A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados Reunião Ordinária Audiência Pública 23/03/2005 George.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados Reunião Ordinária Audiência Pública 23/03/2005 George."— Transcrição da apresentação:

1 Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados Reunião Ordinária Audiência Pública 23/03/2005 George Wagner Bonifácio e Sousa Vice Presidente FERTILIZANTES DO AGRONEGÓCIO

2 Consumo Fertilizantes por Cultura no Brasil CONSUMO TOTAL (1000 TON) 2004 SOJA – 38,8 % MILHO – 16,3 % CANA DE AÇÚCAR – 11,8 % CAFÉ – 5,8 % ALGODÃO HERBÁCEO – 4,7 % ARROZ 846 – 3,7 % TRIGO 755 – 3,3 % Feijão 602 – 2,6 % FUMO 517 – 2,2 % BATATA 356 – 1,5 % SUB-TOTAL – 91,1% OUTRAS – 8,9 % TOTAL – 100 % 77,59%

3 Participação da Indústria Nacional Consumo Brasileiro (Milhões de toneladas de nutrientes) Evolução das Importações no Consumo de Fertilizantes Ano Participação % 64% 63% 36% Fonte: ANDA e SIACESP. Nacional Importado 2,2 Milhões de t de N 3,5 Milhões de t de P 2 O 5 3,9 Milhões de t de K 2 O

4 Aspectos da Demanda – Agronegócio - Fertilizantes Após alguns anos anos de situação favorável para a agricultura, mercado internacional em alta e alto nível profissionalização do setor, observam-se, na safra 2004/2005 cenários mais desfavoráveis localizados. VOLUME ENTREGUE Problema sério - clima no RGS. Problemas regionais localizados - clima e doença em alguns outros estados. Alguns setores, regiões e lavouras com melhores perspectivas de produtividade e preço. Queda estimativa de produção. Queda de estoques mundiais. Mudança taxa cambial. Reversão moderada dos preços de soja e milho nestes últimos 20 dias M TON M TON. - 0,1 %

5 RELAÇÃO DE TROCAS - Quantos sacos 60kg/toneladas Cana são necessários para 1 tonelada de adubo. Fonte: ANDA Soja 16,7 sc Milho 34 sc Cana 16,1 ton. Café 4,10 sc Milho 49,20 sc Soja 19,5 sc Cana 26 ton. Café 2,8 sa

6 Aspectos da Oferta Fertilizantes ANÁLISE A oferta mundial de fertilizantes vem se estreitando em relação a demanda. Preços baixos dos fertilizantes, até alguns anos, afastou Investimentos, principalmente nas áreas de fósforo e potássio. Aumento da demanda de fertilizantes pelos países em desenvolvimento: China, Índia, Brasil, Paquistão e outros. Subsídios e novas técnicas, incrementam o consumo, dão sustentação e elevam os preços internacionais. Mesmo assim, apesar de 4º consumidor mundial de fertilizantes, (6,5% do consumo) o Brasil não tem a menor condição de influir na formação de preços.

7 Aspectos da Oferta Fertilizantes. NITROGÊNIO Os preços da Uréia, Sulfato de Amônio etc, são decorrentes do Petróleo, do Gás, da Nafta, da Amônia, todos em ascensão. FÓSFORO Fósforo – Reduziu-se o número de fornecedores. Os grandes exportadores são: EUA, (1 empresa), Marrocos (1 empresa), Rússia (1 holding). Outros países muito pouco expressivos.. Os produtores de fósforo – potássio vêm reajustando os seus preços na mesma proporção da desvalorização do dólar pois seus custos internos, segundo alegam, são efetuados em moedas locais, Euro – US Canadense – Rublo POTÁSSIO Potássio – Também reduziu-se o número de fornecedores. Os grandes exportadores são Canadá, (1 empresa), Alemanha, (1 empresa), Rússia, (2 empresas). Outros países muito pouco expressivos.

8 Aspectos da Oferta – Agronegócio - Fertilizantes PROBLEMAS ADICIONAIS PARA OFERTA Logísticos – Portos, Transportes, Armazenagem. Demurrage, Fretes caros etc. Fretes Marítimos Internacionais – aumentaram 2 ou 3 vezes nos últimos 18 meses. A situação piora na medida em que as indefinições postergam entregas/retiradas somente para o pico da safra acentuando os gargalos sazonais.

9 65% JUN/04 U$ 175 Lei /07/04 21% CLORETO DE POTÁSSIO C + F BRASIL - US/TON

10 32 % 8,33% JUN/04 U$ 240 Lei /07/04 MAP C + F BRASIL – US/TON

11 31,13% 50 % JUN/04 U$ 198 Lei /07/04 URÉIA C + F US/TON

12 IMPORTADO ( MARÇO/05 ) FOB À VISTA U$ 223, ,33% FRETE MARÍTIMO U$ 45, ,80% AFRMM (25% S/ FRETE MARIT.) U$ 11,25 - 3,70% DESPESA PORTO U$ 11,13 - 3,66% IMP. DE IMPORTAÇÃO (4%) U$ 10,72 - 3,53% DEMURRAGE U$ 3,00 - 0,99% TOTAL U$ 304, ,00% FORMAÇÃO – CUSTO DE IMPORTAÇÃO - URÉIA ICMS INTERESTADUAL 8,4% OFERTA IMPORTADO MIL TON. - NACIONAL 900 MIL TON.

13 IMPORTADO ( MARÇO/05 ) FOB À VISTA U$ 220, ,09% FRETE MARÍTIMO U$ 45, ,95% AFRMM (25% S/ FRETE MARIT.) U$ 11,25 - 3,74% DESPESA PORTO U$ 11,13 - 3,70% IMP. DE IMPORTAÇÃO (4%) U$ 10,60 - 3,52% DEMURRAGE U$ 3,00 - 1,00% TOTAL U$ 300, ,00% FORMAÇÃO- CUSTO DE IMPORTAÇÃO - MAP ICMS INTERESTADUAL 8,4% OFERTA 2004 – IMPORTADO MIL TON. - NACIONAL 966 MIL TON.

14 IMPORTADO ( MARÇO/05 ) FOB À VISTA U$ 170,00 – 72,61% FRETE MARÍTIMO U$ 40, ,08% DESPESA PORTO U$ 11,13 - 4,75% AFRMM (25% S/ FRETE MARIT.) U$ 10,00 - 4,27% IMP. DE IMPORTAÇÃO (0%) U$ 00,00 - 0,00% DEMURRAGE U$ 3,00 - 1,28% TOTAL U$ 234, ,00% FORMAÇÃO CUSTO DE IMPORTAÇÃO - CLORETO DE POTÁSSIO OFERTA 2004 – IMPORTADO MIL TON. -NACIONAL 640 MIL TON. ICMS INTERESTADUAL 8,4%

15 Brasil Custo Total 80 58(13)Prêmio Transporte Marítimo 5533 Despesas Portuárias Frete ao Porto Custo de Produção Paraná ²Mato Grosso ¹ ArgentinaEUAItem Fonte: CONAB. ¹ Sorriso ² Campo Mourão Cadeia produtiva da soja US$/toneladas

16 EXPECTATIVAS DO SETOR Continuar atendendo a Agricultura através da grande rede de empresas (125), de vários portes e cooperativas produtoras de fertilizantes. Esta rede compete de forma agressiva e eficiente levando à agricultura, em todas as regiões, os melhores preços, as melhores técnicas, utilizando e repassando as condições logísticas mais favoráveis. Interagir nos limites do setor e de cada segmento para gerar soluções econômicas e técnicas viáveis, junto com todos os demais setores do País, sejam privados e ou governamentais, para redução do custo Brasil, eliminando gargalos de infra-estruturas - portuários, rodoviários, ferroviários, armazenamento etc.

17 EXPECTATIVAS DO SETOR Analisar de forma integrada e compatível problemas ligados a carga tributária. AFRMM – Adicional de frete da marinha mercante. ICMS Interestadual ALÍQUOTA DE IMPORTAÇÃO PIS/COFINS – (Embora isento como matéria-prima transforma-se em custo final nos casos dos fretes, energia elétrica, etc. Assunto tramitou favoravelmente nesta Câmara). Expectativa de políticas econômicas estáveis e compatíveis para viabilizar investimentos. Expectativa positiva, embora a médio e longo prazo, no sucesso das reivindicações e pleitos junto a O.M.C. Evolução da legislação necessária para a criação e regulamentação do seguro rural.

18


Carregar ppt "Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados Reunião Ordinária Audiência Pública 23/03/2005 George."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google