A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

RESULTADOS AULAS PRÁTICAS UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO CAMPUS DE PIRACICABA Centro de Energia Nuclear na Agricultura Laboratório de Biologia Celular e molecular.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "RESULTADOS AULAS PRÁTICAS UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO CAMPUS DE PIRACICABA Centro de Energia Nuclear na Agricultura Laboratório de Biologia Celular e molecular."— Transcrição da apresentação:

1 RESULTADOS AULAS PRÁTICAS UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO CAMPUS DE PIRACICABA Centro de Energia Nuclear na Agricultura Laboratório de Biologia Celular e molecular Disciplina CEN-0333 – Análise Diagnóstica de Organismos Geneticamente Modificados (OGMs) Responsável: Dra. Siu Mui Tsai Ap. Técnico: José Elias Gomes Estagiária: Fabiana S. Cannavan

2 06/03/2012 Materiais usados na aula prática para detecção de OGMs KIT TRAIT PARA DETECÇÃO DE PROTEINAS Proteína da Agrobacterium tumefasciens em Soja, Canola e Algodão: CP4 EPSPS (RR)

3 Para a credibilidade do teste, todas as fitas devem apresentar a marca, a linha controle, proveniente da proteína (soja e milho), indicando que houve a correta migração das proteínas do extrato pela fita e ligação com seus respectivos anticorpos; Conforme esperado, os grãos geneticamente modificados com o gene CP4 EPSPS nos seus tecidos, indicaram resultado positivo na avaliação das marcas na fita-teste. Nesses casos, as tiras de fluxo lateral fornecidas no Kit indicaram a formação de duas marcas: a primeira referente á proteína, e a segunda, exclusiva dos transgênicos;

4 Grãos de Soja convencional Grãos de Soja transgênica

5 O teste é qualitativo e capaz de detectar amostras com nível de contaminação acima de 1% em apenas 5 minutos. O seu uso é de extrema praticidade, sendo muito importante para rápida detecção de alimentos geneticamente modificados em portos e aeroportos.

6 Para o uso de técnicas moleculares de detecção de OGMs, a turma foi dividida em grupos Grupo 1 1 – Grãos Soja Convencional 2 – Grãos Soja Convencional 3 – Grãos Soja Convencional 1A – Leite Soja 2A – Proteina Soja Texturizada (Carne Soja ) 1M – Folha Milho Convencional 2M – Folha Milho Transgênica Grupo 2 4 – Grão Soja convencional 5 – Grãos Soja Convencional 6 – Grãos Soja Convencional 3A – Leite Soja 4A – Proteina Soja Texturizada (Carne Soja ) 3M – Folha Milho Convencional 4M – Folha Milho Transgênica

7 Grupo 3Grupo 4 Para o uso de técnicas moleculares de detecção de OGMs, a turma foi dividida em grupos 7 – Grãos Soja Convencional 8 – Grãos Soja Convencional 9 – Grãos Soja Convencional 5A – Leite Soja 6A – Proteina Soja Texturizada (Carne Soja ) 5M – Folha Milho Convencional 6M – Folha Milho Transgênica 10 – Grãos Soja Transgênica 11 – Grãos Soja Transgênica 12 – Grãos Soja Transgênica 7A – Leite Soja 8A – Proteina Soja Texturizada (Carne Soja ) 7M – Folha Milho Convencional 8M – Folha Milho Transgênica

8 Grupo 5Grupo 6 Para o uso de técnicas moleculares de detecção de OGMs, a turma foi dividida em grupos 13 – Grãos Soja Transgênica 14 – Grãos Soja Transgênica 15 – Grãos Soja Transgênica 9A – Leite Soja 10A – Proteina Soja Texturizada (Carne Soja ) 9M – Folha Milho Convencional 10M – Folha Milho Transgênica 16 – Grãos Soja Transgênica 17 – Grãos Soja Transgênica 18 – Grãos Soja Transgênica 11A – Leite Soja 12A – Proteina Soja Texturizada (Carne Soja ) 11M – Folha Milho Convencional 12M – Folha Milho Transgênica

9 13/03/2012 extração do DNA genômico total de grãos de soja – protocolo CTAB de Doyle&Doyle 1990, modificado; 20/03/2012 Extração de DNA utilizando Sistema de Purificação de DNA para Alimento Wizard Magnetic Cat. FF /03/2012 Extração de DNA de tecidos foliares de milho – protocolo CTAB de Doyle&Doyle 1990, modificado.

10 Quantificação e pureza das amostras de DNA mensuradas em espectrofotômetro (Nanodrop 1100) 10/04/2012 Amostras - Grupo1ng/µl260/ A A M M Amostras - Grupo2ng/µl260/ A A M M Amostras - Grupo3ng/µl260/ A A M M Amostras - Grupo4ng/µl260/ A A M M

11 Quantificação e pureza das amostras de DNA mensuradas em espectrofotômetro (Nanodrop 1100) 10/04/2012 Amostras - Grupo5ng/µl260/ A A M M Amostras - Grupo6ng/µl260/ A A M M M

12 GRUPO 1 10/04/2012 Quantificação do DNA 1231A2A1M2M GRUPO A 4A 3M 4M

13 GRUPO 3 10/04/2012 Quantificação do DNA 7895A6A5M6M GRUPO A8A7M8M

14 GRUPO 5 10/04/2012 Quantificação do DNA A 10A 9M 10M GRUPO A 12A 11M 12M

15 Grupo 1 1 – Soja 0% 2 – Soja 5% 3 – Grãos de soja convencional 4 – Grãos de soja convencional 5 – Grãos de soja convencional 6 – Leite processado 7 – Carne processada 8 – Folha de milho convencional 9 – Folha de milho transgênico 10 – Controle Negativo PCR - Primer LEC

16 Grupo 2 1 – Soja 0% 2 – Soja 5% 3 – Grãos de soja convencional 4 – Grãos de soja convencional 5 – Grãos de soja convencional 6 – Leite processado 7 – Carne processada 8 – Folha de milho convencional 9 – Folha de milho transgênico 10 – Controle Negativo PCR - Primer RR

17 Grupo 3 1 – Soja 0% 2 – Soja 5% 3 – Grãos de soja convencional 4 – Grãos de soja convencional 5 – Grãos de soja convencional 6 – Leite processado 7 – Carne processada 8 – Folha de milho convencional 9 – Folha de milho transgênico 10 – Controle Negativo PCR - Primer 35S

18 Grupo 4 1 – Soja 0% 2 – Soja 5% 3 – Grãos de soja transgênica 4 – Grãos de soja transgênica 5 – Grãos de soja transgênica 6 – Leite processado 7 – Carne processada 8 – Folha de milho convencional 9 – Folha de milho transgênico 10 – Controle Negativo PCR - Primer LEC

19 Grupo 5 1 – Soja 0% 2 – Soja 5% 3 – Grãos de soja transgênica 4 – Grãos de soja transgênica 5 – Grãos de soja transgênica 6 – Leite processado 7 – Carne processada 8 – Folha de milho convencional 9 – Folha de milho transgênico 10 – Controle Negativo PCR - Primer RR

20 Grupo 6 1 – Soja 0% 2 – Soja 5% 3 – Grãos de soja transgênica 4 – Grãos de soja transgênica 5 – Grãos de soja transgênica 6 – Leite processado 7 – Carne processada 8 – Folha de milho convencional 9 – Folha de milho transgênico 10 – Controle Negativo PCR - Primer 35S


Carregar ppt "RESULTADOS AULAS PRÁTICAS UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO CAMPUS DE PIRACICABA Centro de Energia Nuclear na Agricultura Laboratório de Biologia Celular e molecular."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google