ado (1° conjugação) ou –ido (2° e 3° conjugação), e outro irregular, proveniente do latim ou de nome que passou a ter aplicação como verbo. Eis uma relação dos particípio regulares e irregulares mais comuns.

20 InfinitivoParticípio regularParticípio irregular AceitarAceitadoAceito, aceite AcenderAcendidoAceso BenzerBenzidoBento ElevarElegidoEleito EntregarEntregadoEntregue

21 Os particípios regulares geralmente são empregados na construção dos tempos compostos da voz ativa e, portanto, acompanham os verbos auxiliares ter e haver. Os particípios irregulares acompanham ser e estar. Veja os exemplos: A direção tinha suspendido as aulas por falta de energia. As aulas foram suspendidas por falta de energia.

22 Conjugações Conjugar um verbo é flexioná-los em alguns de seus modos, tempos, pessoas, números e vozes. O conjunto de todos essas flexões, de acordo com determinado ordem, chama-se conjugação. Todos os verbos da língua portuguesa pertencem a três conjugações, caracterizadas pela vogal temática: 1° conjugação: os verbos que têm a vogal temática -a: pens a r; 2° conjugação: os verbos que têm a vogal temática -i: entend e r; 3° conjugação: os verbos que têm a vogal temática -i: reflet i r. Assim os verbos terminados em –ar no infinitivo pertencem à 1° conjugação; os terminados em –er, à 2°; os terminados em –ir, à 3°.

23 Formação dos tempos simples Em português, há dois tempos primitivos – o presente do indicativo e o pretérito perfeito do indicativo – e uma forma nominal – o infinitivo impessoal – dos quais deveriam todos os tempos e formas nominais. Presente do indicativo Do presente do indicativo deveria o presente do subjuntivo. 1° conjugação: troca-se a vogal final do presente do indicativo por –e. 2° e 3° conjugação: troca-se a vogal final da 1° pessoa do presente do indicativo por –a. Veja:

24 1° conjugação 2°conjugação 3° conjugação Presente do indicativo Presente do subjuntivo Presente do indicativo Presente do subjuntivo Presente do indicativo Presente do subjuntivo PensoPenseVendoVendaPartoParta PensasPensesVendesVendasPartesPartas PansaPenseVendeVendaParteParta PensamosPensemosVendemosVendamosPartimosPartamos PensaisPenseisVendeisVendaisPartisPartais PensamPesemVendemVendamPartemPartam

25 Constituem exceções os verbos haver, ir, ser estar, querer e saber, que no presente do indicativo e no presente do subjuntivo se conjugam assim: Haver: hei, hás, há, havemos, haveis, hão/haja, hajas, haja, hajamos, hajais, hajam. Ir: vou, vais, vamos, ides, vão/vá, vás, vá, vamos, vades, vão. Ser: sou, és, é, somos, sois, são/seja, sejas, seja, sejamos, sejais, sejam. Estar: estou, estás, estamos, estais, estão/esteja, estejas, esteja, estejamos, estejais, estejam. Querer: quero, queres, quer, queremos, quereis, querem/queria, querias, queira, queiramos, queirais, queiram. Saber: sei, sabes, sabe, sabemos, sabeis, sabem/saiba, saibas, saiba, saibamos, saibais, saibam. Do presente do indicativo e do presente do subjuntivo originam-se o imperativo afirmativo e o negativo. Veja, como exemplo, a formação do imperativo do verbo dizer, observe que: No imperativo não existe a 1° pessoa do singular; No imperativo afirmativo as formas da 2° pessoa (singular e do plural) originam-se do presente do indicativo sem –s; as demais são as mesmas do presente do subjuntivo; No imperativo negativo as formas de todas as pessoas coincidem com as do presente do subjuntivo.

26 Presente do indicativo Imperativo afirmativo Presente do subjuntivo Imperativo negativo Eu digo ______Eu diga ______ Tu dize(s)Dize tuTu digasNão digas tu Ele dizDiga vocêEle digaNão diga você Nós dizemo(s)Digamos nósNós digamosNão digamos nós Vós dizeisDizei vósVós digaisNão digais vós Eles dizemDigam vocêsEles digamNão digam vocês

27 O verbo ser, nas formas da 2° pessoa (tu e vós) do imperativo, apresenta exceções: sê (tu), sede (vós). As demais pessoas formam-se do mesmo modo que os outros verbos. Pretérito perfeito do indicativo O pretérito mais-que-perfeito do indicativo, juntando-se ao tema as desinências –ra, -ras, -ra, -ramos, -reis, -ram; O pretérito imperfeito do subjuntivo, juntando-se ao tema de desinências –sse, -sses, -sse, -ssemos, -sseis, -ssem; O futuro do subjuntivo, acrescentando-se ao tema de desinências –r, -res, -r, -rmos, -rdes, -rem.

28 Pretérito perfeito do indicativo Pretérito mais-que- perfeito do subjuntivo Pretérito imperfeito do subjuntivo Futuro do subjuntivo FizFizeraFizesseFizer FizesteFizerasFizessesFizeres FezFizeraFizesseFizer FizemosFizéramosFizéssemosFizermos fizestesFizéreisFizésseisFizerdes Fizeram FizessemFizerem

29 Infinitivo impessoal O futuro do presente do indicativo, juntando-se ao tema as desinências –rei, -rás, -rá, -remos, -reis,-rão; O futuro do pretérito do indicativo, juntando-se ao tema as desinências –ria, -rias, -ria, -ríamos, -ríeis, -riam; O infinitivo pessoal, juntando-se ao tema as desinências –es (2° p. do sing.) e –mos, -des, -em (respectivamente 1°, 2° e 3° p. do plural), em todas as conjugações; O pretérito imperfeito do indicativo, juntando-se, na 1° conjugação,as desinências –va, -vas, -va, -vamos, -veis, -vam; e, na 2° e na 3° conjugação, -ia, -ias, -ia. –íamos. –íeis, -iam.

30 Infinitivo impessoalFuturo do presente do indicativo Futuro do pretérito do indicativo Infinitivo pessoal EstudarEstudareiEstudariaEstudar EstudarásEstudariasEstudares EstudaráEstudariaEstudar EstudaremosEstudaríamosEstudarmos EstudareisEstudaríeisEstudardes EstudarãoEstudariamEstudarem

31 Infinitivo impessoal Pretérito imperfeito do indicativo 1° conj.2° conj.3° conj.1° conj.2° conj.3° conj. LavarPerceberAbrirLavavaPercebiaAbria LavavasPercebiasAbrias LavavaPercebiaAbria LavávamosPercebíamosabríamos LaváveisPercebíeisAbríeis LavavamPercebiamAbriam

32 Os verbos dizer, fazer, trazer e derivados perdem o –ze no futuro do presente e no futuro do pretérito: direi, diria; farei, faria; trarei, traria. Os verbos ser, ter, vir e pôr no pretérito imperfeito do indicativo tomam, respectivamente, estas formas: era, eras...; tinha, tinhas...; vinha, vinhas...; punha, punhas...

33 Formação dos tempos compostos Modo indicativo Pretérito perfeito composto: formado pelo presente do indicativo do verbo auxiliar ter + o particípio do verbo principal: tenho cantado, tens cantado, tem cantado, temos cantado, tendes cantado, têm cantado. Pretérito mais-que-perfeito composto: formado pelo imperfeito do indicativo do verbo auxiliar ter (ou haver) + o particípio do verbo principal: tinha cantado, tinhas cantado, tinha cantado, etc. Futuro do presente composto: formado pelo futuro do presente simples do verbo auxiliar ter (ou haver) + o particípio do verbo principal: terei cantado, terás cantado, terá cantado, etc. Futuro do pretérito composto: formado pelo futuro do pretérito simples do verbo auxiliar ter (ou haver) + o particípio do verbo principal: tiver cantado, tiveres cantado, teria cantado, etc.

34 Modo subjuntivo Pretérito perfeito composto: formado pelo presente do subjuntivo do verbo auxiliar ter (ou haver) + o particípio do verbo principal: tenha cantado, tenhas cantado, tenha cantado, etc. Pretérito mais-que-perfeito composto: formado pelo imperfeito do subjuntivo do verbo auxiliar ter (ou haver) + o particípio do verbo principal: tivesse cantado, tivesses cantado, tivesse cantado, etc. Futuro composto: formado pelo futuro do subjuntivo do verbo auxiliar ter (ou haver) + particípio do verbo principal: tiver cantado, tiveres cantado, tiver cantado, etc.

35 Formas nominais Infinitivo impessoal composto: formado pelo infinitivo impessoal do verbo ter (ou haver) + o particípio do verbo principal: ter cantado. Infinitivo pessoal composto: formado pelo infinitivo pessoal do verbo ter (ou haver) + o particípio do verbo principal: ter cantado, teres cantado, ter cantado, termos cantado, terdes cantado, terem cantado. Gerúndio composto: formado pelo gerúndio do verbo auxiliar ter (ou haver) + o particípio do verbo principal: tendo cantado.

36 Trabalho de Língua Portuguesa Alunas: Ariadna, Naiara, Isa, Patricia e Marlene Professora: Ilena 2° Ano EM A


Carregar ppt "Verbos. Verbos: São palavras que exprimem ação, estado, mudança de estado e fenômeno meteorológicos, sempre em relação a determinado tempo. Exemplos:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google