A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sociedade Espírita de Cotia - SEC Departamento de Orientação Doutrinária – DOD Área de Ensino - Curso OAM – Curso doutrinário da casa espírita Obreiros.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sociedade Espírita de Cotia - SEC Departamento de Orientação Doutrinária – DOD Área de Ensino - Curso OAM – Curso doutrinário da casa espírita Obreiros."— Transcrição da apresentação:

1 Sociedade Espírita de Cotia - SEC Departamento de Orientação Doutrinária – DOD Área de Ensino - Curso OAM – Curso doutrinário da casa espírita Obreiros do Amor e Misericórdia - Curso OAM – Curso doutrinário da casa espírita Obreiros do Amor e Misericórdia

2 MÓDULO III – REENCARNAÇÃO Objetivo geral: Possibilitar entendimento da reencarnação sob a ótica da Doutrina Espírita ROTEIRO 1: Fundamentos e finalidade da reencarnação ROTEIRO 2: Provas da reencarnação ROTEIRO 3: Retorno à vida corporal: o planejamento reencarnatório

3 MÓDULO III – REENCARNAÇÃO ROTEIRO 4: Retorno à vida corporal: união da alma com o corpo ROTEIRO 5: Retorno à vida corporal: união da alma com o corpo (infância) ROTEIRO 6: O esquecimento do passado: justificativa da sua necessidade

4 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Objetivos Específicos: Explicar como é realizado o planejamento reencarnatório

5 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO A reencarnação Reencarnação não é uma invenção do espiritismo (grandes religiões orientais já traziam a idéia de reencarnação) "Estou convencido que vivemos novamente e que os vivos emergem dos que morreram e que as almas dos que morreram estão vivas. Sócrates( a.C.)

6 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Lê-me, leitor, se encontras prazer em ler-me, porque muito raramente eu voltarei a este mundo. Leonardo da Vinci ( d.C.) Nascer duas vezes não é mais surpreendente que nascer uma vez: tudo na natureza é ressurreição. Voltaire ( d.C.)

7 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO No Evangelho Matheus – Cap. XVII, versículos Jesus, quando interrogado pelos seus discípulos disse...O Elias que deveria vir já veio, é este que ai está (referia-se a João Batista – Elias havia desencarnado alguns séculos antes) João – Cap. III, versículos (Entrevista de Jesus com Nicodemus)...É necessário nascer de novo para entrar no Reino dos Céus...

8 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Paulo de Tarso...a um corpo material e um corpo espiritual...a semente que você planta precisa morrer para nascer uma nova árvore... E continua...o que eu quero dizer a vocês é que a carne e o sangue não herda o reino dos céus... (Cap. XV – v. 50 da 1ª Carta aos Coríntios) No ESE – Cap. IV – Ressurreição e Reencarnação – Laços de Família

9 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO A reencarnação - Provas Lembranças do passado, comunicações mediúnicas e as idéias inatas, são evidências da reencarnação...Os conhecimentos adquiridos em cada existência não se perdem...Durante a encarnação, pode esquecê-los em parte... (LE – 218a)

10 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Dr. Ian Stevenson (médico canadense – 20 casos) Hernani Guimarães Andrade (engenheiro – criador do Instituto de Pesquisas Psicobiofísicas) Prof. Hamendra Banerjee (parapsicólogo indiano casos de pessoas que tinham nítidas lembranças de vidas anteriores) Gerson Simões Monteiro (Reencarnação é Possível Provar)

11 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Finalidades da reencarnação Progresso do espírito (LE – 132) A encarnação é necessária ao duplo progresso, moral e intelectual, do Espírito: ao progresso intelectual pela atividade obrigatória do trabalho, ao progresso moral pela necessidade recíproca dos homens entre si. (O Céu e o Inferno, cap. III n.° 8.)

12 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Condições do espírito após a morte Logo após a morte o espírito se liberta gradualmente e com uma lentidão variável, segundo os indivíduos e as circunstâncias da morte... (LE - 155) Estado de perturbação e o despertar Erros e acertos – nova oportunidade de reencarnar

13 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Efetivamente, logo após a morte física, sofre a alma culpada minucioso processo de purgação, tanto mais produtivo quanto mais se lhe exteriorize a dor do arrependimento, e, apenas depois disso, consegue elevar-se a esferas de reconforto e reeducação. (Evolução em Dois Mundos, Cap. 19, Depois da Morte, Francisco Cândido Xavier, pelo espírito de André Luiz)

14 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Livre-arbítrio x Lei de Causa e Efeito

15 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Deus não é injusto, somos nós quem escolhemos caminhos que vão de encontro com suas Leis Divinas, gerando consequências A cada um, segundo as suas obras Se as penas e castigos eternos não existem, deparamos com a reencarnação que nos dá a oportunidade de repararmos nossos erros

16 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Livre-arbítrio escolhas Bem Mal Consequências Progresso Reparação

17 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Chegamos ao mundo de maneira ocasional? É aí que entra o planejamento reencarnatório

18 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Na reencarnação não existe improviso... (Memórias de um Suicida) Não existe reencarnação sem um projeto, a espiritualidade não trabalha de forma desorganizada... (Ercília Zilli – O espirito em Terapia) Nada ocorre sem um planejamento superior... (Divaldo Pereira Franco)

19 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Quando na erraticidade, antes de começar nova existência corporal, tem o Espírito consciência e previsão do que lhe sucederá no curso da vida terrena? (258 – LE) Ele próprio escolhe o gênero de provas por que há de passar e nisso consiste o seu livre-arbítrio.

20 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO LOGO após a morte o espírito já pode planejar sua próxima reencarnação? Não, muitos acreditam na eternidade das penas, o que, como já vos disse, é um castigo. (LE – 262) É necessário o despertar do espírito

21 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO E, se não ocorrer o despertar do espírito, Deus fica esperando até quando? Deus sabe esperar, não apressa a expiação. Todavia, pode impor certa existência a um espírito, quando este, pela sua inferioridade ou má vontade, não se mostra apto a compreender o que lhe seria mais útil... (LE- 262) Planejamento e reencarnação compulsória

22 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO O PLANEJAMENTO de espíritos no início do processo evolutivo, sem condições de escolha e rebeldes é feito: Por espíritos esclarecidos Deus lhe supre a inexperiência, traçando-lhe o caminho que deve seguir, como fazeis com a criancinha... (LE – 262) Reencarnações se processam, muita vez, sem qualquer consulta, aos que necessitam segregação em certas lutas no plano físico... (Evolução em Dois Mundos)

23 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Então QUEM planeja: a) Próprio espírito = em condições morais e intelectuais (LE – 258) b) Espíritos sem condições = planejamento delegado (LE – 262) A liberdade de escolha sempre vai depender do grau evolutivo do espírito

24 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO OS ESPÍRITOS podem escolher livremente as provas, sem limites? NÃO, esbarramos nos limites das leis de Deus (não existe o livre-arbítrio absoluto) Nada ocorre sem a permissão de Deus, porquanto foi Deus quem estabeleceu todas as leis que regem o Universo. (LE – Resposta – 258 – a)

25 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO O QUE se planeja? Apenas o gênero das provas Previstos só os fatos principais e marcantes, secundários são consequências das nossas próprias ações Nossos descuidos não podem ser atribuídos ao planejamento espiritual

26 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Se tomares uma estrada cheia de sulcos profundos, sabes que terás de andar cautelosamente, porque há muitas probabilidades de caíres; ignoras, contudo, em que ponto cairás e bem pode suceder que não caias, se fores bastante prudente... (LE – 259). A Lei de causa e efeito não é como a Lei de Talião - O amor cobre uma multidão de pecados

27 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO O QUE motiva a escolha de suas provas? Oportunidade de reparar os erros segundo a natureza das faltas Evolução moral e intelectual Visão ampla + vontade do reajuste

28 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO SERÁ cumprido o que foi planejado? Pode ser que sim, pode ser que não Depende da utilização do livre arbítrio Completistas (Missionários da Luz) 50%, 70% ou mais não cumprem

29 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO E SE o espírito falhar em seu planejamento? Sempre terá uma nova oportunidade Contudo, poderá ocorrer a restrição da capacidade de opinar sobre o planejamento

30 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO COMO funciona a recorporificação? Espíritos superiores: plasmam o corpo por si mesmo ou com ajuda do Plano Superior Espíritos menos evoluídos: a) em alguns ocorre uma simbiose fluídica inteiramente dependentes da hereditariedade(Evolução em Dois mundos) b) Em outros: existe uma cautela de preparo

31 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Planejamento de Reencarnações da Colônia Nosso Lar Grande porcentagem de reencarnações se processam em moldes padronizados Outra porcentagem não obedece ao mesmo programa Colônias especiais para trabalhadores e missionários Cap. 12 – Preparação de Experiências

32 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO O planejamento reencarnatório de Segismundo Caminho da reconciliação Lei de hereditariedade funciona com inalienável domínio sobre os seres em evolução, mas sofrem influências Forças mais elevadas podem imprimir certas modificações á matéria para os trabalhos de redenção Cap. 12 – Preparação de Experiências

33 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Segunda Parte – Prelúdios da Reencarnação Departamento de Reencarnação Primeira fase: Recolhimento Segunda fase: Análise e estudos

34 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Após o interno passa ao estágio de reprogramação reencarnatória Emendas e diminuição das provas Asilados do Manicômio – reencarnação compulsória

35 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Revista espírita Análise minuciosa da doutrina Inúmeros casos de planejamento

36 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Espíritos depois da morte Arrependimento Reencarnações especiais Recorporificação Capítulo 19 – Alma e Reencarnação

37 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO Planejamento vai de simples a complexo Um intelectual receberia maior atenção na estrutura cerebral Um médio receberia assistência especial no sistema nervoso Capítulo 28 – Retorno

38 O PLANEJAMENTO REENCARNATÓRIO [...] a existência humana não é um ato acidental [...], a justiça exerce seu ministério, todos os dias, obedecendo ao alto desígnio que manda ministrar os dons da vida a cada um por suas obras André Luiz (p. 193) Missionários da Luz

39 FIM Referências: ESDE – Tomo 1 – Mod. VI – Rot.3; Livro dos Espíritos – Q.171, 258, 259, 261 à 264; Missionários da Luz - André Luiz Cap. 12 e Cap. 13; Evolução em dois mundos - André Luiz. Cap. 19; Memórias de Um Suicida – Camilo Cândido Botelho (Yvone A. Pereira) Segunda Parte, pág. 377 e seguintes. Contato:


Carregar ppt "Sociedade Espírita de Cotia - SEC Departamento de Orientação Doutrinária – DOD Área de Ensino - Curso OAM – Curso doutrinário da casa espírita Obreiros."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google